Coluna Bernadete Alves - dia 20/08/2017

Monalysa Alcântara é a nova Miss Brasil 2017

O Teatro de Vermelhos, em Ilhabela, litoral de São Paulo, foi palco na noite de ontem da 62ª edição do concurso Miss Brasil BE Emotion. A estudante de administração, Monalysa Alcântara, de 18 anos, representante do Piauí, desbancou as outras 26 concorrentes, com a beleza e o charme da mulher negra distribuídos em um corpo escultural de 58 kg e 1.77m. Além dos atributos físicos, a elegância e o belíssimo sorriso, destacaram a teresinense diante das outras finalistas na disputa nacional.

A Miss Brasil 2017, Monalysa Alcântara,ganhou um caro zero km da Kia Cerato, um relógio Bulova, uma joia Dryzun, uma viagem com acompanhante em classe executiva e hotel 5 estrelas para Dubai e um contrato publicitário de R$ 100 mil com a Polishop. Ela irá representar o país no Miss Universo, marcado para o mês de novembro. Monalysa comemorou a vitória da mulher negra e do seu estado. “Realizei um sonho, e sonhei pelo meu Piauí”, comentou após a cerimônia de coroação. A Miss Brasil diz que se inspira na modelo da marca internacional Victoria´s Secrets, Laís Ribeiro, que é piauiense. Gosta de praticar vôlei, ouvir Karol Conka, e comer Maria Isabel.

O primeiro desafio das misses foi participar de um jogral em que elas precisaram apresentar seus estados em um desfile ao som de “Descobridor dos Sete Mares” de Lulu Santos. Depois encararam o júri técnico, a primeira peneira do concurso. As misses Pernambuco, Alagoas, Paraná, Bahia, Tocantins, Piauí, Sergipe, Mato Grosso, Maranhão, Acre, Goiás, Rio Grande do Norte, Espírito Santo, Rio Grande do Sul foram selecionadas pelos juízes, e a Miss Amazonas avançou na competição por ter sido a mais votada no Twitter e no site da Band, que transmitiu o concurso ao vivo.

No Top 10 as representantes de Espírito Santo, Sergipe, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Maranhão, Acre, Ceará e Alagoas. Ao som de “Sua Cara” de Anitta e Pablo Vittar, as garotas desfilaram pelo palco. Depois de mais uma avaliação dos juízes, as misses Piauí, Rio Grande do Sul, Sergipe, Espírito Santo e Pernambuco seguiram para a etapa das perguntas. Os jurados questionaram sobre ditadura da magreza e sobre as vitórias das mulheres nos últimos anos. Cássio Reis chamou as misses Piauí, Espírito Santo e Rio Grande do Sul para o TOP 3 do concurso, e ainda trouxe ao palco a Miss Brasil 2016 Raissa Santana para seu último desfile antes de passar a coroa.

Os jurados declararam ao vivo seus votos, até ficar apenas Monalysa Alcântara do Piauí e a Miss Rio Grande do Sul, Juliana Mueller. Natural de Canoas, Juliana defendeu, durante o concurso, a simplicidade e o amor à família e aos amigos. A Miss Espírito Santo, Stephany Pim, ficou em terceiro lugar.

A nova Miss Brasil 2017, Monalysa, se destacou no vestido de gala. Ela usou um vestido de cor rosa bebê curto na frente com uma calda atrás. Determinada, a jovem negra piauiense não deslizou nenhuma vez na passarela e muito menos em seus discursos. Demonstrou uma confiança rara.“Eu se for eleita Miss Brasil quero levar o poder às mulheres, quero dar voz a vocês, mostrar a força de vontade e combater o preconceito e machismo”, finalizou sua fala levando a plateia aos gritos.

Natural de Teresina, Monalysa reside atualmente no bairro São Cristovão, na zona leste. Neta de quebradeira de coco, caminhou de pés descalços no chão batido e na mata e aos 5 anos perdeu seu pai. A nova miss diz que tem muito orgulho da sua origem e que a sua família sempre a ensinou a ter garra, foco e a não desistir dos sonhos.

“A minha família é um grande exemplo de que nunca posso desistir. E de que se você for pobre não significa que você não pode ‘subir’ e vencer na vida. Meu pai veio de um interior pobre e que só agora chegou energia lá. Meu pai teve a oportunidade de vencer, ingressou em uma família, quando criança, focada na área do Direito, e ele estudou bastante, trabalhou e entrou na polícia civil. Ele era a prova de que você tem batalhar. A família do meu pai era muito grande e bastante pobre. A minha avó era quebradeira de coco babaçu e meu avô era vigia de uma escola em Teresina. E foi quando meu pai decidiu mudar de realidade e veio para Teresina, onde adotado pelos padrinhos dele. E aqui ele conseguiu melhorar de vida e ter condições de ajudar meus tios".

Monalysa conta que até hoje as pessoas elogiam o caráter e a personalidade de seu pai. “Fico feliz em saber o quanto meu pai era honesto, simples, humilde e como ajudava as pessoas. E eu não esqueço essas características, justamente para basear nelas e orgulhar ele onde estiver. Porque sinto com tantas histórias dele, que ele não morreu, sabe?! Porque temos muitas coisas em comum, como a cor. E é por isso que sempre busquei me inspirar nele”, disse. “Meu pai é a minha referência”, acrescenta. É claro que a minha mãe foi e é importante para mim. Ela é supervisora de uma madeireira e tem muitas qualidades, como uma força muito grande e que a ajudou sustentar os filhos.

Monalysa conta que o sonho de ser modelo surgiu na infância, mas o desejo de abrilhantar como Miss nasceu na adolescência. “Sempre quis ser modelo. Já o sonho de Miss era um sonho distante na infância. Porque não se via muitas negras participando de concursos de beleza nessa época, é por isso que eu não acreditava muito que um dia participaria e teria chances de ganhar. Nessa fase também me sentia muito feia e não gostava do meu cabelo e da minha magreza. E por causa disso recebi muitos apelidos. Mas foi na adolescência que as coisas foram mudando e assumi meus cachos e minha personalidade. E busquei na moda, um refúgio e uma porta. E aos 16 anos, comecei a estudar, a gostar de concursos de beleza e a desfilar nas passarelas”, conta a Miss Brasil 2017.

Morre aos 91 anos Jerry Lewis, o Rei da Comédia

O ator Jerry Lewis, um dos maiores comediantes de todos os tempos, faleceu neste hoje de causas naturais ao lado da família em sua casa em Las Vegas, no estado de Nevada. A notícia foi dada pelo jornalista John Katsilometes, do “Las Vegas Review-Journal”. O consagrado ator Jerry Lews deixa a mulher, a atriz SanDee Pitnick e seis filhos.

O 'rei da comédia' se imortalizou no papel de 'O Professor Aloprado' e nas apresentações ao lado do cantor Dean Martin, com quem atuou a partir de 1946 e formou uma das duplas mais memoráveis do humor americano. Dean era o elegante da dupla, especialmente quando cantava, enquanto Jerry Lewis exercia o papel do parceiro imprevisível. Os espetáculos eram totalmente abertos à improvisação.

No cinema Jerry fez em 1960 o Mensageiro Trapalhão e em 1961 o Terror das Mulheres. Mas o filme mais famoso de sua carreira é a comédia “O Professor Aloprado”, de 1963. Protagonizado e produzido por ele, o longa conta a história do atrapalhado professor universitário Julius Kelp. Depois de ser humilhado por alunos e quase demitido da instituição de ensino pelas constantes trapalhadas em que se envolve, Kelp cria uma fórmula que o faz ser elegante, charmoso e bom de papo. Nasce então Buddy Lee. O filme ganhou uma nova versão na década de 1990, quando Eddie Murphy viveu o professor aloprado.

