Coluna Bernadete Alves - dia 03/12/2017

O sim de Tralli e Ticiane foi com choro e homenagem ao Corinthians

Sob uma chuva fina e frente fria, César Tralli, 46 anos e Ticiane Pinheiro, 41 anos, trocaram alianças em uma cerimônia tradicional e romântica, na noite de ontem, dia 02, no Hotel Vila Inglesa, em Campos do Jordão, São Paulo. O casal começou a namorar em 2014 e teve alguns momentos de separação. Reataram de vez em maio deste ano e no mês seguinte anunciaram o noivado. Tralli e Ticiane se casaram no civil, em segredo, no dia 11 de novembro. A apresentadora acrescentou o nome do marido e agora se chama Ticiane Andrea Mendes Pinheiro Tralli.

A emoção tomou conta da cerimônia católica realizada pelo Monsenhor Boanerges Bueno. O noivo entrou ao lado de sua mãe Edna Tralli ao som de Pela Luz dos Olhos Teus, de Tom Jobim. Ele estava sorridente, mas contido, mais ou menos como se apresentasse o SPTV mas logo se deixou levar pela emoção. Outro clássico da Bossa Nova embalou a entrada dos padrinhos, como a mãe da noiva, Helô Pinheiro, de cor de rosa, com a trilha sonora Garota de Ipanema, de Tom e Vinícius.

Ticiane foi conduzida ao altar pelo seu pai Fernando Pinheiro ao som de "Como é grande o meu amor por você", de Roberto Carlos. A noiva usou um vestido modelo branco clássico e elegante, da estilista Lethicia Broenstein. Ao ver a noiva Ticiane Pinheiro a caminho do altar, montado ao ar livre, no salão do hotel Vila Inglesa, em Campos do Jordão,César Tralli não conteve a emoção e recebeu Ticiane Pinheiro, aos prantos, perante os 250 convidados. As alianças foram levadas pela filha da apresentadora com o publicitário Roberto Justus, Rafa, ao som de Trem Bala, de Ana Vilela. O filho de Ana Hickmann, Alexandre, foi um dos pajens. Ana, presenteou noiva e demais madrinhas com um delicado colar de ouro e brilhantes.

Diante de Ticiane, que fez um voto sério e romântico, agradecendo ao jornalista por ter “acreditado” no amor do casal e “lutado” por ele, e dizendo que o casal amadureceu no hiato por que passou. Tralli prometeu que cuidaria dela e da “Biscoito”. O apelido é a forma como Tralli chama Rafa Justus, e como ela o chama. “Agradeço do fundo do coração por você também ter acreditado. Pode ter certeza de que vou cuidar muito bem de você. De você e da Biscoito. Eu te amo, Biscoito. Gosto até mais de você”, disse, brincando, antes de soltar um “Vai, Corinthians”.

Depois das trocas de promessas, os noivos saíram dançando ao som de "Do Seu Lado", música de Nando Reis.Cesar Tralli e Ticiane Pinheiro, e seus convidados foram comemorar mesmo com frio intenso ao cair da noite. E, como já se esperava, eles foram parar em cima do palco e se divertem com um clássico do sertanejo: “É O Amor”, de Zezé Di Camargo e Luciano. Depois dançaram funk “Cheguei”, juntando-se aos convidados para badalar. Tiago Abravanel comandou o show da noite.

A apresentadora Sabrina Sato foi quem pegou o buquê. Ela subiu no palco para revelar que Rafaella, filha de Ticiane, já tinha deixado ela tirar uma foto com as flores. Sabrina contente desfilou com o buquê pela festa e foi abraçar seu namorado Duda Nagle.

Entre os famosos que foram à festa estavam os jornalistas Rodrigo Bocardi, Márcio Canutto e Gloria Vanique e os apresentadores Ana Hickmann, Otávio Mesquista, Roberto Justus, Cesar Filho, Rodrigo Faro e Sabrina Sato.

As tops Isabella Fiorentino, Mariana Kupfer, Karina Bacchi, Ana Paula Siebert, Elaine Mickely, Carol Sampaio, Vera Viel, Fabiana Justus, Renata Alves e Sacha Chryzman.

Rodrigo Faro ao lado da esposa Vera Viel, destacou o clima intimista da festa. "Sou amigo da Tici e conheço o Cesar faz anos, os dois são queridos. A festa está ótima assim, para poucos convidados, tudo muito gostoso", afirmou.

Roberto Justus, ex-marido de Ticiane e pai de Rafaela, chegou ao hotel acompanhado da atual esposa, Ana Paula Siebert. "Minha relação com a Ticiane é madura e desejo tudo de melhor para os dois", declarou o apresentador de TV.

A lua de mel vai ser nas Ilhas Maldivas. “Nós só temos uma semana de férias, porque César volta para o jornal e eu para o “Hoje em Dia”. Vai ser corrida, mas vai dar para aproveitar”, declarou Ticiane. Felicidades aos queridos apresentadores de televisão.

 
Coluna Bernadete Alves - dia 02/12/2017

Iguatemi Brasília recebe a sofisticada Tania Bulhões

A empreendedora Tania Bulhões, referência nacional na arte em vestir a mesa e perfumaria exclusiva, chega no Iguatemi Brasília com criações surpreendentes. Ao lado do filho Virgílio Bulhões, líder do Grupo Bulhões, recebeu os seletos convidados com a sofisticação, perfeccionismo e elegância de sempre.

A nova loja da empresária mineira foi decorada com uma árvore feita de presentes da marca, embrulhados da cor verde bandeira. Todos os produtos que levam a assinatura Tania Bulhões são criados, desenhados e desenvolvidos pela marca, e produzidos em parceria com os melhores fabricantes e experts no Brasil e no mundo.

Tania brindou com os convidados com champagne Taittinger, servida em taças assinadas por ela. O menu criado por Fabiana Fidalgo, do Mangê Buffet, foi servido em louças Limoges, produzidas na região homônima francesa, conhecidas pelo brilho, pela transparência e pela ausência de porosidade. Tais porcelanas finas são importadas para o Brasil pelo Grupo Bulhões.

A artista e designer brasileira vem desde 1988 surpreendendo com peças únicas, atemporais e elegantíssimas, com cores e acabamentos diferenciados que imprimem personalidade a qualquer ambiente. Tania é apaixonada pelo que faz e esta paixão e bom gosto ela imprime nas suas criações.

O mailing é da competente Isadora Campos, colunista do Metrópoles. Valéria Leão Bittar coloriu o ambiente com seus únicos arranjos florais e o DJ Anderson Raas garantiu a animação da festa de inauguração no Iguatemi Brasília.

Tania iniciou sua trajetória de sucesso com um antiquário em Uberaba (MG), depois seguiu para São Paulo. Os clientes gostavam das peças, mas as louças pintadas por Tania destacavam-se das demais. Por esse motivo, a marca se especializou em acessórios para ornamentar mesas e ambientes da casa.

Conheço os produtos de Tania Bulhões desde 2008 quando tive o prazer de registrar para o meu programa Brasília na TV, TV Brasília, a chegada da marca no Park Shopping. Fiquei encantada porque Tania guarda na alma a personalidade de artista e o estilo clássico, contemporâneo e casual que imprime de forma natural nas suas peças.

O espírito de brasilidade é também muito presente nas coleções de aparelhos de jantar, acessórios e talheres de prata, perfumaria exclusiva e tudo para uma mesa posta. Tania Bulhões é sinônimo de bom gosto e qualidade. A loja está maravilhosa e deliciosamente perfumada.

 
Coluna Bernadete Alves - dia 01/12/2017

Agência Nacional de Águas utiliza tecnologias sustentáveis

Foi inaugurado hoje na sede da ANA no Complexo Administrativo do Setor Policial, em Brasília dois novos prédios com várias tecnologias sustentáveis, para otimizar os recursos ambientais e financeiros nas novas edificações. O projeto custou R$ 14 milhões à ANA e foi executado pela Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap), empresa do governo do Distrito Federal.

