Coluna Bernadete Alves - dia 10/10/2017

Bombeiros de Brasília levam técnicas socorristas à Colômbia

Instrutores de Busca e Salvamento do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal estão na Colômbia para ministrar curso de salvamento e resgate para colegas colombianos. O curso tem por meta formar multiplicadores do conhecimento para que bombeiros colombianos capacitados possam treinar outros. A ação faz parte da Cooperação Técnica Internacional intermediada pela Agência Brasileira de Cooperação, do Ministério das Relações Exteriores.

“Aqui em Brasília temos cursos de capacitação o ano todo para difusão de conhecimento aos bombeiros de Brasília, aos de outros estados e até de outros países”, declara o chefe da Assessoria Internacional de Cooperação Técnica do CBMDF, major Fábio Moreira.

Em razão do desastre aéreo com o time de futebol da Chapecoense, de Santa Catarina, em novembro 2016, em que 71 pessoas morreram e seis foram resgatadas com vida, perto de Medellín, o governo colombiano solicitou ao brasileiro cooperação para aprimorar as técnicas socorristas.

“O nosso grupo de Busca e Salvamento é especializado nessa área”. Segundo o major, foi montado um curso baseado nas condições do acidente da Chape, em local de difícil acesso. O Major Moreira conta que o histórico da corporação do DF em trocas de experiência e cursos de capacitação no exterior justificou o chamado do governo federal.

Para o tenente-coronel Moiséis Alves Barcelos, um dos instrutores do Corpo de Bombeiros de Brasília , será uma troca de conhecimentos. “É uma experiência nossa para ver a realidade deles. A cooperação serve para as duas instituições. Será um crescimento mútuo”. Os Bombeiros de Brasília já deram treinamento a colegas da República Dominicana, do Panamá, da Costa Rica, da Guatemala, de El Salvador e da Nicarágua.

O curso de 100 horas é dividido em duas turmas, uma agora em outubro e a outra em março de 2018 e vai capacitar 60 bombeiros voluntários. Entre os ensinamentos teóricos e práticos estão: emergência médica, retirada de pessoas de ferragens, sobrevivência e acampamento profissional em mata fechada. “As técnicas que vamos ensinar podem ser usadas em todos os tipos de emergências que possam aparecer, como resgate em altura ou em desabamentos e em acidentes”, explica o tenente-coronel Barcelos.

O Corpo de Bombeiros Militar do DF já utiliza a Cooperação Técnica Internacional desde o final da década de 1970. Convênio firmado com a Japan International Cooperation Agency proporcionou avanço técnico aos brasilienses nas áreas de salvamento, combate a incêndios, atendimento pré-hospitalar e perícias de incêndios.

Os bombeiros do DF também foram capacitados nos Estados Unidos, onde fizeram o curso de combates a incêndios florestais, e na Alemanha, o de combate a incêndios urbanos. Na França, o treinamento foi relativo a acidentes com produtos perigosos e salvamento em altura, enquanto na Espanha o tema focou na proteção civil.

Governo de Brasília dá inicio a campanha de arrecadação de brinquedos

Foi lançada na tarde desta terça-feira, no Palácio do Buriti, a 3ª Campanha de Arrecadação de Brinquedos do governo de Brasília, em alusão ao mês da criança. Com o tema “Direito de ser criança, direito de brincar”, a campanha é uma iniciativa da Secretaria de Políticas para Crianças, Adolescentes e Juventude, e faz parte do programa de governo Criança Candanga, idealizado pela colaboradora do governo Márcia Rollemberg.

A primeira-dama de Brasília destacou as ações positivas do Criança Candanga como o aumento dos centros de línguas em várias regiões administrativas e a inauguração do Centro Olímpico em Planaltina e um CEU das Artes no Recanto das Emas, espaços de desenvolvimento.“As crianças são prioridade nas políticas públicas do Distrito Federal”, assegurou Márcia, esposa do governador Rodrigo Rollemberg.

Durante o lançamento da 3ª Campanha de Arrecadação de Brinquedos do governo de Brasília, a escritora brasiliense Ana Neila Torquato leu trechos do livro Minha Cidade, escrito por ela para cerca de 25 participantes do Bombeiro Mirim, autoridades e convidados. Durante este mês estão previstas ações de saúde bucal, com distribuição de kits de escovação, apresentações de teatro, ações educativas sobre trânsito e palestras para os pais sobre saúde infantil.

O secretário de Políticas para Crianças, Adolescentes e Juventude, Aurélio Araújo, disse que outubro vai representar também um mês de debate sobre as crianças e o que é melhor para elas. “Queremos aproveitar para falar não só de brinquedos, mas de direitos, o direito de brincar, o de acesso a serviços, os da família, para construir um cenário de garantia de direitos”, declarou.

As doações de brinquedos novos ou usados em bom estado podem ser feitas até 30 de novembro, nos postos de coleta: Batalhões da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, Administrações regionais, Conselhos tutelares, Banco de Brasília (BRB), Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-DF), Estações de metrô, Ônibus da TCB, Pioneira e Piracicabana, Escoteiros do Brasil, Federação Espírita Brasileira, Postos do Transporte Urbano do Distrito Federal(DFTrans), Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap), Departamento de Estradas de Rodagem (DER-DF), Centrais de Abastecimento (Ceasa-DF), Companhia Energética de Brasília (CEB), e Companhia de Saneamento Ambiental (Caesb). Os brinquedos doados vão ser entregues às entidades cadastradas no Banco de Alimentos da Centrais de Abastecimento do Distrito Federal (Ceasa-DF) e utilizados para compor as brinquedotecas dos conselhos tutelares. Mais informações no www.criancacandanga.df.gov.br 

Vamos fazer uma criança feliz! Doar brinquedos é uma lição de solidariedade.

 
Coluna Bernadete Alves - dia 09/10/2017

Fujioka lança na CasaCor Brasília a LG OLED TV

Ao som do violinista Renato Mozart, o Fujioka e a LG Electronics do Brasil, receberam convidados, formadores de opinião e a imprensa, no Espaço Praça do Encontro da CasaCor Brasília, para apresentar a linha de televisores de última geração LG OLED, verdadeiros objetos de desejo trabalhados com tecnologia de ponta.

YukiYoshida e Daniel Gulliver do Fujioka e Pedro Valery, especialista em TVs da LG Electronics do Brasil, ao lado de suas equipes, apresentaram as funções dos LG OLED TV, tecnologias inovadoras que agregam a vida dos consumidores, impactando o telespectador, com um mundo de cores, som e contraste.

Os TVs OLED utilizam processador de 10 bits, que gera a reprodução de 64 vezes mais cores do que um TV convencional, exibindo mais de 1 Bilhão de cores e proporcionando uma experiência mais próxima da realidade. Os novos modelos dos TVs OLED da LG garantem uma experiência de cinema aos consumidores, tanto em imagem quanto em som. Eles contam com a tecnologia HDR e certificação Dolby Vision, que calibra o brilho, contraste e cor das imagens quadro a quadro, entregando uma qualidade de imagem muito superior aos televisores convencionais.

Para complementar a experiência das salas de cinema de última geração, o Dolby Atmos gera um som que parece vir de qualquer lugar. Junto com a imagem do LG OLED TV, o consumidor terá a mais incrível e realista experiência audiovisual. Tudo um show!

“O televisor OLED é o que há de mais avançado no mercado e se diferencia das demais tecnologias, com o preto puro e cores vivas, que somente um TV OLED pode entregar. Trata-se de um televisor incomparável. A LG sempre acreditou no potencial dos painéis OLED que são reconhecidos e premiados mundialmente pois conseguem oferecer, com muito mais qualidade, elementos que enriquecem a experiência na hora de assistir televisão” , destaca Pedro Valery - especialista em TVs da LG Electronics do Brasil.

O Fujioka está há mais de 50 anos no mercado e atua tanto no varejo como na distribuição, tem 64 lojas espalhadas por Goiás, Minas Gerais e Distrito Federal e está entre os cinco maiores atacadistas de tecnologia do Brasil, sendo o maior do Centro-Oeste. A empresa tem o compromisso de levar mais tecnologia e qualidade à vida das pessoas por meio de um mix completo de áudio & vídeo, cine & foto, informática, telefonia, ótica, cuidados pessoais e, claro, serviços fotográficos.

