Coluna da Bernadete Alves - dia 20/04/2012

Suzana Leste homenageia jornalistas

A chef Suzana Leste, proprietária do restaurante Villa Tevere, da 115 Sul, ofereceu um requintado almoço para um grupo seleto de jornalistas e fotógrafas para agradecer pelo trabalho em prol de Brasília. Encontro que promove há 10 anos.

Aproveitou a ocasião para homenagear Marisa Junqueira, diretora do Grupo Comunidade de Comunicação; Conceição Freitas, repórter e cronista do Correio Braziliense e Maria Eugênia, editora-chefe do Jornal de Brasília.

Tudo organizado por Eliane Ulhôa, diretora da Solos Comunicação. O cardápio finamente elaborado por Suzana e sua equipe, na companhia de pessoas agradáveis e na saída todas as convidadas receberam um Limoncello Villa Tevere, presente da Casa. O programa Brasília na TV registrou tudo. (Crédito das fotos: Sérgio Alberto)

 

Na esquerda: Conceição Freitas, Maria Eugênia e Marisa Junqueira. Na direita: Eliane Ulhôa e Marlene Galeazzi.

  

Na esquerda: Andréia Zayit, Zuleika de Souza e Tatiana Rehbein. Na direita: Raquel Formiga e Kátia Maranhão.

  

Na esquerda: Cris Cavalli e Paula Pratini. Na direita: Silvia Pacheco e Rebeca Ramos.

  

Na esquerda: Luciana Amaral e Paula Fonseca. Na direita: Eliane Riether e Bernadete Alves. 

   

Na esqueda: Luisa Peters. Ao centro: Victória Junqueira. Na direita: Ana Dubeaux, Conceição e Dad Squarisi. 

 

Diferentes Identidades Culturais

O GDF escolheu a literatura para festejar os 52 anos de Brasília porque a cidade é um espelho da diversidade cultural e também porque tem como meta acabar com o analfabetismo até 2014. E a partir daí proporcionar para a população mais oportunidades para o hábito da leitura.

Segundo o secretário de Cultura, Hamilton Pereira (foto), “o livro é símbolo do esforço da humanidade de produzir suas sensibilidades culturais, sua relação com a natureza e com a sociedade”.

O secretário falou que a Bienal serve de vitrine para os artistas expressarem sua criatividade e talento nas diversas linguagens. A estrutura oferece palcos para a juventude, música gospel, culturas populares e grandes espetáculos de música. É uma grande oportunidade para conhecer culturas africanas e latino-americanas.

Concordo com Hamilton. Brasília é uma síntese da capacidade criativa de realização do povo brasileiro.

 

Maratona Brasília de Revezamento

Praticar esporte é saudável e proporciona ao mesmo tempo contato com a beleza da cidade. Por isso muitas pessoas estão correndo da rotina. E Brasília é ideal para a prática de esporte, pois oferece muitos espaços agradáveis e amplos onde o Parque da Cidade é o preferido de todos. O esporte desenvolve o espírito de equipe e dá alegria.

Em função disso o Correio Braziliense criou a Maratona Brasília de Revezamento. A 6ª edição, com 5 mil inscritos, vai ser amanhã às 8 horas na Esplanada dos Ministérios. Os kits podem ser retirados ainda hoje no Sesc da 504 Sul.

Participam atletas masculinos, femininos e mistos em equipes de 2, 4 ou 8 atletas e o percurso é de 42,195 km. Todos os participantes receberão medalhas e certificados de participação. As equipes de cada categoria que ficarem em 1º lugar vão receber um automóvel Kia Picanto zero quilômetro e 2º e 3º recebem uma moto.  Brasília vai transpirar energia e provar que a corrida de rua virou paixão.

 

Jornalismo de Luto: morre Fernando Lemos

Brasília perdeu na madrugada de hoje, 20 de abril, um de seus ilustres jornalistas. Fernando Lemos faleceu no Hospital Santa Luzia onde estava internado desde terça, aos 64 anos. Ele deixa os filhos Cairy, Maira e Ana Carolina e centenas de colegas e admiradores que apreciavam o seu jeito diferente de dar a notícia. O enterro será amanhã, 21 de abril, às 11 horas no Campo da Esperança.

Fernando Lemos iniciou suas atividades aos 15 anos no Correio da Manhã. Seus colegas, mais experientes diziam que ele “tinha olho para a coisa”, pois tinha uma curiosidade aguçada e era muito atento aos fatos. Isto lhe conduziu até Brasília. Logo foi chamado para ser editor-executivo do Correio Braziliense onde era capaz de lidar com diferentes situações profissionais, entendia cada área de atuação e transmitia a informação de forma clara, objetiva e com credibilidade. Motivava e estimulava os colegas a produzir textos com responsabilidade.

Em 1987 Fernando era o mais influente do então governador José Aparecido e teve papel fundamental para que Brasília fosse reconhecida como Patrimônio Cultural da Humanidade e por ironia do destino ele é sepultado quando Brasília comemora 52 anos.

Devido a esta postura foi secretário de Cultura, Esporte e de Comunicação. Reconhecido pela qualidade do seu trabalho, pregou a consciência social e o valor da vida. Fernando se foi mas seus alunos vão continuar transmitindo os seus ensinamentos. Minha solidariedade a toda a família deste excelente profissional da imprensa. 

 

Palácio de Tábuas revitalizado

Aos 55 anos, o Catetinho, primeira residência do presidente Juscelino Kubitschec foi totalmente reformado. O trabalho levou tempo devido sua importância histórica. Os móveis foram cuidadosamente tratados assim como foi feita a descupinização. Cerca de 80% da madeira original precisou ser trocada por outra certificada pelo Ibama. A parte elétrica foi trocada assim como o escoamento para drenar a água da chuva e por último foi todo pintado.

Segundo o GDF o Catetinho é o primeiro a ser recuperado e entregue no aniversário de Brasília todos os demais patrimônios terão sua memória recuperada. O próximo passo será restaurar a Igreja São Geraldo no Paranoá e a Igreja São José Operário na Candangolândia.

O bonito na solenidade de entrega do Catetinho revitalizado foi a homenagem aos operários que trabalharam na construção. Um gesto de agradecimento a quem representa a história viva da nossa Capital. 

 
RocketTheme Joomla Templates