Coluna da Bernadete Alves - dia 01/12/2011

Disputa por cinturão agita Brasília

Amanhã o Ginásio Nilson Nelson recebe atletas para a disputa do Cinturão Sul-Americano de MMA. Sigla em inglês para artes marciais mistas. Um dos principais eventos de luta do Brasil. Um esporte onde há regras e limites pode contribuir para afastar os jovens das drogas. 

O GDF está dando apoio a esta modalidade esportiva  que a cada dia conquista mais a simpatia do povo. Até porque em Brasília temos muitos campeões. O brasiliense Renato Moicano, estudante de direito, que iniciou sua vida profissional no MMA em 2010. Surpreendeu e foi considerado especializado em MMA e como uma promessa do Brasil.

Temos também Paulo Thiago, que é do Bope, Rani Yahya e Francisco Massaranduba orgulhos da cidade.  O governador Agnelo, que já foi ministro do Esporte, recebeu no Palácio do Buriti, o campeão mundial do UFC José Aldo e o presidente do Shooto Brasil, André Pederneiras.

Legenda da foto: O campeão José Aldo com o governador Agnelo 

 

A arte das mãos brasileiras

Os mais belos trabalhos de artesanato e renda, premiadíssimos e já exportados que levam a marca das rendeiras e bordadeiras de diversos estados brasileiros estão expostos no Pontão do Lago Sul. Às 10 horas a consultora Cristina Franco fala para os expositores da Feira sobre empreendedorismo e às 20 horas acontece a abertura oficial com show das Marias Brasilianas.

Amanhã, dia 2 às 20 horas quem se apresenta é o grupo Bateria Nota Show e Bateria Bola Preta e no sábado a feira abre às 9 horas e às 19 horas tem o show de enceramento dos Tambores de Responsa.

A promoção da 1ª Feira de Artesanato e Renda é do Instituto de Educação, Esporte, Cultura e Artes Populares presidido por Renata Hargreaves que tem a parceria da joalheira Stella Guerra. O objetivo é trabalhar a inserção social e a inclusão no mercado de trabalho por meio da comercialização do que é feito à mão. Além da participação de vários estados brasileiros aqui do DF participam o Paranoarte, Mãos que criam e Sebastianas.

Parte da renda será revertida para o Lar São José que abriga idosos no Distrito Federal. Vale a pena ir ao Pontão até sábado e apoiar o talento das mãos brasileiras. 

 

Enxaqueca: uma doença incapacitante

Conciliar o tempo para dar conta de tanta responsabilidade pode dar uma dor de cabeça muito grande. Esta dor, dizem os especialistas, é conseqüência da desordem do organismo. Mas existe uma outra dor de cabeça bem mais forte, crônica que incapacita a pessoa até para tarefas simples que é a enxaqueca. Embora a incidência nas mulheres é maior ela afeta também os homens. 

Os primeiros incômodos são a dor unilateral, alternando o lado e a dor latejante em toda a cabeça. Os neurologistas recomendam que é preciso avaliar também outros sintomas como náusea, forte sensibilidade à luz, incômodo provocado pelos sons e dor que aumenta com qualquer movimento. As crises neste caso duram de 4 a 72 horas. Mesmo com todos estes sintomas presentes não podemos confundir dor de cabeça ocasional com enxaqueca. É importante, neste caso, procurar tratamento especializado.

Esta é uma doença que não tem cura. Pode ser amenizada pelo uso de medicamento, prescrito por um especialista e também por uma boa noite de sono, evitar situações estressantes, praticar exercícios físicos e ter uma dieta balanceada. 

 

Pendências deixadas pelo governo anterior

Pouca gente sabia mais desde fevereiro deste ano uma força tarefa trabalhava para limpar o nome do GDF junto ao governo Federal. Isso impedia o governo Agnelo firmar convênios com o governo Dilma e de receber recursos para aplicar no desenvolvimento socioeconômico.

A força tarefa composta pela Secretaria de Fazenda, da Transparência e da Procuradoria-Geral do Distrito Federal trabalhou muito nestes meses e até várias ações judiciais foram ingressadas para sanar as pendências. Quem recebe verba pública, mesmo sendo público, tem de prestar contas. Se todos os gestores aplicassem devidamente os recursos recebidos a máquina administrativa não emperrava.

Todo o esforço do governador Agnelo valeu a pena pois agora os recursos das emendas parlamentares e dos convênios vão ajudar o GDF a por em prática as políticas sociais. Parabéns aos integrantes desta Força Tarefa  pela dedicação e credibilidade.

 

Qualidade em Educação

O UniCEUB foi a única instituição de Brasília que recebeu do Ministério da Educação a nota máxima no conceito institucional. Ao receber esta nota torna-se o único Centro Universitário do Centro-Oeste e  a única instituição de ensino superior de Brasília  a estar entre as três melhores do Brasil. 

Recebeu, também, do MEC a nota máxima para credenciamento de Ensino à  Distância (E a D) para pós-graduação. Inclusive o programa de Mestrado e de Doutorado do UniCEUB  em Direito está entre os dez melhores do país.

O curso de Direito recebeu o selo nacional “OAB Recomenda” em todas as edições. Somente o UniCEUB e a UnB são detentores deste marca no DF.

O progresso e a respeitabilidade do UniCEUB é devido a forte dinâmica de seleção de alunos e professores de alto nível, organização didático-pedagógica e instalações físicas que garantem conforto e segurança. 

 

Reitor vai refundar a Universidade de Brasília

O doutor José Geraldo de Sousa Junior comanda a UnB desde 2008. Está na casa desde 1985 como professor defendendo os direitos humanos e a cidadania. É doutor em Direito, pesquisador, autor de 24 livros, inúmeros artigos acadêmicos e é um dos autores do Projeto Direito Achado na Rua, registrado no CNPq. Há três décadas defende os direitos civis e a importância da mediação nos conflitos sociais.

O reitor está fazendo da Universidade uma instituição mais ética, científica e cultural. Um esforço que merece os aplausos não só da comunidade acadêmica como também de toda a sociedade. Inclusive ele entregou o Campus do Gama depois de 3 anos de muitos esforços, ampliando a universidade e formando cidadãos também para a vida.

A UnB tem proporcionado muitos benefícios para toda a comunidade e projetos de valorização ao idoso, respeito ao meio ambiente e de sustentabilidade. Todas as suas ações são divulgadas para a imprensa pois entende que é um modo importante de informar à sociedade sobre o cotidiano acadêmico e administrativo. Além do mais é um distinto cidadão. Acessível e muito Cortez. Depois dele a universidade será outra.

 

 
RocketTheme Joomla Templates