“Realizamos eventos ao longo do ano para apresentar nossos lançamentos e nos aproximar ainda mais da cidade e não poderíamos ficar de fora da CASACOR Brasília. A possibilidade de poder apresentar os produtos em um ambiente de valorização do design também converge nossa proposta de trabalhar com o que há de melhor do mercado tecnológico, que também envolve design”, disse Yuki Yoshida.

“O televisor OLED é o que há de mais avançado no mercado e se diferencia das demais tecnologias, com o preto puro e cores vivas, que somente um TV OLED pode entregar. Trata-se de um televisor incomparável. A LG sempre acreditou no potencial dos painéis OLED que são reconhecidos e premiados mundialmente pois conseguem oferecer, com muito mais qualidade, elementos que enriquecem a experiência na hora de assistir televisão” , destaca Pedro Valery - especialista em TVs da LG Electronics do Brasil.

O gerente de produtos do Fujioka, Daniel Gulliver, disse que até o final deste mês acontece uma superpromoção nas lojas do ParkShopping e Taguatinga Shopping.ente.Quem comprar uma TVs OLED LG de 55 ou 65 leva para casa TVs Smart de 43 e 55, respectivamente. Além do mais participa de um sorteio para viajar à Noruega em 2018. (Preços: OLED 55''- R$8.999,00/leva de brinde tv smart de 43'' R$ 2.499,00 e OLED 65''- R$21.999,00/leva para casa tv smart de 55'' R$ 4199).

O evento teve, ainda, performance da Toccada Produções musicais, com o dj Andrey Carvalho e o coquetel assinado pelo buffet Rio 40º. Na saída recebemos mimos da Sonho Meu, de Goiânia, de sabor inesquecível. A jornalista Charlotte Vilela foi a assessora de imprensa do Fujioka, em Brasília, e da LG, Tiago Cardiani. Mais informações no Site: http://www.lg.com/br e Blog Fujioka: http://www.fujiokadigital.com/blog.

 
Coluna Bernadete Alves - dia 08/10/2017

Gama sedia o Campeonato Brasiliense de Bandas e Fanfarras

O Estádio Valmir Campelo Bezerra - Bezerrão, no Gama, foi palco do Campeonato Brasiliense de Bandas e Fanfarras, neste domingo. A disputa faz parte da celebração do aniversário do Gama, comemorado em 12 de outubro. A iniciativa é do Centro de Ensino Fundamental 11 do Gama e contou com apoio da Secretaria das Cidades e da administração regional. O evento foi prestigiado pelo governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg e pela primeira-dama, Márcia Rollemberg. Eles foram recebidos pela administradora do Gama, Maria Antônia Rodrigues Magalhães.

Entre os inscritos, cinco bandas são de escolas públicas ou coordenações regionais de ensino do DF. Das participantes merece destaque a Banda do CEF 11 do Gama e a do Centro Educacional 1 de Planaltina. Elas acumulam mais de 20 anos de tradição e costumam participar de grandes celebrações, como o desfile do Dia da Independência. Grupos de escolas particulares e de universidades de Brasília, Goiânia (GO), Anápolis (GO) e cidades do Entorno também competiram neste domingo.

“Precisamos valorizar muito a formação de novos músicos. Exemplos como esse devem ser multiplicados em outras redes de ensino”, declarou o governador Rodrigo Rollemberg. A primeira-dama elogiou a qualidade das apresentações e disse que a música sempre agrega gerações.

Futebol brasileiro adere ao Outubro Rosa

O jogo entre Brasil x Chile, pelas Eliminatórias Sul-Americanas, na terça-feira (dia 10/10/2017), no estádio Allianz Parque, terá bola de cor rosa em referência ao Outubro Rosa, movimento mundial de alerta ao câncer de mama. A bola foi apresentada pela Confederação Brasileira de Futebol, será usada exclusivamente na partida das Eliminatórias e não será vendida ao consumidor.

O modelo da bola é a Nike Ordem V, a mais atual da marca estadunidense, e já está sendo usada pelos jogadores da seleção brasileira nos treinos. Neymar usou e aprovou os detalhes em branco e com dados sobre o duelo do dia 10, completam o design da bola. Nos últimos dias camisas e chuteiras foram usados em referência a campanha de prevenção ao câncer de mama que acomete também homens.

Em todo o Brasil vários clubes aderiram a campanha de alerta ao câncer de mama. O Grêmio foi um deles. Convoca à torcida, jogadores e dirigentes sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama. Outubro Rosa remete à cor do laço que simboliza a luta contra o câncer de mama e estimula a participação da população, empresas, entidades e governantes. O movimento surgiu em 1990, em Nova York, na primeira corrida pela Cura e desde então vem sendo promovido mundialmente.

De acordo com oncologistas o câncer de mama é uma patologia que, se diagnosticada precocemente, tem mais chances de ser tratada e diminui a possibilidade de tratamentos, como a quimioterapia e até a mastectomia. Infelizmente, o câncer de mama vem atingindo cada vez mais as mulheres mais jovens e é o tipo de câncer que mais mata mulheres no Brasil.

 
Coluna Bernadete Alves - dia 07/10/2017

Guarulhos embarca na campanha de prevenção ao câncer de mama

Grupo de bailarinas em pernas de pau liderado pela atriz e educadora Raquel Potí, a estrela das apresentações artísticas dos Jogos Olímpicos 2016 no Rio de Janeiro, convidaram os passageiros a refletir sobre o câncer de mama, que só no sistema público de saúde detecta aproximadamente 50% das pacientes já em fase avançada.

As pessoas que transitavam pelo aeroporto foram surpreendidos pelas artistas que homenagearam as mulheres que lutam contra o câncer de mama, e alertavam para a importância do diagnóstico precoce da doença. A ação também contou com profissionais de saúde, que explicavam a forma correta de realizar o autoexame, permitindo que as pessoas entendam um pouco mais sobre a prevenção da doença.

O Outubro Rosa é um movimento internacional voltado ao empoderamento feminino e à valorização do diálogo com pessoas que sentem as emoções do diagnóstico e da superação da doença. A iniciativa desta ação no Guarulhos, onde circulam por dia cerca de 250 mil pessoas, é da Roche Farma Brasil em parceria com o GRU Airport e o Hospital Pérola Byington.

“Este é o mês Outubro Rosa, em que diversas ações acontecem com a intenção de fazer com que as mulheres se atentem para o autoexame, porque, estatisticamente, quanto mais cedo você encontra o nódulo no seio, a expectativa de cura é muito maior e a possibilidade de ser efetivo o tratamento é muito maior”, disse Raquel Potí.

O mastologista André Mattar, do Hospital Pérola Byington, diz que independentemente dos esforços e dos alertas à sociedade, o câncer de mama ainda é a maior causa de morte por câncer nas mulheres em todo mundo. “Apesar de ser uma doença conhecida, faltam informações sobre a importância do rastreamento e do diagnóstico precoce para o sucesso do tratamento e da remissão do tumor. As taxas de eficácia no tratamento em estágios iniciais chegam em 95%, porém – infelizmente – é relativamente comum que as mulheres cheguem aos consultórios já com a doença na fase metastática”.

O SIM de Marina Ruy Barbosa e Xande Negrão

Campinas recebeu um desfile poderoso de celebridades, na tarde deste 07 de outubro, para o tão esperado casamento da atriz Marina Ruy Barbosa com o piloto e empresário Xande Negrão. A celebração aconteceu nos jardins da mansão da família do noivo, em um luxuoso condomínio no bairro do Gramado, em Campinas, cidade do interior de São Paulo.

Com vestido exclusivo da Dolce & Gabbana, feito pelos estilistas italianos Domenico Dolce e Stefanno Gabbana, com flores na cabeça e véu longo, Marina, a estrela da próxima novela das 7h, da Rede Globo "Deus Salve o Rei", chegou junto com seu pai Paulo Ruy Barbosa, ao som de Mia e Sebastian’s Theme, trilha sonora do musical La La Land – Cantando Estações, ganhador do Oscar 2017.