Entre as tecnologias aplicadas nos novos prédios estão captação de água da chuva para uso nos vasos sanitários, banheiros com mictórios com reaproveitamento de água das pias, utilização de placas fotovoltaicas para captação de energia solar, iluminação automática com sensor de presença e lâmpadas de LED, entre outras.

O diretor-presidente da ANA, Vicente Andreu, disse que a estrutura vai facilitar o trabalho dos servidores, que agora ocuparão o mesmo espaço. O novo prédio conta com elevador, depósito e subestação de água, duas copas, quatro gabinetes, oito salas técnicas, dez banheiros e dez escritórios. O projeto atende às normas de acessibilidade para pessoas com deficiência. Os blocos foram construídos para abrigar cerca de 350 servidores que trabalhavam em um prédio alugado em outro setor. “Essa divisão dificultava os processos cotidianos e o convívio entre os servidores”, declara Andreu.

A agência reguladora é vinculada ao Ministério do Meio Ambiente e dedica-se a fazer cumprir os objetivos e as diretrizes da Lei das Águas do Brasil. Para a construção das novas edificações, a ANA também levou em consideração pelo menos quatro eixos temáticos da Agenda Ambiental na Administração Pública (A3P), projeto do Ministério do Meio Ambiente e adotado na agência. São eles: compras e licitações públicas sustentáveis, qualidade de vida no ambiente de trabalho, construções sustentáveis e uso racional dos recursos naturais e bens públicos.

O governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg,elogiou as edificações e disse que todas as novas construções deveriam levar em conta os recursos tecnológicos que levem à sustentabilidade. “Essa estrutura vai garantir melhores condições de trabalho para os técnicos da ANA, que são fundamentais para a política de recursos hídricos do Brasil e de Brasília”, declarou Rollemberg.

Além dos edifícios, a ANA inaugurou um espaço de convivência para os servidores, o Ponto de Encontro Ney Murtha, em homenagem ao servidor, falecido em 20 de outubro, durante voo de parapente em Quixadá, no Ceará. Para o ano que vem, está prevista a licitação do projeto Praça Sustentável, que busca atender demandas de quem trabalha no complexo, como refeitório, redário, espaços para dança e para jogos , além de outras opções para estimular a convivência e o bem-estar de quem fica no trabalho durante o horário de almoço e fora dos horários de expediente.

A Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil acompanhou todo o processo, desde a licitação até as obras, que incluem dois blocos. A empresa estatal é constituida por dois sócios: a União, com 48% das ações; e o governo de Brasília, com 52%. “É uma obra pensada na sustentabilidade, em que se aproveita energia solar, água, no momento em o País passa por crise hídrica em diversos estados”, reforçou o diretor-presidente da Novacap, Júlio Menegotto.

Como árvores em estágio inicial de desenvolvimento precisaram ser retiradas para a construção dos novos blocos, a Novacap se prontificou a ceder novas mudas de espécies do Cerrado para o complexo da Agência Nacional de Água.

Dia Mundial da Luta Contra AIDS é também de tolerância social

A data instituída pela Assembleia Mundial de Saúde em outubro de 1987, com o apoio da ONU, serve para reforçar a solidariedade, a tolerância, a compaixão e a compreensão com as pessoas infectadas pelo HIV. O 1º de Dezembro é um dia que deve servir para desenvolver e reforçar o esforço mundial da luta contra a AIDS. O objetivo deste dia é estabelecer o entrelaçamento de comunicação, promover a troca de informações e experiências, e de criar um espírito de tolerância social.

No Brasil, a data começou a ser comemorada no final dos anos 1980, envolvendo os governos federal, estaduais, distrital e municipais e organizações sociais com o intuito de despertar a necessidade da prevenção, promover o entendimento sobre a pandemia e incentivar a análise sobre a aids pela sociedade e órgãos públicos.

Os objetivos da campanha são a desconstrução do preconceito sobre as pessoas vivendo com HIV/aids e a conscientização dos jovens sobre comportamentos seguros de prevenção. Este ano, a campanha do Dia Mundial tem como público primordial os jovens de 15 a 24 anos. Essa escolha foi feita ao se levarem em consideração dados comportamentais como o maior número de parceiros casuais dos jovens em relação aos não jovens e o elevado índice de jovens (40%) que declaram não usar preservativo em todas as relações sexuais.

A AIDS é uma das doenças que mais mata no mundo. O tema deve ser lembrado sempre e não só no dia de hoje ou no carnaval. A conscientização das pessoas sobre os perigos da doença deve ser constante. É relevante a participação da família, serviços de saúde, escola e governos. Este é um problema de saúde pública e portanto exige a participação de todos. A prevenção é o melhor caminho.

TRE/DF discute Propaganda Extemporânea x Liberdade de Expressão

O Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal reuniu grandes nomes do Direito Eleitoral para debater a Propaganda Extemporânea x Liberdade de Expressão durante encontro na Sala de Sessões, no dia 28 de novembro. O encontro foi promovido pela Escola Judiciária Eleitoral do Distrito Federal, por intermédio de sua Comissão de Organização Científica, composta pelos Desembargadores Eleitorais Carlos Rodrigues e Maria Ivatônia, pelo Desembargador Eleitoral Substituto Flávio Britto e pelo servidor Ronaldo Franco.

A Escola Judiciária é responsável pela capacitação de servidores e magistrados, o aprimoramento das práticas eleitorais e a formação de práticas para o aprimoramento da democracia. A realização da palestra com grandes nomes do Direito Eleitoral é mais uma contribuição para a maturidade política e o aprimoramento das relações democráticas. Para abordar tão instigante tema foram convidados os respeitados advogados Luiz Fernando Casagrande Pereira, Maria Cláudia Bucchianeri Pinheiro e Guilherme de Salles Gonçalves e o Procurador Regional Eleitoral do Distrito Federal, Dr. José Jairo Gomes.

Os trabalhos foram presididos pelo Desembargador Carlos Rodrigues, Diretor da Escola Judiciária Eleitoral do DF presidiu os trabalhos junto com o Desembargador Eleitoral Substituto Flávio Britto e a Vice Presidente da Comissão Eleitoral da OAB-DF, Dra Cristiane Rodrigues Britto, representante da OAB, na ocasião.O Desembargador Carlos Rodrigues falou sobre a importância da parceria entre o TRE-DF e a OAB-DF na realização do evento. Disse que o Estado é o tutor mais intenso da política e por isso é necessário uma maturidade democrática para a sociedade exercer seu papel. “À medida que a maturidade democrática for alcançada, o Estado também pode deixar de ser um tutor mais intenso e permanecer mais distante, até que, em um ideal de futuro, esteja completamente distante e que a política seja uma questão da sociedade e não mais do Estado.”

O Desembargador Eleitoral Substituto Flávio Britto apresentou os palestrantes e disse que organizar o encontro com os melhores do país foi um grande desafio. Britto disse que o objetivo do debate é contribuir com o aprimoramento do Direito Eleitoral. “Este evento está sendo organizado com muito carinho a todos vocês: operadores do Direito, jurisdicionados, servidores, enfim, às pessoas que trabalham e se dedicam ao aprimoramento do Direito Eleitoral”.

Guilherme de Salles Gonçalves disse que é importante interpretar o Direito Eleitoral não mais com os olhos do passado. Disse que a regra do Direito Eleitoral é a liberdade de expressão e citou casos do STF onde esse direito colidiu com outros fundamentais. “Não compreender que a interpretação extensiva à busca da eleitoralidade de discursos políticos confronta a mais ideal das liberdades democráticas – que é a liberdade de expressão – é não compreender a sustentabilidade dos direitos políticos e, muitas vezes, sob parâmetros morais, subjetivos, não se compreender que só o livre debate, em qualquer forma de democracia, é que vai assegurar a maturação e uma sociedade mais justa e digna para todos nós.”

