Coluna Bernadete Alves - dia 01/05/2018

Trabalho, um dom de Deus!

O trabalho foi desde o princípio um preceito para o homem, uma exigência da sua condição de criatura e expressão da sua dignidade. É um autorretrato da pessoa que o executa. Todo trabalho é digno de reconhecimento e admiração.

Com coragem, fé e determinação a gente consegue vencer os obstáculos do dia-a-dia que são cada vez mais difíceis e desafiadores principalmente se observarmos a sociedade materialista dos nossos dias que aprecia mais as pessoas “pelo que ganham e ostentam”, do que pela capacidade de obter um maior nível de bem-estar econômico. Precisamos mudar isso e anunciar bem alto que o trabalho é um dom de Deus e que não faz sentido dividir as pessoas em diferentes categorias e nem considerar uma ocupação mais nobre do que outras.

Todo trabalho contribui para o progresso da cidade, é meio de desenvolvimento da personalidade, vínculo de união com as outras pessoas e fonte de recursos para o sustento da família. E quando executado com amor e dedicação, como fazia São José, o padroeiro do trabalhador, é promissor. Quando as pessoas se conscientizam de que não se trata de concorrência, mas sim de autoconhecimento e de superação pessoal, elas se realizam e vivem mais leves e felizes.

Neste 1º de Maio, desejo um mercado de trabalho com melhores oportunidades, sem preconceito sob qualquer tipo de profissão. Não podemos esquecer que o desenvolvimento econômico e humano passa pela valorização de todas as categorias.

Parabéns a todos que sonham, planejam e buscam o êxito.

Musical presta homenagem a Ayrton Senna

Hoje faz 24 anos que o tricampeão mundial de Fórmula 1, Ayrton Senna, nos deixou. Durante o Grande Prêmio de San Marino, em 1994, o então piloto da Williams sofreu um grave acidente e morreu aos 33 anos e virou ídolo nacional. Conhecido mundialmente como um dos maiores pilotos de Fórmula 1 de todos os tempos, Ayrton Senna inspirou gerações e é homenageado no Brasil e no mundo.

Em 2010, o Ayrton Senna do Brasil ganhou o documentário “Senna”, dirigido pelo britânico Asif Kapadia, e que fez sucesso no mundo inteiro, cotado até para o Oscar. Em 2014, a escola de samba Unidos da Tijuca homenageou o piloto e garantiu seu tetracampeonato no Carnaval do Rio. Em 2017, Senna é tema de musical teatral. Com Hugo Bonemer (de “Yank! O Musical”) no papel principal, “Ayrton Senna – O Musical” é um daqueles projetos que já nascem com grande potencial de público. Mexe com o afeto e a nostalgia do espectador antes mesmo de abrir as cortinas – e literalmente, porque há uma réplica do capacete usado por ele na escuderia McLaren no hall de entrada do teatro, por exemplo.

Neste ano o tricampeão mundial de Fórmula 1 terá algumas homenagens diferentes organizadas pelo próprio Instituto Ayrton Senna. Uma delas, no cinema com o espetáculo 'Ayrton Senna: o musical”. O público poderá conhecer a essência da personalidade e caráter de Ayrton, com espírito guerreiro e de solidariedade, o humor, amores e a relação com a família. “Ayrton Senna, o Musical”, é produzido pela Aventura Entretenimento e Aventura Teatros, em parceria com a Família Senna e apresentado pelo Bradesco e com direção de Renato Rocha.

O espetáculo começa na última corrida de Ayrton, em Ímola, na Itália, e desenvolve com o que pode ter passado pela cabeça de Ayrton naquelas últimas cinco voltas. “É como se nessas últimas voltas ele se lembrasse dos principais momentos da vida dele, como uma retrospectiva”, comenta Aniela Jordan, sócia-diretora da Aventura Entretenimento. Cenários, sons e luzes envolvem e levam o público para dentro de uma corrida de Fórmula 1. Números aéreos e acrobacias representam no palco a velocidade que fazia parte da vida de Senna.

O filme é resultado de um projeto que contou com a ajuda de drones, gruas e efeitos de slowmotion. "Este projeto do musical sobre o Ayrton Senna tem sido recebido de forma incrível e agora vamos ter a oportunidade de compartilhar com fãs em diversos pontos do Brasil a emoção desta história. Com certeza será um momento especial para os fãs do Ayrton", diz Bianca Senna, sobrinha do piloto e diretora de branding do Instituto Ayton Senna.

Bianca informa que além do filme foi também escolhido o 1º de maio para lançar a campanha #MeuEducadorMeuIdolo. A ideia, segundo ela , é dar destaque ao trabalho de professores na educação infantil. "Assim como Ayrton Senna, o educador brasileiro tem que ser considerado um ídolo nacional, afinal, a educação é a chave para um mundo de oportunidades para todos. É nesse sentido que nós trabalhamos há 23 anos, colocando em prática diariamente o maior sonho do Ayrton. Queremos mostrar esse poder da educação na campanha e chamar a atenção da sociedade para que cada vez mais pessoas se engajem nessa causa fundamental ao Brasil".

O espetáculo 'Ayrton Senna: o musical' está sendo exibido em cerca de 70 cidades do Brasil. Em Brasília o espetáculo será exibido hoje no Cinemark do Pier 21.

A superprodução reúne 26 atores em um espetáculo diferente, para toda a família, que conta a história por meio de acrobacias e efeitos especiais, integrando música, dança, teatro e circo. Parte da renda das exibições será revertida à entidade criada pelo tricampeão.

Curtas

Marcelo Grohe quebra recorde pessoal sem levar gol. Ao segurar o Cerro Porteño na goleada de 5 a 0, do Grupo 1 da Libertadores, o goleiro do Grêmio chegou a 833 minutos sem ser vazado. Grohe vai eternizar as luvas em um museu pessoal. “ Agradecer por este momento. Fico feliz. Independentemente de marcas, é importante sair sem sofrer gols. Méritos da equipe. Temos um sistema defensivo muito sólido. O pessoal se doa desde lá à frente”, declara Marcelo Grohe, goleiro do Grêmio.

Mohammed Salah, 25 anos, atacante do Liverpool, foi eleito hoje o melhor jogador da Inglaterra na temporada 2017/2018 pela Associação de Jornalistas da Inglaterra. Salah é o primeiro africano a ganhar este prêmio, que será entregue em 10 de maio em uma festa em Londres. Em abril o atacante africano já tinha sido eleito melhor jogador da Campeonato Inglês pelo sindicato de jogadores profissionais da Inglaterra.Nesta temporada, Salah acumulou 31 gols no Campeonato Inglês, faltando apenas um para superar Cristiano Ronaldo, Luis Suárez e Alan Shearer como jogador com mais gols em 38 partidas na competição. As informações são da EFE.

 
RocketTheme Joomla Templates