Já o antepenúltimo trabalho de Jerry como ator foi o filme brasileiro "Até que a Sorte nos Separe 2", em que trabalhou com Marcius Melhem e Leandro Hassum. Na época das filmagens, o ator estava com 87 anos.

Seu último filme, lançado no ano passado, foi "A Sacada", em que faz um papel secundário. O último como protagonista foi "Max Rose", de 2013, o primeiro em que ele fez o papel principal desde "Rir é Viver", de 1995.

A última apresentação de Lewis nos palcos ocorreu no hotel South Point, em Las Vegas, em outubro de 2016. Lewis foi um modelo a ser seguido para muitos comediantes e humoristas. Leandro Hassum, que tem um autógrafo de Lewis tatuado no braço, lamentou morte do ídolo. "O céu está cada vez mais incrível", postou no Twitter.

 
Coluna Bernadete Alves - dia 19/08/2017

Alimentos que diminuem desejo por doces

A sobremesa historicamente é parte integrante das refeições para equilibrar a produção de enzimas responsáveis por manter os nossos índices de glicose nos níveis normais. E esta parte de açúcar que devemos consumir pode vir de doces e/ou frutas. Segundo a nutricionista Betânia Venâncio, este equilíbrio é importante para o funcionamento do nosso sistema digestivo, pois ao consumirmos alimentos doces, auxiliamos a flora gastrointestinal a se manter saudável e plena, evitando constipações intestinais, uma vez que os açúcares naturais, vindos de frutas, ajudam a compor a quantidade correta de fibras alimentares que necessitamos para manter o sistema digestivo funcionando.

Durante o processo de reeducação alimentar, os especialistas aconselham trocar os doces pelas frutas. E para quem não consegue resistir a um pudim de leite condensado, sorvete ou uma torta de chocolate, a dica é comer diariamente alimentos que diminuem a vontade de comer doce como as oleaginosas, grão de bico, maçã, banana e uva.

A uva é um espetáculo quando o assunto é praticidade, sabor e redução da vontade por doces. Rica em fibras e flavonoides, pode ser consumida de forma congelada ou desidratada (uva passa). Trata-se de uma arma mortal contra o desejo por doces.

Especialistas em alimentação saudável dizem que comer uma maça, por dia, mantém o médico afastado. Esta afirmação se baseia no fato da fruta ter grande concentração de fibras e vitaminas B, C e E, importantes aliadas na prevenção de doenças. A maçã é rica em pectina, uma fibra que ajuda no controle da glicemia. Recomenda-se o consumo de duas maçãs pequenas diariamente, esta quantidade é suficiente para a dose de pectina necessária. Para saciar a vontade de comer doces a maçã é uma grande aliada devido ao fato de possuir considerável conteúdo de fibras que auxilia na saciedade e, consequentemente, pode reduzir a vontade de ingestão de doces.

Devido às vitaminas do complexo B, a fruta também ajuda na prevenção de todo o sistema nervoso. Isso se dá por ela ser uma ótima fonte de nutrientes, sendo rica em vitamina C e ácido fosfórico. Desta forma, a maçã ajuda a evitaar doenças neurodegenerativas, como Alzheimer e Parkinson.Por ser rica em taninos e flavonóides, que são fitonutrientes que agem como antioxidantes, adstringentes e antiinflamatórios, a maçã ajuda na prevenção do envelhecimento precoce. Os flavonoides também auxiliam em doenças cardiovasculares. Além disso, a fruta possui componentes que ajudam na prevenção do câncer de cólon, de próstata e de mama.

Frutas com a polpa branca, como maçã, pera e melão, podem reduzir o risco de uma pessoa sofrer um acidente vascular cerebral (AVC). Esta é a conclusão de um estudo feito pela Universidade de Wageningen, na Holanda, em que foram acompanhadas 20.069 pessoas, entre as idades de 20 e 65 anos. A pesquisa levou dez anos para ser desenvolvida. Após este período, os pesquisadores viram que as pessoas que mais comiam alimentos de polpa branca de frutas e legumes tinham 52% menos chances de ter um AVC. Apesar de deixarem claro que é preciso ter mais estudos para confirmar as descobertas, os estudiosos afirmam que o consumo de uma maçã por dia, reduz o risco em cerca de 40%.

As oleaginosas são alimentos de origem vegetal dos quais pode-se extrair óleos de boa qualidade - entre elas podemos destacar as castanhas, nozes e amêndoas. Esses alimentos possuem alto teor de fibras, triptofano e gorduras, por isso são excelentes estratégias para reduzir a vontade de consumir doces. Contudo, seu consumo deve ser realizado com critério, uma vez que possuem alto valor calórico e, caso seu objetivo seja reduzir peso, o consumo exagerado desses alimentos podem atrapalhar esse processo.

O grão de bico é rico em sais minerais, vitaminas do complexo B e aminoácidos, especificamente triptofano. Essa leguminosa, quando presente na alimentação, pode reduzir sensivelmente a vontade por doces.

A banana é a fruta mais consumida no Brasil por fornecer energia instantânea. É uma das principais fontes de hidratos de carbono e de açúcar. A Banana também é rica em fibras dietéticas e contém uma pequena quantidade de gordura e de proteína. Além das vitaminas e minerais, como a vitamina A, vitamina C, vitamina B, Ferro, Magnésio, Potássio, Manganês, Zinco e Fluoreto, é importante fonte de potássio,que é conhecido por reduzir a pressão arterial. Isso ajuda a contrabalançar os efeitos do sódio no corpo. O teor de potássio na Banana é cerca de 500 mg, o potássio ajuda a controlar a quantidade de fluido no corpo, e também ajuda a manter o equilíbrio delicado entre o sódio e o potássio.

Pesquisas comprovam que a banana ajuda a fortalece os ossos e melhorar a densidade óssea no corpo. Ela contém frutooligossacarídeos, que ajudam na absorção de nutrientes essenciais como Cálcio e Magnésio. As verdes possuem ácidos gordos de cadeia curta, o que torna ainda mais benéfico na melhoria da saúde dos ossos. E por ter alfa e beta-caroteno e Vitamina A, ajuda na proteção da retina do olho.

As bananas são conhecidos por sua alta quantidade de fibras dietéticas. Estas fibras dietéticas ajudar na ligação e acumulação de partículas de alimentos e ajuda na evacuação eficiente. Por isso, problemas Intestinais e constipação podem ser facilmente evitadas com o consumo diário da Banana. Por ser rica em fibra alimentar mantém a pessoa saciada e como é pobre em calorias e tem baixo índice glicêmico, ajuda manter o peso.

Além de trocarmos os doces por frutas é preciso também controlar a fome exagerada nas refeições e a vontade de beliscar guloseimas entre as refeições. A dica é comer frutas ou oleaginosas que proporcionam a sensação de saciedade prolongada. Alimentos ricos em fibras garantem esta sensação de saciedade porque demoram mais para serem digeridos pelo organismo.

 
Coluna Bernadete Alves - dia 18/08/2017

Exame de Sangue pode detectar câncer de mama

Cientistas da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos, criaram um novo exame de sangue capaz de identificar estágios iniciais de câncer de mama, pulmão, ovário e colorretal. A equipe de pesquisadores conseguiu detectar fragmentos genéticos específicos da doença por meio do teste, uma tentativa de fazer o diagnóstico precoce do câncer, de maneira não invasiva. Os resultados do estudo foram publicados nesta semana na revista Science Translational Medicine.