Maria Cláudia Bucchianeri, falou sobre a liberdade de expressão e a livre circulação de idéias políticas: “Sem liberdade de expressão do candidato, não há liberdade de recebimento de informação pelo eleitor.” Ao falar sobre as restrições impostas aos candidatos, a advogada questionou: “Até que ponto eu tenho que proteger o eleitor das informações que chegam até ele? Até que ponto o paternalismo estatal se justifica em tema de propaganda eleitoral?” Maria Cláudia falou, ainda, sobre a necessidade de se repensar a restrição imposta aos candidatos em relação à destinação dos gastos eleitorais e problematizou a questão do anonimato. Maria Cláudia Bucchianeri é Mestre em Direito e Presidente do Instituto de Direito Eleitoral do Distrito Federal.

O professor Doutor Luiz Fernando Casagrande falou sobre o conteúdo de propagandas eleitorais: “O conteúdo eleitoral, evidentemente, não se afeta pela existência de pedido de voto ou de não voto no candidato.” Com isso, o advogado abordou a necessidade de também se pensar acerca das propagandas negativas: “A propaganda negativa é fundamental para o escrutínio do caráter do candidato”, ressaltou.

Luiz Fernando é Doutor e Mestre em Direito Processual Civil pela UFPR e professor de Processo Civil da Pós Graduação do Instituto Romeu Bacellar. Foi membro consultor da Comissão de Reforma do Código de Processo Civil do Conselho Federal da OAB. Autor de diversos livros jurídicos como “Medidas Urgentes no Direito Societário”, dentre outras importantes publicações.

O Procurador Regional Eleitoral do Distrito Federal, José Jairo Gomes, abordou a evolução do debate sobre propaganda eleitoral, sobretudo da discussão sobre o conteúdo das palavras contidas nessas propagandas e concluiu: “Eu tenho uma concepção de propaganda eleitoral bem alargada. Eu não sou, por exemplo, favorável à tutela. Eu acho que o eleitor do nosso tempo tem capacidade de separar o joio do trigo. E, muitas vezes, o excesso de exposição vem até em prejuízo ao próprio candidato. O eleitor saberá separar. Eu acho que a Justiça Eleitoral precisa perder esse aspecto tutelar.”

No encerramento dos debates os palestrantes responderam às dúvidas dos presentes e àquelas enviadas via WhattsApp por aqueles que acompanharam a palestra via Facebook. O TRE recepcionou os participantes com coquetel.

 
Coluna Bernadete Alves - dia 30/11/2017

Grêmio pinta a América de azul, preto e branco pela terceira vez

O Imortal Tricolor, comandado por Renato Portaluppi, deu uma aula de futebol no Estádio Ciudad de Lanús, em Lanús, na Argentina, e conquistou a Copa Libertadores ao derrotar o Lanús por 2 a 1 com gols de Fernandinho aos 26 e Luan aos 41 do 1º tempo. Foi o terceiro título da Libertadores do Grêmio, que conquistou o troféu em 1983 e 1995.Herói do título de 1983, o ex-atacante Renato Gaúcho se tornou o primeiro brasileiro a vencer a Libertadores como jogador e técnico.

Os jogadores Luan e Arthur conquistaram troféus da Conmebol. O atacante Luan foi eleito o melhor jogador da Libertadores. De cabelo pintado de azul, o camisa 7 celebrou a conquista e disse que a sua permanência no Grêmio foi porque sabia que podia ser campeão no Tricolor. “Muitas pessoas falaram que eu acabei ficando e ganhando o salário mais alto aqui no Grêmio, mas isso é merecimento. A direção achou que eu deveria ganhar isso e a gente entrou em um acordo. Muita gente falou, mas o que eu ia ganhar na Rússia era cinco vezes mais. Então, era meu desejo, eu tinha certeza dentro de mim que a gente poderia ser campeão e as chances para mim poderiam melhorar muito com isso”, ressaltou. O volante Arthur, que chegou com 14 anos no Grêmio (hoje está com 21), levou o prêmio de melhor atleta de uma final de Libertadores. “Se eu já estou um pouco eufórico, difícil falar, tão jovem, campeão da América, falta palavras, importante agora é comemorar”, disse Arthur, que saiu no início do segundo tempo com dores no calcanhar.

Antes da partida em Lanús, jogadores dos dois times fizeram um minuto de silêncio em homenagem ao primeiro aniversário da tragédia com o voo da Chapecoense, na Colômbia. Passada a emoção o Grêmio se impôs mesmo estando com a vantagem de jogar pelo empate, após vencer o jogo de ida, na Arena em Porto Alegre, na semana passada, por 1 a 0. Sem se intimidar com o adversário, o time gaúcho ditou o ritmo do jogo desde o início. O Grêmio não se importou com os 35 mil torcedores do Lanús e aos 9 minutos o atacante Fernandinho mostrou que queria fazer a diferença. Todo o time seguia a determinação do técnico Renato de que a melhor defesa é o ataque.

O jogo bem jogado e consciente do Grêmio desestabilizou os argentinos e a defesa do Lanús começou a falhar. Fernandinho numa arrancada desde o meio-campo deixou os marcadores na saudade e tocou na saída de Andrada para fazer 1 a 0. A primeira chance do Lanús aconteceu aos 29, quando Velázquez cobrou uma falta de forma magistral, mas o goleiro gremista Marcelo Grohe voou no ângulo e fez uma defesa milagrosa.

Outro susto ocorreu aos 39 quando, após a bola bater em Bressan, o volante Martinez bateu de primeira para o gol. O Grêmio continuava decidido na conquista do tri e os argentinos de forma atrapalhada, tentavam uma reação até que Luan recebeu na esquerda livre de marcação, invadiu a área com incrível facilidade e sem ser parado por nenhum argentino, deu um toquinho de cobertura na saída do goleiro, marcando o segundo do Grêmio.

Com um futebol envolvente, uma marcação alta e com o domínio da posse de bola, o Imortal se manteve melhor em campo durante todo o tempo e deu ‘uma aula de futebol’ ao Lanús, que praticamente não atacou no primeiro tempo, com exceção de uma chegada nos minutos finais da etapa inicial. Enquanto o público do La Fortaleza assistia calado à festa dos gremistas, no banco, Renato Gaúcho via cada vez mais perto o sonho de se tornar o primeiro brasileiro campeão da Libertadores como jogador e como técnico. Em Porto Alegre, mais de 30 mil torcedores na Arena mandavam energia para os craques, assim como uma multidão que tomou conta da Avenida Goethe.

No segundo tempo, o Lanús tentou encontrar forças para ainda sonhar com uma reação improvável. Mas a pressão esbarrava na fortíssima defesa gremista, com a dupla Geromel-Bressan não deixando passar quase nada. Restava aos argentinos sonhar e a esperança para o Lanús apareceu aos 25 minutos, quando Jaílson derrubou Acosta na área. Pênalti marcado pelo árbitro e convertido por Sand. Os argentinos aumentaram a pressão e o que estava fácil para o Grêmio começou a ter problemas com a contusão de Bressan, aos 36 minutos. Um minuto depois, o drama aumentou: após exagerar na reclamação, Ramiro acabou sendo expulso pelo paraguaio Enrique Cáceres. Mesmo com um a menos e com a pressão do Lanús, o Grêmio seguia controlando a partida, e quase ampliou com Luan aos 41 minutos. Tocou a bola com a determinação de conquistar o seu terceiro título continental.

A entrevista coletiva do técnico Renato Gaúcho, logo após o Grêmio conquistar o título da Taça Libertadores da América, foi bastante descontraída. Para começar, o técnico pediu feriado na capital do Rio Grande do Sul. “Eu tenho certeza que o prefeito vai atender esse nosso pedido porque o mundo todo está falando de Porto Alegre, do Rio Grande do Sul, onde tem um grande clube, que é campeão do mundo e tricampeão da América.”

