Coluna Bernadete Alves - dia 24/07/2018

Brasil apresenta avanços contra a Aids em Amsterdã com presença de Elton John e príncipe Harry

A 22ª Conferência Internacional de Aids, que reúne pesquisadores, gestores, ativistas, profissionais de saúde e estudantes, do mundo todo em Amsterdã, na Holanda, começou ontem e vai até o dia 27. O tema da edição de 2018 é “Quebrando barreiras, construindo pontes”. A experiência do Brasil em saúde pública na prevenção, no combate e tratamento da aids é destaque na conferência internacional.

O cantor Elton John e o príncipe Harry participaram hoje da 22ª Conferência Internacional sobre Aids em Amsterdã, Holanda. Elton John acusou países de discriminar gays, como a Rússia e Europa do Leste. O astro britânico e o príncipe Harry anunciaram um novo fundo internacional de 1,2 bilhão de dólares para “quebrar o ciclo” de transmissão do HIV, enquanto os cientistas falaram de resultados decepcionantes na busca por uma cura.

Durante coletiva de imprensa após o anúncio da criação do fundo, o duque de Sussex pediu à população mundial que se una para combater o "estigma mortal" em torno do HIV, falando de um "preconceito sempre presente". A atriz sul-africana Charlize Theron, que também viajou a Amsterdã nesta terça-feira, apoiou as declarações do príncipe Harry, mas preferiu se concentrar nas mulheres. "A epidemia não é justa em relação a sexo ou sexualidade", disse ela. "Nós sabemos que isso está relacionado ao status de segunda classe dado a mulheres e meninas ao redor do mundo".

O Brasil participa desde a primeira edição do evento e neste ano leva 12 trabalhos científicos produzidos por técnicos do Ministério da Saúde. O país irá debater os resultados das pesquisas nacionais, e dividir com o público presente as estratégias em resposta ao vírus, como a recente incorporação pelo Sistema Único de Saúde (SUS), da profilaxia pré-exposição (PrEP), medicamento de uso diário para prevenção do HIV. Além das palestras, a pasta também vai participar do evento com um estande, onde terá uma exposição fotográfica sobre projeto de Prevenção Combinada com jovens.

Segundo a Organização Mundial da Saúde, o Brasil é um dos líderes latino-americanos no combate a doença. Foi o primeiro país da região a ofertar a PrEP, também sendo um dos primeiros países do mundo a introduzir em larga escala o medicamento dolutegravir, indicado no tratamento do HIV. O Sistema único de Saúde (SUS) oferece desde 2013, o tratamento antirretrovital de forma gratuita para todos os brasileiros. Segundo dados do Ministério da Saúde, atualmente 572 mil pessoas são portadoras do vírus no Brasil.

Universidade de Brasília cria a disciplina da "felicidade”

Com o intuito de proporcionar um espaço de vivências favoráveis e uma boa qualidade de vida no ambiente estudantil, a Universidade de Brasília cria a disciplina da "felicidade”. Segundo a UnB, das 240 vagas que foram abertas para a primeira turma, cerca de 68% já foram preenchidas.

A disciplina foi inspirada nas universidades de Harvard e Yale, e segundo o professor titular, Wander Pereira da Silva ela irá ajudar no convívio dos alunos. O professor diz que muitas pessoas não conseguem diferenciar os problemas em cada uma das áreas da vida. “Se a pessoa vai mal nos estudos, tudo o resto está ruim”. A instituição pretende apresentar estratégias para melhor lidar com fatores adversos do dia-a-dia. "A temática da disciplina quer proporcionar aos alunos condições para enfrentar as adversidades da vida, tanto acadêmica quanto pessoal. A intenção e ajudá-los a encontrar algo que faça sentido para si e para os outros", declara o professor.

O curso começa em 7 de agosto e as aulas serão no campus do Gama, onde estão concentradas as faculdades de engenharias aeroespacial, automotiva, eletrônica, de energia e de software. O prédio fica a 40 quilômetros da reitoria da universidade, no campus Darcy Ribeiro, na Asa Norte. Ao fim do semestre, os alunos terão de se juntar em grupos para criar uma peça, uma música, um blog, jogo ou aplicativo de celular. A avaliação da disciplina será por meio da interação dos alunos matriculados.

Fugir dos problemas não muda nada na nossa vida. Não importa o que fizeram de nós. Importa é o que nós fazemos com o que fizeram de nós. O que importa é ser feliz consigo mesma.

A felicidade do corpo consiste na saúde e a do espírito consiste na sabedoria. É bom a gente refletir sobre nossas atitudes. A gente é o sorriso que entrega, a mão que estende, o abraço que dá e o amor que semeia.

Neymar ficou fora dos dez melhores jogadores da Fifa

Terceiro colocado do prêmio The Best da Federação Internacional de Futebol (Fifa) no ano passado, o atacante Neymar ficou fora da lista dos dez finalistas da honraria na temporada 2017-2018, anunciada nesta terça-feira (24) pela entidade máxima do futebol mundial.

Pesou contra o brasileiro de 26 anos, que também tinha sido terceiro pelo ano de 2015, o período de três meses afastado dos gramados por lesão e o desempenho apenas regular na Copa do Mundo, em que o Brasil caiu nas quartas de final.

Na relação divulgada pela federação internacional, aparecem Cristiano Ronaldo e Lionel Messi, que dominaram a premiação nos últimos dez anos, com cinco conquistas cada. O astro português ficou com o troféu nos dois últimos anos, os dois desde o rompimento da Fifa com a revista France Football, que voltou a organizar a Bola de Ouro de maneira independente.

Além de Cristiano, a lista tem outros dois vencedores da Liga dos Campeões pelo Real Madrid, o meia Luka Modric, vice da Copa do Mundo pela Croácia, e o zagueiro francês Raphael Varane, único a ter faturado tanto a Champions quanto o Mundial na Rússia.

Os outros representantes dos Bleus entre os finalistas são os atacantes Kylian Mbappé, eleito revelação da Copa na Rússia, e Antoine Griezmann, que também deu a volta olímpica na Liga Europa com a camisa do Atlético de Madrid.

A relação tem ainda dois jogadores que se destacaram pelo faro de gol, o inglês Harry Kane, artilheiro do Mundial, e o egípcio Mohamed Salah, que bateu o recorde de gols de uma só temporada da 'Premier League'. Completam o top 10 da Fifa os belgas Kevin De Bruyne e Eden Hazard, que ajudaram a levar sua seleção a um inédito terceiro lugar em gramados russos.

Marta está entre as 10 finalistas ao prêmio de melhor jogadora do mundo. A camisa 10 da seleção brasileira já ganhou 5 troféus e foi indicada por 14 vezes.Marta joga no Orlando Pride, EUA. O Lyon, que garantiu seu quinto título da Champions League, tem seis atletas finalistas: Lucy Bronze (Lyon e seleção inglesa),Ada Hegerberg (Lyon e seleção norueguesa), Amandine Henry (Lyon e seleção francesa),Saki Kumagai (Lyon e seleção japonesa), Dzsenifer Marozsan (seleção alemã e Lyon), e Wendie Renard (seleção francesa e Lyon).

 
RocketTheme Joomla Templates