Coluna da Bernadete Alves - dia 01/09/2011

Açaí: o ouro preto dos produtores 

O açaí já conquistou todo o Brasil e também parto do mundo devido sua qualidade e valor nutricional. É rico em proteínas, vitaminas, minerais e fibras. Auxilia na redução do colesterol ruim e eleva o colesterol bom. Fortalece ossos, cartilagem e até a memória. Previne doenças cardiovasculares e regula o intestino. É antioxidante poderoso no combate ao envelhecimento. Do açaizeiro nada se perde. Da palmeira é tirado o palmito e das frutas maduras é extraída a polpa que pode ser consumida de várias formas. Toda a produção tem origem nos açaizais nativos e abundantes no norte do país. Já o açaí plantado, em terra firme leva 3 anos para frutificar e aos 7 anos sua produção é plena. O estado do Pará é o grande produtor, principalmente nos municípios de Igarapé-Miri, Abaetetuba e Ponta de Pedras. Mas é o Ceará quem fatura alto exportando o açaí do Pará. Apesar do grande potencial, o estado do Pará precisa se projetar como grande fornecedor, e é por isso que o governador Simão Jatene e o Senador Flexa Ribeiro solicitam ao Ministério da Agricultura uma linha de crédito para comercializar a safra 2011/2012. Este apoio vai dar mais ânimo ao fruticultor do estado, principalmente na manutenção da produtividade e da qualidade do açaí. Os custos para processar, embalar e congelar são elevados e sem apoio do poder público dificulta a comercialização. Quem está comemorando este apoio do Ministério da Agricultura é o sindicato das indústrias de polpa de frutas do Pará.

 

CAMPANHA: A Copa começa aqui

A rede Gasol convida para a passeata no dia 4/9, domingo, às 9h, com concentração na EQS 110/111 para apoiar a abertura da Copa do Mundo em Brasília. Para uma empresa que começou suas atividades antes da inauguração de Capital, é bacana ver este apoio. Brasília merece fazer a abertura. A iniciativa deste movimento é da Associação Comercial do DF. Outras empresas pioneiras estão apoiando também esta ideia.

 

Não se engane

Todas nós donas de casa já precisamos dos serviços de um eletricista, encanador, mecânico e borracheiro. E muitas vezes, devido à urgência do serviço, deixam a honestidade de lado e cobram mais do que o necessário. E se a consumidora for idosa, aí então é que abusam. É incrível como tem cara de pau que induz para trocar peças ou fazer serviços desnecessários. Para não levar gato por lebre, o ideal é não contratar profissionais na primeira esquina. Procurar indicações de quem ficou satisfeito com o serviço e verificar se o profissional é habilitado para aquela função. Verificar se a empresa existe e se é idônea também é fundamental, porque às vezes a gente é induzida por um panfleto que colocam na caixa das correspondências. Veja algumas possíveis enganações:

- A geladeira não gela, o técnico sugere a troca do compressor ou da carga de gás e o problema está na borracha da porta;

- Quando a boca do fogão está entupida, o técnico diz que é preciso trocar a mangueira. Basta uma agulha para resolver o problema.

O meu maior problema é com a minha ilha de edição. Quando solicito um técnico porque o computador travou ou porque a máquina está lenta, o que ouço é que precisa trocar a memória. Tem gente que adora camuflar o problema para poder cobrar mais. De tanto me incomodar, procurei um amigo da TV e ele falou que máquina lenta significa muitos arquivos temporais, fragmentações e programas instalados sem uso. É só deletar estes arquivos que a memória volta com força total. O ideal é contratar pessoa de confiança, pegar três orçamentos e verificar o preço. Com isso, evitamos gastos desnecessários e aborrecimentos.

 

Bazar da vida

O cirurgião plástico Carlos Carpaneda (foto) e a brasiliense Maria Paula participam da abertura do Bazar da Moda, promovido pela Revista do Correio, no dia 17/9, sábado, no Pontão. Maria Paulo, colunista da Revista, é inteligente na abordagem de temas variados. Com certeza vai ser um bate-papo bem descontraído, como é o seu jeito como apresentadora de TV e atriz.  O Dr. Carpaneda, às 11h30, fala das novidades e da responsabilidade da cirurgia plástica. Carpaneda é membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e um renomado mestre em imunologia e genéticas aplicadas, com dezenas de trabalhos publicados em revistas e livros científicos. É doutor em dermatopatologia. No dia 18/9, a programação começa às 11h30, com dicas para penteados, relaxamento, além de dicas para se vestir de acordo com a silhueta e segredos de uma boa maquiagem. Um evento bacana, promovido pelo Correio Braziliense.

 

Ditos populares

São expressões que transmitem conhecimento comum sobre o cotidiano. Foram sendo construídos em anos e épocas diferentes, como conselhos práticos e alertas. Eles também nos fazem refletir antes de tomarmos uma atitude. Os provérbios, como também são chamados, são adotados no mundo todo. Os chineses são os mais usados. Exemplos mais comuns de adágio popular:

- Quem semeia ventos, colhe tempestades;

- Em boca fechada não entra mosca;

- A palavra vale prata. O silêncio vale ouro;

- Só percebemos o valor da água depois que a fonte seca;

-Quem tudo quer, tudo perde;

- Em casa de ferreiro, espeto de pau;

-Água mole em pedra dura, tanto bate até que fura;

Gato escaldado tem medo de água fria;

-Quem espera sempre alcança;

- É na necessidade que se conhece o amigo.

 

Há também os provérbios engraçados. São a inversão de alguns ditados famosos:

- Se algum dia você perder o controle, mude de canal manualmente;

- No avião, o medo é passageiro;

- Duas palavras abrem qualquer porta: puxe e empurre;

- Quem ri por último, é de raciocínio lento;

- Príncipe encantado só há um e casou-se com a cinderela.

 

 
RocketTheme Joomla Templates