Pesquisa brasileira mostra benefícios da ginástica cerebral

Resultado comprova que atividade melhora habilidades como a memória

A Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) realizou entre os anos de 2013 e 2014 a primeira pesquisa brasileira sobre a eficácia da ginástica cerebral.

Os estudos foram conduzidos pelo neurocientista Rogério Panizzutti. A seguir, apresentamos a tradução resumida da pesquisa. 

Resumo: Atividades de estimulação cognitiva são frequentemente recomendadas para pessoas na melhor idade; no entanto, pouco se sabe sobre os efeitos dessas atividades para a cognição, motivação e qualidade de vida desta população.

As evidências disponíveis indicam que a frequência de envolvimento em atividades que sejam cognitivamente desafiadoras está associada a uma variedade de funções cognitivas.

Nesta pesquisa, investigamos os efeitos de um programa estruturado, que foi baseado no treinamento com o ábaco – instrumento oriental para cálculos - associado a outras atividades cognitivamente desafiadoras.

O programa foi administrado como aulas semanais em grupos de pessoas na melhor idade, durante um período de sete meses.

Oitenta e oito pessoas da melhor idade foram matriculadas em um ensaio clínico controlado para se avaliar os efeitos do programa de treinamento na cognição, motivação e qualidade de vida.

O treinamento produziu um efeito significativo no período: o grupo de treinamento manteve o nível de performance na aprendizagem verbal e tarefas de memória, enquanto o grupo de controle exibiu um decréscimo significativo na performance do período de início até o pós-interventivo.

Conclui-se que o treinamento com exercícios de ábaco pode retardar ou diminuir a taxa de declínio na aprendizagem verbal e memória na melhor idade.

 

Metodologia da pesquisa 

 

Participantes

O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Federal

Universidade do Rio de Janeiro (protocolo no. 257.651). Cento e quarenta e dois (142) voluntários foram recrutados da Universidade da Terceira Idade da Universidade do Vale do Paraíba (UNIVAP), que está localizada em São José dos Campos, SP , Brasil.

 

Os critérios de inclusão foram os seguintes:

Idade ≥ 60 anos , Pontuação ≥ 26 no Mini-Exame de Estado Mental (MMSE) , e Português como língua nativa. O critério de exclusão incluiu uma condição médica ou neurológica grave que impedisse a participação do voluntário no estudo. Atendentes da Universidade da Terceira Idade foram convidados para uma palestra por meio de anúncios e folhetos a respeito do programa de treinamento e pesquisa. Após a palestra, os voluntários decidiram se inscrever ou no grupo de treinamento, ou no grupo de controle.

 

Programa de treinamento

O programa de treinamento foi oferecido em uma aula semanal de 2 horas, durante 35 semanas, entre abril e novembro de 2013. Os primeiros 50 minutos da aula eram gastos executando exercícios com o ábaco, com dificuldade crescente. O treinamento de ábaco era seguido por uma ou duas das seguintes atividades: jogos, neuróbicas e dinâmicas em grupo. As diferentes atividades encontram-se descritas em detalhes no site www.metodosupera.com.br.

 

Grupo de Controle

Os indivíduos do grupo de controle escolheram participar em diferentes atividades em grupo: Dança de Salão (5 participantes), Dança do Ventre (4 participantes), Coral (16 participantes), Aulas de Espanhol (8 participantes), e Coral e Aulas de Espanhol (6 participantes).

As atividades foram oferecidas em uma aula semanal de 2 horas, durante 35 semanas e ocorreram entre abril e novembro de 2013.

 

 
RocketTheme Joomla Templates