Esta é uma ótima descoberta porque em todo o mundo, cerca de 14 milhões de pessoas recebem anualmente o diagnóstico de câncer e, segundo os cientistas, a maior parte dos casos não são detectados até que a doença esteja em seus estágios finais, quando há menos possibilidades de tratamento e as chances de sobrevivência são menores.“Nosso estudo mostra que identificar precocemente o câncer por meio de mutações encontradas no sangue é possível e que nosso método de alta precisão é uma abordagem promissora para atingir esse objetivo”, declarou Victor Velculescu, um dos autores do estudo.

O professor de oncologia Victor Velculescu, do Centro Kimmel para o Câncer, da Universidade Johns Hopkins diz que um dos maiores desafios ao diagnóstico precoce, é diferenciar o DNA liberado pelos tumores de outras alterações genéticas que ocorrem naturalmente no organismo (durante divisões celulares, por exemplo) que poderiam ser identificadas como marcadores da doença. “O novo estudo conseguiu fazer essa distinção para quatro tipos de câncer que, se descobertos precocemente, poderiam salvar até 1 milhão de pessoas por ano”, declara Velculescu.

Para realizar o estudo, foi analisado amostras de sangue de 200 pacientes com câncer, em diversos estágios, dos Estados Unidos, Dinamarca e Holanda. Por meio de uma metodologia genética conhecida como “sequenciamento profundo”, em que os genes são lidos 30.000 vezes, eles procuraram mutações em 58 genes associados a câncer de mama, ovário, pulmão e colorretal. A doença foi identificada em 86 indivíduos dos 138 que estavam com câncer em estágios iniciais.

Depois os cientistas analisaram o genoma dos tumores removidos de 100 dos 200 pacientes e, em 82 deles, encontraram as mesmas mutações que correspondiam às encontradas nas amostras de sangue. Como grupo controle, os pesquisadores analisaram o sangue de 44 indivíduos saudáveis e não encontraram as mutações.

Os cientistas da Universidade Johns Hopkins pretendem realizar novos estudos, em grandes populações, para confirmar os resultados obtidos e garantir que o teste pode fazer o diagnóstico precoce com eficácia. Segundo o oncologista Victor Velculescu, o processo pode levar cerca de cinco anos.

CNJ decide investigar Folha de Pagamento dos magistrados

Cármen Lúcia CNJ

A presidente do Conselho Nacional de Justiça, ministra Cármen Lúcia, determinou por meio de portaria publicada nesta sexta-feira, que todos os tribunais do país passem a informar os salários pagos aos juízes de forma detalhada, discriminando inclusive valores extras, como subsídios e verbas especiais. Os tribunais têm 10 dias para enviar ao CNJ cópia das folhas de pagamento dos magistrados de janeiro de 2017 até o mês de agosto de 2017.

O objetivo da decisão é garantir apurações sobre eventuais irregularidades no pagamento pelo CNJ, nos casos em que o teto salarial esteja sendo descumprido. “A Presidência do Conselho Nacional de Justiça providenciará a adoção de medidas específicas pela Corregedoria Nacional de Justiça para explicitação ou adoção de providências, quando for o caso, de descumprimento das normas constitucionais e legais sobre pagamentos realizados sem o fundamento jurídico devido”, diz trecho da portaria.

“A partir do mês de setembro de 2017 todos os tribunais do país submetidos ao controle administrativo do Conselho Nacional de Justiça encaminharão, até cinco dias após o pagamento aos magistrados, cópia da folha de pagamentos realizados para divulgação ampla aos cidadãos e controle dos órgãos competentes e para controle da regularidade do orçamento e finanças de cada qual dos Tribunais pelo Conselho Nacional de Justiça”, diz a portaria do CNJ. Conforme a nova norma, o CNJ vai divulgar em seu site todos dados sobre a folha de pagamento dos magistrados do país.

A medida foi tomada após o surgimento de suspeitas de irregularidades na folha de pagamento de 84 juízes do Tribunal de Justiça de Mato Grosso. Inclusive foi revelado que um juiz do interior do Mato Grosso recebeu R$ 503,9 mil em vencimentos no início deste mês. Além do salário normal, de R$ 28,9 mil, Mirko Vincenzo Giannotte, da 6ª Vara da Comarca de Sinop, recebeu o restante em gratificações, vantagens, indenizações e adicionais.

Segundo a Constituição, o teto salarial para o funcionalismo público equivale à remuneração dos ministros do STF, atualmente fixada em R$ 33.763. Mas parte dos servidores acaba recebendo mais por conta de verbas adicionais, muitas vezes autorizadas por decisões judiciais.

“Ética não é uma escolha. É a única forma de se viver sem o caos”, ministra Cármen Lúcia, presidente do STF e do CNJ.

Silvia Badra lança coleção de joias Meisou

Silvia BadraSilvia Badra

A empresária Silvia Badra que recentemente visitou o Japão acompanhada do marido Rafael Badra, diretor da GPS Brasília, resolveu transformar a cultura que lhe encantou, em arte.

Ela apresentou ontem no restaurante Oma Japanese Experience, na 411 Sul, do empresário Tiago Boita, uma interessante coleção de joias que exalta a cultura japonesa.

Silvia BadraSilvia Badra

A Meisou foi feita em ouro, pedras preciosas e semipreciosas e com cores fascinantes. A designer brasiliense surpreende em todas as criações como dá para ver nos cliques de Fernando Veler do GPS Brasília.

Silvia BadraSilvia Badra

Por lá passaram Valéria Leão Bittar, Fernando Bueno, Lara Calaça, Cláudia Pohl, Sonia Lim, Ana Paula Politi, a modelo Flaviany Leite, Christus Nóbrega, Isadora Campos, Karina Lima, Juliana Sabino, Ana Paula Gonçalves, Ilca Oliveira, Carol Nemoto, entre tantos apreciadores das joias de Silvia Badra.

 
Coluna Bernadete Alves - dia 17/08/2017

Clube de Permuta chega em Brasília e aposta em lucratividade

Clube de Permuta

O advogado mineiro Francisco Nunes, radicado em Brasília, recebeu no Coco Bambu Lago Sul, empresários de diversos segmentos e jornalistas para apresentar o Clube de Permuta, uma franquia mineira desenvolvida por jovens empreendedores há 5 anos, que chega em Brasília sob seu comando. Nunes é sócio do escritório Palomares Vieira Frota e Nunes Advogados, aqui na capital federal. Conheceu o Clube de Permuta através do empresário Rafael Mendes, proprietário da Sava Móveis, e integrante do Clube de Permuta. Gostou da plataforma de trocas de produtos e serviços e decidiu trazê-la para Brasília.

Clube de PermutaClube de Permuta

Durante o almoço que marcou o início das atividades do Clube da Franquia aqui em Brasília, o advogado que tem experiência em economia compartilhada, falou orgulhoso do novo desafio. “Eu já fazia esse trabalho de economia compartilhada por prazer em nossos encontros, apresentando pessoas e propagando negócios entre os confrades. Enxerguei na franquia a oportunidade de profissionalizar essas ações,” declarou Francisco.

Clube de PermutaClube de Permuta

O novo franqueado disse que é a vez de Brasília se juntar a um modelo de sucesso que tem gerado resultados de crescimento expressivos, bem acima da curva da crise, aliviando o fluxo de caixa de empresas e profissionais liberais. Nunes disse que no Clube de Permuta empresários se reúnem para fazer negócios por meio de escambo. “Esses empresários têm a oportunidade, de diminuir os custos operacionais de sua empresa, fomentar a produção de seus produtos e serviços, e ainda ter sua imagem difundida entre grandes empresários”, explicou o advogado.

