Coluna Bernadete Alves - dia 16/06/2018

Advogado Igor Tokarski celebra a vida com agito no Parque da Cidade

O brasiliense Igor Tokarski festejou mais um ano de vida ao lado de centenas de amigos no feriado do dia 31 de maio, do meio-dia até a madrugada, no Parque da Cidade, no bosque do Funn Festival. O convite de aniversário era a entrada para o bosque do Funn Festival.

O aniversariante recebeu os convidados vestido de amarelo, a cor da alegria, otimismo e luz. Uma cor inspiradora para festejar mais um ano de vida com prosperidade e felicidade.

Ao som de Eduardo & Mônica, considerado o melhor bloco de carnaval e com as inúmeras opções na gastronomia, centenas e centenas de amigos passaram por lá para abraçar o defensor do desenvolvimento sustentável do Distrito Federal.

Depois veio a banda Sambô, com pocket show especial para o aniversariante. Igor é muito querido e respeitado na cidade. Em todos os cargos públicos que assumiu deixou sua marca de competência, seriedade com a coisa pública e dedicação.

Ao cair da noite Igor colocou uma camisa de manga comprida na cor azul. O azul simboliza a água, o líquido mais precioso que temos, e sua preservação é uma luta constante do ex-secretário do Meio Ambiente.

Durante toda a comemoração da vida, Igor recebeu o carinho dos integrantes da Secretaria do Meio Ambiente, onde foi um exemplar gestor público, de empresários, inúmeros políticos, artistas, jornalistas, amigos e familiares.

Tokarski também foi administrador do Plano Piloto, Cruzeiro, Sudoeste e Octogonal. Durante sua gestão ele implantou o projeto Nosso Quadrado, com o objetivo de estimular a participação da comunidade nas ações de governo e na preservação dos espaços públicos e da natureza. Aos que desistem diante ao primeiro obstáculo Igor diz: “Nem todas as tempestades vêm para atrapalhar, algumas vêm para limpar os caminhos”.

Como subsecretário adjunto de Relações Institucionais e Sociais da Casa Civil do Governo do Distrito Federal, mostrou-se um exímio negociador. A receita de Igor é a filosofia persa: “Eleve as suas palavras e não a sua voz, porque é a chuva que faz crescer as plantas e não o trovão”.

Além da natureza, Igor Tokaski é fã da boa música. Ao lado dos pais Donizete Tokarski e Maria Elin e da namorada Bruna Gomes, curtiu o som dos cantores George Henrique e Rodrigo e agradeceu a todos pelo carinho e apoio.

Sou admiradora do trabalho desenvolvido pelo advogado Igor Tokasrki em prol do desenvolvimento sustentável do Distrito Federal. Em todas as funções exercidas demonstrou ser uma pessoa prudente e honesta consigo mesmo. Cumpre suas obrigações sem esperar aplausos e com a gentileza de seu coração. São nas atitudes que conhecemos as pessoas. Desejo ao Igor longa vida com saúde e prosperidade!

CNJ proíbe proselitismo político de juízes nas redes sociais

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) proibiu magistrados de fazer ataques pessoais a candidatos, lideranças políticas ou partidos “com a finalidade de descredenciá-los perante a opinião pública, em razão de ideias ou ideologias de que discorde” nas redes sociais. A decisão assinada pelo corregedor do CNJ e ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), João Otávio Noronha, provocou reação de entidades da magistratura.

A decisão do CNJ acontece depois de o órgão receber representações contra magistrados sobre manifestações em redes sociais. Esse foi o caso que envolveu a desembargadora Marília Castro Neves. Em março, após o assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL), no Rio, ela postou no Facebook notícia falsa que vinculava a vítima ao crime organizado. Antes, publicara comentários contra uma professora com síndrome de Down.“Isso vem crescendo muito na magistratura. Esse tipo de comportamento está começando a se exagerar. Você não deve confiar num juiz que está escrevendo bobagem em rede social. Juiz tem de ter credibilidade”, declara o ministro Noronha.

Condenaram o provimento do corregedor: a Associação dos Magistrados Brasileiros, a Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho, a Associação dos Juízes para Democracia e a União Nacional dos Juízes Federais . Além de apontar censura aos magistrados, as associações consideram que o texto do CNJ pode permitir perseguições políticas a juízes. A Associação dos Juízes Federais do Brasil disse que vai pedir mais esclarecimentos.

O ministro Humberto Martins, do STJ, diz que a norma reproduz o que a Lei Orgânica da Magistratura (Loman) já dispõe. “Não há inovação na ordem jurídica.” O conselheiro Henrique Ávila, do CNJ, concorda e acredita que o texto só detalha e reproduz, na linguagem e “no estágio tecnológico atuais”, o que já está previsto na Constituição e na Loman. “Não haverá qualquer dificuldade de aplicação, pois a esmagadora maioria dos magistrados observa seus deveres sem necessidade de lembretes, mas o provimento foi necessário porque aqui e ali se tem visto abusos em manifestações públicas e até políticas de magistrados.”

O ministro Marco Aurélio Mello do STF, disse que a medida pode ser interpretada como censura.“Não é uma crítica direta ao Conselho, mas, na minha visão, o controle nesse caso é sempre posterior, senão ressoa como censura prévia”, disse o ministro, referindo-se às normas para o uso de redes sociais por juízes e desembargadores. “(É) Inconcebível, com os ares democráticos da Carta de 1988, se ter uma espécie de censura dirigida ao ‘Estado juiz’ (Judiciário) por um órgão administrativo.” Ele disse que a Lei Orgânica da Magistratura Nacional já orienta juízes sobre posicionamentos públicos. Na visão do ministro, cabe ao CNJ o controle administrativo posterior das condutas e manifestações dos magistrados que sejam supostamente irregulares.

O ex-ministro do STF,Carlos Mário Velloso, disse que o lugar de fala dos juízes é nos autos. “O certo é que o juiz fale nos autos e não publicamente a respeito de casos que estão sendo julgados. Isso cabe aos políticos”.

O magistrado não é um cidadão igual ao outros. E, portanto, não pode ser visto como porta-voz de grupos ideológicos nas redes sociais.

 
Coluna Bernadete Alves - dia 15/06/2018

JBr. de Comunicação premia os “Maiores da Capital”

As empresas que mais contribuíram para o desenvolvimento do Distrito Federal, foram homenageadas pelo Grupo JBr. de Comunicação, durante festa na sede nacional do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas, na L2 Sul. A segunda edição do Anuário Melhores da Capital 2018 premiou 53 empresas e instituições do Distrito Federal que foram mais criativas e pujantes durante o ano de 2017. Segundo o Grupo JBr., as homenageadas superaram crises e criaram oportunidades de trabalho.

A cerimônia de premiação foi conduzida pelo jornalista Giulianno Cartaxo, da Record TV. O jornalista Samy Dana, da GloboNews, especialista em economia, falou sobre “Cenários e Tendências da Economia”. Na visão do apresentador, apesar dos desafios que o País enfrenta, esse é o momento de ficar firme e aumentar a produtividade. De acordo com Samy Dana, o Brasil é um bom terreno para grandes empresas.

O diretor superintendente do Grupo JBr., Renato Matsunaga, saudou os participantes e falou que o projeto tem por objetivo dar protagonismo aos empreendimentos que fazem a diferença na Capital do país. “Embora a gente ouça que Brasília é uma capital do poder político, ela também é do empreendedorismo. Quando a capital foi movida para cá, veio por meio de um empreendimento na construção urbana do governo do Brasil”.

Matsunaga disse que o prêmio foi pensado sob três pilares: reconhecer, celebrar e inspirar. “Reconhecer os principais empresários e cases de sucessos, celebrar o sucesso empresarial dessas pessoas e empresas e inspirar através dessas histórias que contribuem tanto para a cidade”. Segundo ele, o JBr. acredita que Brasília tem que ser uma cidade do empreendedorismo e não só do poder político e do funcionalismo público.