A daminha de honra foi Titi, filha de Giovanna Ewbank e Bruno Galiasso e o page Antônio Martins filho de Luma Costa. As madrinhas usaram tons de rosa. O noivo usou um terno de Ermenegildo Zegna, também feito exclusivamente para ele.

Xandinho é filho de Vera e Alexandre Negrão, fundador do laboratório Medley e comanda a fazenda de gado Conforto, em Goiás, e a Aeris Energy, no Ceará.

Angélica e Luciano Huck, Giovanna Ewbank e Bruno Galiasso, Juliana Paes, Fábio Assunção,Alice Wegmann, Bruna Marquezine, Julianne Trevisol, a cantora Paula Fernandes, a apresentadora Sabrina Sato, Gloria Maria com as filhas Laura e Maria, Luma Costa, Camila Coutinho, Fernanda Motta, Sasha Meneghel, Patrícia Bonaldi, Thássia Neves, Celina Locks, Hugo Gloss, Julia Faria, Bruno Astuto, Sandro Barros,Camila Coelho e Vic Ceridono, dentre os 800 convidados.

Os noivos escolheram o requintado bufê L’épicerie, de São Paulo de Joyce Dabbah e Tereza Rocha. O bolo e docinhos ficaram por conta de Isabella Suplicy, a preferida da alta sociedade paulista. Marina e Xande escolheram a África do Sul para a lua de mel.

 
Coluna Bernadete Alves - dia 06/10/2017

Alunos da rede pública conhecem cultura dos Países Baixos

A 22ª edição do programa Embaixadas de Portas Abertas foi na sede dos Países Baixos em Brasília. Acompanhados da primeira-dama de Brasília, Márcia Rollemberg, estudantes da Escola Classe 17 de Sobradinho, conheceram os Países Baixos, nação também conhecida como Holanda, localizada na Europa Ocidental.

Os estudantes do 5º ano foram recebidas pelo embaixador Han Peters, e sua noiva, a brasileira Alessandra Camargos. Eles aprenderam sobre a cultura do país, assistiram a um vídeo documentário, fizeram perguntas ao embaixador e puderam degustar iguarias da culinária tradicional.

Durante a conversa com os alunos, o embaixador Peters informou que os holandeses têm o hábito de andar de bicicleta para trabalhar e estudar e disse que o número de carros nas ruas é pequeno. “Como nasci na Holanda, numa cidade que fica só a 20 quilômetros da fronteira com a Alemanha, dava para conhecer outro país de bicicleta”. O embaixador falou que a distância entre países da Europa pode ser curta, diferentemente do que acontece com Brasil, que tem dimensões continentais, e seus vizinhos.Han Peters considera enriquecedor que crianças conheçam desde cedo outras culturas.

Márcia Rollemberg, destacou que os holandeses têm diversas parcerias e cooperações com o Brasil nas áreas comercial, educacional e ambiental. A colaboradora do governo de Brasília lembrou que a Holanda já sediou o Fórum Mundial das Águas e que em 2018, vai colaborar com Brasília com soluções para despoluição da Baía de Guanabara. “A Holanda é um país de muita referência no campo da educação e da tecnologia e na questão hídrica”, observou.

As atividades fazem parte do programa Criança Candanga, conjunto de políticas públicas voltadas para a infância e a adolescência em Brasília. A iniciativa, idealizada pela colaboradora do governo Márcia Rollemberg, é uma parceria da Secretaria de Educação, da Sociedade de Transportes Coletivos de Brasília e da Assessoria Internacional.

Levantar a cada 30 minutos reduz riscos do sedentarismo

Pesquisadores da Universidade Columbia, nos Estados Unidos, analisaram dados sobre saúde e fatores de risco para acidente vascular cerebral (AVC) de cerca de 8.000 pessoas, homens e mulheres, com mais de 45 anos. Os resultados mostraram que, em média, os participantes apresentavam um comportamento sedentário em 77% do tempo que estavam acordados, o que equivale a mais de 12 horas por dia.

O estudo revelou que tanto o sedentarismo prolongado, ou seja, passar 12 horas sentado de forma quase consecutiva, durante o trabalho, corre risco de morrer precocemente do que aquela que passa as mesmas 12 horas por dia sentada, mas que se levanta regularmente. Isto é aqueles que se movimentavam frequentemente a cada 30 minutos, mostraram-se mais saudáveis e com um menor riscos de morte precoce, independente do tempo total que passaram sentados ao longo do dia.

Keith Diaz, líder do estudo publicado no periódico científico Annals of Internal Medicine, assegura que movimentar-se a cada 30 minutos, mesmo que seja apenas levantar para beber água, pode reduzir os danos do sedentarismo. Para quem passa muitas horas do dia sentado no escritório, esta é uma boa notícia.“Mesmo se você pratica exercícios, você ainda deve estar atento em fazer algumas pausas no trabalho para levantar-se. O exercício posterior não é o suficiente para evitar os riscos de passar longos períodos sentado”, diz Keith

“Nós tendemos a pensar que ser sedentário significa passar longos períodos sem se movimentar. Mas os estudos sugerem que qualquer comportamento que ultrapasse o limite do saudável, seja de forma prolongada ou com breves interrupções, pode ter algum impacto na saúde”, diz a pesquisadora.

O sedentarismo impacta diretamente na saúde dos músculos e ossos, que se tornam mais frágeis, pois ficam sem uso, atrofiando e perdendo a flexibilidade e comprometendo a saúde como um todo. Além do mais pode comprometer órgãos vitais como rins, coração e cérebro, entre outros problemas.

 
Coluna Bernadete Alves - dia 05/10/2017

Tecnologia garante mais segurança ao consumo do amendoim

O amendoim, essa leguminosa parente do feijão e da soja, é uma preferência nacional de 75% dos brasileiros segundo pesquisa da Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados. O famoso petisco, além de gostoso ajuda a perder peso, afasta o risco de doenças cardiovasculares e pode até incendiar a libido, o amendoim possui uma grande quantidades de nutrientes essenciais para a saúde geral do nosso corpo.

Trabalho realizado na Universidade Federal de Lavras, em Minas Gerais, revelou que o amendoim dá uma acelerada de 11% no metabolismo, pelo menos no dos roedores analisados. Em seres humanos, a pesquisadora Sandra Bragança Coelho, autora da investigação, constatou que indivíduos com peso normal deixavam de beliscar a torto e a direito depois de se deliciarem com amendoim.

Para dar um basta definitivo à má fama que ronda o petisco, pesquisadores da Universidade Federal do Espírito Santo observaram ratos que o consumiam regularmente e chegaram a duas conclusões importantes: mesmo sem restrição de calorias, o amendoim ajudou a controlar o peso dos animais e “até quando o amendoim é bem triturado pelos dentes, nem todas as moléculas de gordura são quebradas”, declara a pesquisadora Neuza Maria Brunoro Costa, que liderou a investigação.

Além de saboroso e saudável, a plantação de amendoim é um negócio extremamente lucrativo e com pouca concorrência.Os maiores produtores de amendoim do mundo são China, Índia e Estados Unidos, também são os maiores consumidores em forma de óleo, alimento humano e alimento animal. Já o mercado europeu, se destaca como importador assim como os países das Américas, da África e do Oriente.

O estado de São Paulo destaca-se como o maior produtor brasileiro, responsável por 90% da produção nacional, seguido pelo Paraná, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Mato Grosso. Os principais polos de cultivo de amendoim do Estado de São Paulo são as regiões da Alta Mogiana (Ribeirão Preto, Dumont, Jaboticabal e Sertãozinho) e Alta Paulista (Tupã e Marília). Cerca de 80% da colheita é destinada às exportações e o restante é consumido internamente pelas indústrias de doces.