Gilbert Di Angellis

A franquia do Clube de Permuta de Brasília iniciará as operações assim que forem confirmados os primeiros 16 associados, quando então será realizado o almoço de relacionamento chamado ‘Negócio Gastrô’. O evento marcará o início das trocas entre os participantes e deverá ocorrer entre o final desse mês e as primeiras semanas de setembro.

Clube de PermutaClube de Permuta

Leonardo Bortoletto, um dos fundadores do Clube de Permuta, disse que com cinco anos de atuação o Clube de Permuta já expandiu para sete franqueados: Belo Horizonte, Montes Claros, Juiz de Fora e Araxá, em Minas Gerais; Piracicaba (SP), Vitória (ES) e agora Brasília com o advogado Francisco Nunes. Fechou 2016 com crescimento de 70% e com 340 associados.

Clube de PermutaClube de Permuta

“Este formato de interação comercial cresce no Brasil, mas já está consolidado, de forma expressiva, em mercados como Europa e Estados Unidos. A nossa grande sacada foi pensar num plano de expansão nacional que inclui um sistema de franquias inédito por aqui. Dados apontam que o Brasil ocupa hoje a 3ª colocação mundial no ranking do World Franchise Council, em número de marcas. Em 2016 o faturamento do setor de franchising no Brasil atingiu R$ 151,2 bilhões. Trata-se de um setor da economia que surfa acima da crise”, declarou.

Bortoletto contou que desde o início das operações do Clube de Permuta em 2012, até maio de 2017, já foram realizados mais de R$ 65 milhões em negociações e explicou como é feita a seleção dos novos franqueados. “A seleção de novos franqueados passa por uma avaliação criteriosa da diretoria do Clube de Permuta”, explicou o fundador.

Clube de Permuta

“Avaliamos o nível de relacionamento multissetorial do possível franqueado, se ele é capaz de atuar e captar associados de vários setores, agregando rentabilidade e negócios lucrativos para todos os envolvidos. Temos certeza absoluta que Francisco Nunes tem esse perfil e fará de Brasília mais um case de sucesso”, prevê.

O Clube de Permuta é uma plataforma de relacionamento que gera negócios lucrativos aos seus associados. Os seletos afiliados podem vender ou prestar serviço para uma empresa e adquirir produtos e serviços de outra. As transações funcionam como uma conta corrente em que clientes acumulam limites de negócios que podem ser consultados no site do Clube de Permuta. A principal vantagem é que as trocas são multilaterais.

Clube de PermutaClube de Permuta

“Nosso diferencial de mercado é o formato no quesito interação, por sermos uma plataforma de relacionamento que gera negócios em trocas compartilhadas. Atuamos em todos os segmentos e não existe restrição de negócio”, explicou Leonardo Bortoletto.

Presidente do TSE abre Encontro Nacional de Escolas Judiciárias Eleitorais

O ministro Gilmar Mendes, presidente do Tribunal Superior Eleitoral, participou da abertura do VII Encontro Nacional das Escolas Judiciárias Eleitorais, hoje pela manhã na sede do Tribunal em Brasília. O encontro que termina amanhã dia 18, pretende alinhar as ações e fortalecer o diálogo entre as Escolas Judiciárias Eleitorais (EJEs), favorecendo a troca de experiências.

O diretor da EJE/TSE,professor Doutor Fábio Quintas, fez um balanço da atuação das EJEs, a diretora de Pesquisas Judiciárias do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Maria Tereza Sadek, proferiu palestra sobre “A formação de magistrados no contexto da Justiça Eleitoral”, seguida pelo professor do Departamento de Ciência Política da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Jairo Nicolau, que abordou “A crise de representatividade política no Brasil”.

Este ano, a EJE do TSE comemora 15 anos de existência e, para marcar a data, promoveu o Concurso de Boas Práticas das EJEs, cujos vencedores terão suas práticas apresentadas durante o evento. Amanhã às 9h, as escolas vencedoras do Concurso de Boas Práticas serão apresentadas e, em seguida, haverá o lançamento deste ano, da revista Estudos Eleitorais. O projeto #partiumudar será apresentado por Fábio Quintas e Mário Volpi, do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). Às 14 h, o ministro Gilmar Mendes participará de debate após aula magna do curso “Democracia e Justiça Eleitoral”.

A EJE foi instituída no TSE por meio da Resolução nº 21.185, de 13 de agosto de 2002, como resultado de estudos coordenados pelo ministro Sálvio de Figueiredo Teixeira, à época, corregedor-geral da Justiça Eleitoral e primeiro diretor da Escola. Com objetivo principal de formar, atualizar e especializar magistrados da Justiça Eleitoral, membros do Ministério Público e interessados em Direito Eleitoral, a partir da criação da EJE no TSE foram criadas escolas judiciárias em todos os Tribunais Regionais Eleitorais.

Brasília repudia ataque terrorista em Barcelona

Os palácios do Planalto e do Buriti, sedes dos poderes executivos nacional e local foram iluminados com as cores da bandeira de Catalunha, em homenagem às vítimas do atentado que deixou 13 mortes e mais de 100 feridos na cidade de Barcelona.

 
Coluna Bernadete Alves - dia 16/08/2017

Inibidor do vírus Zika é descoberto pela Fiocruz Pernambuco

Cientistas da Fundação Oswaldo Cruz descobriram substância que pode bloquear o vírus Zika. Pela descoberta, a substância 6MMPr “imita” uma parte do vírus, que é inserida no genoma do zika e impede a reprodução. A substância, sintética, é do grupo das Tiopurinas, origem de medicamentos contra o câncer.

Os testes foram realizados in vitro pelo Departamento de Virologia e Terapia Experimental da Fiocruz Pernambuco. Em mais de 99% dos testes a produção do vírus diminuiu com a 6MMPr, usando diferentes dosagens e tempos de reação. O estudo foi publicado na última sexta-feira, na revista International Jornal of Antimicrobial Agents, mas a instituição divulgou a descoberta somente agora.

O estudo também identificou que a 6MMPr é menos tóxica para as células neurais, uma boa notícia para futuros tratamentos de infecções no sistema nervoso. “Diante das manifestações neurológicas associadas ao vírus Zika e os defeitos congênitos provocados pelo mesmo, o desenvolvimento de antivirais seguros e efetivos são de extrema urgência e importância”, afirma o cientista Lindomar Pena, coordenador da pesquisa. Foi descoberto também que quanto mais alta a dose, maior é a eficácia, e quanto mais cedo a substância começa a atuar, maior é o sucesso.

De acordo com Lindomar Pena, a descoberta é importante mas ainda há muitas etapas e anos de estudo antes que a 6-metilmercaptopurina ribosídica (6MMPr) vire um medicamento a ser produzido em larga escala e que o tempo médio até que isso ocorra é de 10 anos. “Mas, por causa da importância e da gravidade do zika, pode ser que esse período possa ser reduzido pela metade”.

O cientista diz que o próximo passo é o teste em camundongos. São necessárias ainda outras duas espécies de animais até chegar ao teste em humanos. Para saber se é possível utilizar um possível medicamento em grávidas para que o bebê fique protegido, ainda será necessário fazer o teste em fêmeas prenhas. “Se for prejudicial, podemos melhorar a substância, fazendo modificações químicas. Já temos parceria com a Universidade Federal Rural de Pernambuco para isso”, assegura o pesquisador Lindomar.

O coordenador da pesquisa, Lindomar Pena, informa que a investigação da substância que bloqueia a produção do vírus Zika começou há um ano. A pesquisa foi financiada pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e pela Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia de Pernambuco (Facepe). O próximo passo da pesquisa é uma avaliação in vivo, ou seja, feita em um organismo vivo.

