Coluna da Bernadete Alves - dia 05/09/2011

Não faça do seu carro uma arma

É quase uma constante em finais de semana, feriados prolongados e férias o grande número de acidentes de trânsito que ocorre nas estradas e avenidas. Quando tiramos nossa carteira de habilitação estamos adquirindo uma responsabilidade. Então devemos dirigir de forma consciente para chegar ao destino com segurança. E não podemos esquecer a frase “Não faça do seu carro uma arma. A vítima pode ser você”. Este famoso slogan de uma campanha de trânsito da década de 70 está cada vez mais atual. Os jovens ávidos por liberdade, não medem as consequências . As vezes basta segundos de desatenção para ocorrer um acidente fatal. Muitos dirigem em alta velocidade pois estão no comando de um carro potente, só que esquecem que o trânsito está cada vez mais caótico devido ao aumento da frota. E se não obedecer as leis de trânsito vão fazer do carro uma arma. Essa imprudência é uma vergonha. Sem falar do abuso do álcool. Mesmo com campanhas educativas e blitz os jovens e até pessoas de mais idade insistem em dirigir depois de beber. Que está dirigindo não pode beber. Quem bebe não pode dirigir. Quem insiste está colocando em risco a sua vida e a de outros. É triste ver vidas sendo ceifadas por mera imprudência. 

 

Dia da Amazônia

A maior floresta comemora hoje a elevação do Amazonas à categoria de Província-Estado. A área da floresta representa dois quintos da América do Sul e a metade do território brasileiro.  É a maior bacia hidrográfica do planeta, responsável por um quinto da água doce total do mundo. Mesmo com toda esta importância enfrenta desmatamento, contrabando de madeiras, caça e pesca predatória. É a ganância comprometendo a sustentabilidade do planeta. Vamos unir forças neste dia e cobrar das autoridades mais fiscalização para valer as leis de preservação. Este bioma abriga uma raridade de plantas, rios e animais. Também é importante para nós por controlar o clima da Terra. Um patrimônio brasileiro que causa impacto para os olhos de onde é vista, pois abriga metade das espécies terrestres do planeta. Viva a Amazônia!

 

Engolir sapo

Você é do tipo que diz sim pra tudo? Cuidado, esta atitude causa frustração e pode afetar a saúde do corpo. Tem gente que, por medo de ser mal interpretado, prefere calar-se à expressar sua opinião. Foge polêmicas e provocações. Não ignore sua vontade só para agradar os outros. Isto gera ansiedade. Quando a gente só pensa nos outros abandona a si mesma. E com isso fica fragilizada, sem pique, insegura e com medo de tudo. Para compensar o que está sentindo come compulsivamente. Isto leva a insônia e obesidade. Emoção não trabalhada causa isolamento. E como a vida é um jogo, é preciso apostar alto em nossa capacidade de superação. Pode demorar, mas um dia a gente para de ajudar mais do que ser ajudado.  Passa a viver plenamente; para de sonhar e passa a viver o sonho. Com determinação e esforço a gente muda. Se não tiver coragem para mudar de atitude porque ainda se sente desconfortável, existem alimentos que contribuem para isso como chocolate, alface, café, chás, peixe, frutos do mar e cacau levantam o astral e combatem o cansaço mental, depressão e a ansiedade. 

 

O Rio

Neste dia é bom parabenizar o trabalho do repórter fotográfico Celso Júnior (foto), do Estado de São Paulo, da Sucursal de Brasília, pelo brilhantismo de suas fotos sobre Amazonas. Ele foi parceiro do jornalista Leôncio Nossa no livro “O Rio”, cujo lançamento foi no Iguatemi/Brasília e está nas principais livrarias para quem quiser guardar esta preciosidade. A natureza é o nosso bem maior. Com sabedoria, os autores mostram que tudo é possível quando há vontade com as lentes, também do coração, Celso mostra beleza exuberantes e alerta para a necessidade de preservação desta riqueza ambiental. Parabéns, também, para o jornal Estado de São Paulo pelo trabalho espetacular. 

 
RocketTheme Joomla Templates