Coluna Bernadete Alves - dia 22/08/2017

Festival de Comédia Brasileira faz sucesso nos EUA

O humorista Leandro Hassum comandou a primeira edição do Festival de Comédia Brasileira nos EUA, nos dias 12, 18 e 19, em Miami, Boston e Orlando, respectivamente, ao lado do humorista Paulinho Serra e de três brasileiros que moram no solo americano. O Festival foi idealizado pela Bis Entertainmennot, produtora pioneira em levar grandes espetáculos brasileiros para os Estados Unidos.Segunda a produtora Priscila Triska, o humor nos EUA sempre foi referência para a maioria dos comediantes brasileiros.

Os talentos selecionados do stand-up residentes no país que também adotou como casa, o humorista Leandro Hassum são: Fábio Souza Lima, paulista que vive há 2 anos em Palm Harbor, Flórida; André Luiz Ferreira, o mineiro que cativou os americanos com o personagem “Sô Zé”, o caipira mais conhecido da América e Mateus Rodrigues Pereira, o maranhense que vive há 2 anos em Marlborough, Massachusetts, integraram o time de humoristas do primeiro Festival Anual de Comédia Brasileira nos EUA.

A primeira edição do Festival Hassum dedicou ao humorista Paulo Silvino, que morreu no dia 17. “Perdi um amigo, conselheiro, parceiro de camarim e um ícone do humor”, comentou em seu Instagram. Em Miami, os humoristas receberam o carinho do lutador Antonio Carlos “Cara de Sapato” Júnior. Em Orlando, o camarim foi mais disputado. Hassum e Paulinho Serra receberam abraços carinhosos de amigos famosos. “Passei mal de tanto rir”, comentou a atriz Nivea Stelmann, que entrevistou os atores pelo canal CBTV, para o qual ela trabalha desde que foi morar em Orlando. O piloto Rubinho Barrichello, acompanhado da esposa Silvana Giaffone Barrichello, também prestigiou a primeira edição do Festival, assim como os atores Luigi Barricelli e Jorge Pontual. “A noite foi divertidíssima”, comentou Rubinho nas redes sociais.

Hassum acredita que é mais difícil levar às gargalhadas um brasileiro do que um americano e por isso o Festival de Comédia Brasileira nos Estados Unidos foi um sucesso. O humorista fala que é muito mais difícil fazer o brasileiro rir, porque o brasileiro é naturalmente bem-humorado e cheio de piadas. E que o desafio de uma apresentação é o mesmo em qualquer país: “a gente nunca sabe o que esperar. Quando entro em cena é que descubro o que o público quer: humor mais escrachado ou mais inteligente. Por isso é preciso ter versatilidade para agradar à plateia”, comenta Hassum.

Fazer piada sobre a política nacional para brasileiros que não moram mais no Brasil não foi dificil para Hassan. “No meu show e nos shows a que gosto de assistir, as piadas são populares. As piadas atingem todo mundo, não importa a distância. Se falo de família ou coisas do cotidiano, trato de situações que acontecem com todo mundo”.

Para quem está iniciando na profissão e deseja participar de festivais as dicas de Hassan são: tente trabalhar um humor popular, uma coisa mais generalizada, uma coisa de cotidiano, histórias que não sejam setorizadas, pois isso faz com que o humorista atinja um público maior.

Leandro Hassan está morando em Orlando desde o final de 2016. “Me divido entre Brasil e EUA porque tenho muito trabalho no Brasil e não pretendo abandoná-los. Escolhi Orlando para morar com a minha família por vários motivos, por segurança, por qualidade de vida, por possibilidades maiores de estudo para a minha filha, possibilidade de trabalho no ramo da minha mulher, que é administradora e designer de moda. Cada vez mais, a gente está se unindo. Aqui nos EUA, a gente achou um lugar para estar junto. Estou feliz”, declara o comediante Leandro Hassum. Fotos de Renata Miranda e Leo Mayrinkos.

 
RocketTheme Joomla Templates