Guilherme Lombardi, diretor de marketing e novos negócios do Grupo JBr., falou da dificuldade de selecionar alguns dos inúmeros cases de sucesso, pois a intenção não é fazer apenas um simples ranking, mas homenagear aqueles e aquelas que inovam e assumem a obrigação de levar o nome da capital mais longe. “Escolher essas empresas, entre tantas, é o mínimo que pode ser feito para homenagear as pessoas da iniciativa privada.O JBr. é pioneiro nisso. Há muita gente boa, mas que não é mostrada”, declarou.

O presidente nacional do Sebrae, Guilherme Afif Domingos, disse que o grande empresário começou pequeno e, por isso, mostrar exemplos de gente que já é grande só traz benefícios. Ele lembrou que a emancipação política de Brasília, ocorrida em 1988, teve como centro de debates a Associação Comercial do Distrito Federal. “Conheci a Brasília dos empreendedores, dos batalhadores, e é essa Brasília que hoje está sendo homenageada”, declarou Afif. O superintendente do Sebrae DF, Rodrigo Sá, parabenizou o Grupo JBr. pela valorização e reconhecimento dos empresários do Distrito Federal. “É uma vitrine”.

A solenidade do Anuário Melhores da Capital 2018 brindou os homenageados com uma palestra sobre economia. O jornalista Samy Dana, da GloboNews, especialista em economia, falou sobre “Cenários e Tendências da Economia”. Na visão do apresentador, apesar dos desafios que o País enfrenta, esse é o momento de ficar firme e aumentar a produtividade. De acordo com Samy Dana, o Brasil é um bom terreno para grandes empresas.”Mesmo com a economia longe dos melhores dias, não dá para ignorar o Brasil”, afirmou Samy.

O governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg,destacou a importância das empresas de ponta para a dinâmica do ambiente dos negócios e a superação de desafios conjunturais.“O DF não suporta mais viver apenas de serviço público. Ele é importante, mas temos que crescer por meio do setor privado. Temos aqui uma gama variável de empresários que torna a economia pujante”, declarou Rollemberg.

“Nós só conseguimos mitigar a crise como a greve dos caminhoneiros, graças ao trabalho conjunto do governo com a iniciativa privada. Por isso, fiz questão de vir reconhecer o trabalhos dos empreendedores de Brasília”, finalizou o governador.

Prestigiaram o evento, o presidente da Fibra Jamal Bittar, o presidente do Grupo PaulOOctavio, o empresário Paulo Octávio Pereira, o secretário Valdir Oliveira Filho, parlamentares, empreendedores e imprensa.Dentre os homenageados o Grupo Acreditar, a Biomundo, o Hospital Santa Marta, a Voetur, Bancórbras, Twitter, Grupo Saga, Uber, Lopes Royal, Bali, Grupo Aliança, Taguatinga Shopping e Associação Comercial.

Quatro empresas das organizações PaulOOctavio receberam o troféu: Concessionária Bali, a Rede Plaza Hotéis, o Taguatinga Shopping e a PaulOOctavio Investimentos Imobiliários. O empreendedor Paulo Octávio Pereira dividiu os prêmios com seus colaboradores. “Receber este prêmio é muito gratificante, porque significa que todos estes anos a PaulOOctavio tem contribuído de forma significativa com a geração de empregos e o aquecimento da economia, mas principalmente pagando tributos para que os governos possam exercer sua função de ajudar os mais carentes”.

Há dois anos, a publicação do anuário destaca o trabalho de empresas e instituições do Distrito Federal que superaram crises e criaram oportunidades de trabalho. E em 2018 não foi diferente. Depois da premiação os homenageados confraternizaram com jantar ao som de Ítalo Cunha Quarteto.

 

Dia Internacional de Combate à Violência contra Pessoa Idosa

Neste Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa, o Palácio do Buriti, foi iluminado na cor lilás nesta sexta-feira, 15 de junho. O dia faz referência não só à violência física, mas às diferentes formas de agressão psicológica e emocional. É dever de todos zelar pela dignidade do idoso, colocando-o a salvo de qualquer tratamento desumano, violento, aterrorizante, vexatório ou constrangedor. A data de hoje é organizada desde 2006 pela ONU e pela Rede Internacional de Prevenção à Violência à Pessoa Idosa.

Maus-tratos contra idosos não são apenas agressões físicas de fato, como aqueles espancamentos horríveis que vivem aparecendo no noticiário. Deixar um idoso sozinho a maior parte do tempo, não trocar a fralda geriátrica na frequência necessária ou não oferecer alimentação adequada também são exemplos de ações consideradas maus-tratos pelo Estatuto do Idoso.

Qualquer tipo de denúncia pode ser registrada numa delegacia do idoso, presente em vários municípios, ou mesmo numa delegacia comum. Pedidos de pensão alimentícia, na Defensoria Pública. Em situações de risco, como abandono ou maus-tratos, também é possível procurar o promotor de Justiça no Ministério Público. No Distrito Federal existem vários canais para denunciar os casos de violência física, psicológica, sexual, financeira ou de negligência e abandono: Disque Denúncia: o telefone 197, da Polícia Civil, recebe denúncias sobre todos os tipos de crime, incluindo os praticados contra idosos; Disque Direitos Humanos: o telefone 100, do Ministérios dos Direitos Humanos, é voltado para defesa de minorias como negros, mulheres, idosos, crianças e adolescentes, população LGBT e indígena; Ouvidoria do DF: o telefone 162, da Ouvidoria-Geral do DF, pode ser usado para esse tipo de denúncia; Decrin: desde 2016, o Distrito Federal tem uma delegacia específica de repressão a crimes de intolerância (Decrin). Além da discriminação racial, religiosa, por orientação sexual ou deficiência, a unidade também cuida de crimes contra pessoas de 60 anos ou mais.

A população de idosos no Brasil está crescendo. Projeções da Organização das Nações Unidas indicam que em 2040 haverá mais idosos no país do que crianças e adolescentes.Este fenômeno traz novos desafios para a sociedade e governo, envolvendo o cumprimento dos direitos básicos como alimentos. O direito do idoso aos alimentos está explicito no artigo 229 da CF, que destaca: “Os pais têm o dever de assistir, criar e educar os filhos menores”. A contrapartida desses filhos na vida adulta, segundo o artigo é: “o dever de ajudar e amparar os pais na velhice, carência ou enfermidades”. A obrigatoriedade está fundamentada também no Código Civil no artigo 1696,que dispõe ser a prestação de alimentos um dever recíproco entre país e filhos. No artigo 1697 está expresso que quando não houver parentes ascendentes, a responsabilidade é dos descendentes, observada a ordem de sucessão. Na falta destes, o dever é dos irmãos, tanto germanos quanto os unilaterais.

O valor é calculado de acordo com a possibilidade financeira do parente. Mesmo quem recebe aposentadoria pode solicitar a pensão alimentícia caso o beneficio não seja suficiente para as necessidades da pessoa. Quem desvia o dinheiro ou usa os cartões dos mais velhos indevidamente pode ser punido por isso. Essa violência financeira representa 70% das denuncias registradas pelos idosos, revela Adriana. Idosos que recebem aposentadoria ou pensão e tem alguma doença grave são isentos do imposto de renda.

Pessoas com 65 anos ou mais que nunca contribuíram para a previdência e fazem parte de uma família com renda per capita inferior a R$ 181 (um quarto do salário-mínimo) têm direito ao BPC (Benefício de Prestação Continuada), cujo valor é um salário mínimo por mês. Para calcular a renda per capita da família, some os rendimentos de todos e divida o resultado pelo número de pessoas que vivem na casa. Para solicitar o BPC, basta ir a uma agência do INSS com comprovante de residência, certidão de nascimento, CPF, documento de identidade e carteira de trabalho do idoso e dos outros membros da família.