Renato Portaluppi, o eterno camisa 7,começou a construir sua carreira de sucesso em 1982 no antigo Estádio Olímpico. Ponta direita com grande técnica e personalidade, logo ganhou espaço no time e se consagrou em 1983, aos 21 anos. Na final da Libertadores contra o Peñarol, executou um lindo cruzamento para o gol do título – marcado por César. No Mundial de Clubes, barbarizou a defesa alemã do Hamburgo na vitória por 2 a 1. Estes dois títulos e mais os Campeonatos Gaúchos de 1985 e 1986, sem falar nos incontáveis dribles e vitórias contra o Inter, já bastariam para colocá-lo entre os maiores ídolos do tricolor, ao lado de Danrlei, Jardel, De León, Eurico Lara e outros.

Como treinador deu padrão de jogo ao time, recuperou atletas contestados (como Cícero), pescou talentos (como Arthur), deu moral aos mais talentosos (Douglas e depois Luan, seu “herdeiro” da camisa 7), soube mesclar a garra gaúcha com a técnica e ousadia que sempre o caracterizaram. Fez de tudo para vencer novamente em Porto Alegre. Ganhou primeiro a Copa do Brasil de 2016, encerrando uma fila de 15 anos sem títulos nacionais. Em 2017, com um elenco enxuto, praticamente abriu mão da disputa do Brasileirão para focar no tri da América. Manteve suas convicções em uma aposta arriscada. Mais uma vez, a ousadia de Renato, a mesma com a qual encarou defensores alemães em Tóquio, foi premiada.

O avião com a delegação do Grêmio pousou em solo gaúcho às 8h45. O tricampeão da América foi recepcionado em Porto Alegre por cerca de 5 mil torcedores, segundo a Brigada Militar. Desde as 3h da madrugada os fãs aguardavam seus ídolos no portão do aeroporto Salgado Filho. Em carro aberto, arrastaram uma multidão aos gritos de “O campeão voltou”, os jogadores desfilaram pelas principais ruas da capital gaúcha. Renato Gaúcho e o volante Maicon lideravam a frente do trio elétrico. Com eles, Luan, Edílson, Marcelo Grohe, todos comemorando e brindando com cerveja e espumante.

Na Arena do Grêmio uma multidão aguardava os tricampeões da América com uma festa apoteótica. Coube ao goleiro Marcelo Grohe agradecer a presença da torcida. Repetiu Renato Gaúcho e decretou feriado antecipado. "Agora é até segunda-feira", disse ele. "Dentro do Grêmio tem um sabor especial ganhar essa taça. É uma coisa que vou levar pro resto da minha vida. Chegar aqui e ver toda a arena assim é uma imagem que vou guardar pra sempre", disse Bressan. Depois, o presidente Romildo Bolzan Júnior agradeceu e encerrou as festividades com cânticos da torcida gremista.

O Grêmio se iguala a Santos e São Paulo como os maiores campeões brasileiros da Libertadores, com três cada um. Após a conquista do tri da Copa Libertadores, o Grêmio tem menos de duas semanas para a sua estreia no Mundial de Clubes da Fifa, nos Emirados Árabes Unidos. O time gaúcho foi o último dos sete participantes a garantir vaga na competição da Fifa, que será disputada em Abu Dabi e Al Ain. A estreia nas semifinais, no dia 12 de dezembro, uma terça-feira, será às 15 horas (de Brasília), no estádio Hazza Bin Zayed, em Al Ain, contra o vencedor das quartas entre Pachuca (México) e Wydad Casablanca (Marrocos). Vencendo, o Grêmio enfrentará o Real Madrid, de Cristiano Ronaldo em busca do bicampeonato. A final e a decisão do terceiro lugar, no estádio Zayed Sports City, em Abu Dabi, acontecerão no dia 16, um sábado.

O último compromisso do Grêmio, no Campeonato Brasileiro será no domingo às 17 horas no estádio Independência, em Belo Horizonte, contra o Atlético Mineiro. Como a vaga para a Libertadores 2018 já está garantida, o Tricolor irá a campo com o time reserva. Renato Gaúcho e os tricampeões da Libertadores agora vão descansar até segunda-feira.

 
Coluna Bernadete Alves - dia 29/11/2017

Proerd da PM/DF prioriza a vida saudável de estudantes

O Ginásio Nilson Nelson foi palco da cerimônia de formatura de cerca de 8 mil estudantes do Programa Educacional de Resistência às Drogas - Proerd. O programa da Polícia Militar do Distrito Federal tem foco na prevenção e na conscientização dos estudantes, alertando-os sobre os malefícios das drogas e sobre a conduta associada à violência.

O Proerd atua no Distrito Federal desde 1998 e foi institucionalizado pela Lei Distrital nº 3.946, de 12 de janeiro de 2007. Em 19 anos de trabalho, foram atendidas mais de 670 mil crianças e adolescentes de escolas públicas e particulares. Apenas neste ano, foram 119 instituições de ensino e 15.534 alunos envolvidos.

O coronel Marcos Antônio Nunes de Oliveira, comandante-geral da Polícia Militar do Distrito Federal, destacou que o Proerd é o principal programa de prevenção, resistência e enfrentamento às drogas no Brasil.

Na cerimônia, ocorreu ainda a premiação das instituições de ensino vencedoras do 2º Concurso de Cartazes Proerd.O concurso teve como objetivo prevenir o abuso de substâncias lícitas e ilícitas no ensino fundamental e ensinar estratégias de enfrentamento saudável diante de situações de risco e tensão, próprias do fim da infância e início da adolescência. O tema de 2017 foi Caindo na R.E.A.L. (do acróstico Recusar, Explicar, Abster-se e Livrar-se). Ao final dos trabalhos nas escolas, é promovida uma formatura, em que são celebrados os resultados atingidos em parceria entre instituições de ensino, comunidade e Polícia Militar.

O trabalho dos policiais militares, fardados e devidamente treinados, é promover um curso de prevenção as drogas e a violência nas salas de aula das escolas conveniadas. O Programa possui como material didático o Livro do Estudante, o Livro dos Pais e o Manual do Instrutor, auxiliando aos respectivos alunos e Policiais PROERD no desenvolvimento das lições. O Programa consiste em uma ação conjunta entre as Policias Militares, Escolas e Famílias, no sentido de prevenir o abuso de drogas e a violência entre estudantes, bem como ajudá-los a reconhecer as pressões e as influências diárias que contribuem ao uso de drogas e à prática de violência, desenvolvendo habilidades para resisti-las.

O governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, e sua esposa, Márcia Rollemberg, colaboradora do governo, demonstraram o quanto é valioso este trabalho da Polícia Militar junto aos adolescentes. Márcia pediu aos estudantes que valorizem a vida e digam NÃO às drogas. “É muito importante que vocês aproveitem essa oportunidade de ter conhecimento do mal que o uso das drogas faz”.

O Proerd é a adaptação para o Brasil do Programa Educacional Americano, cujo mascote é o adorável e corajoso Leão Daren. Sou fã do Proerd. É um lindo trabalho de proteção desenvolvido pela Polícia Militar para a valorização da vida.

 
Coluna Bernadete Alves - dia 28/11/2017

Gordura ao redor dos olhos é sinal de alerta para aumento do colesterol

As lesões na pele são chamadas de xantelasma e ocorrem em pessoas que apresentam distúrbios no metabolismo dos lipídeos (gorduras). Elas aparecem nas regiões das pálpebras, principalmente nas superiores, de forma simétrica, planas, com placas pouco elevadas, com coloração bastante típica, sempre amarelada ou acastanhada.

O médico dermatologista Luciano Morgado, da Clínica Monte Parnaso, explica que, além do surgimento devido às alterações do metabolismo das gorduras, podem ocorrer por predisposição genética individual. “Os xantomas começam como um pequeno ponto e vão crescendo gradativamente ao longo de meses até formar as placas características da doença. Não causam qualquer sintoma local e o incômodo é apenas estético”, detalha.