Os pesquisadores da Fiocruz trabalhavam com a 6MMPr em um outro estudo, para combater um vírus de cachorro, a Cinomose canina. “Nós identificamos que ela tem atividade contra a Cinomose. E por ser um vírus de RNA, assim como o Zika vírus, nós formulamos a hipótese que também funcionaria contra o zika”, conta o coordenador da pesquisa, Lindomar Pena.

Leovanna recebe imprensa com festival de pizzas

LeovannaLeovanna

O empresário Raymundo Chacon recebeu jornalistas e formadores de opinião, para apresentar o Leovanna, nova pizzaria e restaurante da cidade, na 202 Sul, Bloco A. A casa tem dois amplos salões com capacidade para atender até 150 pessoas, mobiliário em madeira e integração com os jardins externos, assinado pelo paisagista Mendo Barreto.

LeovannaBernadete Alves

Para surpreender os mais apurados paladares o empresário Chacon contou com a consultoria do chef Isaías Soares e do pizzaiolo Gregory Cotrin. A carta de vinhos foi montada pela Del Maipo com rótulos nacionais, franceses, espanhóis, portugueses e chilenos.

LeovannaLeovanna

O anfitrião e o pizzaiolo falaram sobre os ingredientes e a massa ideal. Chacon disse que tem como ponto de honra a qualidade dos ingredientes, sempre os mais frescos possíveis, em sua maioria adquiridos de produtores locais. “Fala-se na ‘Santíssima Trindade’ da boa pizza, que é formada pela massa, pelo queijo e pelo molho. O nosso molho, o autêntico pomodoro, é artesanal, feito na nossa cozinha. O queijo vem de Goiás, de uma indústria familiar que se esmera na qualidade de seus produtos. E a farinha vem da Itália, finíssima, de moagem duplo zero, o que garante uma massa firme e crocante, porém macia. A massa da casa, "descansa" por 48 horas antes de virar pizza”.

LeovannaLeovanna

No cardápio desde as receitas de pizzas tradicionais e doces, passando pelas inventivas com sabores inusitados, até as fitness! “Temos os grandes clássicos da pizzaria e desenvolvemos, ainda, as pizzas especiais e nobres. E como nosso objetivo é reforçar o poder que a pizza tem de convidar à confraternização, apostamos, também, nas opções fitness para ninguém ficar de fora”, afirma Raymundo Chacon.

LeovannaLeovanna

O empresário lembrou que atualmente o lazer está cada vez mais comprometido. “Para uma família, por exemplo, ir ao cinema e depois ir a uma pizzaria se tornou um programa caro. Nossa proposta, então, é oferecer um preço justo para que a família toda e grandes grupos possam se divertir e se deliciar com uma pizza de qualidade. A dica é reservar a segunda ou terça-feira para conhecer o rodízio da casa, onde a deliciosa extravagância gastronômica sairá por R$39,90 por pessoa”.

A Leovanna funciona todos os dias das 18h às 00h.

Casa Civil vai coordenar Identidade Jovem no DF

Foi publicado no Diário Oficial do Distrito Federal desta quarta-feira, o decreto que cria o Comitê Distrital de Acompanhamento e Fiscalização do programa Identidade Jovem. A coordenação do ID Jovem ficará por conta da Secretaria Adjunta de Relações Institucionais e Sociais, da Casa Civil. O programa é coordenado pela Secretaria Nacional da Juventude, do governo federal.

O ID Jovem é voltado a pessoas de 15 a 29 anos, de baixa renda. Com ele, é possível pagar meia-entrada em eventos artísticos, culturais, de lazer e esportivos. Também há vagas gratuitas ou com desconto no sistema de transporte coletivo interestadual, conforme disposto no Decreto Federal nº 8.537, de 2015.

O secretário adjunto de Relações Institucionais e Sociais, Igor Tokarski, disse que cerca de 100 mil jovens brasilienses serão beneficiados pelo programa. “Estamos buscando diversas formas de inclusão para que eles tenham acesso à cultura, ao esporte e ao lazer e o direito de ir e vir.”

Para participar do ID Jovem, o interessado deve estar inscrito no cadastro único do governo federal, o CadÚnico, ter renda familiar de até dois salários mínimos e o número de identificação social (NIS), que pode ser consultado no Cartão Cidadão, no extrato do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), na carteira de trabalho e no aplicativo da ID Jovem.

Igor Tokarski diz que no dia 1º de setembro haverá um mutirão no Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU das Artes) do Recanto das Emas, Quadra 113, para divulgar as condições para os interessados no benefício, bem como os meios de acesso para obter o cartão ID Jovem. O evento será monitorado pela Casa Civil do Distrito Federal em parceria com a Secretaria Nacional da Juventude. Antes disso, professores de oito escolas de ensino médio do Recanto das Emas serão capacitados para orientarem os alunos sobre o programa.

 
Coluna Bernadete Alves - dia 15/08/2017

Lúcia Itapary festeja aniversário no La Tambouille

Lúcia ItaparyLúcia Itapary

A neuropsicóloga Lúcia Nobre Itapary, que reside também no Rio de Janeiro, festejou sua vida com um requintado almoço em Brasília no restaurante La Tambouille, no Park Shopping, organizado pela Sintonia BSB de Danielle Antoni e Tathny Kefalas.

Lúcia ItaparyLúcia Itapary

Lucinha reuniu uma legião de amigos e admiradores que conquistou na capital federal. Elegante e com um sorriso sincero ela cativa por onde passa. Suas festas são sempre muito prestigiadas. E esta não foi diferente. Um momento especial para desfrutar da companhia de amigos e de pessoas de alto astral.

Lúcia ItaparyLúcia Itapary

As dezenas de convidados saborearam as delícias preparadas pelo famoso restaurante La Tambouille, uma franquia de São Paulo, com cardápio franco-italiano. Com culinária autoral, refinada e diversificada,servida em louça linda e talheres de prata.

Bernadete Alves

O almoço em homenagem a Lúcia Itapary foi em um ambiente bonito e intimista. Um local charmoso para combinar com a elegância da aniversariante e suas convidadas.

Lúcia ItaparyLúcia Itapary

De entrada um maravilhoso carpaccio servido com um suave molho de mostarda acompanhado de torradas fininhas e saborosas, e também uma gostosa salada tropical. Prato principal nas opções de carne vermelha, risoto de camarão, pescada amarela e cordeiro e de sobremesa a Sopa de frutas vermelhas com sorvete de baunilha estava uma delicia.

Lúcia ItaparyLúcia Itapary

O atributo mais bonito de uma pessoa é a sua simplicidade. Lúcia Nobre Itapary é grandiosa na prática do bem. Ela sabe que as flores do amanhã nascem das sementes de hoje. E ela é uma jardineira do bem.

Lúcia ItaparyLúcia Itapary

Lúcia escolheu ser a alegria que queria sentir. Transforma o dia simples em um dia incrível e está sempre de alto astral. Brilha e irradia em todos os momentos pois sabe que o melhor look do dia é a auto estima elevada. Uma amiga especial para se guardar dentro do peito.

Lúcia ItaparyLúcia Itapary

A sintonia também foi grande na hora do parabéns. Lúcia fortaleceu os laços de amizade com seu carinho, respeito e admiração. Felicidades eternas! Que você possa ter muitos anos de vida, felizes e abençoados. Que seu coração esteja sempre em festa porque você querida Lúcia é especial.

Lúcia ItaparyLúcia Itapary

Para fechar com requinte a comemoração da vida de Lúcia Nobre Itapary os convidados saborearam bolo e docinhos com o melhor chocolate belga, da cake designer Alessandra Lima e o brindaram a aniversariante com Veuve Clicquot. Foi tudo de bom!