Embora o governo não tenha programas específicos de distribuição de medicamentos para essa faixa etária, os maiores de 60 podem recorrer às lojas que fazem parte do programa Farmácia Popular, do Ministério da Saúde, para comprar alguns remédios com desconto e para retirar, de graça, fraldas geriátricas e medicamentos para diabetes, hipertensão e asma, disponíveis para toda a população. Idosos doentes não podem ser obrigados a ir a um órgão publico para atender chamados do governo. O órgão deve mandar um representante até a casa da pessoa para resolver a questão. Se estiver lúcido, o idoso tem direito de tomar as decisões relativas a tratamentos aos quais tenha que se submeter.

Idosos com renda inferior a dois salários-mínimos podem viajar de graça em ônibus interestaduais. Se a renda for maior que isso, pagam apenas metade do valor da passagem. Também tem direito a meia-entrada em cinemas, teatros, shows e eventos esportivos.

A proteção a pessoa idosa é garantida pela Constituição Federal em vários dispositivos, como no artigo 229, que diz que é dever dos filhos maiores ajudarem os pais na velhice. O artigo 230 dispõe que a família, a sociedade e o Estado são obrigados a amparar as pessoas idosas, assegurando sua participação na comunidade, defendendo sua dignidade e bem-estar, garantindo a eles o direito à vida. Esta determinação constitucional foi assegurada pela lei nº 8.842, de 4 de janeiro de 1994, estabelecendo a Política Nacional do Idoso, regulamentada pelo Decreto Federal nº 1.948, de 3 julho de 1996. Depois veio o Estatuto do Idoso Lei 10.741/2003.Também existe proteções na legislação tributária, criminal e civil.

Estes são alguns dos direitos dos Idosos que todos nós devemos cumprir. Vamos cuidar com amor e respeito dos verdadeiros sábios.

 
Coluna Bernadete Alves - dia 14/06/2018

Rollemberg anuncia fim do racionamento de água

O Distrito Federal não terá mais racionamento de água a partir de amanhã, dia 15. Depois de um ano e cinco meses, em que a redução de consumo se aliou a investimentos no setor, o governo local se encontra com recursos hídricos suficientes para atender a população até o próximo período chuvoso. A noticia foi dada hoje durante entrevista coletiva no Palácio do Buriti.

O governador Rodrigo Rollemberg detalhou as medidas que permitiram o encerramento do rodízio. “As condições neste momento é de muita segurança, a ponto de podermos dar fim ao racionamento de água. Com a finalização das obras de Corumbá [Sistema Produtor de Água Corumbá], que teremos em um ano, resolveremos a situação pelos próximos 20 anos”, disse o governador ao fazer o anúncio do fim do racionamento. “Por isso, digo, com convicção, que não teremos mais racionamento por algumas gerações.”

Rollemberg disse que os bons resultados são consequência também de “uma nova consciência de consumo na população do DF, que reduziu seu consumo diário, por habitante, de 189 litros em 2014 para 129 em 2017. Em 2015, o consumo de água por habitante estava em 153 litros, e em 2016, 147 litros por dia. Rollemberg ressaltou que, embora tenha havido contribuição das chuvas, elas ainda foram abaixo da média. “Grande parte da melhoria é resultado de um esforço conjunto, centrado no tripé investimentos; redução do consumo pela população; e colaboração dos agricultores.”

Segundo o governador Rodrigo Rollemberg, os R$ 520 milhões investidos no setor de abastecimento garantirão o fornecimento de água “por algumas gerações” no DF. Na estação do Lago Paranoá, foram R$ 42 milhões do governo federal mais R$ 3,5 milhões da tarifa de contingência cobrada pela Caesb. Já no Subsistema Produtor de Água do Bananal, o valor foi de cerca de R$ 20 milhões.

Para fortalecer o abastecimento nas próximas décadas, estão em construção o Subsistema e o Sistema Produtor de Água Corumbá, que, na primeira etapa de funcionamento, terá capacidade de captar 1,4 mil litros de água por segundo (l/s). O número sobe para 2,8 mil l/s na fase final. Como essa última obra é fruto de um consórcio entre DF e Goiás, metade do volume abastecerá cada unidade da Federação. No futuro, a captação poderá ser ampliada para 5,6 mil litros por segundo.

O racionamento acabou, mas o uso consciente da água deve permanecer. Com esforço coletivo vamos evitar o desperdício.

 
Coluna Bernadete Alves - dia 13/06/2018

Câmara dos Deputados entrega Prêmio Zilda Arns

O plenário da Câmara dos Deputados entregou nesta quarta-feira o Prêmio Zilda Arns a pessoas e instituições que se destacaram na defesa dos direitos dos idosos. Criado em setembro de 2017 e regulamentado pelo Ato da Mesa 209/2017, o Prêmio Zilda Arns é uma forma de reconhecimento às pessoas e instituições que contribuíram ou têm contribuído ativamente na defesa dos direitos das pessoas idosas. O prêmio consiste em um diploma de menção honrosa, concedido a até cinco homenageados. Não há ajuda de custo para a vinda dos homenageados à Brasília.

A Câmara recebeu 53 indicações e os vencedores de 2018 foram escolhidos pelo Conselho Deliberativo formado pelo Segundo-Secretário; membros titulares da Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa; um representante de cada partido político com assento na Câmara dos Deputados, indicado por seu respectivo líder caso a bancada não possua membro titular na Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa.

"Envelhecer no Brasil com saúde e dignidade é um desafio.Por isso nós criamos este prêmio. Para que a gente possa reconhecer e dar visibilidade a estas pessoas ou instituições que fazem um trabalho de defesa e cuidado da população idosa. E também para estimular novas ações em prol de um envelhecimento ativo”, declarou a deputada Leandre Dal Ponte do PV/PR.

Os homenageados de 2018 são: Anna Trotta Yaryd (SP): 4ª promotora de justiça cível do Fórum Regional do Jabaquara - Ministério Público do Estado de São Paulo – com atuação na área da pessoa idosa e direitos individuais; Conferência Vicentina de Lages (SC): Mantenedora do Asilo Vicentino de Lages, há 100 anos realiza um trabalho filantrópico em prol dos idosos da região serrana de Santa Catarina; Instituto Juvino Barreto (RN): Organização não-governamental (ONG) de saúde, assistência social-defesa social e institucional, assistência social-proteção social e habitação; Lar dos Velhinhos de Piracicaba (SP): Instituição filantrópica de saúde, lazer, prevenção, cuidado e moradia; Pastoral da Pessoa Idosa (PR): Constitui a maior rede de proteção baseada na solidariedade, garantindo apoio à pessoa idosa e contribuindo com o envelhecimento ativo em todas as regiões e classes sociais.

A honraria foi recebida em Brasília pela promotora de Justiça Anna Trotta Yaryd; pela irmã Maria Enide Leite (do Instituto Juvino Barreto - RN); por Jairo Ribeiro de Mattos (Lar dos Velhinhos de Piracicaba - SP); pela Irmã Terezinha Tortelli (Pastoral da Pessoa Idosa do PR), e pela irmã Conceição (Fundação Leur Brito).

As entidades foram agraciadas pelo trabalho de assistência social e valorização das pessoas com mais de 60 anos e por atuarem pelo cumprimento das políticas públicas destinadas aos idosos nas áreas de saúde, economia, educação e lazer. O prêmio é concedido anualmente pela 2ª Secretaria da Câmara.

O prêmio Zilda Arns foi criado pela Câmara dos Deputados em homenagem a médica pediatra e sanitarista que fundou as pastorais da Criança e da Pessoa Idosa. Zilda Arns se destacou em âmbito internacional pelo trabalho na saúde pública e na área social. Ao longo da década de 1990, ela participou do Conselho Nacional de Saúde e trabalhou no Ministério da Saúde. Dra. Zilda morreu aos 75 anos, no 12 janeiro de 2010, vítima de um terremoto que assolou a cidade de Porto Príncipe, no Haiti.

