Coluna Bernadete Alves - dia 16/03/2018

O raro ecossistema da Colômbia em forma de arco-íris

Rio de 5 cores, considerado o mais bonito do mundo, o Caño Cristales, fica no Parque Nacional Sierra de La Macarena, na província de Meta,sudeste da Colômbia. Os cientistas estão tentando aprender mais sobre esse ambiente diverso e único, onde jaguares e gatos-maracajás percorrem a savana e a floresta, e golfinhos de rio nadam no Guayabero. Um ecossistema único e muito frágil que precisa de muita proteção.

Carlos Lasso, pesquisador do Instituto Humboldt, uma organização sem fins lucrativos dedicada a estudar a biodiversidade da Colômbia, ajudou a escrever um guia de 180 páginas sobre a fauna do Caño Cristales. Durante o estudo de 4 anos concluíram também que o local pode sofrer danos causados pela perfuração petrolífera. O petróleo e o clima colocam em xeque a biodiversidade da importante atração turística daquele país.

A preocupação deles é procedente porque em 2009, a Hupecol, uma subsidiária colombiana da Dan A. Hughes Co., de Beeville, no Texas, começou a fazer estudos sísmicos para procurar petróleo em um terreno que havia alugado perto da pequena cidade de San Vicente del Caguán, a oeste do rio. Cartazes e murais contra a perfuração de poços de petróleo enfeitam as paredes e as janelas da cidade e o povo pede a proteção do Caño Cristales e toda área ao redor.

A guia turística Ángela Díaz conta que antes era a guerra das Farc. Agora é a guerra da perfuração. Em maio, quando as chuvas chegam, os rios sobem e as plantas assumem uma coloração vermelho brilhante. "Esta planta tem uma qualidade peculiar de mudar de cor. É possível ver isso acontecendo de maio a novembro", explicou Ángela Díaz.

As águas limpas, que criam vida com a planta aquática Macarenia clavigera, fluem sobre pedras marrons do Planalto das Guianas, criando um espetáculo de cores brilhantes todos os anos. O Caño Cristales, um rio próximo, tornou-se uma importante atração turística e é chamado de "o rio das cinco cores" ou "o arco-íris derretido", declara a guia turística. A temporada de visitação dura 6 meses de junho a dezembro.

Segundo a lenda um arco-íris dissolveu-se transformando-se num dos rios mais encantadores: Cano Cristales, um paraíso. Lendas à parte, de acordo com os cientistas a M. clavigera desempenha um papel fundamental já que atrai os turistas que impulsionam a economia. A planta é endêmica destes rios de águas claras, ácidas e pobres em nutrientes que vêm da Serra de La Macarena, uma cordilheira de montanhas isolada ao leste dos Andes.

A planta aquática Macarenia clavigera proporciona uma beleza indescritível nos tons vermelho, amarelo, verde, azul e preto, deixando o Caño Cristales hipnotizante, na região remota do centro da Colômbia. Para preservar o ecossistema e o turismo que impulsiona a economia o governo colombiano revogou o aluguel em 2016, e o presidente Juan Manuel Santos escreveu no Twitter que a decisão iria proteger o Caño Cristales e a área ao redor dele.

Proteger os rios, as árvores, animais e mares é um dever cívico. Um dia todos seremos responsabilizados pelo que estamos fazendo de mal a natureza. Vamos cuidar do nosso Planeta. As gerações futuras agradecem.

 
RocketTheme Joomla Templates