Coluna Bernadete Alves - dia 16/12/2017

OAB/DF confraterniza com advogados das Subseções

Com o objetivo de manter a harmonia e valorizar ainda mais a advocacia do Distrito Federal e comemorar as vitórias da classe, a diretoria, conselheiros e membros de todas as nove Subseções da OAB/DF se reuniram em um jantar por adesão para comemorar este ano que se encerra. Um momento de união entre a diretoria da Ordem dos Advogados do Brasil Secção Distrito Federal com as Subseções.

Para Juliano Costa Couto, presidente da OAB/DF, “ficamos orgulhosos desse inédito evento. O grande número de colegas presentes reforça a união e a força das Subseções, que cuidam da Advocacia em cada centímetro quadrado do DF, junto com a Seccional”.

Também estiveram presentes a vice-presidente da OAB/DF, Daniela Teixeira; o secretário-geral, Jacques Veloso de Melo; o presidente da Caixa de Assistência dos Advogados e da CONCAD, Ricardo Peres; o conselheiro federal, Severino Cajazeiras; os conselheiros Seccionais Cleider Rodrigues, Flávia Amaral, Lúcia Bessa, Marília Mesquita, Wendel Farias; a procuradora de Prerrogativas, Ana Ruas e o ouvidor Paulo Alexandre.

Presidentes de nove Subseções da OAB/DF elogiaram a iniciativa de Juliano Costa Couto e sua diretoria e pediram que a união da classe continue em 2018. Estavam na confraternização o presidente da Subseção de Taguatinga, Lairson Bueno; presidente da Subseção de Brazlândia, José Severino Dias; presidente da Subseção de Sobradinho, Márcio de Souza Oliveira; presidente da Subseção de Samambaia, José Antonio Gonçalves de Carvalho.

Também o presidente da Subseção de Ceilândia, Edmilson Francisco de Menezes; presidente do Núcleo Bandeirante, Sebastião Duque Nogueira da Silva; presidente da Subseção de Planaltina, Dalton Ribeiro Neves; presidente da Subseção do Gama, Amaury Andrade; e o presidente em exercício da Subseção do Paranoá, Valcides José Rodrigues de Sousa.

Os advogados e suas famílias confraternizaram o 2017 com música, bom papo, drinks e um super jantar. Todos fizeram questão de registrar o momento com o presidente Juliano Costa Couto e com o conselheiro da OAB Nacional, Severino Cajazeiras. Dois líderes que trabalham em nome da ética e da Lei.

Foi uma ótima oportunidade para comemorar os feitos da advocacia e brindar a liderança, seriedade e competência do presidente da Ordem dos Advogados do Distrito Federal, Juliano Costa Coto.

Eu tenho orgulho de ser advogada e de ter dois filhos nesta profissão. Somos todos, advogadas e advogados, caminhantes na incessante busca pelo direito e pela justiça.

Real Madrid é Campeão do Mundo

O Grêmio não se intimidou contra o Real Madrid. Enfrentou com força e garra, marcas do Tricolor, o clube europeu que mais prêmios conquistou neste ano e que tem o melhor jogador do mundo com 5 Bolas de Ouro. O time espanhol se impôs como já era esperado e com naturalidade conquistou, neste sábado 16 de dezembro, no estádio Zayed Sports City, em Abu Dhabi, o sexto título mundial, vencendo o Grêmio por 1 a 0, com gol de Cristiano Ronaldo, de cobrança de falta.

O sonho do bicampeonato mundial permaneceu vivo para os brasileiros durante todo o primeiro tempo. A equipe do técnico Zinedine Zidane enfrentou dificuldades de marcar com o bloqueio defensivo da equipe de Renato Portaluppi. O tricampeão da América se agigantou durante a disputa do outro lado do mundo. Marcelo Ghroe fez defesas espetaculares, Geromel e Koenikam, foram valentes como sempre, principalmente contra o badalado Real Madrid. A cada jogada, milimetricamente construída, percebiam o quanto era difícil levar perigo aquela potência do futebol espanhol.

Aos 7 minutos do segundo tempo Cristiano Ronaldo, conseguiu furar o bloqueio defensivo do adversário, sofreu falta e fez o gol que garantiu a vitória do Mundial de Clubes por 1 a 0. Foi um balde de água fria naquela que era a “partida da vida” do técnico Renato Portaluppi que poderia se tornar o quinto técnico que também ergueu a taça como jogador, a exemplo Luis Cubilla, Juan Mujica, Carlo Ancelotti e Zinedine Zidane. O elenco gremista perdeu a grande oportunidade de se igualar ao Santos e Corinthians como os únicos clubes brasileiros a deterem dois títulos mundiais.