Dia de Santo Antônio é celebrado com festa e orações

Nesta quarta-feira, 13 de junho, é celebrado o Dia de Santo Antônio, com muita festa e orações em muitas cidades brasileiras e também em Portugal.De acordo com a Igreja Católica a devoção por Santo Antônio se exprime de várias maneiras, em especial, por conta da caridade que ele pregava, já que é conhecido pelos fiéis da igreja católica como o “pai dos pobres e oprimidos”. Santo Antônio cativou muita gente por conta da caridade, dos seus feitos e por ser um santo popular, o grande símbolo disso são os pães que os fiéis trazem para oferecer aos outros.

São Antônio é considerado padroeiro dos amputados, dos animais, dos estéreis, dos barqueiros, dos idosos, das grávidas, dos pescadores, agricultores, viajantes, marinheiros e até dos cavalos e burros. O Santo é invocado para achar coisas perdidas, para conceber filhos, para evitar naufrágios e para conseguir casamento.

Ele nasceu em 1194, em Portugal, e foi batizado de Fernando. Ainda jovem, trocou o nome para Antônio após ingressar na Ordem Franciscana. Antônio era conhecido por dar pão aos pobres e pregar o Evangelho. Santo António é reverenciado pelos povos de língua portuguesa como Santo António de Lisboa. Em outros países é conhecido como Santo António de Pádua, por ter nascido, vivido e falecido naquela cidade italiana, em 13 de junho de 1231.

António é também tido como um dos intelectuais mais notáveis de Portugal do período pré-universitário. Tinha grande cultura, documentada pela coletânea de sermões escritos que deixou, onde fica evidente que estava familiarizado tanto com a literatura religiosa como com diversos aspetos das ciências profanas. O seu grande saber tornou-o uma das mais respeitadas figuras da Igreja Católica do seu tempo. Lecionou em universidades italianas e francesas e foi o primeiro Doutor da Igreja franciscano. Para muitos possuía a ciência dos anjos.

Sua fama de santidade era tamanha que foi canonizado logo no ano seguinte, em 30 de maio, pelo papa Gregório IX. Os seus restos mortais repousam desde 1263 na Basílica de Santo António de Pádua, construída em sua memória logo após sua canonização. Quando sua tumba foi aberta para iniciar o processo de translado, sua língua foi encontrada incorrupta, e São Boaventura, presente no ato, disse que o milagre era prova de que sua pregação era inspirada por Deus. Foi proclamado Doutor da Igreja pelo papa Pio XII em 16 de janeiro de 1946 e é comemorado no dia 13 de junho.

 
Coluna Bernadete Alves - dia 12/06/2018

Não proteger a infância é condenar o futuro, diz OIT

O Fórum Nacional de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil lança a campanha Não proteger a infância é condenar o futuro, uma parceria com a Organização Internacional do Trabalho e o Ministério Público do Trabalho. O objetivo é chamar a atenção de órgãos públicos, empresas, organizações civis e da sociedade em geral para o problema e fomentar ações que contribuam para o combate a prática, especialmente as de maior impacto para meninos e meninas. As ações da campanha ocorrem de forma descentralizada em vários locais do país.

Por meio da campanha global “Geração segura e saudável”, que propõe a adoção de uma abordagem concertada e integrada entre o combate ao trabalho infantil e a promoção de uma cultura de prevenção em segurança e saúde ocupacional, a Organização Internacional do Trabalho (OIT) defende e chama a atenção para a necessidade de proteger os jovens trabalhadores (dos 15 aos 24 anos). A campanha ocorre na ocasião do Dia Mundial contra o Trabalho Infantil (12 de junho) e do Dia Mundial de Segurança e Saúde no Trabalho (28 de abril), que visam eliminar o trabalho infantil e melhorar a segurança e saúde dos jovens trabalhadores.

O foco são as modalidades chamadas de "piores formas" de trabalho, como tarefas relacionadas à agricultura, atividades domésticas, tráfico de drogas, exploração sexual e trabalho informal urbano. Em razão dos riscos e prejuízos, o emprego de meninos e meninas nessas tarefas é proibido até os 18 anos. Nas demais situações, o trabalho é permitido a partir dos 16 anos, sendo possível também a partir dos 14 anos caso ocorra na função de aprendiz.

Nos últimos anos, com a crise política e econômica em que o país entrou, foi um impacto, em toda a sociedade, sobretudo nas famílias em vulnerabilidade social. E uma das causas para o trabalho infantil é a desigualdade social e a pobreza. De acordo com o Sistema Nacional de Agravos de Notificação do Ministério da Saúde, foram registradas 236 mortes de meninos e meninas em atividades perigosas entre 2007 e 2017. O sistema recebeu, no mesmo período, notificações de 40 mil acidentes de pessoas de 5 a 17 anos. Deste total, mais de 24 mil foram graves, resultando em fraturas ou membros amputados.

A última Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (PNAD) mostra que, em 2015, havia 2,7 milhões de crianças e adolescentes trabalhando irregularmente. Houve aumento, nos últimos anos, no número de crianças de 5 a 9 anos trabalhando na agricultura, uma das piores formas de trabalho infantil.

Tânia Dornellas,assessora do fórum, diz que mais de 2 milhões de crianças e adolescentes de 5 a 17 anos trabalham no Brasil. Embora o número absoluto de trabalho infantil seja no meio urbano, do ponto de vista relativo, nas áreas rurais há menor concentração, mas é onde elas mais trabalham.“Qual o futuro que essas crianças vão ter? Uma criança que trabalha não tem a mesma concentração e energia que precisa para estudar. Só o fato de o Estado não garantir educação pública de qualidade para todos já é uma agressão. Quando aliado à iniciação precoce ao trabalho, você condena essas crianças”, afirmou Dornellas. “A consequência é a falta de competência e qualificação necessárias para inserção no mercado de trabalho e, provavelmente, aposentadoria precoce devido às sequelas adquiridas, ligadas às atividades de risco”.

Trump e Kim Jong-un prometem ao mundo “uma grande mudança”

O encontro entre o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o líder da Coreia do Norte, King Jong-un, no hotel Capella, na ilha de Sentosa, em Singapura, representa um caminho em direção à paz. A cúpula desta terça-feira foi a primeira entre um norte-americano e norte-coreano depois de quase 70 anos de tensão por causa da Guerra da Coreia de 1950-1953. Trump e King Jong-um assumiram, em declaração conjunta, o compromisso de unir esforços para construir um regime de paz duradouro e robusto na Península Coreana.

A Coreia do Norte se compromete com a “completa desnuclearização da península coreana”. Os Estados Unidos, a ofereceram garantias de segurança ao regime de Pyongyang. Estas são as grandes promessas da declaração conjunta que o presidente dos EUA, Donald Trump e o líder norte-coreano, Kim Jong-un, assinaram ao final da sua cúpula de quatro horas em Singapura.

Os dois líderes descreveram o encontro como fundamental. Kim considerou que “o mundo vai assistir a uma mudança tremenda”, e Trump, que “vamos resolver um problema muito perigoso”.

“Os Estados Unidos e a República Democrática Popular da Coreia se comprometem a estabelecer novas relações, de acordo com o desejo de paz e prosperidade por parte dos povos dos dois países”, afirma o documento. As duas nações se somarão aos esforços para criar um regime duradouro e estável de paz, prossegue o texto. “A RDPC se compromete a trabalhar pela desnuclearização completa da península coreana.” Além disso, os dois países prometem colaborar na recuperação dos restos de prisioneiros de guerra e desaparecidos em combate da Guerra da Coreia.