A prevenção do surgimento do xantelasma fica restrita a alimentação balanceada para que o colesterol LDL esteja sempre com níveis equilibrados, já com relação à questão genética, não há como evitar o surgimento dos xantomas. “Exames para avaliação dos lipídeos sanguíneos devem ser solicitados em pacientes com xantelasma e, caso se apresentem em níveis elevados, medidas para a sua redução devem ser iniciadas”, observa Dr. Luciano.

O médico diz que o procedimento mais adequado para tratar vai depender do quadro clínico, considerando a extensão das lesões e de cada caso, mediante avaliação do médico dermatologista. O tratamento do xantelasma visa a destruição ou retirada cirúrgica das lesões. Pode ser feito através da aplicação de substâncias cáusticas para a cauterização química, eletrocoagulação, laser ou retirada cirúrgica com fechamento por sutura (pontos)”, declara o médico Luciano Morgado.

Ouriço Restaurante e Bar abre as portas no Lago Sul

Ao som de Babi Ceresa, os empresários Thiago Paraiso, Marcelo Paraiso, Rodrigo Yani e Lucas Flores inauguraram o Ouriço Restaurante e Bar na QI 21 do Lago Sul, uma casa especializada em frutos do mar com atendimento intimista. O chef Thiago Paraiso é revelação no ramo gastronômico da capital do país.

O chefe Thiago Paraiso, de 26 anos, diz que o menu diferenciado oferece ingredientes pouco conhecidos na capital como siri-mole, vieiras, mexilhões, ostras e camarões. O jovem e promissor chef brasiliense já é sucesso com o Saveur Bistrot, cujos pratos encantam os mais exigentes paladares. Sou fá da costela de javali ao molho de jabuticabas, com risoto de queijo coalho e banana crocante.

O projeto do espaço tem a assinatura de Denise Zuba e o mobiliário da Kartell. No andar superior vai funcionar o Ouriço Bar com drinques criada pelo mixologista Gustavo Guedes e pratos para compartilhar. O ambiente terá capacidade para receber 30 pessoas e será mais uma opção para o público jovem.

Assim como o Saveur Bistrot, que fica na SMDB, Conjunto 10, Lote 1,o Ouriço vai operar apenas com sistema de reservas. Mais informações pelo 99116-3211. Thiago Paraiso passa a partir de agora a assumir o posto de chef executivo do grupo , respondendo pelos menus das duas casas.

Parabéns aos empreendedores pela geração de emprego e renda e também por servir as pessoas com tanto esmero.

 
Coluna Bernadete Alves - dia 27/11/2017

Miss Universo 2017 é da África do Sul e Brasil fica no Top 10

A modelo Demi-Leigh Nel-Peters, de 22 anos, venceu o Miss Universo 2017 na madrugada de ontem, em Las Vegas, nos Estados Unidos. Demi-Leigh desbancou outras 91 competidoras, incluindo a miss brasileira, que foi eliminada na seleção das top 5 do concurso. A representante da Colômbia Laura González Ospina, ficou em 2º lugar no concurso de beleza e a da Jamaica, Davina Bennett, em 3º. A Miss Brasil, Monalysa Alcântra, ficou entre as 10 semifinalistas da competição.

A jovem sul-coreana recebeu a coroa da francesa Iris Mittenaere, que ganhou o título de Miss Universo 2016. Além de modelo, Demi-Leigh é recém-formada em administração pela Universidade de North-West. Nascida na província de Cabo Ocidental, ela também trabalha ajudando mulheres com treinamento de autodefesa, depois que foi sequestrada, pouco mais de 1 mês após ser coroada miss África do Sul. A história foi contada pela miss em vídeo, exibido durante o evento. Esta é a segunda vez na história que uma representante da África do Sul é coroada no concurso, que neste ano teve recorde de participantes.

A Miss Brasil, Monalysa Alcântara, brilhou, avançou de fase, mas não chegou ao título do Miss Universo que o Brasil não conquista a 49 anos. A piauiense ficou entre as 10 mulheres mais bonitas do mundo na disputa em Las Vegas. Apesar da eliminação, Monalysa teve um desempenho histórico para o Brasil. Nos últimos anos, as representantes do país sequer passaram das semifinais.

Esta edição do concurso introduziu pela primeira vez uma escolha por zona geográficas, na seleção para as 16 mais belas, segundo os jurados. Foram 4 representantes da Europa, 4 da Ásia e Pacífico e 4 das Américas. O evento deste ano foi apresentado novamente por Steve Harvey, que no concurso de 2015 confundiu as vencedoras e anunciou a miss Colômbia em vez da miss das Filipinas Pia Wurtzbach. Desta vez, nenhum erro foi cometido pelo apresentador, que fez piadas com a gafe.

Crise hídrica leva governo a decretar estado de emergência

Mesmo com as ações do governo para reforçar o abastecimento de água e a chegada das chuvas, os reservatórios de água que abastecem o Distrito Federal continuam em situação crítica. Tendo em vista a redução do volume de água nos reservatórios do Descoberto e de Santa Maria o governo de Brasília prorrogou a situação de emergência por mais 180 dias. O decreto com a determinação foi publicado hoje no Diário Oficial do Distrito Federal.

Com a medida, o rodízio de abastecimento fica mantido para a rede domiciliar, comercial e industrial e permanecem as restrições para o uso de água potável da rede pública de abastecimento assim como continua restrito o consumo em atividades agropecuárias. O decreto também determina que a Adasa restrinja a captação de água na bacia do Descoberto — responsável por 60% do abastecimento do DF — para qualquer atividade que não seja abastecimento para consumo humano, nas unidades hidrográficas.

O governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, destacou que a escassez hídrica deste ano foi muito intensa, o que ainda exige cuidados da administração pública. “Ainda estamos numa situação crítica em relação ao abastecimento de água. Nosso principal reservatório está com apenas 7% da sua capacidade. Temos de continuar economizando.”

Mesmo com o retorno da temporada chuvosa o nível dos reservatórios está muito abaixo do necessário. Por isso é preciso continuar economizando. O governo está atuando com firmeza no combate à crise hídrica. A irrigação irregular em terras rurais foi apontada como uma das causas da redução dos níveis dos reservatórios da Bacia do Descoberto e da crise hídrica. Vamos mudar nossos hábitos e usar a água com consciência. Água é vida e com vida não se brinca.

Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região institui recesso Judiciário

A Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional do Distrito Federal, todos os anos solicitava a previsão de recesso para descanso dos advogados, mas, com o advento do Novo Código de Processo Civil, a Seccional pediu uma medida definitiva. Em abril deste ano, o diretor-tesoureiro da OAB/DF, Antonio Alves, sustentou em favor do pedido. Os pleitos da OAB/DF tiveram o apoio da OAB/TO, Associação Brasileira de Advogados Trabalhistas (ABRAT) e a Associação dos Advogados Trabalhistas do Distrito Federal (AATDF).

O Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região (TRT-10) atendeu o pleito e alterou o seu regimento interno para criar o recesso Judiciário, de forma definitiva, de 20 de dezembro a 20 de janeiro. A medida suspende a realização de audiências, exceto em casos de urgência, e as sessões do TRT, exceto as administrativas. A segunda mudança no regimento prevê preferência em sustentações orais para gestantes e lactantes.

O advogado Antonio Alves explicou que embora a Corte entenda que as inovações do novo Código de Processo Civil (CPC) não se apliquem à Justiça do Trabalho, o TRT fez constar no regimento o direito ao recesso forense e consequentemente às férias do advogado no período estabelecido. “Todo ano tínhamos que fazer o requerimento e agora, estando no regimento está resolvido, é regra”, afirma o diretor-tesoureiro da OAB/DF.