O Brasil exporta amendoim em grão e também participa do mercado de óleo de amendoim. No ano passado as vendas externas brasileiras de óleo para a China e a Itália, somaram 45 mil toneladas. A pesquisadora do Instituto de Economia Agrícola, Renata Martins Sampaio, diz que o Brasil já foi um grande produtor e exportador de óleo de amendoim e que nos últimos anos vem conquistando espaço no mercado europeu para o grão da leguminosa. Os estados da Bahia e Pernambuco (basicamente na região do vale do Rio São Francisco) foram os estados fora do sul do Brasil que apresentaram um grande desenvolvimento no setor nos últimos anos.

“Em 2016 foram embarcadas 120 mil toneladas para a Europa, 7% a mais que em 2015, sendo Holanda, Argélia e Rússia os principais destinos. Mercados mais exigentes, como os países da União Europeia, também são os que melhor remuneram o amendoim”, informa a pesquisadora Renata.

Levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento mostra que o Brasil deverá colher 433,4 toneladas de amendoim em grão, na safra 2016/17, o que pode corresponder a um aumento de 6,7% em relação às 406,1 mil toneladas do ciclo anterior. Em São Paulo a área cultivada com amendoim totaliza 123,4 hectares.

O presidente da Coplana, José Antonio Rossato Junior, diz que o bom desempenho do amendoim reflete o empenho do produtor, o aumento da produtividade e o desenvolvimento de pesquisas em parceria com universidades e institutos. “Juntos, conseguiremos ter mais representatividade, maior poder de barganha, além de somar esforços na busca por mais produtividade e, com isso, conseguimos alavancar a economia da nossa região, fortalecendo o agronegócio”.

Além de gerar emprego e renda e fortalecer o agronegócio, o amendoim, segundo os nutricionistas, é um alimento de excelente fonte de energia. Pois, fornece 600 calorias para cada 100 gramas de sua ingestão. Ele contém alta quantidade de gorduras, principalmente-poliinsaturados e monoinsaturados. Além disso é rico em vitaminas e minerais, incluindo vitamina E e vitaminas do complexo B, cobre, manganês, molibdênio, fósforo, magnésio, zinco, ferro e potássio e não contém colesterol. Este grão delicioso e saudável desperta interesse de grandes empreendedores.

Como a Santa Helena, maior indústria de produtos à base de amendoim do Brasil, há 75 anos no mercado, com a Paçoquita, Mendorado, Crokíssimo, Amind’s, dentre outros. Mendorato, aquele amendoim japonês dourado, e Paçoquita, campeões em vendas, e muitos outros produtos em diferentes categorias, como a linha Troféu e as marcas de alimentação saudável Cuida Bem e First.

A empresa tem ampliado cada vez mais seu mix de produtos e aposta nos benefícios e na saudabilidade do amendoim para crescer ainda mais. Seus produtos são exportados para os mais exigentes mercados de diferentes países da América Latina e do Norte, Europa e Ásia.

Pela dedicação e investimentos, a Santa Helena foi uma das primeiras empresas do setor de amendoim a obter o selo Pró-Amendoim, da Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados, que atesta a boa procedência, o excelente armazenamento e a qualidade de todos os produtos fabricados pela empresa.

O grupo Santa Helena é composto pelo complexo industrial de Ribeirão Preto e pela Terra Nuts, beneficiadora de amendoim, localizada na cidade de Dumont, ambas no interior paulista e tem cerca de 1.400 colaboradores. Graças à tecnologia e ao cuidado da Santa Helena Indústria de Alimentos com seus produtos, o consumidor pode agora ter garantida a procedência e a qualidade do amendoim fracionado comprado em grandes supermercados. A Santa Helena importou maquinário exclusivo do Japão e da Espanha para produzir em suas fábricas as embalagens plásticas termo-formadas com diferenciais únicos na categoria, que envasam o amendoim sem contato manual e com validade do produto de até seis meses.

A nova Linha Aperitivo é composta por amendoins servidos em potes de plástico, prontos para consumo, com a qualidade, procedência e diferenciais certificados por mais de sete décadas de experiência. Entendendo as preocupações de consumidor e supermercadistas, a Santa Helena trouxe para esse subsegmento alguns diferenciais, como garantia de procedência, qualidade certificada, produto embalado sem contato manual e ainda validade de seis meses, levando mais eficiência para toda cadeia. O envase dos produtos é feito a vácuo e com atmosfera modificada, o que mantém o sabor e crocância por mais tempo.

DF tem maior percentual de imigrantes no Brasil

Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios aponta que o Distrito Federal é a unidade da federação com o maior número de imigrantes, em proporção. Os estados do Norte e do Centro-Oeste estão no topo do ranking da migração interna. O país abriga 1.847.274 imigrantes regulares e mais de 117 mil estrangeiros deram entrada apenas em 2015, um aumento de 160% em dez anos. Os haitianos estão no topo da lista: foram com 14.535 registrados e os bolivianos ocupam o segundo lugar com 8.407. De maneira geral, os imigrantes que dão entrada no Brasil são jovens, homens e com nível de escolaridade médio ou superior. As regiões Sul e Sudeste são as que mais absorvem trabalhadores imigrantes.

A Receita Federal também registrou, entre 2014 e 2016, a entrega de mais de 55 mil Declarações de Saída Definitiva do País, um crescimento de 81,61% na comparação com os três anos anteriores. Crise econômica e alta no desemprego são os principais motivos da partida. Dados do IBGE apontam que em dez anos a população rural apresentou uma redução de dois milhões de pessoas. Em 2000 era de 31,8 milhões e em 2010 de 29,8 milhões. De 1980 a 2010 a população rural passou de 39 milhões de pessoas para 29,8 milhões. Isso representa um deslocamento no período de 9,2 milhões de pessoas.

Para debater os impactos dos deslocamentos humanos na atualidade, a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) realiza com apoio do Governo de Brasília e o Ministério do Desenvolvimento Social , solenidade no dia 10 de outubro no Palácio do Buriti. A programação terá uma palestra magna ministrada pelo presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil e Cardeal Arcebispo de Brasília, Dom Sérgio Rocha, dentre outras autoridades.

Anualmente, no dia 16 de outubro, celebra-se o Dia Mundial da Alimentação. Neste ano, o tema proposto pela FAO é “Mude o futuro da migração. Investir na segurança alimentar e no desenvolvimento rural.” Na ocasião será comemorado esta importante data com produtores rurais e representantes do setor da agricultura. O chefe de cozinha, Alex Atala, também participa para apresentar o projeto “Fruto: as possibilidades de alimentar o mundo”. Os participantes vão poder saber como o estilo de vida influencia no cardápio e também como não desperdiçar alimentos.

Argileu Martins, secretário de agricultura do DF, ressalta que a estrutura fundiária do DF é favorável para o desenvolvimento de políticas públicas para os pequenos, médios e grandes produtores. “Com uma agricultura diversificada e tecnificada, temos projetos como o PAPA/DF que viabiliza a compra direta do Governo de Brasília de alimentos e produtos artesanais de pequenos produtores rurais e organizações sociais do setor”. O secretário diz que a agricultura familiar no Brasil é responsável pela maioria da produção dos alimentos de consumo diário. “ Além disso, com uma legislação ambiental moderna estamos no caminho certo para uma agropecuária mais sustentável”. 

Na ocasião a Representante da ONU Mulheres, Nadine Gasman, apresentará a campanha de combate à violência contra as mulheres, Outubro Laranja. O evento vai ocorrer no Salão Branco do Palácio do Buriti no próximo dia 10 de outubro, terça-feira, das 9h às 12h.

O evento é muito oportuno porque o desperdício de alimentos é muito grande e ocorre de várias formas: pela produção em excesso, ao caírem dos caminhões durante o transporte, ficando em estoque e principalmente na cozinha. Com pequenas mudanças no dia a dia podemos combater este triste desperdício. Planejamento na hora de ir às compras, conservação e distribuição melhor de alimentos, aproveitamento de cascas, sementes e raízes e de sobras são atitudes que evitam menos lixo acumulado, menos dinheiro gasto em vão e melhor distribuição de mantimentos. Práticas de alimentação saudável e sustentável são muito importantes para a saúde das pessoas e do planeta.

