Coluna Bernadete Alves - dia 15/07/2017

Cafeína pode melhorar função respiratória de bebês prematuros

Análise feita por cientistas do Royal Women’s Hospital, em Melbourne, na Austrália, comprovou que os bebês prematuros que recebem o componente químico apresentam um desempenho significativamente melhor em testes que medem sua capacidade respiratória durante a infância.

Os pesquisadores analisaram 142 jovens de 11 anos que foram previamente matriculados no estudo intitulado 'Cafeína para Apnéia da Prematuridade'. O resultado comprovou que os bebês que foram tratados com cafeína tiveram melhores respostas do aparelho respiratório do que os que não receberam a substância.

Todos os participantes do estudo nasceram com as características de bebês prematuros muito debilitados. A partir daí, eles foram separados em dois grupos onde alguns foram tratados com cafeína e outros com placebo por 43 semanas.

Dr. Lex Doyle, autor principal da pesquisa, explica como o componente químico é capaz agir. "Estudos anteriores mostraram que essa substância, que pertence a um grupo de drogas conhecidas como metilxantinas, reduz a apneia da prematuridade, uma condição em que o bebê para de respirar por vários segundos”.

Pesquisas já apontavam, que a cafeína pode melhorar a função pulmonar na vida adulta, quando ingerida nos primeiros dias de vida. E que a substância atua como um estimulante capaz de melhorar as taxas respiratórias de curto prazo e a capacidade de alongamento e expansão dos pulmões. Esses benefícios foram associados a uma necessidade reduzida de uso de aparelhos eletrônicos que auxiliam a respiração.

O cientista Doyle também ressalta que as análises com o estudo da cafeína deverão continuar para "identificar os participantes com maior risco de desenvolver distúrbios respiratórios graves na idade adulta”.

Depois de um estudo comprovar que beber café pode ajudar a prolongar a vida, agora é a vez de a ciência mostrar que a substância contida na bebida também tem seus benefícios para os bebês. Mais especificamente, os prematuros.

Pessoas com necessidades especiais ganham estação de ginástica

O governo de Brasília inaugurou hoje no Parque da Cidade uma estação de ginástica ao ar livre para pessoas com deficiência. O objetivo é proporcionar bem-estar e condicionamento físico para as pessoas com necessidades especiais. Isso foi possível graças a parceria da Secretaria do Esporte, Turismo e Lazer com o Banco Santander.

A estrutura, que fica próximo ao Estacionamento 13 e ao Quiosque do Atleta no Parque da Cidade Dona Sarah Kubitschek, foi revitalizada com piso de borracha, calçamento com acessibilidade e conjuntos de mesa e banco. A inauguração teve uma mesa de café da manhã, DJs e aulão de crossfit.

Batizada de Mude (Mobiliário Urbano Desportivo), Periodicamente, um furgão equipado estacionará no espaço para oferecer aulas gratuitas de treinamento funcional. Os horários poderão ser vistos no aplicativo Mude, no qual será possível agendar a participação.

Segundo o sócio fundador da Mude, Marcus Moraes, esse espaço receberá, a partir da próxima segunda-feira (17), aulas gratuitas de treinamento funcional. “Além de poder se exercitar sozinho, a pessoa vai poder ter um local com contato com profissional de educação física, que pode orientá-la”, explicou.

As aulas são inclusivas e ministradas por profissionais especializados. Os interessados podem consultar os dias e os horários pela internet e ir ao local ou fazer a reserva pelo aplicativo da empresa para celular. Brasília é a segunda região do País a receber a iniciativa, que já ocorre no Rio de Janeiro e será expandida para outras três capitais.

O governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, diz que outras seis estações adaptadas serão instaladas em outros locais a serem definidos. “Temos buscado cada vez mais intensificar as nossas relações com a iniciativa privada, e isso aqui é um exemplo disso”, disse o secretário adjunto de Turismo, Jaime Recena.

Brasileiro Marcelo Melo conquista Wimbledon

O sonho do mineiro Marcelo Melo, 33 anos, 2,03 metros de altura, era vencer Wimbledon o torneio mais antigo e prestigioso do esporte. O sonho do número um do mundo se tornou realidade neste sábado depois de uma dramática final que durou 4 horas e 39 minutos. Melo e Kubot venceram o austríaco Oliver Marach e o croata Mate Pavic na mais longa decisão de duplas desde 1992.

A parceria entre o brasileiro e o polonês Lukasz Kubot impressionou a crítica internacional. A dupla já era a melhor da temporada antes de Wimbledon e agora se distancia mais dos rivais do tênis depois desta espetacular vitória. Melo e Kubot tiveram domínio total nos torneios de grama: três títulos e 14 vitórias seguidas.

O brasileiro dono de dois troféus de Grand Slam fica atrás apenas de Maria Ester Bueno e de Guga em relevância histórica para o tênis brasileiro. A conquista de hoje representa o fim de um jejum de 51 anos para o Brasil. Maria Esther Bueno, dona de oito troféus no Slam britânico (três em simples), venceu pela última vez em 1966, nas duplas femininas. A melhor campanha em simples entre os homens foi quartas de final, por quatro vezes. A última delas com André Sá, em 2002.

“Não tenho palavras para descrever o sentimento depois do jogo. Ainda vou precisar de um tempo para digerir este grande feito que eu tive a sorte de conquistar”, declarou o campeão. Melo ostenta 27 títulos de duplas em sua carreira.

O tenista Marcelo Melo é um orgulho para o Brasil! Parabéns!

 
RocketTheme Joomla Templates