Coluna Bernadete Alves - dia 11/01/2018

Fundador da Wizard compra operações da Pizza Hut no Brasil

O empresário Carlos Wizard Martins, um dinâmico empreendedor brasileiro, comprou a companhia americana Yum! Brands, proprietária das marcas Pizza Hut e KFC (Kentucky Fried Chicken) no mundo. O fundador da rede de inglês Wizard, já possui experiência no segmento de alimentos, sendo dono da rede Mundo Verde e a Taco Bell Brasil, rede de fastfood californiana baseada na culinária.A Sforza, gestora dos investimentos da família de Carlos Wizard, não informa o valor da negociação.

A Yum! Brands é a maior empresa de restaurantes do mundo. Em comunicado o presidente da Yum! Brands Brasil, Marcelo Pinho, informa que a estratégia global da marca é migrar suas operações para um modelo majoritariamente de franquia. “Esse movimento já está ocorrenddo em outros mercados da Yum! no mundo”, declarou Pinho.

Segundo informaram as empresas em comunicado conjunto, Wizard e seus filhos serão responsáveis pela gestão das marcas, pelo relacionamento com os atuais franqueados e pela expansão das redes no território nacional. "A família Martins está adquirindo 14 unidades do KFC que pertenciam à Yum! Brands e investirá R$ 60 milhões nos próximos cinco anos na abertura de 20 unidades próprias da rede KFC, e mais R$ 75 milhões no mesmo período para a abertura de 35 lojas próprias da Pizza Hut", destaca o comunicado.

A Pizza Hut está no Brasil desde 1989 e conta com 180 unidades, todas franqueadas, em 24 estados e no Distrito Federal, atingindo o número de 1 milhão de pessoas consumindo Pizza Hut por mês. A KFC tem atualmente 47 unidades, localizadas nos estados no Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Bahia, Espírito Santo e Ceará, sendo 33 franquias e 14 lojas próprias. É uma rede de restaurantes norte-americana criada em 1952 pelo Coronel Harland Sanders, na cidade de Corbin, no estado do Kentucky, nos EUA. A receita secreta do delicioso frango – grande sucesso feito à base de 11 ingredientes secretos – está trancada numa caverna em Louisville, no Kentucky, com cópias parciais de segurança em outros locais.

Carlos Wizard Martins também investe em imóveis e operações de private equity. O grupo controla, entre outras empresas, a rede de lojas de produtos naturais Mundo Verde; a rede de fastfood Taco Bell; a BR Sports (dona das marcas Topper e Rainha); a Hub Prepaid, fintech especializada em meios de pagamento; e a Aloha, especializada em cosméticos no sistema de venda porta a porta.

O curitibano Carlos Wizard Martins, de 61 anos, criado no bairro Boa Vista, faz parte do seleto clube dos bilionários brasileiros desde 2014. A ascensão como empresário começou em 1987, quando ele fundou a Wizard, rede de escolas de idiomas que alcançou por meio do sistema de franchising a liderança absoluta no setor. Em 2013, a marca foi vendida para a britânica Pearson por R$ 2 bilhões, na maior transação da história do setor de educação já realizado no país.

A trajetória empreendedora de Carlos Martins é inspiradora e compartilhada. O Best seller Desperte o Milionário Que Há em Você, mostra que Martins na época com 30 anos, tinha diversos motivos para estar desanimado, mas usou esta lição para crescer na vida e tornar-se um empreendedor. Fluente em inglês, que aprendeu com os jovens missionários mórmons, começou a dar aulas do idioma em casa. Do primeiro aluno, logo conseguiu dezenas e se viu diante de uma curiosa realidade: ganhava mais dando aulas de inglês do que trabalhando na multinacional. Foi assim que surgiu a primeira escola Wizard.

É dele também os livros O Desejo de Vencer, Sonhos Não Tem Limites, Segredos de Sucesso, Do Zero ao Milhão e Vencendo a Própria Crise. “É preciso se convencer de que parte de sua renda não lhe pertence, ela está destinada à formação de sua fortuna pessoal”, diz Carlos Wizard.