Rudi Finger é o novo Comodoro do Iate Clube Brasília

Em uma das mais disputadas eleições já ocorridas no Iate Clube de Brasília, o advogado Rudi Finger, da chapa Harmonia, foi eleito como novo Comodoro com 705 votos contra 692 da chapa Iate Feliz de Rodrigo Sá Roriz. Para o Conselho Deliberativo do clube venceu a Chapa Conselho Independente com 737 votos. A posse será no dia 15 de novembro para o triênio 2018-2020, sem possibilidade de reeleição.

A eleição ocorreu no mesmo dia em que foi promulgada a Constituição Federal de 1988, que ficou reconhecida pela retomada da democracia e dos direitos sociais.Antes mesmo dessa data histórica, o Iate Clube de Brasília já se diferenciava do restante do País: enquanto o Brasil vivia a Ditadura Militar, o Iate era o único lugar a exercer a democracia na capital.

O Iate Clube de Brasília possui área de 150 mil m², funciona diariamente das 6h às 22h, tem 1,2 mil sócios-proprietários e orçamento anual em torno de R$ 58 milhões. O clube abriga 550 embarcações e possui 13 modalidades esportivas, além de espaços como academia, restaurantes, piscinas e churrasqueiras. Mesmo sendo um clube privado, o Iate promove eventos culturais abertos ao público externo como o Luau do Iate, a Festa Junina e o Iate in Concert. Três chapas concorrem à gestão deste espetacular espaço de lazer da capital federal. Além da Harmonia, teve a Iate Feliz, de Rodrigo Sá Roriz, e a Iate Participação, em oposição à atual gestão, liderada por Maurílio Santinello.

O advogado aposentado Rudi Finger, 67 anos, é sócio do Iate há 36 anos e se candidatou à comodoria apostando na continuidade da gestão de Edison Garcia. O gaúcho Rudi Finger, há 24 anos dedica seu tempo em prol do clube e coleciona inúmeras conquistas. “Eu me dedico à diretoria do clube desde 1993, quando foi a primeira gestão do comodoro Enius Muniz. Minha primeira atividade foi ser diretor da área da churrasqueira, mas já exerci outras diretorias. Fui seis vezes conselheiro e, agora, sou presidente do Conselho Deliberativo, que é o maior órgão do clube”, diz o novo Comodoro.

“Eu aceitei ser candidato à comodoria porque tenho tempo para cuidar, sou aposentado. Costumo dizer que o Iate é a minha segunda casa, mas tem horas que chega a ser a primeira do tanto que fico aqui. Venho diariamente”. O advogado destaca ainda outro diferencial da Harmonia: “Pela primeira vez temos uma inovação que é uma mulher na chapa, a Celina Mariano. Uma mulher que é vice-diretora de engenharia e vice-diretora de vela da náutica. Isso vai incrementar nossa gestão, vai fazer com que as mulheres do clube se sintam representadas. O vice, Quinho Grossi, já trabalhou há muito tempo, quase da mesma época minha”.

Rudi Finger garantiu que as promessas serão todas cumpridas como reformar coberturas das quadras esportivas e investir nos fiscais da área náutica. “Precisamos primeiro fechar o orçamento de 2018 para eleger nossas prioridades. Com certeza vamos concluir obras em andamento”, garante.

 
Coluna Bernadete Alves - dia 04/10/2017

Nobel de Física 2017 vai para estudiosos das ondas gravitacionais

Os cientistas Rainer Weiss, Barry C. Barish e Kip S. Thorne foram escolhidos, como os vencedores do prêmio Nobel de Física 2017, pela "contribuição decisiva para o detector Ligo e a observação de ondas gravitacionais". Weiss, Thorne e Barish trabalham na Colaboração Científica Ligo e Virgo, que une os detectores do Ligo, localizados em Livingston (Louisiana) e Hanford (Washington) e o detector franco-italiano Virgo, localizado perto de Pisa (Itália).

De acordo com a Academia Real das Ciências da Suécia, após "quatro décadas de esforços", este projeto, para o qual colaboram cerca de mil cientistas de 20 países, foi o que detectou pela primeira vez, em 14 de setembro de 2015, este fenômeno cósmico que Albert Einstein tinha predito um século antes na Teoria Geral da Relatividade.

Essa vibração, que chegou à Terra de forma "extremadamente débil", provinha da colisão de dois buracos negros, ocorrida há 1,3 bilhão de anos, explica o júri. A medição "já é uma promissora revolução na astrofísica", argumenta o comunicado de imprensa da Academia.

Rainer Weiss nasceu em Berlim em 1932 e trabalha no Instituto Tecnológico de Massachusetts (MIT); Barry Barish nasceu em Omaha (Estados Unidos) em 1936 e trabalha no Instituto de Tecnologia da Califórnia (Caltech) junto ao seu colega Kip S. Thorpe, nascido em Logan (Estados Unidos) em 1949.

Rainer Weiss receberá a metade do prêmio em dinheiro de 9 milhões de coroas suecas (equivalente a cerca de R$ 3,4 milhões), deste Nobel e seus dois colegas dividirão a metade restante.

Outubro Rosa ganha apoio do Congresso Nacional

A Procuradoria da Mulher do Senado e a Secretaria da Mulher da Câmara, em parceria com outros órgãos das duas Casas, se uniram para mais uma vez organizar diversos eventos durante o mês a fim de alertar a sociedade para a importância da prevenção da doença que consta entre as principais causas de mortes de mulheres na faixa etária de 30 a 69 anos. O lançamento da campanha Outubro Rosa 2017 contra o câncer de mama ocorreu na noite de ontem com o ato de iluminação do Congresso Nacional e com a participação de parlamentares, embaixadoras e embaixatrizes de outros países, representante da Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama, integrantes da Associação de Mulheres Mastectomizadas de Brasília (Recomeçar) e da Rede Feminina de Combate ao Câncer. A cerimônia contou com a apresentação do ballet A Bela Adormecida, pela Escola de Ballet Étude Seasons.

A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), Procuradora Especial da Mulher, falou da importância do movimento, que simboliza a luta contra o câncer de mama no Brasil e no mundo. A senadora explicou que o Congresso é uma instituição inserida no combate à doença e se junta a entidades do Distrito Federal e à Universidade de Brasília para promover um mês com diversas atividades sobre o tema. Ela disse que a intenção é chamar a atenção da sociedade brasileira para que as mulheres tenham acesso ao diagnóstico e tratamento do câncer de mama e também de outros tipos da doença.

Vanessa considera que cuidar da saúde da mulher é manter a sociedade viva, pois são as mulheres que garantem a sobrevivência da espécie. A senadora ainda mencionou a injustiça enfrentada pelas mulheres que continuam ganhando menos que os homens, mesmo tendo melhor nível de formação, e pediu a mudança da cultura machista.

Ilana Trombka, diretora-geral do Senado, convidou representantes de entidades presentes a conhecer a política adotada recentemente no Senado de reserva de vagas nos contratos de terceirização para mulheres em situação de violência familiar. “É preciso erradicar o câncer de mama e também o câncer da violência no nosso país”, declarou Ilana.

A deputada Soraya Santos, coordenadora-geral da bancada feminina na Câmara, apontou as iniciativas legislativas para reverter os índices alarmantes que o câncer de mama alcança e afirmou que é preciso disseminar avanços na legislação que não são conhecidos, como o direito ao acesso a mamografias para mulheres cadeirantes. A reparação das duas mamas também foi outra garantia já assegurada em lei mencionada pela deputada, que propôs trazer ao conhecimento, nos eventos do Outubro Rosa, as histórias de superação vividas por mulheres que sofreram com a doença. Ela ainda ressaltou que o maior número de mulheres no Legislativo fez surgir leis que as protegem e pediu que os homens se comprometam com a aprovação da PEC 134.