 
Coluna Bernadete Alves - dia 14/08/2017

Alimento diet engorda tanto quando o original

Pesquisadores da Escola de Medicina da Universidade Yale, nos Estados Unidos, descobriram que, ao ingerir um alimento adoçado artificialmente no qual a doçura continua igual a da versão original, mas com uma quantidade de calorias bem menor, o metabolismo desacelera e não registra a dose ingerida. O estudo foi publicado recentemente no periódico científico Current Biology.

Para chegar a este resultado os pesquisadores analisaram, por meio de imagens de ressonância magnética, o cérebro de 15 participantes enquanto tomavam bebidas diet e a versão normal. Também foi monitorada a quantidade de energia gasta pelo corpo após esses eventos.

De acordo com o estudo as bebidas e os alimentos diet podem promover o ganho de peso e servir de gatilho para o diabetes. Quando os produtos são doces demais para as calorias que contêm, eles podem confundir o cérebro e desacelerar o metabolismo. Dana Small, professora de psiquiatria da instituição e principal autora do estudo, explica que ao longo da nossa evolução, o cérebro aprendeu que quanto mais doce, maior energia ou calorias um alimento fornece. Quando esses dois fatores não estão juntos, o cérebro fica confuso, achando que tem menos calorias para queimar do que o que foi ingerido de fato.

“Uma caloria não é uma caloria. Ela é apenas metade da equação. Nossos corpos evoluíram para usar eficientemente as fontes de energia disponíveis na natureza. A dieta moderna, entretanto, é caracterizada por fontes de energia que nossos corpos nunca viram antes.”, explica a pesquisadora.

Para os autores, o novo achado ajuda a explicar estudos anteriores, nos quais os níveis de glicose no sangue dos pacientes se mostraram maiores, mesmo em dietas restritas a adoçantes artificiais, elevando o risco de diabetes. Segundo os especialistas os adoçantes artificiais são aditivos alimentares sintéticos que imitam o sabor doce do açúcar contendo menos ou zero calorias. Muitos produtos que os contêm são rotulados como “diet” ou “zero” e alegam serem benéficos na perda de peso, o que é contestado pela nova análise.

Pesquisadores da Universidade de Manitoba, no Canadá, analisaram 37 estudos já realizados sobre os efeitos das substâncias adoçantes, com a participação de mais de 400.000 pessoas em um período de dez anos. Sete deles foram ensaios clínicos randomizados, um tipo de estudo considerado de referência em pesquisas científicas, que acompanharam como pessoas acima do peso reagiam a dietas que utilizavam adoçantes como alternativa ao açúcar. Ao longo de seis meses, alguns participantes emagreceram, mas os outros não tiveram perdas significativas.

De acordo com o relatório, publicado em julho deste ano, no periódico científico Canadian Medical Association Journal, os adoçantes artificiais compostos por sucralose, aspartame e glicosídeo de esteviol (Stevia), ao contrário do que se pensa, não ajudam na perda de peso e, pior ainda, podem aumentar a probabilidade de desenvolver diabetes, pressão alta, doenças cardíacas e obesidade.

“Quando lhe perguntarem açúcar ou adoçante? É bom repensar a escolha porque há mais do que as calorias sozinhas”, diz Meghan Azad, principal autora da pesquisa.

Um outro estudo feito no Hospital Geral Massachusetts, em Boston, nos Estados Unidos, e coordenado pelo pesquisador Richard Hodin, sugere que a quebra do aspartame, aquele adoçante utilizado em bebidas diet ou zero, no intestino interage com uma enzima crucial para o bom funcionamento do nosso corpo e pode causar aumento de peso, inflamação e desenvolvimento de doenças crônicas como diabetes e síndrome metabólica.

Para chegar a este resultado os cientistas alimentaram um grupo de ratos com uma dieta rica em gordura durante 18 semanas. Os resultados mostraram que aqueles que também receberam aspartame engordaram mais do que aqueles que não ingeriram o adoçante.

Caio Bonfim conquista bronze para o Brasil em Londres

O marchador Caio Bonfim se tornou o único brasileiro medalhista no Mundial de Atletismo de Londres no domingo. A partida não foi animadora, mas o brasileiro conseguiu um bom ritmo e seguiu forte na conquista para garantir o pódio. Um bronze com gosto especial para o Brasil e para o brasiliense de 26 anos.

O brasileiro conquistou o bronze com o tempo de 1h19m04, um novo recorde nacional. Caio foi o único brasileiro medalhista na competição e entrou para um seleto grupo de atletas do país a conquistarem uma medalha na história da competição. O Brasil teve bom desempenho na marcha atlética e, por pouco, não faturou outra medalha. Na prova feminina, Erica Sena terminou os 20 km feminino em quarto lugar.

Em entrevista ao SporTV, o brasileiro Caio Bonfim contou detalhes da conquista do terceiro lugar que conseguiu na marcha atlética, no Mundial de Atletismo de Londres. “ Eu não acreditava. Olhava para o céu e falava "Deus, eu não acredito". Eu ser medalhista mundial? Foi isso que eu pensei no final. Eu queria bater o recorde brasileiro. Foi emocionante”, declarou Caio Oliveira de Sena Bonfim.

O brasiliense de26 anos trocou a pista do estádio de Sobradinho, onde treina normalmente, para se preparar em grandes altitudes. “Fiz treinos em Serra Nevada, região montanhosa na Espanha, com altitude em torno de 2.300 metros. Cheguei na altitude com uma forma física melhor ainda com a preparação aqui em Brasília”, conta ele, que sempre faz treinos deste tipo próximo de torneios maiores.“É melhor contabilizar e parar para pensar nos títulos quando eu encerrar a carreira. Prefiro estar dia por dia focado no que me leva para frente”, afirma Caio.

A Marcha Atlética é um esporte que ainda enfrenta preconceito. “Eu marcho e não tenho problema nenhum. Isso nunca me incomodou e nem incomoda. As pessoas não estavam acostumadas com a marcha atlética, pura ignorância. Após a Olimpíada, as coisas melhoraram muito. Hoje eu tenho mais palavras de incentivo do que ofensas. Só de ter popularizado o esporte já é fantástico”, comenta. Ele salienta que a preparação para o mundial começou há 10 anos, quando iniciou no esporte.

O corredor comemora o apoio pessoal e profissional dos pais. “Ser treinado por eles é fantástico. No mundo de hoje, que é tão difícil confiar nas pessoas, você ter treinadores que são seus pais é uma relação de gratidão”, conta Caio. Ele conta com o suporte familiar desde os 16 anos.

Caio é treinado pela mãe Gianetti Sena, a primeira brasileira a ser campeã internacional, em Medelín, na Colômbia, no Campeonato Ibero-Americano de Atletismo de 1996. “O Caio é muito inteligente, sabe administrar e identificar bem a estratégia na hora da prova. É o filho e atleta que toda mãe e treinadora queria ter. É um privilégio e uma honra muito grande”, declara a orgulhosa mãe, Gianetti Sena.

Zoológico de Brasília vai receber novos integrantes

O Centro de Estudos Ambientais da Norte Energia doou para a Fundação Zoológico de Brasília um casal de filhotes de cachorro-vinagre, também conhecido por cachorro-do-mato-vinagre ou simplesmente cachorro-do-mato. O macho tem 4,3 kg e a fêmea 3,3 kg. Brasília foi o endereço indicado pelo Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Mamíferos Carnívoros, do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade.

