Coluna da Bernadete Alves - dia 15/05/2012

GDF prepara campeões olímpicos

Foi lançado ontem no Centro de Convenções o programa Rumo ao Pódio Olímpico para capacitar jovens para os Jogos de 2020. O GDF vai selecionar pessoas de 16 a 21 anos para desenvolver o potencial esportivo e formar atletas com alto rendimento e com chances de conquistar medalhas olímpicas nos Jogos de 2020.

O secretário de Esporte, Célio René disse que o trabalho começa com a formação em atletismo e que depois serão implantadas outras modalidades. O Centro Olímpico da Ceilândia será a base para a execução do programa. Este trabalho será feito em parceria com o Instituto Joaquim Cruz e será investido R$ 1,4 milhão por ano. Estes recursos virão da iniciativa privada, por meio da Lei de Incentivo ao Esporte.

Quem quiser ser um campeão olímpico, as inscrições começam hoje e vão até o dia 30 de maio e podem ser feitas das 8 às 12 e das 14 às 18 horas, no Centro Olímpico da Ceilândia. A seleção está prevista para os dias 2, 9, 16 e 23 de junho. O requisito é ter de 16 a 21 anos e correr 600 metros em até 2 minutos. A preparação começa dia 3 de setembro e os selecionados receberão uma bolsa auxílio de aproximadamente R$ 1,000,00, assistência odontológica, transporte, alimentação e suporte técnico e multidisciplinar e serão acompanhados pelo medalhista Joaquim Cruz.

 

Le Rouge apresenta espumantes da Espanha

Fabiano Cunha Campos, diretor do Complexo Brasil 21, recebe um grupo seleto de convidados na Champanheria Le Rouge, no Hotel Brasil 21, hoje às 19 horas, para apresentar cavas espanholas fabricadas desde o século 16 na região de San Sadurní de Noya, Barcelona. A Codorníu é conhecida mundialmente por sua tradição e inovação no desenvolvimento de cavas.

O embaixador da Codorníu Brasil, Rodrigo Garcia, brasileiro natural de Campos do Jordão em SP. Os convidados vão poder degustar cavas Brut Clássico, Demi Sec, Clássico Rosado, Anna de Codorníu Brut, Pinot Noir Rose e Raventos Seleccion Brut.

 

É preciso desonerar as atividades privadas

De acordo com o Fórum Econômico Mundial, o Brasil tem a pior estrutura de impostos do mundo. E para agravar isso cada Unidade da Federação cobra imposto de forma diferenciada. Em função disso os empresários anseiam há anos pela reforma tributária, fiscal e trabalhista. A iniciativa privada arca com uma alta carga tributária, problemas trabalhistas e até ambientais.

A reforma tributária faz parte do anseio de 10 entre 10 empresários. Deve ser tratada com objetividade e com o envolvimento não só dos parlamentares mas de todos os envolvidos nesta complexa discussão porque engloba impostos, taxas e contribuições vigentes no país.

 

Sinduscon e GDF selam parcerias

O presidente do Sinduscon, Julio Cesar Peres e o vice-presidente, Luiz Carlos Botelho, receberam na manhã de hoje, o secretário de Habitação, Regularização e Desenvolvimento Urbano, Geraldo Magela, para selar convênio de cooperação técnica para o desenvolvimento de projetos executivos e paisagísticos de edificações e pequenas obras.

O secretário disse que o setor da construção civil é importante para a economia do Distrito Federal. E como o governo quer colocar 100 mil habitações em pé, em verticalização, quer o apoio do Sindicato para viabilizar este projeto. Magela solicitou o apoio do Sinduscon para a Lei de Uso e Ocupação do Solo-Luos e informou aos presentes que o Plano de Preservação do Conjunto Urbanístico de Brasília está sendo finalizado para dar uma diretriz as ocupações do Plano Piloto.

O presidente do Sinduscon, Julio Cesar declarou que o convênio é importante porque a maioria das empresas são pequenas e médias e precisam destas obras. Peres solicitou que o secretário estude a possibilidade de fazer o Relatório de Impacto de Trânsito na região do Gama que não foi contemplado para Terracap.

Este convênio é muito importante porque os mais de 400 associados do Sindicato vão poder gerar mais empregos e renda para o Distrito Federal.  O Sinduscon é o elo entre quem precisa e quem realmente faz. 

 

Partido Popular Socialista perde integrantes

A Executiva Nacional do PPS exigiu que seus filiados deixassem o governo do Distrito Federal. Em vez de deixarem o governo preferiram deixar o partido. Foi isso que aconteceu ontem com o diretor do Procon, Oswaldo Morais e com o administrador do Guará, Carlos Nogueira. O secretário de Justiça e Cidadania, Alirio Neto pretende ir para o PMDB. Os deputados Claudio Abrantes e Luzia de Paula ainda não decidiram que rumo tomar.

Roberto Freire e seus seguidores fundaram o PPS em 1992, quando dissolveram o Partido Comunista Brasileiro – o PCB. São os defensores da Social Democracia. Defendem a esquerda moderada. Agora é só aguardar para saber qual será o próximo passo do partido.

 
RocketTheme Joomla Templates