Márcia Rollemberg, primeira-dama do Distrito Federal, anunciou o recente fim da fila de espera para mamografia no DF e o projeto de implementação do hospital oncológico. “Quero mais uma vez firmar o compromisso do governo de Brasília com a ação. No ano passado, tínhamos muitos desafios que já apresentaram bons resultados. Em julho, o secretário de Saúde Humberto Fonseca anunciou que a fila da mamografia está zerada”,disse Márcia. A colaboradora do governo de Brasília convocou as mulheres para realizarem os exames preventivos. ”Vamos compartilhar informações sobre o câncer de mama e promover a conscientização sobre a importância da detecção precoce da doença”.

Os hospitais públicos do Distrito Federal oferecem 5,4 mil vagas e só foram utilizadas 2.000. Existem 9 mamógrafos em pleno funcionamento e 16 técnicos em radiologia foram nomeados para agilizar os atendimentos. Para realizar os exames a mulher precisa marcar uma consulta com um ginecologista em um Posto de Saúde. O médico encaminhará a paciente para o exame e no prazo de 7 a 10 dias será chamada para ir a um hospital da rede pública. A mamografia poderá ser realizada no Hran, Ceilândia, Gama, Samambaia, Santa Maria, Sobradinho, Taguatinga e Materno Infantil de Brasília.

Dia Mundial dos Animais – direitos e preservação das espécies

O 4 de outubro é mais que comemoração é dia de refletir sobre os direitos e lutar pela preservação das espécies. A data destaca a importância que os animais têm na vida dos seres humanos e do planeta Terra, ressaltando o respeito e o compromisso que todos os seres humanos devem ter com o meio ambiente. A existência de todas as espécies é essencial para o equilíbrio da cadeia alimentar de um ecossistema.

Não só hoje mas todos os dias devemos nos conscientizar da importância de proteger e valorizar os seres que habitam o nosso meio ambiente, sejam os animais domésticos ou selvagens. Quando a gente pensa em comemorar o dia dos animais, logo imagina um animal doméstico, como um gato, um cachorro, um peixe ou até uma tartaruga. São bichos de estimação, que vivem com a gente e nos fazem muito bem e por isso merecem carinho e cuidados.

O Dia Mundial do Animal é comemorado há muito tempo, desde 1930. A data foi escolhida para homenagear São Francisco de Assis, que morreu no dia 4 de outubro de 1226. Quem decidiu foi o Congresso de Proteção Animal, realizado em Viena, na Áustria. Francisco é o santo protetor dos animais. Essa proteção está na Declaração Universal dos Direitos dos Animais, aprovada pela Unesco em 15 de outubro de 1978. O primeiro direito dos animais é o de existir e ser respeitado. A declaração ainda lembra que nós também somos uma espécie animal.

O Brasil também comemora hoje o Dia Nacional da Adoção Animal. A data tem o objetivo de conscientizar sobre o abandono de animais de estimação e promover a adoção responsável, sem preconceito. A maioria dos animais domésticos vivem cercados de carinho, mas infelizmente o mesmo não acontece com os animais abandonados ou com aqueles que sofrem maus-tratos.Existem animais usados para testar produtos e muitos são submetidos a condições cruéis.

É importante também pensar nos animais que ajudam na nossa sobrevivência, como a vaca, a ovelha e a galinha, por exemplo. Podemos até pensar nos bichos de que não gostamos, como os morcegos, as lagartixas e os mosquitos. Mas eles têm um papel importante no equilíbrio entre os seres vivos e o meio ambiente. Tanto a caça indiscriminada, quanto o comércio ilegal de animais selvagens são fatores que contribuem para a extinção de espécies inteiras.

Quando destruímos o meio ambiente, o ar, o solo e a água, também estamos alterando o habitat dos animais e ameaçando sua vida. Todos os anos, mais de um milhão de aves marinhas, por exemplo, morrem por causa do plástico jogado no oceano.

No Brasil, a Lei de Crimes Ambientais proíbe e atribui penas a quem praticar ato de abuso, maus tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos. No nosso país, há mais de 250 espécies de animais ameaçados de extinção. São pererecas e rãzinhas, aranhas, vários tipos de pica-pau, de tico-tico, pintassilgos, lagartos e camaleões, tartarugas cascudas, além de mamíferos grandes como a onça pintada e o lobo-guará.

Devemos assim proteger e evitar que os bichos sejam submetidos a maus tratos ou crueldades. Os animais têm o direito de viver livremente no seu habitat natural e se reproduzir.

 
Coluna Bernadete Alves - dia 03/10/2017

Nobel de Medicina vai para descobridores do gene do ‘relógio biológico’

O trabalho de três cientistas americanos que decifrou quais são as engrenagens moleculares do chamado relógio interno foi o escolhido para o Nobel de Medicina de 2017. O ritmo circadiano se adapta à fisiologia da pessoa, influenciando no sono, comportamento, níveis hormonais e temperatura corporal.

De acordo com o Instituto Karolinska, os pesquisadores Jeffrey C. Hall, Michael Rosbash e Michael W. Young levaram o Nobel de Medicina 2017 por suas descobertas sobre os mecanismos moleculares que controlam o ritmo circadiano, também chamado de ciclo vigília-sono.

Ana Wedell, professora de Medicina Genética e membro do comitê do Nobel de Medicina diz que os cientistas americanos conseguiram desvendar o mecanismo que controla a máquina do relógio biológico e por isso foram distinguidos. “O mecanismo é importante na evolução. Com ele, ficamos um passo à frente do meio ambiente”, diz Ana Wedell.

"Desde as descobertas seminais dos três laureados, a biologia circadiana se desenvolveu em um vasto e altamente dinâmico campo de pesquisas, com complicações para nossa saúde e bem estar", declarou o comitê do Nobel . "Suas descobertas explicam como as plantas, animais e humanos adaptam seus ritmos biológicos de forma a sincronizar com as revoluções da Terra", afirmou.

A palavra circadiano vem do latim e é relativo à duração de um dia ou de cerca de 24 horas. Os ritmos circadianos têm origem evolutiva que remonta as células mais primitivas. Na prática, essas células permitem que as células –e os organismos que formam– tenham um comportamento otimizado dependendo da hora do dia.

Nesse mecanismo, o corpo antecipa mudanças fisiológicas para melhor se adaptar ao ambiente. Por exemplo, aumenta a temperatura corporal antes da chegada da noite. Até as pesquisas de Jeffrey C. Hall, Michael Rosbash e Michael W. Young, não se sabia o mecanismo fisiológico que sustentava e provocava essas mudanças. Os cientistas explicam que todo o organismo humano sofre influencia do circuito claro-escuro. Nossa temperatura, nosso metabolismo, nossos hormônios e nosso sono reagem de acordo com essas mudanças.

Quando esse mecanismo está desregulado temporariamente; em um "jet lag", por exemplo, nossa saúde e nosso bem-estar são afetados. Pesquisas também demonstram que disfunções nesse sistema contribuem para o surgimento e agravamento de uma série de doenças; entre elas, a depressão.

Desde a descoberta dos cientistas, diversas pesquisas aprofundaram os estudos do ritmo circadiano. Vi-se que o estado de maior alerta está entre às 6h e às 12h, que o pico de temperatura do corpo se dá às 18h; que, à noite, o corpo começa a secretar um hormônio associado ao escuro chamado "melatonina"... dentre outras descobertas.

Os premiados com o Nobel de Medicina, Jeffrey C. Hall, Michael Rosbash e Michael W. Young, isolaram o gene que controla o ritmo interno dos seres vivos em 1984. Depois, mostraram que esse gene fornece informações para que o corpo fabrique uma proteína que se acumula nas células durante à noite e vai se degradando durante o dia. Os cientistas também demonstraram que essa proteína ativa um sistema de feedback; ou seja, ela é capaz de controlar o gene que a codifica, ativando ou desativando a sua própria produção. O achado de Jeffrey C. Hall, Michael Rosbash e Michael W. Young, respondeu a uma dúvida que há muito intrigava os cientistas: o mecanismo biológico que faz com que o corpo se adapte às diversas fases do dia geradas pela rotações da Terra.