Mas o futebol é assim. Em um lance muda tudo. Perder por 1 a 0 para o poderoso Real Madrid, considerado uma seleção de futebol, não é vergonha. O sentimento é de tristeza, mas também de orgulho. O Grêmio ficou com o vice-campeonato mundial de clubes 2017.O dono do futebol mais vitorioso do Brasil em 2017, foi campeão do mundo em 1983, batendo os alemães do Hamburgo no jogo decisivo, o Tricolor gaúcho foi vice também em 1995, quando os holandeses do Ajax na final em 1995, ganharam nos pênaltis. O Grêmio não conseguiu ganhar o título mas se despede do Mundial da Fifa mais forte e de cabeça erguida.

Com o resultado, o Real Madrid se tornou o primeiro time desde 1993 a se sagrar bicampeão do Mundo. O elenco espanhol chegou ao quinto título em 2017, já que também venceu a Liga dos Campeões, o Campeonato Espanhol, a Supercopa da Europa e a Supercopa da Espanha. A conquista foi especial para o CR7 que chegou ao seu quarto título mundial da carreira. O craque português, que já havia marcado na final da Liga dos Campeões e da Supercopa da Espanha, se despede do torneio como artilheiro, com dois gols, ao lado dos brasileiros Romarinho, do Al Jazria e Maurico, do Urawa Reds.

O meia croata Luka Modic, do Real Madrid, foi eleito o melhor jogador do Campeonato Mundial de Clubes. O camisa 19 recebeu a Bola de Ouro, desbancando o atacante português Cristiano Ronaldo, autor do gol do título contra o Grêmio, que ficou com a segunda colocação na disputa entre jogadores. O prêmio Fair Play, ficou também com o Real Madrid. O bronze ficou o atacante uruguaio Jonathan Urretaviscaya, do Pachuca do México. Éverton do Grêmio foi eleito o melhor em campo do jogo Grêmio X Pachuca. O presidente do Tricolor Gaúcho, Romildo Bolzan Júnior, recebeu uma placa comemorativa pela participação do clube na final do Mundial.

Participando pela quarta vez do Mundial de Clubes, o Pachuca garantiu a conquista do terceiro lugar do torneio neste sábado pela primeira vez. Enfrentando o Al Jazira de Romarinho no estádio Zayed Sports City, em Abu Dhabi, os mexicanos demonstraram bastante consistência ao longo dos 90 minutos e foram contundentes para chegar ao triunfo por 4 a 1, gols de Urretaviscaya, Jara, De La Rosa e Sagal. Khalfan Arlrezzi foi o autor do único tento dos anfitriões.

O zagueiro e capitão do Grêmio, Pedro Geromel, fez questão de agradecer o apoio da torcida, quase 4 mil pessoas que foram em tão pouco tempo em Abu Dhabi, e elogiou a atuação da equipe, que terminou como vice-campeã do Mundial de Clubes, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes. “Todo mundo fez o melhor. Os atacantes começavam o trabalho defensivo e por isso tive algum destaque. Infelizmente não levamos o título ao Brasil, mas saímos orgulhosos”, declarou.

Renato Portaluppi, ídolo tricolor, estava triste. Também pudera. O sonho da conquista do Mundial de Clubes estava encerrado. Ele disse que é difícil jogar contra o Real Madrid porque eles têm muita qualidade. “Nossa equipe hoje não esteve como deveria. Os jogadores (do Real Madrid) têm uma qualidade muito grande. Sabíamos que encontraríamos muitas dificuldades. Pelo que o Real Madrid jogou, mereceu ser campeão. Estamos tristes, mas de cabeça erguida por tudo que fizemos em 2017”.

O técnico disse que o erro na cobrança de falta de Cristiano Ronaldo quando Luan e Lucas Barrios, abriram na barreira, custou o título naquele que foi o único gol da partida e lembrou a frase tão repetida por Muricy Ramalho quando ainda era treinador: “ Eu estou há 15 meses no Grêmio e a coisa que mais repito é que a bola pune. Os pequenos detalhes fazem diferença”, declarou Renato.

 
RocketTheme Joomla Templates