A medida foi incluída no normativo por meio da Emenda Regimental nº 34/2017, que deu nova redação ao artigo 256. O novo texto do dispositivo também prevê que, nos feriados e recessos judiciários, assim como nos demais dias após o horário de expediente, funcionarão, nas Varas do Trabalho e no Tribunal, os plantonistas designados, se o próprio juiz ou relator já não houver iniciado o exame do pedido apresentado em caráter de urgência.

 
Coluna Bernadete Alves - dia 26/11/2017

Jogos Escolares da Juventude 2017 revela novos talentos

O grande encontro do esporte estudantil brasileiro na capital do país, encerrou com êxito. Os Jogos Escolares da Juventude Brasília 2017 organizado pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB), com o apoio do Governo do Distrito Federal, a etapa de 15 a 17 anos dos Jogos Escolares da Juventude reuniu quase 4000 atletas de todas as regiões do Brasil. Os Jogos Escolares se destacam como o mais importante evento de detecção de talentos para o esporte nacional. Muitos dos nomes revelados em Brasília poderão integrar a delegação brasileira nos Jogos Olímpicos da Juventude, em Buenos Aires, no ano que vem.

Foram 10 dias de uma intensa programação esportiva, educativa e cultural com o intuito de aproximar os jovens de todo o país aos Valores Olímpicos. Os estudantes de 1360 colégios públicos e privados de todas as regiões do Brasil participaram da competição em 14 modalidades (atletismo, badminton, basquete, ciclismo, futsal, ginástica rítmica, handebol, judô, lutas, natação, tênis de mesa, vôlei, vôlei de praia e xadrez). Tendo como principal objetivo a inserção social dos jovens através do esporte. Além do número recorde de participantes contou com 525 técnicos, 169 dirigentes escolares e 318 voluntários, sendo 82 militares do Exército Brasileiro na área de segurança e escolta das delegações, 75 profissionais responsáveis pelo apoio médico, e 161 civis e estudantes de ensino superior em diversas áreas.

Edgar Hubner, gerente-geral de Juventude do COB e diretor-geral dos Jogos Escolares da Juventude, disse que para 2018 os Jogos Escolares vão acontecer em apenas uma cidade e reunirá as duas faixas etárias (12 a 14 e de 15 a 17 anos). “Os Jogos Escolares da Juventude são a principal competição estudantil do país e uma das maiores do mundo. Para o ano que vem, planejamos uma forma de nos readequarmos ao atual cenário econômico, de forma que não haja nenhum prejuízo técnico para os atletas. Teremos uma única etapa nacional, reunindo um número maior de atletas no mesmo local, mas com menos custos de deslocamentos para os estados”.

Os Jogos Escolares são organizados pelo COB há 13 anos e desde 2006 não eram realizados em Brasília. “É uma satisfação estar em Brasília novamente. A estrutura esportiva e hoteleira oferecida pela cidade atenderam perfeitamente às necessidades do evento. Temos um objetivo enorme que é utilizar o esporte como ferramenta de transformação social e estamos extremamente satisfeitos com os resultados alcançados até aqui”, declarou Edgar.

De acordo com o coordenador-geral dos Jogos Escolares da Juventude 2017, Édgar Hubner, a localização do evento facilitou o acesso das delegações. “Muitos vieram de ônibus e outros de avião, mas, por ser central, permitiu que todos pudessem ter uma maior facilidade para chegar”, disse ele. Na edição de 2017, foram investidos pelo comitê cerca de R$ 8 milhões e utilizados 16 hotéis da cidade, com reserva de aproximadamente 27 mil diárias. Além disso, foram utilizados 21 espaços esportivos, sendo dez ginásios e outras áreas do governo local, além de espaços esportivos de clubes, escolas particulares e uma universidade privada.

Em Brasília, os jovens tiveram a chance de interagir com grandes ídolos do esporte nacional, que atuaram como Embaixadores no evento: Caio Bonfim e Vanderlei Cordeiro de Lima (atletismo), Fabiana Silva (badminton), Kelly Santos (basquete), Henrique Avancini (ciclismo), Lenísio Teixeira (futsal), Francielly Pereira (ginástica rítmica), Silvia Helena (handebol), Erika Miranda (judô), Laís Nunes (lutas), Joanna Maranhão (natação), Hugo Hoyama (tênis de mesa), Fofão (vôlei) e Emanuel Rêgo (vôlei de praia).

Celeiro de talentos para o esporte nacional, os Jogos Escolares vêm a cada ano contribuindo mais e mais com as delegações multiesportivas organizadas pelo COB em competições internacionais. Nos últimos Jogos Sul-americanos da Juventude, disputados em outubro deste ano, em Santiago, no Chile, 53 atletas eram provenientes da competição escolar. O Brasil conquistou 152 medalhas na competição e muitos destes atletas estiveram em Brasília.

Nomes como Sarah Menezes, Mayra Aguiar, Hugo Calderano, Raulzinho, Ana Claudia Lemos e Leonardo de Deus, que integraram o Time Brasil nos Jogos Olímpicos Rio 2016, também deram seus primeiros passos no esporte nos Jogos Escolares. Até uma medalhista em Jogos Paralímpicos – Bruna Alexandre, também do tênis de mesa – já passou pela competição escolar.

A competição que tem a capacidade de unir esporte e educação para os jovens, representa mais que vitórias e medalhas. É uma oportunidade para mudar a história de vida de dezenas de atletas.

Uma cena marcante emocionou a todos os presentes no Centro de Convivência dos Jogos Escolares da Juventude Brasília 2017, neste sábado (dia 25). Uma das atletas da Escola Professora Lourdes Ângela Sarturi Lago, de Chapecó (SC), Amanda Dall´Agnol vestia uma camiseta com o rosto do ex-goleiro da Chapecoense, Marcos Danilo Padilha, mais conhecido como Danilo, que faleceu no dia 28 de novembro do ano passado, na tragédia de avião que comoveu o mundo.Após receber a medalha de ouro da primeira divisão do futsal feminino, Amanda dedicou a conquista ao atleta, amigo da sua família de longa data.

“Ele era muito meu amigo. Ele foi a minha festa de 15 anos e me convidava para ir a um rodízio de sopa que tem em um mercado lá de Chapecó. Ia eu, ele, a mulher dele (Letícia) e o filho Lorenzo (de três anos), uma família muito querida. Foi a mãe dele, Ilaides, que me deu a camisa no dia do meu aniversário (13 de novembro)”, relatou a jovem de 17 anos. Segundo Amanda, Danilo é o seu anjo da guarda. “Sinto que ele está comigo em todos os momentos. Principalmente quando nossa equipe disputa alguma partida na decisão por pênaltis. Desde que a tragédia aconteceu, nunca perdemos uma decisão sequer”, observou a jovem de 17 anos.

A cerimônia de entrega de medalhas dos Jogos Escolares da Juventude Brasília 2017 foi no Ginásio Nilson Nelson. Confira nas fotos de Valter Campanato/Agencia Brasil.

O Paraná encerrou as disputas das modalidades individuais dos Jogos Escolares da Juventude Brasília 2017, para atletas de 15 a 17 anos, com mais 19 medalhas. Os atletas garantiram seis ouros, cinco pratas e oito bronzes. A ginástica rítmica conquistou o maior número de medalhas entre todas as modalidades. Na soma geral foram 45 conquistas.

A oportunidade de ter maior contato com o universo esportivo, além de desempenharem diversas atividades e conviverem com pessoas das mais diferentes culturas, acrescentam valores morais e profissionais aos voluntários.

Fábio Porchat e Nataly Mega celebram o amor no MAM do RJ

Depois de formalizar a união civil no último domingo dia 19, o apresentador Fábio Porchat, 34, e Nataly Mega, ex-produtora do "Porta dos Fundos", realizaram o ritual religioso em uma cerimônia luxuosa ao ar livre no Museu de Arte Moderna, ontem à noite no Rio de Janeiro.

