Coluna Bernadete Alves - dia 12/12/2017

Grêmio vai à final do Mundial de Clubes pela terceira vez

O Grêmio está na final do Mundial de Clubes pela terceira vez em sua história. Campeão em 1983 e vice em 1995, o time de Renato Gaúcho venceu nesta terça-feira, em Abu Dhabi, o Pachuca, do México, por 1 a 0, gol de Everton, o Cebolinha, na prorrogação.

Foi uma partida tensa, brigada com poucas chances de gols para os dois lados. Os mexicanos dificultaram o jogo bem jogado do Grêmio e brigavam lance a lance. A disputa entre o campeão da Libertadores e o campeão da Concacaf no Estádio Hazza Bin Zayed, em Al-Ain, nos Emirados Árabes foi difícil como já era esperado.

Na prorrogação o Grêmio se encontrou e aos 4 minutos, Everton recebeu pela esquerda, ganhou do zagueiro na dividida, fez o corte e bateu no ângulo oposto, sem chances para Pérez. Era o desafogo gaúcho no mundial. “Tive a oportunidade novamente de entrar e a felicidade de fazer o gol. Hoje quem entrou deu conta do recado. Todos os jogadores sonham com momentos como este, que é único”.

“Tudo é difícil, todo detalhe é importantíssimo, o Pachuca não chegou aqui à toa – elogiou o técnico do Grêmio, Renato Portaluppi, herói do título mundial da equipe, em 1983, com dois gols marcados na vitória de 2 a 1 sobre o Hamburgo. “Tenho a tranquilidade de ter um grupo consciente e responsável. Sabem perfeitamente o que é preciso fazer. Ganhamos a Libertadores de uma maneira e não vamos mudar”, garantiu o técnico do Tricolor Gaúcho.

O talismã de Renato, Éverton, 21 anos, foi o herói do Grêmio nesta semifinal do Mundial de Clubes da Fifa. O gol consagrou todo o esforço de uma equipe e a liderança de Renato Gaúcho. Com a vitória de hoje, o Grêmio disputa a final do torneio no sábado, às 15 horas, contra o vencedor de Real Madrid e Al-Jazira. O Pachuca disputa o terceiro lugar no mesmo dia, ao meio-dia, contra o perdedor do jogo.

Abrir empresas ficará mais fácil com Módulo Digital de RLE

Com o objetivo de dar mais agilidade e desburocratizar o Registro e Licenciamento de Empresas, o governo de Brasília lançou hoje durante solenidade no Palácio do Buriti, o Módulo digital de RLE. A ferramenta permitirá que a abertura de negócios ocorra em horas ou até minutos, dependendo do nível da atividade. É o setor produtivo do Distrito Federal ganhando mais agilidade para se estabelecer.

O governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, ressaltou o esforço do governo no avanço da desburocratização como forma de transformar a cidade em referência em boas práticas para o empreendedorismo. “O novo sistema, ágil e dinâmico, vai estimular o empresário do DF a formalizar seus negócios, promover a economia e a geração de empregos e de oportunidades”, declarou. “A simplificação é importante para criar um ambiente de empreendedorismo, inovação e investimento em Brasília”, avaliou o governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, em solenidade no Palácio do Buriti.

O empresário José Átila Rodrigues, de 34 anos, foi o primeiro a obter o licenciamento pelo módulo digital. Ele acessou o sistema e já conseguiu tirar todos os documentos para a abertura da vidraçaria da família em Taguatinga Norte. Rodrigues disse que na próxima semana vai abrir a loja. “O acesso foi simples, consegui ver tudo o que precisava de uma vez”, aprovou o microempreendedor que recebeu o documento das mãos do governador.

Valdir Oliveira Filho, secretário de Economia do DF, falou da importância do sistema digital integrado para o empreendedorismo brasiliense. “O portal tem um atendimento abrangente, facilitado e amigável e vem para mudar o ambiente empreendedor.” O secretário informou que o portal já registra 1.118 pedidos de licenciamento desde que entrou em vigor no dia de ontem. “Estamos fazendo uma mudança na economia de forma sustentável, construída com o setor produtivo”, declarou Valdir Oliveira.

O DF é a nona unidade da Federação a adotar o módulo digital de RLE, medida que faz com que o empresário ou contador não precise ir às administrações regionais ou à Junta Comercial.

Valtércio Ronaldo de Oliveira toma posse como conselheiro do CNJ

O desembargador do Tribunal do Trabalho da 5ª Região (Bahia), Valtércio Ronaldo de Oliveira, tomou posse na manhã de hoje como conselheiro do Conselho Nacional de Justiça. O ato foi conduzido pela presidente do órgão, ministra Cármen Lúcia, durante a 264ª Sessão Ordinária do CNJ, a última sessão de 2017.

A presidente do CNJ e do Supremo Tribunal Federal, ministra Cármen Lúcia, deu as boas-vindas ao desembargador, reforçando o papel dos conselheiros no cumprimento de suas atribuições constitucionais. “Nós nos sentimos muito honrados com a sua presença e tenho certeza de que muito contribuirá para que haja o aperfeiçoamento desta instituição”.

Valtércio Ronaldo de Oliveira foi nomeado no CNJ por indicação do Tribunal Superior do Trabalho (TST) para ocupar a vaga da Justiça do Trabalho, destinada a magistrados de segundo grau, durante o biênio 2017/2019. A relatora da indicação foi a senadora Lídice da Mata (PSB-BA).

O desembargador é bacharel em Direito e iniciou sua carreira como juiz do trabalho em 1987. Foi promovido ao Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região em junho de 2001 e presidiu a corte no biênio 2013/2015. Valtércio Ronaldo de Oliveira, com 30 anos de atividade na magistratura, já presidiu o Colégio de Presidentes e Corregedores dos Tribunais Regionais do Trabalho (Coleprecor) e foi presidente da Associação dos Magistrados do Trabalho da 5ª Região.

A solenidade de posse foi prestigiada pelo ministro do STF Alexandre de Moraes, pelo presidente do TST, ministro Ives Gandra Filho, pelo subprocurador-Geral Antônio Augusto Brandão, e pelo presidente da Ordem do Advogados do Brasil, Claudio Lamachia, dentre outras autoridades.

 
RocketTheme Joomla Templates