Jeffrey C. Hall nasceu em 1945 em Nova York, EUA. Em 1971, terminou o seu doutorado na Washington University. Em 1974, passou a dar aulas na Universidade de Brandeis, nos Estados Unidos. Depois, em 2002, se associou à Universidade de Maine (EUA). Michael Rosbash nasceu em 1944 em Kansas City (EUA). Em 1970, terminou o seu doutorado no MIT (Massachusetts Institute of Technology), nos Estados Unidos. Desde 1974, é professor na Universidade de Brandeis (EUA). Michael W. Young nasceu em 1949 em Miami, nos Estados Unidos e fez o seu doutorado na Universidade de Texas (Austin), em 1975. Entre 1975 e 1977, fez pós-doutorado na Universidade de Stanford, na Califórnia. Desde 1978, ele dá aulas na Universidade de RockFeller, em Nova York.

Musa do hipismo no Rio Grande do Sul morre aos 29 anos

Vitória Chaves BarcellosVitória Chaves Barcellos

A modelo e amazona gaúcha Vitória Chaves Barcellos, de 29 anos, foi encontrada morta na madrugada do dia 02 em Porto Alegre. A causa da morte da diretora de Adestramento da Sociedade Hípica Porto Alegrense, não foi informada.

Vitória era conhecida como a musa do hipismo no Rio Grande do Sul. Em 2013, chamou a atenção no The Best Jump, maior evento da modalidade no estado, que aconteceu na Sociedade Hípica Porto Alegrense. A entidade divulgou uma nota lamentando o falecimento de Vitória. "A Sociedade Hípica Porto Alegrense lamenta profundamente o falecimento da nossa Diretora de Adestramento – Vitória Chaves Barcellos”.

O diretor do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Paulo Rogério Grillo, diz que a morte não foi comunicada à polícia e, por isso, nenhuma ocorrência foi registrada. O policial acrescenta que um médico atestou o óbito.

A modelo e amazona era muito querida e atenciosa, sempre pronta para ajudar. Era presença constante na alta sociedade de Porto Alegre e chamava atenção pelo carisma e beleza. Amigos não acreditam no que aconteceu e lamentam sua morte na flor da idade.

 
Coluna Bernadete Alves - dia 02/10/2017

Outubro Rosa 2017 alerta para prevenção do câncer de mama

O mês de outubro é dedicado a prevenção do câncer de mama. O movimento internacional foi criado em 1990 em Nova York, com o objetivo de conscientizar o poder público, a sociedade e as mulheres sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama. A campanha Outubro Rosa, remete à cor do laço rosa que simboliza, mundialmente, a luta contra o câncer de mama e estimula a participação de todos.

Durante todo o mês os monumentos públicos estão iluminados de rosa para lembrar que a prevenção e a detecção precoce são fundamentais na luta contra o câncer. Por isso, diante de qualquer sintoma que nos pareça anormal, devemos consultar um especialista que avalie a situação. A detecção tardia dos sintomas é uma das razões pelas quais os tratamentos não dão bons resultados. A prevenção e o diagnóstico a tempo são duas das ferramentas mais úteis para enfrentar a doença.

A maioria das marcas mudam o seu logo para rosa e acrescentam um lacinho da mesma cor em apoio a esta importante mobilização mundial de prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama. A cada ano, mais e mais mulheres – e até mesmo homens – passam pela desafio de tratar um tumor na mama.

Segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), a média diária de novos diagnósticos de câncer de mama é de 156. Em 2016 foram diagnosticados em todo o Brasil 57.960 novos casos. Em Brasília, no ano passado, foram 67,74 novas ocorrências por 100 mil habitantes, bem maior que a taxa nacional, que ficou em 56,20. O número de mortes mais recente, de 2013, aponta 14.203 naquele ano.Para evitar mais casos, a campanha Outubro Rosa busca levar conscientização e tratamento na tentativa de diminuir ou dar assistência mais rápida às mulheres.

Embora curável em quase 100% dos casos quando diagnosticada ainda em fase inicial, é sobre o tipo metastático – quando o tumor se espalha para outros órgãos do corpo – que entidades e especialistas têm dedicado atenção especial há alguns anos. A justificativa, eles dizem, é dar informação e amparo a um grupo de pacientes que não encontra na cura, mas, no melhor tratamento possível, a luz no fim do túnel.

Apesar dos avanços em tratamentos e diagnósticos, os especialistas calculam que cerca de 30% de todos os tumores de mama, mesmo os detectados precocemente, progredirão à metástase em algum momento. Saber o que vai ou pode acontecer a partir do diagnóstico vai acender uma luz sobre a situação do paciente.

A oncologista Luci Ishii diz que os principais fatores de risco para o câncer de mama são: histórico familiar (risco genético), idade (mulheres entre 40 e 69 anos são as principais vítimas),menstruação precoce, menopausa tardia, reposição hormonal, colesterol alto, obesidade, ausência de gravidez, somado a uma vida sedentária e ao alcoolismo. O câncer de mama inicialmente é assintomático. As formas mais fáceis de se descobrir logo no início são por meio do exame de toque durante consulta médica, ultrasson, mamografia ou ressonância magnética.

O câncer de mama é um tumor maligno que se desenvolve nos seios. Todo câncer é caracterizado por um crescimento rápido e desordenado de células. Quando as células adquirem características anormais, células dos lobos mamários, células produtoras de leite ou dos ductos por onde é drenado o leite, podem causar uma ou mais mutações no material genético da célula. Esta doença acontece quase exclusivamente em mulheres, porém existem casos de homens com câncer de mama também.

Segundo a Dra. Luci, algumas mutações possuem a capacidade de fazer com que uma célula apenas se divida, mas não tenha a capacidade de invadir outros tecidos, estes são chamados de tumores benignos ou não cancerosos. “Para uma célula ser considerada cancerígena é necessário que ocorram mutações no material genético de uma ou mais células e estas adquiram a capacidade não só de se dividir, mas também de evitar a morte celular. Este seria o ciclo normal de vida de qualquer célula do organismo, contudo quando elas invadem os tecidos adjacentes, a doença se instala”, explica a oncologista.

A Secretaria de Saúde informa que o tratamento de câncer de mama na rede pública de saúde é feito no Hospital de Base e nos hospitais regionais de Sobradinho, Taguatinga e Gama. Pacientes com diagnóstico de câncer de mama passam, inicialmente, por uma triagem da área de Oncologia, que indica o acompanhamento mais adequado ao caso. Neste ano, após cobrança até mesmo do Ministério Público Federal, a Secretaria de Saúde zerou a fila de espera por exame mamografia na rede pública.

Estação de Tratamento de Água do Lago Norte é inaugurada

Foi inaugurada na manhã desta segunda-feira, pelo governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg e o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, o subsistema de captação e tratamento de água do Lago Paranoá. A água é captada por meio de balsas flutuantes e faz o tratamento do recurso no próprio local. Com o início das atividades na data prevista não vai faltar água nas torneiras das residências.

A Estação de Tratamento de Água do Lago Norte, foi feita em caráter emergencial e foi concluída em 5 meses após o cronograma inicial. A estrutura fica na ML 4, no Setor de Mansões do Lago Norte, e trata-se de uma estação de tratamento de água compacta, com membranas de ultrafiltração, uma das mais modernas tecnologias para tratar água. O local também foi escolhido pela boa qualidade da água no braço do Torto, que já havia sido testada nos estudos para implementação do sistema definitivo de captação no Lago Paranoá.

O diretor-presidente da Companhia de Saneamento Ambiental do DF, Maurício Luduvice, informou que com a nova estação, a Caesb vai abastecer o Lago Norte, o Paranoá, o Itapoã e o Taquari. Dessa forma, a água proveniente do Sistema Santa Maria-Torto, que abastecia essas regiões, será transferida para outros dois reservatórios — um no Parque da Cidade e outro no Cruzeiro — e ficará disponível para reforçar o abastecimento pelo Sistema Descoberto.

Maurício Luduvice, disse que o tempo de execução recorde da estação do Lago Norte reforça o compromisso do governo com a qualidade de vida da população. “Isso mostra que a engenharia brasileira pode fazer muito pela população”, declarou o presidente da Caesb. A operação será, durante três meses, assistida, ou seja, com o acompanhamento da Enfil S.A. Controle Ambiental, empresa responsável pela obra. Depois desse prazo, passa a ser operado exclusivamente pela Caesb.

