Coluna Bernadete Alves - dia 09/09/2017

Gracia Cantanhede é prestigiada em noite de autógrafos

Gracia CantanhedeGracia Cantanhede

A escritora Gracia Maria Baldoni Cantanhede, reuniu no Carpe Diem, centenas de representantes de vários setores da sociedade de Brasília e do mundo jurídico para apresentar seus dois novos livros: Bacia das Almas e Madona Chegou. A escritora recebeu os convidados ao lado do marido Getúlio e dos filhos Thiago e Gabriel Cantanhede.

Gracia Cantanhede

Gracia é formada em Direito e exerceu o cargo de Procuradora Federal, lotada no IBAMA. Escreveu crônicas para o Caderno Mulher do Jornal “Correio Brasiliense”, de 1991 a 1994. Colaboração em Jornais e Revistas e participou de antologias de contos, crônicas e poesias. Trabalhos que lhe conferiram vários prêmios, troféus e comendas Belo Horizonte e na capital federal.

Gracia Cantanhede

Nessa conturbada crise econômica, política e moral e suas implicações, o escritor tem um papel importante na sociedade. Além de nos despertar para o pensamento nos faz pensar no nosso papel como cidadão. Em uma sociedade onde tudo está à venda e tudo pode ser comprado, inclusive a decência humana e a honradez, o livro contribui para aliviar as agruras do cotidiano.

Gracia Cantanhede

Além de dar vida aos contos, poesias, romances e tudo que diz respeito a palavra escrita, Gracia Cantanhede, produz cultura, proporciona uma boa leitura e como cidadã se posiciona sobre os mais variados temas. Principalmente tudo que toca a alma como a paz, o amor, a alegria, a esperança e Brasília.

Gracia Cantanhede

As obras de Gracia são democráticas e ficam bem em qualquer companhia. “São realizações muito importantes para mim. Livros são como filhos e como me orgulho dos dois e não faço distinção entre eles, vou apresentá-los na mesma ocasião”, explica Gracia Cantanhede.

Gracia Cantanhede

Vivemos em uma época em que a poesia que vem da alma é silenciada pelas preocupações do cotidiano. Que bom que Gracia conseguiu transpor os obstáculos e dividir conosco suas lindas e profundas poesias. Ela mostra que a vida é uma eterna experiência criativa. Compartilhar suas obras desperta bondade.

Gracia Cantanhede

“Bacia das Almas” é bem mais que um livro de poesias. É um livro de raciocínio, com a presença de um forte conceito criativo. E poemas bem escritos são poderosos. Conquistam pessoas, mudam estórias. Afinal, somos peregrinos da esperança!

Em “Madona Chegou” a autora valoriza as emoções e percepções dos adolescentes e estimula-nos a lembrar a vida no interior, compreender mais as relações familiares e a embarcar numa fantástica aventura e descobrir os segredos e mistérios de um antigo casarão.

Gracia Cantanhede

A procuradora Gracia Baldoni Cantanhede respira arte e cultura 24 horas por dia. É uma figura querida na sociedade, que no afã de ser útil e servir empenhou-se com entusiasmo na promoção dos talentos da cidade atavés da Pró-Arte, entidade que fundou e presidiu e também por meio da palavra escrita.

Gracia Cantanhede

Gracia não para por aí. Em breve teremos mais obras porque ler e escrever fazem parte da rotina da mineira brasiliense. “Vivo em uma casa com mais de vinte mil livros. Ler, para mim, é prazer inigualável", declara a advogada.

Gracia Cantanhede

Conheço a Gracia desde que a entrevistei em 1987 e passei a admirá-la pela sua postura respeitável, alto astral e lições de sabedoria. Para quem desiste dos sonhos ela diz “Fique em pé e orgulhosa de si. Nunca esqueça suas raízes e valorize o quanto você vale”.


Gracia Cantanhede

Gracia Cantanhede 

 
RocketTheme Joomla Templates