Dentre os seus conselhos dourados destaco: Muitos jovens pensam que o sonho acontece de uma hora para outra e não é bem assim. Sonhos são construídos”; “Quando uma pessoa consegue identificar um talento, uma habilidade, um dom e transformar isso numa fonte de renda, não existe mais crise na vida dela”; Às vezes você está no caminho certo, o produto certo, o mercado certo, mas nem você consegue ver o potencial que está na sua frente”; “O colaborador é motivado por motivos emocionais, e não somente pelo salário. Não basta pagar um ótimo salário e esquecer os aspectos emocionais”; “Todo empreendedor é um sonhador e um visionário sobre assuntos que as outras pessoas, geralmente não conseguem ver”;

“Para virar milionário é preciso três condições. Precisa ter o desejo. O milhão não cai na conta. Mas desejo não basta. É preciso encontrar um projeto de vida que tenha potencial para expandir e ganhar escala. Em terceiro lugar, tem que seguir as leis, as regras, os princípios e os valores”.

Brasileiro Sri Prem Baba pede aliança global em defesa da água

O idealizador do movimento global Awaken Love, Sri Prem Baba,falou da necessidade de uma aliança global pacífica pela conservação e uso consciente dos recursos hídricos, durante o seminário Águas pela Paz, atividade preparatória para o 8º Fórum Mundial da Água, que ocorrerá em março, em Brasília.

O líder espiritual brasileiro Sri Prem Baba, foi ouvido por mais de 600 pessoas durante palestra no Águas pela Paz - II Seminário Internacional Água e Transdisciplinaridade, no Museu da República e aplaudido pelo governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, pelo secretário-geral da CNBB, dom Leonardo Steiner e pelo presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal, deputado Joe Valle. O encontro foi organizado pelo Movimento Awaken Love, em parceria com a UniPaz, Universidade de Brasília e a Secretaria de Meio Ambiente do DF.

Sri Prem destacou que a água tem sido a precursora e mapeadora da jornada evolutiva do homem que sempre se organizou em torno dos rios. Para ele o desenvolvimento desordenado tem afastado a sociedade dos recursos hídricos. “Fomos nos afastando das águas e a grande maioria da população só conhece a água da torneira e desconhece o percurso da água da fonte até que ela possa chegar em casa e isso criou uma desconexão com a água e buscamos encontrar soluções apenas técnicas”, ressaltou o líder espiritual.

“Precisamos criar uma nova revolução, mas de consciência. Temos que conseguir superar crenças limitantes que tem nos feito reféns do sofrimento. Temos que ter essa coragem de reescrever o nosso destino. Estamos no clímax dessa revolução, sinto que daqui a pouco vamos olhar para trás e não vamos reconhecer esse nosso mundo”, disse o guru.

De acordo com Sri Baba, é necessária a mudança de cultura para garantir a preservação da água no planeta. “Isso requer plantar água e isso requer renascer alguma de nossas florestas, proteger as nascentes, gerar energia limpa e renovável, cuidar do lixo e lembrar que a água tem vida e precisa ser tratada e respeitada como uma entidade viva, como fazem muitos dos povos das antigas tradições que ainda mantém a tradição do espírito vivo”, alertou.

Prem Baba ressaltou que a chave para mudança de comportamento e a garantia da manutenção do recurso hídrico pelo mundo está na mudança do nosso autoconhecimento. O autoconhecimento para ele, “começa com cuidado das suas águas interiores, dos sentimentos negados, se libertando das mágoas e ressentimentos, se harmonizando com passado para que seja livre para viver no presente. É o campo das infinitas potencialidades”.

O governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg ressaltou que, há muitos anos, cientistas e estudiosos alertam para a situação extremamente crítica em relação ao recurso. “A água é a causa da vida. Nesse sentido, é o tema mais importante da humanidade. É preciso que a gente busque todos os saberes, os tradicionais, científicos e espirituais, para, com base nessa confluência, ter uma nova postura em relação à água”, disse o governador.

 
RocketTheme Joomla Templates