Ao assinar o acordo, Trump disse que a declaração é “muito extensiva” e contém “muita boa vontade”. “Vamos nos reunir de novo, muitas vezes”, acrescentou. O líder norte-coreano expressou-se de forma mais sóbria sobre os feitos da cúpula: “Vamos assinar um acordo histórico. O mundo assistirá a uma mudança tremenda... Agradeço ao presidente Trump por ter tornado este encontro possível”.

O mundo parou para testemunhar o histórico aperto de mãos,de 12 segundos, o primeiro entre um presidente norte-americano e um líder norte-coreano. Os líderes, com seu traje típico, caminharam em uníssono, ao mesmo ritmo, vindo de extremos opostos do palco para se encontrarem exatamente no centro, diante um fundo de bandeiras norte-coreanas e norte-americanas.

A reunião foi cercada por extrema segurança por terra, mar e ar: além de centenas de policiais no local, o espaço aéreo também foi vigiado por drones. Dois navios de guerra de Singapura e vários barcos patrulha controlam as movimentadas águas em torno da ilha de Sentosa.

A Coreia do Norte pediu garantias de segurança. Os Estados Unidos estão abertos a isso, como disse Pompeo. Garantias “diferentes” das que Washington pôde oferecer no passado e que, em sua opinião, convencerão Pyongyang de que “o desarmamento nuclear irá beneficiá-los”. Depois os líderes iniciaram um almoço de trabalho com a presença de mais representantes das respectivas equipes.

O cardápio do almoço combinou de maneira eclética pratos asiáticos com clássicos da cozinha norte-americana: o coquetel de camarões e salada de abacate foram acompanhados pelo pepino coreano recheado; porco agridoce e arroz frito de Yangzhou com peixe ao molho de soja e verduras asiáticas; sorvete de creme e bolinhos de chocolate, a sobremesa preferida de Trump.

Clube do Choro de Brasília recebe orquestra VGMus

A orquestra VGMus se apresenta nesta terça-feira, dia 12, às 21 horas. Sonic 2, The King of Fighters, dentre outros jogos de videogames que viraram febre na década de 90, serão agora revividos pela banda nos palcos de Brasília. A VGMus já passou pelo Simpósio brasileiro de Games,Festival Internacional de Arte e pelo espetáculo de Natal da Caixa Econômica, dentre outros.

Nos palcos desde 2012 como orquestra sob regência de Felipe Ayala, a "VGMus" , cujo nome faz analogia a videogame e música, apresenta conhecidos temas de games conduzidos por um mestre de cerimônia. Além de escutar músicas destes games que ficaram na memória, o público pode ainda jogar ao vivo, com direito a trilha sonora dos instrumentistas que acompanham o ritmo da trilha de acordo com o desempenho do jogador.

O produtor Miron de Lelis destaca que a apresentação é uma boa pedida para quem quer passar um Dia dos Namorados nerd. "Estamos apenas ampliando nosso catálogo de serviços para atender melhor ao mercado", garante o mestre de cerimônias que apresenta o show.

Este ano estreia a sua nova formação: VGMus Band, com repertório inédito, que conta com guitarra, baixo, teclado e bateria, além de participação especial de uma cantora em algumas músicas. O toque erudito dado pela formação de orquestra é substituído pelo tom de rock da formação reduzida.

 
Coluna Bernadete Alves - dia 11/06/2018

Lázaro Ramos participa da Feira do Livro de Brasília

A 34ª edição da Feira do Livro de Brasília está no Pátio Brasil desde sexta-feira, promovendo a aproximação do público com o diversificado universo da literatura. O tradicional evento reúne escritores, leitores, estudantes, professores, especialistas e profissionais do mercado de livros. Debates, apresentações musicais, rodas de prosa, contação de histórias, saraus e palestras incrementam a programação.

Com o tema “Literatura infantil: a invenção do sonho. Vamos brincar de inventar?” a edição de 2018 vai até o dia 17 deste mês com entrada gratuita, das 10 às 22 horas. No domingo, uma atração chamou a atenção do público: o ator Lázaro Ramos, apresentou A viagem da caixa mágica, para centenas de crianças e jovens. Depois ao lado de Jorge Bittencourt e Heloísa Jorge, o escritor musicou seus dois livros: “Caderno de Rimas de João” e “Caderno sem Rimas de Maria” , em homenagem aos seus filhos com Taís Araújo.

O autor se inspirou nos filhos para ajudar as crianças com explicações sobre as palavras mais questionadas. Lázaro inventa e ressignifica palavras e, nesta brincadeira, mostra que a liberdade da leitura nos faz viajar para lugares muito distantes. Lázaro disse que as crianças vão às apresentações e levam amigos, falando orgulhosos sobre as obras do pai.

Lázaro contou que sua transição para a escrita fluiu de forma natural. Os assuntos de seu interesse transcendiam a atuação: por isso, a solução foi mudar a plataforma. “É mais emocional do que um foco de carreira”, declarou. Lázaro Ramos espera continuar lançando seus livros e tem expectativas com seu próximo filme: Beijo no Asfalto, dirigido por Murilo Benício, com estreia em novembro.

Depois o público conferiu a apresentação da aula-espetáculo “Os deuses e a Língua Portuguesa”, com a escritora Dad Squarisi, do Correio Braziliense. Foi uma aula cheia de encantos e curiosidades sobre a mitologia Greco-romana e a língua portuguesa.

Destaque também para o painel Prêmio Literário: Um trampolim para o futuro, com o autor Cristóvão Tezza,Henrique Rodrigues e Pedro de Almeida.

Na 34ª edição, a feira do livro traz mais de 340 mil volumes e projeta negócios na ordem de R$ 5 milhões. A disponibilidade de produtos artesanais reforça o apelo de público que terá a oportunidade de conhecer três autores uruguaios: Fabián Severo, Raul Larrosa e Andrés Echeverría.

A Feira do Livro de Brasília é organizada pela Câmara do Livro e pelo Instituto Latinoamerica. O presidente da Câmara do Livro do DF, Ivan Valério, falou da emoção de poder apresentar mais uma edição da Feira do Livro e de homenagear a literatura feita para nossas crianças e jovens. “Precisamos renovar os sonhos, que perpassem as telas dos smartphones e dos computadores. E as cerca de 200 mil esperadas se depararão com um palco principal, um espaço para as mesas de debates, e outros para cordel, teatro de bonecos e contações de história”, declarou.

Casa da Manchete vai abrigar a Casa Cor Brasília 2018

As empresárias Eliane Martins, Moema Leão e Sheila Podestá, receberam arquitetos, designer de interiores, empresários e a imprensa, com um saboroso café da manhã no B Hotel, para apresentar o projeto da Casa Cor Brasília 2018. O local escolhido para ser palco da 27ª edição, é a antiga Casa da Manchete, no Setor de Indústrias Gráficas e o tema deste ano é “Casa Viva”.

Logo após a apresentação dos espaços, aconteceu a palestra do diretor de Conteúdo e Relacionamento da mostra, Pedro Ariel. O jornalista e arquiteto falou sobre o tema da deste ano, “Casa Vida” e as tendências de decoração e arquitetura.

Situada no Setor de Indústrias Gráficas (SIG), a Casa da Manchete foi erguida em 1978. Projetada pelo arquiteto Oscar Niemeyer, a construção é organizada em três alas em torno de um pátio central, formando uma planta em “U”. Foi sede em Brasília da extinta revista e TV Manchete, permanecendo abandonado após a dissolução do grupo de comunicação até ser adquirido pelo empresário brasiliense Paulo Octavio. A expectativa, de acordo com Moema Leão, sócia franqueada da Casa Cor Brasília, é que esta edição seja uma das mais criativas e originais.

