Coluna Bernadete Alves - dia 17/08/2017

Clube de Permuta chega em Brasília e aposta em lucratividade

Clube de Permuta

O advogado mineiro Francisco Nunes, radicado em Brasília, recebeu no Coco Bambu Lago Sul, empresários de diversos segmentos e jornalistas para apresentar o Clube de Permuta, uma franquia mineira desenvolvida por jovens empreendedores há 5 anos, que chega em Brasília sob seu comando. Nunes é sócio do escritório Palomares Vieira Frota e Nunes Advogados, aqui na capital federal. Conheceu o Clube de Permuta através do empresário Rafael Mendes, proprietário da Sava Móveis, e integrante do Clube de Permuta. Gostou da plataforma de trocas de produtos e serviços e decidiu trazê-la para Brasília.

Clube de PermutaClube de Permuta

Durante o almoço que marcou o início das atividades do Clube da Franquia aqui em Brasília, o advogado que tem experiência em economia compartilhada, falou orgulhoso do novo desafio. “Eu já fazia esse trabalho de economia compartilhada por prazer em nossos encontros, apresentando pessoas e propagando negócios entre os confrades. Enxerguei na franquia a oportunidade de profissionalizar essas ações,” declarou Francisco.

Clube de PermutaClube de Permuta

O novo franqueado disse que é a vez de Brasília se juntar a um modelo de sucesso que tem gerado resultados de crescimento expressivos, bem acima da curva da crise, aliviando o fluxo de caixa de empresas e profissionais liberais. Nunes disse que no Clube de Permuta empresários se reúnem para fazer negócios por meio de escambo. “Esses empresários têm a oportunidade, de diminuir os custos operacionais de sua empresa, fomentar a produção de seus produtos e serviços, e ainda ter sua imagem difundida entre grandes empresários”, explicou o advogado.

Gilbert Di Angellis

A franquia do Clube de Permuta de Brasília iniciará as operações assim que forem confirmados os primeiros 16 associados, quando então será realizado o almoço de relacionamento chamado ‘Negócio Gastrô’. O evento marcará o início das trocas entre os participantes e deverá ocorrer entre o final desse mês e as primeiras semanas de setembro.

Clube de PermutaClube de Permuta

Leonardo Bortoletto, um dos fundadores do Clube de Permuta, disse que com cinco anos de atuação o Clube de Permuta já expandiu para sete franqueados: Belo Horizonte, Montes Claros, Juiz de Fora e Araxá, em Minas Gerais; Piracicaba (SP), Vitória (ES) e agora Brasília com o advogado Francisco Nunes. Fechou 2016 com crescimento de 70% e com 340 associados.

Clube de PermutaClube de Permuta

“Este formato de interação comercial cresce no Brasil, mas já está consolidado, de forma expressiva, em mercados como Europa e Estados Unidos. A nossa grande sacada foi pensar num plano de expansão nacional que inclui um sistema de franquias inédito por aqui. Dados apontam que o Brasil ocupa hoje a 3ª colocação mundial no ranking do World Franchise Council, em número de marcas. Em 2016 o faturamento do setor de franchising no Brasil atingiu R$ 151,2 bilhões. Trata-se de um setor da economia que surfa acima da crise”, declarou.

Bortoletto contou que desde o início das operações do Clube de Permuta em 2012, até maio de 2017, já foram realizados mais de R$ 65 milhões em negociações e explicou como é feita a seleção dos novos franqueados. “A seleção de novos franqueados passa por uma avaliação criteriosa da diretoria do Clube de Permuta”, explicou o fundador.

Clube de Permuta

“Avaliamos o nível de relacionamento multissetorial do possível franqueado, se ele é capaz de atuar e captar associados de vários setores, agregando rentabilidade e negócios lucrativos para todos os envolvidos. Temos certeza absoluta que Francisco Nunes tem esse perfil e fará de Brasília mais um case de sucesso”, prevê.

O Clube de Permuta é uma plataforma de relacionamento que gera negócios lucrativos aos seus associados. Os seletos afiliados podem vender ou prestar serviço para uma empresa e adquirir produtos e serviços de outra. As transações funcionam como uma conta corrente em que clientes acumulam limites de negócios que podem ser consultados no site do Clube de Permuta. A principal vantagem é que as trocas são multilaterais.

Clube de PermutaClube de Permuta

“Nosso diferencial de mercado é o formato no quesito interação, por sermos uma plataforma de relacionamento que gera negócios em trocas compartilhadas. Atuamos em todos os segmentos e não existe restrição de negócio”, explicou Leonardo Bortoletto.

Presidente do TSE abre Encontro Nacional de Escolas Judiciárias Eleitorais

O ministro Gilmar Mendes, presidente do Tribunal Superior Eleitoral, participou da abertura do VII Encontro Nacional das Escolas Judiciárias Eleitorais, hoje pela manhã na sede do Tribunal em Brasília. O encontro que termina amanhã dia 18, pretende alinhar as ações e fortalecer o diálogo entre as Escolas Judiciárias Eleitorais (EJEs), favorecendo a troca de experiências.

O diretor da EJE/TSE,professor Doutor Fábio Quintas, fez um balanço da atuação das EJEs, a diretora de Pesquisas Judiciárias do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Maria Tereza Sadek, proferiu palestra sobre “A formação de magistrados no contexto da Justiça Eleitoral”, seguida pelo professor do Departamento de Ciência Política da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Jairo Nicolau, que abordou “A crise de representatividade política no Brasil”.

Este ano, a EJE do TSE comemora 15 anos de existência e, para marcar a data, promoveu o Concurso de Boas Práticas das EJEs, cujos vencedores terão suas práticas apresentadas durante o evento. Amanhã às 9h, as escolas vencedoras do Concurso de Boas Práticas serão apresentadas e, em seguida, haverá o lançamento deste ano, da revista Estudos Eleitorais. O projeto #partiumudar será apresentado por Fábio Quintas e Mário Volpi, do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). Às 14 h, o ministro Gilmar Mendes participará de debate após aula magna do curso “Democracia e Justiça Eleitoral”.

A EJE foi instituída no TSE por meio da Resolução nº 21.185, de 13 de agosto de 2002, como resultado de estudos coordenados pelo ministro Sálvio de Figueiredo Teixeira, à época, corregedor-geral da Justiça Eleitoral e primeiro diretor da Escola. Com objetivo principal de formar, atualizar e especializar magistrados da Justiça Eleitoral, membros do Ministério Público e interessados em Direito Eleitoral, a partir da criação da EJE no TSE foram criadas escolas judiciárias em todos os Tribunais Regionais Eleitorais.

Brasília repudia ataque terrorista em Barcelona

Os palácios do Planalto e do Buriti, sedes dos poderes executivos nacional e local foram iluminados com as cores da bandeira de Catalunha, em homenagem às vítimas do atentado que deixou 13 mortes e mais de 100 feridos na cidade de Barcelona.

 
RocketTheme Joomla Templates