Porchat foi conduzido ao altar pela mãe ao som de “Cheek to Cheek”. Os padrinhos entraram ao som da música “Stand by Me”. As alianças foram levadas pela irmã dele, Cristiana com o filho João Francisco. A cerimônia foi celebrada pelo filósofo Mario Sergio Cortella. Na hora dos votos o humorista chorou.

Deslumbrante em um vestido branco, ela entrou acompanhada do pai, ambos bastante emocionados. O modelo usado por Nataly foi feito pela estilista Carol Nasser. Porchat, por sua vez, usou um terno Ricardo Almeida. A cerimônia, foi ao ar livre, com música ao vivo. Antes da entrada dos noivos, os convidados aproveitaram para fazer belas fotos em uma parede de flores.

O apresentador do "Programa do Porchat" (RecordTV) recebeu cerca de 500 convidados e dentre os famosos estavam Dani Calabresa, Bruno Mazeo, Duda Nagle, Lúcio Mauro Filho, Regina Cazé, Sabrina Satto, Miá Mello, Gregório Duvivier, César Tralli, Ticiane Pinheiro e Nani People.

O casal, que já mora na mesma casa, está junto há dois anos. A lua de mel vai ser em Dubai nas Ilhas Maldivas. A festa foi animada pelo grupo "É o Tchan" e com show surpresa do Grupo Molejo.

"Eu nunca me diverti tanto em uma festa. Foi sensacional. Tudo deu certo! Tudo ficou do jeito que a gente queria", contou ele. "Foi inesquecível. E o melhor: eu me lembro de tudo. Foi a melhor noite da minha vida!", disse Porchat a Revista QUEM.

 
Coluna Bernadete Alves - dia 25/11/2017

Doar sangue é um ato de solidariedade humana

O Dia Nacional do Doador Voluntário de Sangue foi instituído para homenagear todas as pessoas que reservam um tempinho do seu dia para doar sangue para ajudar pacientes que precisam de transfusão de sangue. A data também serve para informar e conscientizar a população sobre a importância de ser um doador de sangue.

Quando estamos doentes, é gratificante encontrar uma pessoa disposta a oferecer sangue. Doar sangue ajuda a salvar milhares de vidas todos os dias, através da transfusão de sangue, também chamada hemoterapia, é indicada para pacientes em diferentes condições de saúde, como anemia, hemorragia, coagulopatia e hipoproteinemia.

Atualmente, no Brasil, são doadas cerca de 3,6 milhões de bolsas de sangue por ano, segundo dados do Pró-Sangue. Neste Dia Nacional do Doador Voluntáriode Sangue, os Bancos de Sangue de todo o país realizam atividades lúdicas e mutirões de coleta em escolas, hospitais, shoppings, praças e demais espaços de acesso público.

Aqui em Brasília a Fundação Hemocentro de Brasília reforça a importância da doação e promove atrações extras para incentivar o ato. Quem chega ao local, que fica no Setor Médico-Hospitalar Norte, Quadra 3, Conjunto A, Bloco 3, Asa Norte, encontra diversas apresentações musicais, além de ganhar um camiseta após doar.

Para doar sangue é necessário seguir algumas regras, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS): Ter entre 16 e 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos; Ter acima de 50 quilos; Não ter Hepatite B, Hepatite C, Doença de Chagas, Sífilis, HIV (AIDS), HTLV; Estar bem alimentado e descansado; Se estiver gripado, esperar no mínimo sete dias para poder doar sangue; As grávidas devem esperar entre 90 e 180 dias após o parto para doar sangue; Após uma doação de sangue as mulheres devem esperar 90 dias para voltar a doar, enquanto que os homens devem esperar no mínimo 60 dias. É preciso apresentar documento de identidade com foto. Não é necessário estar em jejum, mas é importante evitar a ingestão de alimentos gordurosos quatro horas antes da doação. Quem fez tatuagem há menos de 12 meses não pode doar, nem pessoas que já tiveram hepatite do tipo B ou C ou têm problemas cardíacos.

Segundo o diretor-executivo do Hemocentro-DF, Jorge Vaz, a instituição consegue, por dia, uma média de 150 coletas. “O que dá em torno, dependendo do mês e do movimento, entre 4 e 5 mil doações por mês, que é o suficiente para atendermos às necessidades da rede pública de saúde.” Ele ressaltou, no entanto, que o estoque é dinâmico e a necessidade de novas doações é constante. Além de toda a rede pública do DF, a unidade atende hospitais conveniados.

O governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, esteve no local no início da manhã para doar sangue. Ele estava acompanhado do secretário de Saúde, Humberto Fonseca, e da presidente do Hemocentro, Miriam Daisy Calmon Scaggion. “Doar não dói. Doar é um gesto de solidariedade, de amor ao próximo, que faz a nossa cidade melhor”, disse Rollemberg.

O Hemocentro funciona de segunda a sábado, das 7 às 18 horas, no Setor Médico-Hospitalar Norte, Quadra 3, Conjunto A, Bloco 3, Asa Norte.Grupos com mais de 10 pessoas devem agendar atendimento por telefone, no (61) 3327-4413. O agendamento individual não é obrigatório, mas pode ser feito pelo número 160, opção 2.

O Dia do Doador Voluntário de Sangue foi estabelecido através do Decreto de Lei nº 53.988, de 30 de junho de 1964, assinado pelo presidente Castello Branco, definindo o dia 25 de novembro - data do aniversário da fundação da Associação Brasileira de Doadores Voluntários de Sangue - como a data oficial do doador de sangue no Brasil.

Mas não são só os humanos que necessitam de atenção e dedicação. Em diversos casos, animais também precisam fazer transfusão de sangue e, para isso, requerem doadores. A coleta ocorre de maneira cuidadosa e obedece a uma série de critérios. Ela dura cerca de 10 minutos e são colhidos, em média, 450 mL por animal. A saúde e o bem-estar do doador são preservados durante o processo, de forma que o animal não se machuque ou sinta dor, nem tenha a saúde prejudicada.

Para ser doador, o cão precisa estar com o calendário de vacinação em ordem, ter no mínimo 25 kg e idade entre um e oito anos. Ele passa por exames clínicos e colheita de exames laboratoriais para atestar a sanidade. Também é verificado se o animal tem perfil doador, ou seja, se é calmo e tranquilo, para que a coleta traga o menor trauma possível. Gatos devem estar na mesma faixa etária e pesar mais de 4kg.

O tempo mínimo recomendado entre doações para um mesmo animal é de dois meses. Contudo, pesquisas já mostram que em casos de emergência um cão pode sofrer doações em intervalos de 15 dias sem danos à sua saúde. Também há a possibilidade de acelerar a recuperação dos animais por meio da suplementação de vitaminas e minerais.

Doar sangue é multiplicar atitude, esperança, saúde, solidariedade, amor e vida.

Palácio do Buriti adere ao Orange Day da ONU

A proposta do Orange Day (Dia Laranja, em português), iniciativa da Organização das Nações Unidas, é chamar a atenção da sociedade para os vários fatores que naturalizaram a agressão a mulheres por pessoas do sexo masculino, em especial, companheiros, pais e parentes próximos. O Orange Day faz parte da campanha 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres, liderada pela ONU e lançada oficialmente no Brasil na segunda-feira (20). No restante do mundo, a campanha começa neste sábado (25) e vai até 10 de dezembro.

O governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, abriu a solenidade no Salão Branco, do Palácio do Buriti, ao lado da esposa Márcia Rollemberg, membros do governo, representantes de organizações pelos direitos das mulheres, organizações internacionais, membros do corpo diplomático e sociedade civil.

A primeira-dama Márcia Rollemberg, colaboradora do governo, ressaltou a importância do período escolhido para os 16 dias de ativismo. “É uma campanha que nasce no Dia da Consciência Negra, passa pelo Dia da Mobilização [dia 25] e pelo He for She [6 de dezembro, quando se reforça o envolvimento dos homens na causa] e termina no dia 10. É o momento de a gente intensificar o alerta, mostrar para a cidade os dados e unir todos para mudar essa realidade.”

