Coluna Bernadete Alves - dia 08/07/2018

Marina Ruy Barbosa comemora 23 anos

O Morro da Urca, no Rio de Janeiro, foi o local escolhido pela atriz Marina Ruy Barbosa, para festejar os seus 23 anos. Ela chegou ao local com o marido Xandinho Negrão. Com um vestido dourado e decotado da grife Versace, que realçou ainda mais a sua beleza. Marina foi muito simpática com os fotógrafos.

"Decidi comemorar de última hora, tem uma semana, mas deu tudo certo", à imprensa. Xandinho elogiou a esposa: "Aniversário da minha rainha, mas o presente é segredo. esse é nosso primeiro aniversário casado e é bem importante para nós", declarou o empresário.

A festa, organizada pela promoter Carol Sampaio e seu sócio, Michel Diamant, teve show de Alok, Nego do Borel e os DJS Felipe Mar e Giordanna Forte, que animaram a pista de dança.

Dentre os ilustres convidados estavam os colegas de elenco como Tatá Werneck, Bruna Marquezine, Ricardo Pereira, Fernanda Nobre, Johnny Massaro, Monique Alfradique, Bia Arantes, Bruno Gissoni, Rodrigo Simas, Alinne Moraes, Felipe Simas, Isabella Santoni, Agatha Moreira, Daniel Rocha, Lilia Cabral, Giovanna Lancellotti, Romulo Neto, Romulo Estrela e a mulher, Nilma Quariguasi.

Também foram abraçar a atriz, Enzo Celulari com a namorada Victória Bartelle, Giulia Figueiredo, Mariana Uhlmann, Laíse Leal Bia, Vinícius Reed, Mauro Lima, Samantha Schmütz, Juliana Silveira e João Vergara, Romana Novais, Sasha Meneghel e Bruno Monteleone, a cantora Preta Gil e seu marido Rodrigo Godoy, Lavínia Vlasak , e os jogadores de futebol Daniel Alves e Kaká com a namorada, Carol Dias.

"Estamos na reta final da novela e gravei 6h hoje e agora é hora de curtir com a Marina. Comemorar o aniversário com essa parceirona, amiga de cena", falou Ricardo Pereira. "Marina, 23 anos e linda, talentosa, todas as felicidades para ela. Ela é muito querida e comemorar com muitos amigos sempre é bom", disse Alinne Moraes.

Assim que terminar a novela “Deus Salve o Rei”, Marina terá só 15 dias de férias pois já está escalada para ser protagonista da próxima trama das nove, a novela "O Sétimo Guardião", de Aguinaldo Silva.

Pedro Piquet conquista primeira vitória na GP3

O Hino Nacional Brasileiro foi tocado pela primeira vez em nove temporadas de história da GP3 com a vitória do brasiliense Pedro Piquet na segunda corrida da rodada de Silverstone, na Inglaterra, na manhã deste domingo. Pedro tem 20 anos e é filho do tricampeão mundial Nelson Piquet e de Viviane Leão Piquet. Ao vencer a corrida de hoje, Pedro Piquet, repete o feito do irmão Nelsinho, que, em 2005, foi o primeiro brasileiro a vencer uma corrida da GP2, hoje Fórmula 2, em Spa-Francorchamps.

No pódio da segunda corrida da GP3, categoria de acesso à F1, estavam representantes de uma possível geração de futuros pilotos da F1 com outros já consagrados na competição e, curiosamente, pais dos dois primeiros colocados. Pedro Piquet ganhou a corrida e Giuliano Alesi, companheiros de equipe na Trident, ficou em segundo. O pódio foi completado por Ryan Tveter. Enquanto recebiam os troféus no pódio, seus pais, do lado deles, assistiam a tudo, obviamente orgulhosos, Nelson Piquet e Jean Alesi. Nelson foi 60 vezes aos pódio da F1 e Alesi, 32.

O piloto brasileiro da equipe Trident assumiu a liderança logo depois da largada e superou seus dois companheiros de equipe , Giuliano Alesi, e Ryan Tveter, para vencer em Silverstone,templo sagrado do automobilismo, também conhecido pela imprensa inglesa como “Silvastone” por causa do grande domínio de Ayrton Senna da Silva.

Para vencer neste domingo, largando em segundo no grid, Pedro disse que adotou um acerto no carro que é mais indicado para quem tem um adversário na frente. Mas ele assumiu logo a ponta. “Quando você está atrás, é preciso dar um pouco mais de asa na frente, porque você, estando atrás, perde pressão aerodinâmica, a frente escorrega muito mais, seus pneus acabam logo. Estudei como melhor largar, apesar desse acerto, e consegui fazer tudo certo. O asfalto aqui em Silverstone tem muita aderência. Se o pneu não girar um pouco em falso, ele agarra tanto que os giros do motor caem, e a potência que era de 400 cavalos passa para 200, você vai largar muito mal”.

“A corrida foi muito boa! Na largada, saí um pouquinho melhor do que o Giuliano, consegui ficar lado a lado com ele e depois fiquei à frente. O começo da corrida não foi fácil, o balanço do carro não estava muito bom com o tanque cheio e o peso a mais da gasolina. Ele estava conseguindo manter contato, mas depois que as voltas foram passando pude abrir uma vantagem boa de uns três segundos. Teve um safety car no fim, o que não foi bom porque esfriou os pneus, mas na relargada consegui abrir de novo e manter até o fim para ganhar a corrida. Agora é aproveitar esse pequeno período de férias no Brasil e depois pensar na Hungria”, disse Piquet.

Parabéns, Pedro Piquet! Siga em frente orgulhando Brasília e o Brasil.

 
RocketTheme Joomla Templates