O jornalista e arquiteto, Pedro Ariel, diretor de conteúdo e relacionamento da Casa Cor,falou sobre as tendências de um mundo onde novas tecnologias mudaram a mentalidade das empresas e da vida das pessoas. Por outro lado, as pessoas procuram uma maior aproximação com a natureza. Ariel falou que o tema Casa Viva foi inspirado na exposição Elle Decor Italia Concept Store 2017, realizada em Milão, com ambientes que traziam formas mais humanizadas aos espaços.

“Esta temporada apresenta duas tendências: o amor às coisas vivas, ou biofilia, a área que estuda a relação da arquitetura com a natureza; e a biomimética, muito usada por designers em móveis que se assemelham a formas orgânicas, como plantas. É a natureza brotando dentro de casa”.

A Casa da Manchete foi projetada pelo arquiteto Oscar Niemeyer. A construção de 1978, no Setor de Indústrias Gráficas, tem três alas em torno de um pátio central, formando uma planta em “U”. Foi sede em Brasília da extinta revista e TV Manchete, permanecendo abandonado após a dissolução do grupo de comunicação até ser adquirido pelo empresário Paulo Octavio Pereira.

 
Coluna Bernadete Alves - dia 10/06/2018

Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal ganha auditório

Ao som da Banda Sinfônica do CBMDF e da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Cláudio Santoro, foi inaugurado o primeiro auditório Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal e um salão, anexo ao lado, com o acervo do museu histórico da instituição. A cerimônia aconteceu na noite de sexta-feira (8), na Academia de Bombeiros Militar, no Setor Policial Sul.

O auditório, que tem espaço para acomodar 470 pessoas sentadas, recebeu o nome do Coronel José Nilton Matos, ex-comandante-geral da corporação, que faleceu em março de 2009. O coronel Luiz Cláudio Barbosa Castro, comandante-geral CBMDF, disse que a homenagem se justifica pelos relevantes serviços prestados pelo oficial à comunidade. Em Brasília desde a década de 1970,o coronel Luiz Cláudio Barbosa Castro, frequentou todos os cursos regulares da corporação, inclusive o de perícia e o de engenharia de segurança do trabalho.

“Nossa corporação foi forjada nos melhores princípios e valores, no espírito de corpo e na lealdade. Celebramos mais uma conquista”, agradeceu o comandante-geral da corporação, coronel Luiz Cláudio Barbosa Castro.

O governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg e a primeira-dama Márcia Rollemberg, inauguraram o novo espaço cultural. O governador disse que o auditório fortalece a vocação de Brasília de ser um grande centro de eventos, de caráter profissional, científico e cultural. “É mais um espaço para promover o conhecimento e a cultura de nossa cidade”, declarou Rollemberg.

Nadal vence Roland Garros pela 11ª vez

O espanhol Rafael Nadal conquistou neste domingo mais uma vitória no tênis. Ele se tornou campeão pela 11ª vez do torneio francês ao derrotar o austríaco Dominic Thiem. O rei do saibro atropelou o austríaco por 3 sets a 0, apesar de cãibra na mão. Em duas horas e 42 minutos de jogo, o líder do ranking mundial conseguiu eliminar o austríaco por 6-4, 6-3, 6-2. Com a vitória, Nadal agora acumula 17 títulos de Grand Slam.

Em 24 disputas,Nadal só perdeu duas vezes desde 2005. “É espetacular. Nem consigo descrever os meus sentimentos porque era sequer um sonho ganhar 11 vezes. É impossivel pensar em alguma coisa como isso”, declarou o tenista no final da partida.

A garra e competência do espanhol foi testemunhada por Zidane, o cantor Roger Waters e o tricampeão de Roland Garros Gustavo Kuerten nas arquibancadas de Paris. Mesmo com cãibra na mão no terceiro set, Nadal bateu o próprio recorde e segue mais absoluto que nunca em Roland Garros.

 
Coluna Bernadete Alves - dia 09/06/2018

Suicídio: problema de saúde pública crescente nos Estados Unidos

As mortes trágicas, nesta semana, da estilista Kate Spade, a jornalista que sonhou com bolsas divertidas, e do renomado Anthony Bourdain,chef estrela da televisão dos EUA, chamaram a atenção para um problema de saúde pública crescente nos Estados Unidos e em várias partes do mundo.

É triste constatar que um momento de profundo desespero e de grande falta de esperança acabe com a vida. O suicídio não tem explicações objetivas. Agride, estarrece, silencia. Continua sendo tabu, sinônimo de loucura, um fenômeno pouco entendido. As estatísticas mostram que esse desejo autodestrutivo precisa, sim, ser discutido.

Anthony Bourdain, chef, escritor e apresentador da televisão americana, morreu aos 61 anos ontem na França. Bourdain estava no país trabalhando em novo episódio de seu programa na CNN, 'Parts unknown'. O promotor da comuna francesa de Colmar, Christian de Rocquigny, disse à Associated Press que a causa da morte foi suicídio. Ele foi encontrado morto por um amigo, o chef francês Eric Ripert, em seu quarto de hotel na manhã desta sexta, em Estrasburgo, no leste do país, de acordo com o canal de TV.

Na terça, dia 05, a estilista Kate Spade, 55 anos, foi encontrada morta em seu apartamento. A polícia de Nova York confirmou que ela cometeu suicídio por enforcamento. A estilista americana Kate Spade, fundadora de uma famosa marca multimilionária conhecida principalmente por suas carteiras e bolsas elegantes, coloridas e urbanas, se enforcou com um cachecol em seu apartamento na Park Avenue, em Manhattan, e deixou uma carta, disse o porta-voz da polícia em entrevista à AFP.

Poucos minutos depois do anúncio da morte de Bourdain, a polícia de Nova York divulgou nas redes sociais uma mensagem afirmando que o suicídio pode ser prevenido. Segundo dados do Centro para o Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês), o índice de suicídios cresceu 25% em menos de duas décadas e é a décima principal causa de morte nos EUA. Na metade dos Estados do país, o aumento passou de 30% desde 1999. O problema é tão preocupante que foi construído um Memorial dedicado às vítimas de suicídio.

Anne Schuchat, médica do CDC, diz que Kate e Anthony eram pessoas que não foram diagnosticadas com nenhum problema mental que pudesse levá-las a tirar a própria vida, como a depressão. “É preocupante”, destaca a responsável pelo estudo ao falar da tendência. “Nossos dados mostram que o problema está piorando.”

As estatísticas publicadas pela agência revelam que cerca de 45.000 pessoas morreram por essa causa apenas em 2016. Mais da metade dos casos registrados. A média nacional nos EUA é de 15 mortes por suicídio para cada 100.000 habitantes. Em todos os Estados, exceto Nevada, foram registradas altas no índice de suicídios. O maior aumento foi em Dakota do Norte, de 58%. Mas o índice mais alto é o de Montana, com 29 casos registrados para cada 100.000 pessoas em 2016. Contrasta com o do Distrito de Columbia, onde foram sete para cada 100.000 habitantes. Por faixa etária, o crescimento é significativo entre 45 e 65 anos.

Embora não haja uma causa específica para o suicídio, dados do National Violent Death Reporting System, um sistema que coleta informações sobre mortes violentas nos EUA, mostram que entre os principais detonantes estão os problemas sentimentais. Também há fatores econômicos. Em muitos casos, estão relacionados com a dificuldade que moradores de áreas rurais que ficam para trás na recuperação enfrentam para ter acesso a serviços de saúde, por falta de recursos financeiros ou de cobertura médica.

O fenômeno Bourdain começou há duas décadas com um artigo que escreveu na revista New Yorker sob o título “Não coma antes de ler isto”. Foi a semente do livro Kitchen Confidential, no qual contava sobre os recantos mais escondidos das cozinhas na cidade dos arranha-céus. Virou rapidamente um sucesso de vendas. Daí começou a apresentar A Cook´s Tour para a rede Food Network, título que estava inspirado em seu segundo livro.