Na solenidade, foi assinado um protocolo de intenções entre seis secretarias de Estado para o enfrentamento da violência contra a mulher na capital do País. As pastas assumem obrigações como o desenvolvimento de campanhas conjuntas de conscientização e a elaboração de um plano de ações.

Assinaram o documento: Secretaria de Educação; Secretaria do Esporte, Turismo e Lazer; Secretaria de Políticas para Crianças, Adolescentes e Juventude; Secretaria de Saúde; Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social; e Secretaria do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos. E como apoiadores, a Entidade das Nações Unidas para a Igualdade de Gênero e o Empoderamento das Mulheres (ONU Mulheres) e o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA).

“Este evento nos alerta para o fato de que temos muito ainda para avançar, mas ele nos enche de esperança de saber que temos muita gente comprometida com essa causa”, declarou o governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg.

Neste sábado, 25 de novembro, acontece em todo o mundo, iniciativas de movimentos sociais e feministas que buscam reduzir o quadro alarmante da violência doméstica. Segundo o Ministério da Saúde, 47 mil brasileiras foram vítimas de feminicídio nos últimos dez anos. Dentre estas, 74% são pretas ou pardas.

A violência contra mulheres constitui-se em uma das principais formas de violação dos seus direitos humanos, atingindo-as em seus direitos à vida, à saúde e à integridade física. Ela é estruturante da desigualdade de gênero. A violência contra as mulheres é mais presente do que se imagina, aqui e em qualquer parte do planeta.

O esporte, por exemplo, precisa deixar de enxergar a mulher como símbolo sexual atrelado a torcedoras musas e atletas beldades, e passar a interpretá-la como protagonista de jogos e competições. Dar mais visibilidade ao futebol feminino e mais espaço às mulheres no jornalismo esportivo, é uma maneira de atacar uma das causas do problema, que é a manutenção de um ambiente extremamente machista no futebol. Se a violência contra a mulher já é naturalizada pelo homem comum, imagina pelo homem rico, famoso e idolatrado, como é o caso de muitos jogadores de futebol?

A prevenção é necessária para que ela não ocorra em primeiro lugar. Mas quando ocorre, os serviços essenciais devem atender às necessidades das mulheres e meninas, e a justiça deve ser implacável na defesa de seus direitos.

 
Coluna Bernadete Alves - dia 24/11/2017

Denise e Felipe Zuba apresentam as novas tendências do design

A consagrada arquiteta Denise Zuba ao lado do filho e sócio Felipe, reinauguraram a Quadra Design, na comercial da QI 21 do Lago Sul, com 1.500 m² e mobiliário de designers internacionais e brasileiros com peças inéditas. O projeto arquitetônico do local é assinado pela própria Denise Zuba.

A loja, bem contemporânea, é composta de três pavimentos, toda integrada, com espaços amplos, elegante, com madeira e concreto. Um local que valoriza o talento brasileiro e internacional.

Sob o comando de Denise e Felipe Zuba, a multimarcas de mobiliário de alto padrão, no Lago Sul, tem curadoria de Clarissa Schneider. As novas tendências na área de designer, apresentadas no prestigiado encontro, surpreendeu os convidados.

Além dos profissionais que a loja já trabalha, novos nomes do design fazem parte da loja repaginada. Tudo para oferecer aos exigentes clientes novos produtos, com foco na qualidade, segurança e conforto.

No térreo fica o bar e restaurante Ouriço. No primeiro andar designers internacionais como Piero Lissoni, Philippe Starck, Patricia Urquiola e Antonio Citterio.

No segundo piso fica o showroom destinado aos talentos brasileiros como a artista plástica de São Paulo, Jacqueline Terpins, com os Vasos Mergulho, premiados pela Casa Vogue como Melhor Objeto de 2017.

No evento, foi apresentada também a nova coleção da Ornare, intitulada Wide Line, assinada por Ricardo Bello Dias e Studio Ornare. O complexo reúne as principais marcas da cidade, trazendo o que há de melhor em mobiliário.

O Brasil tem grandes designers com trabalhos reconhecidos em diversos países e comercializados a preços semelhantes aos designs internacionais. Os principais nomes brasileiros com criações próprias são Lina Bo Bardi, Zanini de Zanine, Joaquim Tenreiro, Geraldo de Barros e Sérgio Rodrigues.

A arquiteta Denise Zuba, além de ter muita qualidade ela tem muita visibilidade internacional. É uma profissional querida e respeitada por todos. Aliás, toda sua família é. Ela prioriza o do design e da arquitetura e tudo que faz merece aplausos. Parabéns por promover os talentos brasilienses.

Brazlândia e Águas Lindas de Goiás ganham mais mobilidade urbana

O governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, inaugurou hoje a pavimentação da VC-533 e uma ponte sobre o Rio Descoberto, com duas faixas de rolamento, antiga reivindicação de moradores do Distrito Federal e de Goiás. A obra amplia a interação entre a cidade de Brazlândia com a cidade de Águas Lindas de Goiás.

A rodovia vicinal passa a contar com ciclovia no trecho de entroncamento com as BR-080, BR-251 e DF-180 e a divisa com o estado de Goiás onde fica o Núcleo Rural Padre Lúcio. As benfeitorias custaram R$ 5.405.070,40.

A ponte sobre o Rio Descoberto tem 28 metros de extensão e possui caixas de retenção para evitar o derramamento de líquidos poluentes e perigosos no rio e contenção de passagem de fauna pela VC-533 para reduzir atropelamentos de animais silvestres em estradas. São duas faixas de rolamento com 3,5 metros cada uma, faixa de segurança de 1,5 metro nos dois lados e, ainda, previsão de passagem de pedestre com 1,5 metro de largura. O valor total é R$ 1.300.131,23.

O diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER-DF), Henrique Luduvice, disse que a ponte anterior tinha capacidade de apenas um veículo por vez e que agora além da obra ser sustentável, vai proporcionar mais fluidez ao trânsito, proporcionar segurança na travessia de pedestres e proteger as águas e os animais.

O governador Rollemberg disse que as obras vão contribuir para reduzir ainda mais os acidentes de trânsito em Brasília “Estamos neste momento já chegando ao final do ano com o menor número de mortes no trânsito da história de Brasília, desde que ele é medido. São 132 mortes a menos do que no mesmo período do ano passado.”

É muito bom ver as comunidades rurais tendo maior mobilidade e segurança para escoar a produção. Parabéns ao governo de Brasília pelo olhar cuidadoso além fronteira.

Dia D da vacinação antirrábica de cães e gatos no DF é amanhã

Com o objetivo de imunizar os animais contra a doença que ataca o sistema nervoso dos mamíferos, a Secretaria de Saúde coloca à disposição cerca de 250 postos com pelo menos 1,2 mil servidores e colaboradores no dia da mobilização.Os postos funcionarão das 9h às 17h. Para participar, é necessário apresentar a carteira de vacinação do animal. A dose é gratuita e os animais na primeira dose precisam receber uma outra de reforço após 30 dias. A meta é imunizar 246.735 cães e 24.674 gatos.

A raiva é causada pelo lyssavírus e ataca o sistema nervoso dos mamíferos. A transmissão se dá por meio da saliva e de secreções do animal infectado, principalmente por arranhadura ou mordedura. O animal com suspeita de raiva deverá ficar em observação por dez dias, em local seguro, com água e comida.

Para quem foi mordido, a orientação é lavar imediatamente o ferimento com água e sabão em barra, procurar o centro de saúde mais próximo e comunicar a situação por meio do Disque Saúde (160). Em seres humanos, o tempo entre a infecção e o aparecimento da doença varia de 7 a 10 dias. Alguns dos sintomas são convulsão, febre baixa, perda de função muscular, excitabilidade, agitação e ansiedade.

A raiva pode matar, por isso é tão importante vacinar os gatos e cães.

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

Página 6 de 231
RocketTheme Joomla Templates