Considerados vulneráveis à extinção, os filhotes de cachorro-vinagre estão sendo transportados pela Norte Energia, companhia responsável pelo empreendimento da Usina Hidrelétrica de Belo Monte, com quem estavam sob os cuidados desde junho, após o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) ser acionado para buscar os animais em um sítio de uma moradora da área rural de Altamira, município do sudoeste do Pará.

O Speothos venaticus, nome científico do cachorro-vinagre, é encontrado em quase todos os biomas brasileiros, com exceção da caatinga. A espécie é considerada “quase ameaçada” pela International Union for Conservation of Nature (IUCN) e “vulnerável à extinção” pelo Ibama.

Os filhotes participarão do programa de reprodução da Fundação Jardim Zoológico de Brasília, tendo como fim a preservação da diversidade genética de animais sob cuidados humanos, e serão integrados ao Stud Book brasileiro (livro de registros genealógicos) e ao programa internacional para a conservação desta espécie, conforme diretrizes estabelecidas no Plano de Ação de Nacional do Cachorro-vinagre, do ICMBio.

O cachorro-vinagre é um dos membros menos conhecidos da família dos canídeos. Possui membros curtos, corpo atarracado e pode chegar aos 7 quilos. O cachorro-vinagre caça de dia. De noite se recolhe para dormir em tocas ou cavidades de árvores. Alimenta-se de presas de pequeno porte, mas pode caçar em grupo para abater animais maiores – como emas ou capivaras. O cachorro-vinagre se sente confortável na água. Seus dedos são ligados por membranas que ajudam na natação.

Esta não é a primeira vez que a Fundação Zoológico de Brasília recebe animais acolhidos pelo CEA, por meio do Ibama. Em outubro de 2016 recebeu uma espécie de macaco guariba-de-mãos-ruivas (Alouatta belzebul).

 
Coluna Bernadete Alves - dia 13/08/2017

TST entrega Ordem do Mérito Judiciário do Trabalho a personalidades

O presidente do Tribunal Superior do Trabalho, ministro Ives Gandra Martins Filho, entregou em Brasília 40 medalhas da Ordem do Mérito Judiciário do Trabalho. A cerimônia ocorre anualmente sempre no dia 11 de agosto, feriado no Judiciário, e destina-se a agraciar personalidades e instituições civis e militares que tenham se distinguido no exercício de suas profissões ou servido de exemplo para a coletividade.

A presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Cármen Lúcia Antunes Rocha, recebeu o Grão Colar da Ordem do Mérito do Trabalho, o mais alto grau da condecoração. No Grau Grã-Cruz, os comandantes da Força Aérea Brasileira, tenente-brigadeiro do ar Nivaldo Luiz Rossato, e da Marinha do Brasil, almirante de esquadra Eduardo Bacellar Leal Ferreira, com o embaixador dos Estados Unidos no Brasil, Peter Michael McKinley, com os ministros José Coêlho Ferreira, presidente do Superior Tribunal Militar e a ministra Laurita Hilário Vaz, presidente do Superior Tribunal de Justiça.

O Instituto Ayrton Senna recebeu a comenda na categoria Instituição. A ONG foi criada pela família Senna em 1994 e atua no sentido da ampliação das oportunidades de crianças e jovens por meio da educação. Anualmente, o instituto capacita 60 mil educadores, e seus programas beneficiam diretamente cerca de 2 milhões de alunos em mais de 1.300 municípios nas diversas regiões do Brasil.

“A gente trabalha pela educação, com mais de 1,5 milhão de crianças da rede pública, e receber uma homenagem do TST é mais um incentivo para continuarmos batalhando pelas crianças do país”,declarou Viviane Senna. A presidente disse que o Instituto trabalha para que todas as crianças tenham direito a uma educação de qualidade, e que um dos reflexos disso é afastá-las do trabalho infantil. “Os pais tiram os filhos da escola quando eles fracassam e os põem para trabalhar. É importante que se crie uma política de educação de qualidade para evitar esse tipo de destino, que extermina o futuro das crianças”, finalizou Viviane.

A Ordem do Mérito Judiciário do Trabalho post mortem foi para o ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal. Francisco Zavascki ficou muito honrado de receber a condecoração em nome de seu pai. “Acho que isso demonstra que ele procurou trilhar um caminho muito correto na magistratura, procurou buscar o que era melhor para o país, fez um trabalho correto e se tornou merecedor desta homenagem”, assinalou. “Somos muito gratos por isso”. Francisco lembrou que o ministro Teori, antes de ingressar na magistratura, atuou como advogado e conhecia bem a Justiça do Trabalho. “Depois acabou indo para a magistratura federal, mas sempre teve essa ligação com a origem. E, no STF, se reencontrou com o Direito do Trabalho”.

Dentre os agraciados de 2017 também estavam a presidente e o vice-presidente da Rede Sarah de Hospitais de Reabilitação, Lúcia Willadino Braga e Álvaro Massao Nomura e com os professores Paulo de Barros Carvalho, da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e da Universidade de São Paulo (USP), Ibsen José Casas Noronha, da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra (Portugal) e Beatriz Maria Eckert-Hoff, reitora do Centro Universitário do Distrito Federal (UDF), entre outras personalidades, advogados, pesquisadores, jornalistas e magistrados do trabalho. No Grau Oficial as jornalistas Renata Lo Prete, da TV Globo e Ana Dubeux, editora-chefe do Correio Braziliense. Também integram a relação dos agraciados a empresária de joias Carla Amorim, magistrados, advogados e professores.

A Ordem do Mérito Judiciário do Trabalho foi instituída em 11 de novembro de 1970 com o objetivo de reconhecer o trabalho de pessoas que tenham contribuído para o engrandecimento do país. Agraciar personalidades civis e militares, nacionais ou estrangeiras, que tenham se distinguido no exercício de suas profissões e se constituído em exemplo para a coletividade, bem como as pessoas que, de qualquer modo, hajam contribuído para o engrandecimento do país, internamente ou no exterior, da Justiça do Trabalho ou de qualquer ramo do Poder Judiciário, do Ministério Público ou da advocacia. Não há número fixo de homenageados por ano.

A indicação para a Ordem do Mérito Judiciário do Trabalho só pode ser feita por Ministro do TST, e é submetida à apreciação do Conselho da Ordem, composto de seis membros: Presidente, Vice-Presidente, Corregedor-Geral, Ministro Decano e mais dois Ministros, eleitos pelo Órgão Especial, para mandato de quatro anos. Atualmente, o Conselho da Ordem está assim constituído: Ministro Ives Gandra da Silva Martins Filho Presidente do TST, Grão-Mestre, Ministro Emmanoel Pereira - Vice-Presidente, Ministro Renato de Lacerda Paiva - Corregedor-Geral da Justiça do Trabalho, Ministro João Oreste Dalazen – Decano, Ministro Antonio José de Barros Levenhagen e o Ministro João Batista Brito Pereira.

“É uma oportunidade de mostrar o que a Justiça do Trabalho representa para o Brasil e, ao mesmo tempo, o que ela valoriza nas pessoas em termos de contribuição para que as relações de trabalho sejam melhores”, declarou o presidente do TST, ministro Ives Gandra Martins Filho.

Dilma: ‘A Perda de um Companheiro’

A ex-presidenta Dilma Rousseff homenageou, na manhã de hoje, o ex-marido Carlos Araújo, falecido ontem em Porto Alegre em virtude de complicações de doença pulmonar crônica. Intitulado 'A Perda de um Companheiro", o texto publicado no seu blog chama o advogado e o ex-deputado gaúcho Carlos Araújo, com quem foi casada por mais de 20 anos de "um bravo lutador" contra a ditadura militar e pela reconstrução do trabalhismo no Brasil.

"Perdi hoje um parceiro de uma vida.