Foi contratado depois pelo Travel Channel, que o lançou ao estrelato com No Reservations. The Smithsonian o elevou à categoria de estrela do rock ao vê-lo, pela sua atitude, como o Elvis dos cozinheiros. Por esse programa foi premiado com dois prêmios Emmy. A CNN o contratou em 2013. “Muitos de vocês, como muitos de nós, sentimos um amplo leque de emoções: choque, tristeza, confusão”, dizia emocionado Cooper.

O programa de Bourdain era transmitido aos domingos pela noite nos EUA. Privilegiava o encontro com os locais e os sabores das regiões que visitava, afastadas dos turistas, em contraste ao requinte e à estética. Nunca viajava sem seu quimono de jiu-jitsu e entre suas causas era muito perseverante contra o assédio sexual nos restaurantes. Também era um grande defensor dos imigrantes, com ou sem documentos, especialmente dos latinos que trabalham nas cozinhas.

Bourdain dizia que o principal motivo que tinha para viver era sua filha Ariana, de 11 anos. Mas nas entrevistas mais recentes mostrava uma parte sombria por seu antigo vício em heroína e inclusive comentou que já havia pensado em suicídio após ver tudo o que já havia feito na vida. Mas em seguida retificou a mensagem e declarou-se “razoavelmente contente”. Também disse que morreria trabalhando, porque não tinha intenção de se aposentar. “Sou demasiado neurótico”, admitiu.

Os índices de suicídio crescem a cada ano, muitas vezes motivados por problemas de saúde, como depressão, alcoolismo, drogas,ou simplesmente por causa de algum vazio em relação a vida. Apesar da gravidade do tema, tocar no assunto ainda é um tabu na sociedade. Os poucos dados disponíveis sobre o suicídio também podem dificultar ações de prevenção. Setembro é considerado o mês de prevenção do suicídio. Não importa o tamanho do problema, o suicídio não é brincadeira, não é coisa da moda e nem opção.

Brasileiro é finalista do Prêmio Inventor Europeu

O engenheiro Alex Kipman, nascido em Curitiba, tornou-se o primeiro brasileiro finalista do Prêmio Inventor Europeu, na categoria de países de fora da Europa, ao desenvolver óculos de realidade virtual que exibem hologramas. Inicialmente utilizado em jogos eletrônicos, os óculos de realidade virtual aos poucos conquistam a confiança do público, com utilizações que vão de treinamento em empresas a projetos de educação.

A invenção de Kipman destacou-se em meio a mais de 500 inscrições neste ano e foi escolhida para ser um dos 15 concorrentes que disputaram o prêmio do Escritório Europeu de Patentes (EPO, na sigla em inglês), organização internacional com 38 países-membros.

Filho de diplomata, Kipman é filho de diplomata e cursou engenharia nos Estados Unidos, onde reside. Ele começou a desenvolver o projeto do HoloLens enquanto trabalhava na filial brasileira da Microsoft. O engenheiro disse acreditar que a determinação e o talento do brasileiro inspiram o desenvolvimento de inovações.

“O povo brasileiro é determinado, apaixonado, empreendedor e criativo. Esses são ingredientes para o sucesso. Todos os países têm obstáculos, mas sou utópico e acredito que as pessoas certas, nos projetos certos, com a atitude certa e no tempo certo sempre mudarão o mundo. O que a sociedade brasileira pode fazer é intervir mais e exigir mais para conseguir um lugar melhor”, declarou Alex.

O engenheiro brasileiro disse que os óculos de realidade virtual podem ser usados para romper barreiras entre os seres humanos, principalmente as pessoas com necessidades especiais. “A realidade aumentada pode fazer todo mundo ter habilidades iguais. Da mesma forma que uma pessoa com deficiência pode sentir coisas que não sentiriam e se comunicar de uma maneira em que não se comunicariam, uma pessoa sem deficiência pode sentir na pele a sensação de ter limitações. Isso cria empatia”, declara Alex.

“Visitei uma faculdade de medicina nos Estados Unidos que começou a usar o HoloLens nas aulas, e o resultado foi fantástico. Em vez de aprenderem anatomia por meio de desenhos e de cadáveres, os alunos aprendem interagindo em tempo real em três dimensões. O conteúdo de meses agora pode ser ensinado em dias”, disse Alex Kipman.

O francês Benoît Batistelli, presidente do Escritório Europeu de Patentes,disse à Agência Brasil que a premiação não se baseou apenas nas inovações, mas principalmente no impacto econômico e social de cada invenção patenteada. “Este não é prêmio para a inovação, mas aos inventores. Eles são heróis do nosso tempo, que trazem soluções para desafios. Criam valor para desenvolverem atividades econômicas, gerarem empregos e mudarem a vida da humanidade”, destacou.

Fifa inaugura museu do futebol em Moscou

A Fifa abriu na sexta-feira o museu do futebol localizado numa das ruas mais movimentadas do Centro de Moscou, sem a presença do presidente da entidade, Gianni Infantino, que não pôde comparecer ao evento. O prédio foi aberto neste sábado para receber torcedores de todo o mundo.

Dentre as relíquias do futebol estava a taça que o campeão da Copa do Mundo da Rússia receberá no dia 15 de julho. Convidados, jornalistas e até os seguranças tiraram fotos com o cobiçado troféu.

No museu, os visitantes poderão participar de games interativos e ver relíquias de todas as Copas do Mundo. Do Brasil, por exemplo, além de fotos de Pelé, Romário e Ronaldo, o torcedor também poderá admirar as camisas do Baixinho, utilizada na Copa de 1994, e o uniforme do goleiro Gilmar, usado em 1958.

A estrela da festa de inauguração do Museu foi o ex-lateral Roberto Carlos, campeão do mundo com a seleção brasileira na Copa do Mundo de 2002, disputada na Coreia do Sul e no Japão. Atualmente, Roberto Carlos é embaixador do Real Madrid.

Ao posar ao lado das taças Copa do Mundo e Jules Rimet, usada até a Copa do Mundo de 1970, Roberto Carlos disse que nunca viu de perto a Jules Rimet.“Será que por ser campeão do mundo eu possa tocá-la?”, brincou o ex-jogador, olhando a reação dos dirigentes da Fifa presentes ao local.

O ex-jogador falou da expectativa que tem sobre a seleção brasileira de Tite no Mundial da Rússia. “Se o Brasil estiver com o nível lá em cima, ele só perde para ele mesmo. Tem de jogar como em 2002, com a mentalidade de 94”.

 
Coluna Bernadete Alves - dia 08/06/2018

Embaixada da Suíça recebe alunos do Recanto das Emas

Alunos do Ensino Fundamental 405 do Recanto das Emas, estiveram na Embaixada da Suíça em Brasília para conhecer os costumes, cultura e culinária daquele país. Eles estavam acompanhados da primeira-dama de Brasília Márcia Rollemberg, idealizadora do projeto Embaixadas de Portas Abertas.

Os Vinte e seis alunos do sétimo ano foram recebidos pelo ministro Niculin Jäger e mostraram que estudaram sobre a região em sala de aula e prontamente responderam alguns dos questionamentos, a exemplo do nome da capital Berna e da maior cidade do país Zurique, uma das mais bonitas da Europa.

Berna é Patrimônio da Humanidade desde 1983. É uma das cidades mais bonitas do país com um centro histórico bem preservado. As ruelas medievais são percorridas por trens elétricos. A capital é conhecida como ‘Cidade das Fontes’, são mais de cem em atividade e muitas são herança da Idade Média.

Berna faz parte da Suíça que fala alemão, já que o país tem outras três línguas oficiais: francês, italiano e romanche. Foi em Berna que o físico alemão Albert Einsten desenvolveu a Teoria da Relatividade. A casa onde ele morou entre 1903 e 1905 foi transformada num museu e aberta ao público.

