Coluna Bernadete Alves - dia 21/08/2017

Setores do Comércio e Serviços apresentam demandas a Rollemberg

Com o objetivo de manter o diálogo com os seguimentos de cidade, o governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, recebeu na sede da Secretaria de Economia e Desenvolvimento Sustentável, pleitos dos membros da Câmara dos Dirigentes Lojistas do Distrito Federal e do Sindicato do Comércio Varejista. Rollemberg estava acompanhado do secretário de Economia e Desenvolvimento Sustentável, Antônio Valdir Oliveira Filho, e do secretário adjunto de Relações Institucionais e Sociais, Igor Tokarski.

Rollemberg considera as reuniões como parte do processo de diálogo constante com a categoria. “Acredito que Brasília tem vocação para ser um grande polo de serviços e de atividades que geram emprego. Devemos fazer um debate com qualidade”, declarou o governador.

O presidente da CDL, José Carlos Magalhães Pinto, solicitou a ampliação do transporte público para atender empresas da área de desenvolvimento econômico da Quadra 17 do Setor de Indústria e Abastecimento. “Queremos mais segurança e qualidade de vida para aqueles trabalhadores”. José Carlos disse que no local funcionam 150 empresas, que empregam cerca de 2,7 mil empregados.

O presidente do Sindivarejista, Edson de Castro, reivindicou destaque para o funcionamento do metrô e ampliação de horários dos ônibus que passam pelo Setor de Armazenagem e Abastecimento Norte (SAAN). O presidente da entidade solicitou ainda novas alternativas de negociação para o pagamento de impostos e a desburocratização de processos ligados a alvarás de funcionamento para empresas. O governador Rollemberg disse que avaliará a possibilidade de fazer novas negociações com o segmento. “Temos muito interesse em identificar os gargalos na legislação que diz respeito à categoria para melhorar a economia local e fomentar a criação de empregos”, afirmou.

O secretário de Economia e Desenvolvimento Sustentável, Antônio Valdir Oliveira Filho, reforçou que a pasta está aberta para fortalecer o desenvolvimento do setor. “Não temos medido esforços para fomentar as áreas que geram emprego e renda no DF”, defendeu. Os empresários dos setores de comércio e serviços solicitaram ao governo mais segurança nos estacionamentos públicos no perímetro dos shoppings e combate ao comércio ilegal em Brasília.

Brasil ganha ouro na Universiade de Verão em Taipei

O judô deu ao Brasil a primeira medalha de ouro com Bárbara Timo que venceu a japonesa Saki Niizoe na categoria até 70 quilos e conquistou a medalha de ouro depois de marcar um wazari no Golden Score.

Bárbara é estudante de marketing da Universidade Estácio de Sá e participa da competição internacional pela segunda vez. "Bati muito na trave antes de chegar aqui. Quero dizer a todos que não desistam, que sigam sempre o seu sonho. Isso aqui é só o começo. Ainda tem muito mais pra buscar", declarou emocionada a brasileira.

O técnico Marcos Agostinho disse que Bárbara teve uma evolução muito grande na competição. “Não teve nenhuma luta fácil e conseguiu se impor em todas, principalmente na final". E lembrou que Saki Niizoe já havia derrotado a brasileira em outros encontros.

O quadro de medalhas do Brasil na Universíade de Taipei teve outro pódio no judô. O estudante de fisioterapia da Unip, Vinícius Panini, derrotou o moldavo Dorin Gotonoaga marcando dois wazari e um ippon e conquistou o bronze na categoria até 81 quilos. O técnico José Alfredo Olívio disse que o atleta participou da chave mais dura de sua categoria, com representantes de Rússia, Japão e França, e venceu adversários difíceis no percurso que o levou à disputa da medalha.

O nadador Henrique Martins conquistou nesta segunda-feira a terceira medalha brasileira na Universíade de Taipei, nos 50 metros borboleta. Com o terceiro melhor tempo, 23'54 (23 segundos e 54 centésimos), ele empatou com o ucraniano Andrii Khloptsov e ficou com o bronze.

"É sempre legal pegar uma medalha, é sempre positivo. Eu estava esperando um pouquinho mais. O tempo não foi muito bom, mas é importante estar no pódio pelo Brasil", declarou o nadador. Henrique também parabenizou os atletas do judô. "Foi um dia bom para o Brasil".

Câmara Legislativa publica editais para concurso público

O Diário Oficial do DF traz hoje os editais do concurso da Câmara Legislativa com 17 vagas para consultor legislativo, 37 vagas destinadas a consultor técnico-legislativo e 31 para técnico-legislativo. A inscrição, no valor de R$ 63 para nível médio e R$ 88 para nível superior, será realizada exclusivamente pela internet das 10h do dia 14/9 até 14h do dia 16/10 no site da Fundação Carlos Chagas, responsável pelo certame.

O último concurso foi há mais de dez anos e a notícia de uma nova oportunidade de trabalho com regime de 30 horas semanais, é muito bem-vinda. A Câmara Legislativa do Distrito Federal, sob a presidência de Joe Valle, realiza novo concurso público para contratação de pessoal, sem gerar gastos para a Casa.

O salário para consultor legislativo é de R$ 15.879,40. Podem concorrer as 17 vagas candidatos com nível superior em qualquer área de formação. As especialidades de atuação são: Constituição e justiça; desenvolvimento urbano; direitos humanos e cidadania; educação cultura e desporto; finanças públicas; meio ambiente; saúde; tributação; e redação parlamentar. As provas objetivas e discursivas serão aplicadas em 17 de dezembro, haverá ainda prova de títulos.

O cargo de consultor técnico legislativo, com o mesmo salário, oferece 37 vagas para concorrentes formados em administração, arquitetura, arquivologia, assistência social, biblioteconomia, contabilidade, economia, enfermagem, engenharia civil, engenharia elétrica, medicina, medicina do trabalho, odontologia, pedagogia, psicologia, letras, comunicação social, jornalismo, relações públicas, publicidade e tecnologia da informação. Há ainda o cargo de taquígrafo, que admite inscrições de pessoas com qualquer nível superior de formação. Neste caso, as provas objetivas e discursivas serão aplicadas em 10 de dezembro. Os testes práticos para taquígrafos serão em 19 de maio do ano que vem. Haverá também avaliação de títulos para alguns cargos.

Para técnico legislativo tem 27 vagas e o salário é de R$ 10.650,19. Os candidatos devem ter nível médio e os cargos são: técnico legislativo (que detém a maioria das vagas: 20), técnico de arquivo e biblioteca, secretário, fotógrafo, técnico de enfermagem e técnico em manutenção e operação de equipamentos audiovisuais (esses dois últimos postos exigem curso técnico na área). As provas objetivas e discursivas serão no dia 10 de dezembro para quem se inscrever a técnico legislativo e a prática no dia 20 de maio de 2018.

 
RocketTheme Joomla Templates