Coluna Bernadete Alves - dia 10/02/2018

Copacabana Palace festeja 95 anos com Gipsy Folia

O Hotel Belmond Copacabana Palace recebeu na zona sul do Rio de Janeiro, várias celebridades lindamente vestidas para o tradicional Baile do Copa, a festa carnavalesca black tié, em comemoração aos 95 anos, com o tema Gipsy Folie.

Inaugurado em 1923, o hotel realizou o primeiro baile de Carnaval no ano seguinte à abertura. Nos anos 1980, a festa foi interrompida por alguns anos e retomada nos anos 1990. A edição deste sábado foi o 25º Baile do Copa.

A anfitriã Andréa Natal, diretora geral do hotel, escolheu o carnavalesco, cenógrafo e figurinista Mário Borriello para ambientar os salões Golden, Nobre e Frontais com a história da cultura cigana. O artista inspirou-se numa imaginária história de amor de uma trupe nômade do Leste Europeu.

“No Baile do Copa, a regra é ser feliz, dançar e se divertir. Ano passado, trouxemos a influência japonesa. Agora, mostramos as tradições ciganas, por isso, as cores dourada e vermelha protagonizaram o ambiente do Gipsy Folie”, declarou Andréa Natal.

A decoração, com muito dourado e vermelho continha elementos da cultura cigana como bolas de cristal e cartas de baralho. Como já é tradicional da festa, os convidados, fantasiados ou de black tie, passavam por um tapete vermelho em frente ao hotel. Uma multidão do lado de fora assistia, animada. Para entreter o público, bailarinos faziam danças ciganas em frente ao hotel.

Lindas fantasias tomaram conta dos salões do o icônico hotel que teve como rainha da festa a atriz Isis Valverde, que chegou ao baile recepcionada pelos músicos do Cordão da Bola Preta. A atriz brilhou em seu “reinado”, numa belíssima fantasia. O luxo da “folia cigana” lembrou dos Carnavais de antigamente.

A sereia Ritinha de “A Força do Querer”, da Rede Globo, encarou uma cigana, com look de Jean Paul Gaultier para Rosa Chá e muitas joias, que juntas somavam R$ 50 mil. Com figurino que deixava o corpo à mostra, a atriz levou três horas para ficar pronta. "Hoje sei da suntuosidade e do tradicionalismo do Baile do Copa. Isso me moveu. Estou muito emocionada", declarou.

Os convidados foram recepcionados por violinistas, bailarinos e contorcionistas, vestidos à caráter. Ciganas entretinham os presentes em tendas com a leitura de seus futuros. Carroças, cavalos e cestos de palha simulavam o acampamento imaginado por Borriello.

Nos salões Frontais, lustres rústicos com velas, fitas, tulipas e flores campestres coloriam o lugar. Destaque para a profusão de leques artesanalmente trabalhados nas mãos dos convidados, como a do designer de sapatos Christian Louboutin, a estilista Patrícia Vieira e a apresentadora Sabrina Sato.

O Cordão da Bola Preta e Fabiana Carla animaram a festa ao som de marchinhas carnavalescas e sambas-enredos, além de aproveitar a ocasião para comemorar 100 anos. A cantora Priscila Luz interpretou músicas baianas e o DJ Papagaio manteve a pista lotada madrugada adentro. O jantar elaborado por David Mansaud foi servido em madeiras rústicas, contrastando com as criações francesas do chef.

Muitas musas brilharam no Baile do Copa 2018 como Marina Ruy Barbosa,Vera Fischer, Jessyka Alves, Bárbara França, Carla Diaz , Yasmin Brunet, Antônia Fontenelle, Renata Kuerten, Leticia Sabatella, Fernanda Motta, Mayana Neiva, Manuela Scarpa, Maria João Bastos, Juliana Silveira, Narcisa Tamborindeguy, Juliana Silveira e João Vergara. Os atores Ricardo Pereira e José Fidalgo dentre outras personalidades.

O ator francês Vincent Cassel e sua namorada Tina KunaKey, prestigiaram o Baile do Copa mas não permitiram o assédio dos fãs. De Brasília os assíduos frequentadores do Copacabana Palace, a empreendedora Susie El Haje Lobo e seu marido o médico Paulo Lobo, o jornalista Marcelo Chaves e Carlinhos Beauty.

 
RocketTheme Joomla Templates