Coluna Bernadete Alves - dia 08/02/2018

Concurso do McDonald’s dá anel em ouro em formato de Big Mac

A rede de restaurantes McDonald’s está promovendo um concurso de tuites para celebrar o Valentines Day, Dia dos Namorados nos Estados Unidos, que acontece no dia 14 de fevereiro. O vencedor do concurso vai ganhar um belíssimo anel em ouro 18 quilates com safira, esmeraldas e diamante avaliado em US$ 12,5 mil (cerca de R$ 41 mil) a quem fizer a melhor declaração de amor ao Big Mac.

No vídeo que apresenta a competição, o McDonald’s sugere: “Torne seu Dia dos Namorados inesquecível, ao ganhar um anel que é inacreditável”. A Joia com sete camadas reproduz sanduíche mais famoso da rede de fast-food, inclusive o gergelim do pão em diamantes e as folhas de alface em esmeraldas.

Para concorrer ao anel, é preciso declarar seu amor por hambúrgueres, e marcar a publicação com a hashtag #BlingMacContest. A competição vale entre 7 de fevereiro e o dia 14 de fevereiro, o Valentines Day. O resultado será divulgado no dia 28 de fevereiro.

Cartórios podem emitir Carteira de Identidade e Passaporte

Já é possível aos cartórios brasileiros dar início ao processo para que emitam carteira de identidade e passaportes para cidadãos brasileiros. A prestação desse serviço requer, no caso da emissão de registro de identidade (RG), que a associação local dos cartórios formalize convênio com a Secretaria de Segurança Pública do estado. Já o convênio para a emissão de passaportes terá de ser firmado entre a Polícia Federal e a associação nacional dos cartórios de registro natural.

A medida administrativa que possibilita os cartórios a prestarem também este serviço foi anunciada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) no dia 26 de janeiro. Nas duas situações os acordos deverão passar por análise e homologação do Poder Judiciário. No caso dos convênios locais caberá às corregedorias dos tribunais estaduais. Quanto aos convênios para a emissão de passaporte, eles terão de passar pela Corregedoria Nacional de Justiça, a quem caberá avaliar as viabilidades jurídica, técnica e financeira.

O juiz auxiliar da corregedoria Marcio Evangelista disse por meio de nota, que a medida não afetará a confiabilidade do passaporte brasileiro. “A Polícia Federal continuará responsável por emitir o passaporte. O convênio só permitirá o compartilhamento do cadastro de informações dos cidadãos brasileiros com os cartórios, que apenas colherão as digitais e confirmarão para a Polícia Federal a identidade de quem solicitar o documento”.

A oferta desses serviços em cartório vai depender de convênios firmados entre as associações de cartório e os órgãos expedidores de documentos. A emissão de passaporte, por exemplo, depende de convênio com a Polícia Federal; já a emissão da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) depende de convênio com o Departamento de Trânsito (Detran) de cada unidade da federação. Para ter acesso a esse serviço, no entanto, será necessário o pagamento de uma taxa extra.

Além destes documentos de identificação, os cartórios de registro civil do país poderão alterar informações em certidões de nascimento, permitir que os pais escolham a naturalidade do filho de acordo com o local de nascimento ou com a cidade onde a família reside. As mudanças vieram com a Lei nº 13.484/17, que transformou os cartórios de registro civil em ofícios da cidadania.

Reservatório do Descoberto atinge 50,1% do volume

As fortes chuvas que atingem o Distrito Federal nos últimos dias trouxe um alívio para a situação hídrica vivida há um ano. O Descoberto, principal reservatório do Distrito Federal, ultrapassou o marco de 50% da capacidade. De acordo com a medição da Agência Reguladora das Águas, ele marcou 50,1%. Apesar do simbolismo, a Companhia de Saneamento (Caesb) afirma que, até o fim do período de chuva, não se fala em fim de racionamento, que já dura um ano.

A chegada do reservatório do Descoberto a 50% também representa que a expectativa da Adasa em atingir o nível no período de chuvas foi além das expectativas, Pela curva de acompanhamento da agência, a previsão era de que o Descoberto só atingisse a metade do volume em abril, mantendo o mesmo nível em maio.

Na manhã desta quinta-feira duas das três comportas da Usina Hidrelétrica do Paranoá foram abertas em 10 centímetros. A medida atendeu o previsto na resolução da Adasa nº 27/2017, que define os níveis do Lago Paranoá para 2018.  A Companhia Energética de Brasília, por meio da subsidiária CEB Geração, abriu as comportas para que a cota do lago não ultrapasse o limite de 1.000,8 metros em relação ao nível do mar. Na manhã de hoje, a medição registrava 1.000,65 metros.

Segundo a Companhia de Saneamento Ambiental do DF, o volume escoado do Lago Paranoá não altera a capacidade de captar 700 litros por segundo da Estação de Tratamento de Água do Lago Norte. Além disso, a água excedente retirada, por questões geográficas, não teria como alcançar os reservatórios de Santa Maria e do Descoberto.

 
RocketTheme Joomla Templates