O governador Rodrigo Rollemberg declarou que a água captada do Lago Paranoá é de excelente qualidade e não vai impactar na redução do volume do reservatório. “O Lago Paranoá tem condição de fornecer uma quantidade muito maior de água do que esse volume que está sendo retirado.” O chefe do Executivo fez questão de tomar a água para atestar a sua qualidade. “Essa quantidade representa 20% de toda a água retirada da Bacia do Descoberto diariamente”, explicou Rollemberg, na cerimônia de inauguração.

O ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, disse que o reforço proporcionado pela obra é prioridade para a redução dos impactos da crise hídrica no Distrito Federal. “É fundamental garantir água na torneira da população”, declarou Helder Barbalho.

 
Coluna Bernadete Alves - dia 01/10/2017

Os desafios do Brasil com o envelhecimento populacional

O Dia Internacional do Idoso, comemorado hoje por iniciativa da Organização das Nações Unidas em 1991, tem por meta proteger e cuidar a população mais idosa, sensibilizar a sociedade para as questões do envelhecimento e chamar a atenção para os desafios que envolvem os mais velhos. Envelhecer com dignidade e qualidade de vida é algo desejado pela sociedade mundial para todas as nações.

No Brasil são mais de 26,3 milhões de idosos, segundo a pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. O número representa 13% da população e a expectativa é que esse percentual aumente chegando a 34%, em 2060. De acordo com o IBGEos brasileiros que nasceram em 2015 viverão, em média, 75,5 anos, De 1940 a 2015, essa expectativa aumentou 30 anos e esta mudança é percebida com a convivência entre diferentes gerações.

Com o aumento da expectativa de vida para 75 anos os desafios do Brasil de promover a valorização das pessoas mais velhas e garantir políticas para que elas envelheçam com qualidade é grande. É preciso um amplo programa educacional para que toda a população tenha noções básicas sobre o processo de envelhecimento e mais informações para os idosos acerca dos seus próprios direitos. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística até 2060, a população com 80 anos ou mais deve somar 19 milhões de pessoas.

O Estatuto do Idoso, Lei nº 10.741 de 1º de outubro de 2003, foi instituído para a reflexão sobre a situação do idoso na sociedade, em questões ligadas à saúde, convívio familiar, abandono, sexualidade, mobilidade e aposentadoria. Os governantes precisam seguir o que determina o Estatuto do Idoso e aumentar a oferta de políticas públicas que garantam que a população idosa envelheça de forma ativa e com acolhimento. Diante de mudanças nas configurações sociais, muitos idosos passaram a ficar sem companhia em casa e sem receber os cuidados necessários, conversar ou contar com o apoio da família na rotina cotidiana.

A família de hoje é unicelular. É muitas vezes formada só por mães e filhos. Os adultos da casa, em geral, trabalham. A ausência faz com que o idoso da família fique sozinho. Resultado: depressão, doenças graves e degenerativas e à dependência física. É preciso olhar essa população mais velha como uma população que passou por toda essa mudança tecnológica, e muitos acabaram não tendo acesso a ela. Por isso acabam tendo dificuldade grande de adquirir esses novos conhecimentos, seja por dificuldades de visão e de comunicação e por isso precisam de mais tempo para desenvolver determinadas atividades.

Segundo o Sistema Único de Assistência Social, existe no Brasil, 1.669 instituições de acolhimento de idosos, conhecidas popularmente como asilos.Além deles existem também os centros de convivência, e os chamados centros-dia, que em geral recebem pessoas que precisam receber algum tipo de atendimento terapêutico. Estas opções, no entanto, são restritas em grandes centros urbanos, mas podem ser saídas para a situação vivenciada por muitos idosos que não têm companhia e também para os membros de famílias que precisam ou desejam trabalhar fora de casa, mas têm responsabilidades com os mais velhos.

Para que o idoso receba atendimento humanizado, com olhar gerontológico e de qualidade é necessário a qualificação profissional de quem trabalha com essa população. O envelhecimento da população está gerando o aumento das oportunidades de trabalho para cuidadores, profissões do futuro. As instituições de ensino deveriam apostar nesta profissão promissora. Outro fator importante que merece atenção é o atendimento médico.O modelo de atenção à saúde atual, baseado na busca da cura de doenças agudas, precisa evoluir porque cresce o número de idosos que convivem com doenças crônicas, como hipertensão, diabetes, doenças respiratórias, dentre outras.

A pessoa idosa tem um papel importante em todas as sociedades. O mundo está pronto para os jovens, porque existiram outros jovens que hoje estão em outra fase da vida, a velhice. Os idosos não são uma categoria à parte, todos nós envelhecemos dia após dia. É inevitável o curso da vida. Eles são detentores de sabedoria, líderes, produtivos, pais, avós, cuidadores, voluntários e aposentados. Aos mais jovens cabe saber que devem oferecer carinho e atenção aos mais velhos para que se realizem plenamente em seus direitos, consigam viver com segurança, saúde e dignidade até que a chama da vida se apague.

Respeito não tem idade!

Abacaxi desintoxica o organismo

Maus hábitos do estilo da vida moderna sobrecarregam o organismo e se estas toxinas não forem eliminadas podem afetar todo o sistema do corpo. Para desintoxicar o organismo, os nutricionistas sugerem comer abacaxi, uma fruta tropical deliciosa e famosa no mundo. Além de saboroso, o abacaxi tem uma série de propriedades diuréticas e purificantes, importantes para manter o organismo funcionando corretamente, que estimulam a perda de peso.

Graças ao seu alto teor em vitaminas, minerais, cálcio manganês, potássio, ferro, fibras solúveis e insolúveis, bromelina e água, o abacaxi tem a capacidade de estimular o funcionamento dos órgãos purificantes, a fim de que eles melhorem seu trabalho e eliminem os resíduos nocivos ao corpo. A fruta é, também, uma alternativa interessante para eliminar os líquidos retidos no corpo e reduzir a inflamação abdominal.

Esta fruta contém igualmente uma enzima digestiva, chamada bromalina, que permite uma digestão adaptada, uma boa absorção dos nutrientes e uma melhora no funcionamento intestinal. Isso acontece porque o abacaxi estimula os movimentos peustálticos e a liberação de sucos gástricos que ajudam a dissolver melhor os alimentos. As propriedades do abacaxi são excelentes para purificar o fígado, os rins e o pâncreas.

Viveiro da Novacap ganha Praça Francisco Ozanan

O governo de Brasília inaugurou uma praça no Viveiro da Novacap em homenagem a Francisco Ozanan, servidor que chefiou por 30 anos o Departamento de Parques e Jardins da Companhia. O “jardineiro de Brasília” era engenheiro agrônomo e morreu de infarto em maio de 2016, aos 72 anos.

Para eternizar o apaixonado pela natureza que deixou como legado uma cidade humanizada e com mais qualidade de vida, o governador Rodrigo Rollemberg plantou uma sucupira e dona Maria Socorro Correia, viúva de Ozanan plantou um ipê amarelo.

“É com muita alegria que recebo esta homenagem ao meu marido, que tanto fez por Brasília e que amava esta cidade”, agradeceu Maria Socorro. O governador disse que Brasília está toda florida graças a dedicação de Ozanan. “A alma dele está presente nos flamboyants vermelhos, nos ipês brancos, amarelos e roxos espalhados pela cidade. Brasília é toda arborizada graças à dedicação e à liderança do Ozanan”, declarou Rollemberg.

A área de convivência destinada aos funcionários e estudantes tem pergolado, bancos, copa, vestiários e banheiros com acessibilidade, além de espaço cobertos com mesas e jardim. Tem ainda placas fotovoltaicas que permitem o aquecimento da água dos chuveiros dos vestiários. “Juntamos uma necessidade nossa de fazer um espaço para os funcionários e receber os alunos e a homenagem a uma pessoa de grande importância na história da Novacap e de Brasília”, declarou Júlio Menegotto, diretor-presidente das Novacap.

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

Página 5 de 225
RocketTheme Joomla Templates