Situada às margens do Lago Zurique, no coração do país, e moldada pelos picos nevados dos Alpes, Zurique mantém muito do seu charme do século 19. A cidade é líder em todo o mundo em termos de qualidade de vida, e sua população uma das mais bem servidas em educação, saúde e trabalho. O transporte público de Zurique é um dos melhores do mundo. A maior cidade da Suíça é a síntese de um povo que deu certo.

Zurique de hoje é o principal centro mundial para a operação bancária offshore, principalmente devido ao sigilo bancário suíço, e líder mundial na negociação de ouro. O setor financeiro responde por cerca de um quarto das atividades econômicas da cidade. A Swiss Stock Exchange (SIX), fundada em 1877, também está localizada em Zurique.

“É muito importante ter esse contato com os jovens da cidade e poder passar informações do meu país”, disse Jäger. Além das duas importantes cidades, o ministro destacou Genebra, Montreux, Lausana, Lucerna, Basileia e São Moritz, o berço do turismo de inverno alpino. Os estudantes tiraram dúvidas relacionadas à moeda oficial do país, o franco suíço, sobre o sistema de saúde e legislação, os famosos relógios suíços e o clima.

O ministro Jäger falou que a forma de se locomover na Suíça é de trem. “Eles são rápidos, pontuais e têm conexões com diversos países da Europa”. Disse que na Suíça são praticados muitos esportes como surfe na neve, tênis, escalada e trilha. Quando perguntados sobre o esporte preferido, em uníssono a maioria respondeu futebol. Juntos, lembraram que a equipe europeia enfrentará o Brasil neste mês, pela Copa do Mundo.

A Suíça é uma república federal composta por 26 estados, chamados de cantões. Está situada na Europa Central, onde faz fronteira com a Alemanha a Norte, a França a Oeste, a Itália a Sul e com a Áustria e Liechtenstein a Leste.

Márcia Rollemberg falou da importância de proporcionar conhecimento aos estudantes e agradeceu a acolhida dos diplomatas. Os estudantes receberam passaportes simbólicos e participaram de uma brincadeira futebolística ao ar livre. A visita à Embaixada terminou com o famoso queijo suíço, biscoitos típicos e chocolate quente.

O Embaixadas de Portas Abertas é um precioso programa que proporciona conhecimento e cidadania.

Os craques do Brasil que estarão na Copa do Mundo da Rússia

A Confederação Brasileira de Futebol divulgou hoje a foto oficial da seleção brasileira, juntamente com a equipe técnica, para a copa do Mundo Rússia 2018.A equipe técnica, comandada pelo treinador Tite (Adenor Bachi), veste camiseta branca. Foto oficial da seleção brasileira para a Copa do Mundo na Rússia Lucas Figueiredo/CBF.

Em pé: Marquinhos, Filipe Luis, Danilo, Marcelo, Ederson, Alisson, Cássio, Renato Augusto, Casemiro, Paulinho, Fernandinho e Geromel.

No meio a comissão técnica: Ricardo Rosa (preparador físico), Fábio Mahseredjian (preparador físico), Rodrigo Lasmar (médico), Taffarel (treinador de goleiros), Edu Gaspar (coordenador de Seleções), Tite (técnico), Cléber Xavier (auxiliar técnico), Sylvinho (auxiliar técnico), Fernando Lázaro (analista de desempenho) e Matheus Bachi (auxiliar técnico e tecnológico).

Sentados: Roberto Firmino, Taison, Philippe Coutinho, Thiago Silva, Gabriel Jesus, Miranda, Neymar, Fágner, Fred, Willian e Douglas Costa.

 
Coluna Bernadete Alves - dia 07/06/2018

Governo lança “Guia Consular do Torcedor Brasileiro”

Com o intuito de orientar e prevenir que imprevistos prejudiquem a viagem dos milhares de brasileiros ao principal evento de futebol do planeta, o governo brasileiro preparou, em versões impressa e digital, o Guia Consular do Torcedor Brasileiro. Segundo o Itamaraty cerca de 60 mil brasileiros já compraram ingressos para assistir aos jogos da Copa do Mundo na Rússia.

O Guia Consular do Torcedor Brasileiro, além de trazer informações úteis para o viajante desfrutar da experiência de acompanhar uma Copa do Mundo, o guia pode ajudar o brasileiro a evitar situações indesejadas em um país com tradições culturais diversas do Brasil como, por exemplo, pagar multa e ser deportado por “demonstrações homoafetivas em ambientes públicos”, que pode ser enquadrado como “propaganda de relações sexuais não tradicionais feita a menores”, segundo a legislação local.

O guia também aborda questões relativas ao clima, fuso horários, idioma, transporte, voltagem (que na Rússia é de 220/240v, com frequência de 50hz), segurança, transportes, câmbio e serviços bancários e comerciais. Além disso, apresenta telefones úteis e endereços importantes, com indicação no Google Maps, como de hospitais, estádios, hotéis, embaixada e postos consulares nas cidades de Sochi, Rostov, Samara, Kazan e São Petersburgo. Para facilitar a comunicação com os russos, a publicação apresenta uma série de frases úteis, bem como os fonemas correspondentes das letras do alfabeto cirílico russo e o português, o que pode facilitar o deslocamento do turista com a leitura do nome das estações de metrô, por exemplo.

A embaixadora Luíza Ribeiro Lopes da Silva, diretora do Departamento Consular e de Brasileiros no Exterior do Itamaraty,falou que a expectativa é de que regras como essas não sejam aplicadas a todos os turistas de forma absoluta. “No entanto, nosso papel [por meio desta cartilha] é preventivo, no sentido de evitar problemas para os brasileiros que participarão do evento”, disse ela durante o lançamento da publicação.O guia pode ser acessado nos sites do Ministério da Justiça e do Ministério do Esporte ou ser baixado em versão PDF, ele poderá ser acessado por todos os sistemas operacionais dos celulares. Leandro Cruz, ministro do Esporte, falou que a cartilha representa uma segurança maior para as dezenas de milhares de torcedores brasileiros que participarão da Copa do Mundo.

O ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes Ferreira,disse que o guia orientará os visitantes brasileiros desde normas, até comportamento e requisitos para a entrada. “Para atender a todos, estamos reforçando o serviço de assistência consular, já que é possível, após uma vitória estrondosa do Brasil, que alguns torcedores percam seus passaportes”, acrescentou.

Aloysio Nunes informou que em São Petersburgo, o posto consular funcionará tanto para brasileiros como para argentinos, a iniciativa é mais um fruto das colaborações entre os dois países. “Colaboramos em tantos campos que a amizade com eles já faz parte de nosso patrimônio”, declarou o ministro.

Governo da Espanha tem maioria feminina

Pela primeira vez na história da Espanha, o país terá um governo com maioria feminina. O novo primeiro-ministro da Espanha, Pedro Sánchez escolheu 11 mulheres e seis homens para compor o ministério. Carmen Calvo Poyato, a nova vice-primeira-ministra da Espanha será responsável pela pasta de Igualdade no governo.

As principais pastas, como o Ministério da Fazenda e da Defesa, são comandadas por mulheres. Dentre as escolhidas estão Isabel Celaà como porta-voz do governo e ministra da Educação, María Jesús Montero Cuadrado para o Ministério da Fazenda, Margarita Robles Fernández para o da Defesa, e Dolores Delgado no Ministério da Justiça.

As dar posse ao novo gabinete ministerial, de maioria feminina, Pedro Sánchez disse: “Este governo está comprometido com a igualdade de maneira inequívoca”.

O sétimo presidente da monarquia parlamentar promove a competência, lealdade e perfeccionismo das mulheres. Palmas para o líder do Partido Socialista dos Trabalhadores da Espanha Pedro Sánchez.

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

Página 7 de 252
RocketTheme Joomla Templates