Carlos Araújo foi um bravo lutador. Foi um bravo lutador no enfrentamento da ditadura militar, que não conseguiu destruir nem sua força vital, nem seu caráter, nem sua coragem. Foi um bravo lutador no esforço pela reconstrução do trabalhismo no Brasil, missão à qual ele e muitos companheiros se dedicaram. Carlos Araújo amou a vida, e lutou por ela, tanto quanto lutou por uma vida melhor para todos.

Morreu ontem, mas viverá para sempre: em sua família, em sua companheira Ana, em seus filhos Leandro e Rodrigo, em nossa filha, Paula, em nossos netos, Gabriel e Guilherme, nos muitos amigos que fez e nos muitos admiradores que conquistou.

Viverá nas nossas fortes lembranças do esforço comum pela sobrevivência, das lutas que travamos lado a lado, dos sacrifícios e das dificuldades pelas quais passamos, e também das conquistas que alcançamos juntos. Aprendi com ele. E agradeço a oportunidade de tê-lo conhecido e de ter convivido tantos anos com um ser humano tão generoso, afetuoso e correto.

O mundo nos impôs desafios que tivemos de vencer. Enfrentamos percalços que poderiam ter nos destruído. Mas vencemos muitas dessas dificuldades, uma a uma. Em qualquer circunstância, sempre pude contar com ele, com sua inteligência, com sua capacidade e com sua força. Vai fazer falta aos nossos netos, fará falta à nossa filha, fará falta a todos que o amam e que o amaram, e fará muita falta a mim.

E é para honrá-lo e prestar-lhe tributo que continuarei lutando por um mundo melhor, por um Brasil mais justo e pela emancipação do povo do meu país. Exaltarei sempre a sua coragem, enaltecerei sempre a sua bravura e a grandeza com que lutou sempre por seus ideais. Não cedeu, não se deixou vergar. Partiu, ontem, como viveu toda uma vida: digno, altivo, sereno, amoroso, amigo e parceiro. Carlos Araújo viveu visceralmente e brilhou intensamente.

Agradeço por sua existência e por ter feito parte da minha vida. Carlos encantou a todos os que tiveram o privilégio de conhecê-lo."

DILMA ROUSSEFF

Brasília perde a galerista Celina Kaufman

Celina KaufmanCelina Kaufman

Faleceu em São Paulo, na noite de ontem, aos 71 anos a empresária Celina Leite Ribeiro Kaufman, proprietária da Art & Art Galeria, na QI 21 do Lago Sul. Celina estava internada no Sirio Libanês e teve uma parada cardíaca. O corpo será velado no Cemitério São Paulo Cardeal, em São Paulo. Celina era casada com o empresário Celso Kaufman e não teve filhos.

A galerista e marchand representava artistas brasilienses e brasileiros. Em fevereiro deste ano ela apresentou a exposição Quatressência, no Espaço Cultural do Superior Tribunal de Justiça, com obras do autêntico candango Luiz Costa. Celina também apresentou em Brasília as obras da fotógrafa paulista Bianca Cutait.

Celina Kaufman

Celina também era jornalista e fez assessoria na Caixa Econômica Federal. Brasília perde uma de suas maiores marchands. Uma profissional da arte que vai deixar saudades.

 
Coluna Bernadete Alves - dia 12/08/2017

Brasília é palco do Campeonato Mundial de Asa Delta

Brasília é um dos locais ideais para a prática de voo livre devido a altitude adequada, correntes favoráveis de ventos predominantes do quadrante Leste, que, combinados com clima seco deste período, proporciona voos excepcionais de até cinco horas de duração. Além disso a beleza arquitetônica e o céu indescritível, fascinam os pilotos.

Estão na capital do país os melhores pilotos de voo livre do mundo. Eles participam do Campeonato Mundial de Asa Delta, realizado pela Confederação Brasileira de Voo Livre (CBVL), Federação Aeronáutica Internacional (FAI) e Confederação de Aerodesporto Brasileiro (CAB). A produção é da Zenith Marketing. A competição, que teve inicio no dia 06, está na 21ª edição para os homens e na 14ª para as mulheres.

142 pilotos de 29 países decolam de Formosa, Goiás, no Vale do Paranã, a 92 quilômetros do Distrito Federal, local considerado ideal para esse tipo de competição por brasileiros e estrangeiros. O Vale do Paranã conta com uma rampa a cerca de 1.000 metros de altitude e, por possuir clima seco e vento constante, atrai atletas brasileiros e estrangeiros praticantes do esporte, recebendo anualmente, desde 1984, uma das etapas do Campeonato Brasileiro de Asa Delta.

No ar, a distância de um voo direto é de 73 km, mas como o percurso da prova passa por pontos obrigatórios os pilotos voam de 90 a 150 km, de acordo com os pontos escolhidos pelos organizadores. Este trajeto é definido de acordo com a previsão meteorológica do dia de cada etapa.Os competidores chegam em Brasília por volta das 15 horas, na Esplanada dos Ministérios.

Do Japão vieram 13 pilotos, do Brasil participam 12 e dos Estados Unidos 10. Os outros vieram da Alemanha, Argentina, Austrália, Áustria, Canadá, Chile, Colômbia, Equador, Espanha, França, Grã-Bretanha, Guatemala, Holanda, Hungria, Israel, Itália, Liechtenstein, México, Noruega, Nova Zelândia, Paraguai, Rússia, República Tcheca, Suécia, Suíça e Venezuela.

O favoritismo masculino é do atual campeão mundial, o italiano Christian Ciech, vencedor em 2015 no Valle de Bravo, no México. Também estão cotados ao título masculino, o australiano Jonny Durand, número 1 do mundo e vencedor do Pré-Mundial em 2016, disputado em Brasília, o brasileiro André Wolf, e o austríaco Thomas Weissenberger. Entre as mulheres, as favoritas são a japonesa Yoko Isomoto, atual campeã mundial, e a alemã Corina Schwiegershausen, que ocupa a segunda posição no ranking femimino da FAI.

Campeonato Mundial de Asa Delta é promovido pela Confederação Brasileira de Voo Livre e tem a Secretaria Adjunta de Turismo de Brasília como parceira. A competição vai até o dia 19 e a expectativa da Secretaria de Turismo é que o campeonato mundial tenha criado 200 empregos e que movimente R$ 2,4 milhões na economia local. Jaime Recena, secretário adjunto de Turismo, diz que a competição traz muitos turistas e colabora com a geração de empregos e renda. “A vinda desses eventos ajuda a movimentar o cenário do turismo voltado para o esporte, além de oferecer uma opção de lazer para os brasilienses”, declara.

O campeonato tem como patrocinadores máster a Caixa e o Governo Federal. O evento conta com os apoios de Gollgi, Governo de Formosa, CONFAE, Secretaria do Esporte e Lazer de Brasília, Museu Nacional, Secretaria de Cultura, Aeroporto de Brasília, Força Aérea Brasileira (FAB), Bombeiros de Goiás, Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal, Rádio Transamérica, Home – Hospital Ortopédico e Medicina Especializada, Sportfisio, Super Ar – Escola de Voo Livre, Sol Paragliders e o Grupo Voe Tur, como a agência oficial de turismo.

Morre o ex-deputado gaúcho Carlos Araújo fundador do PDT

Faleceu na madrugada deste sábado o advogado trabalhista Carlos Paixão Araújo aos 79 anos. Ele estava internado no Hospital São Francisco, do complexo Santa Casa de Misericórdia, em Porto Alegre, desde o dia 25 de julho. Segundo o hospital, ele “era portador de doença pulmonar obstrutiva crônica, complicada por quadro de miocardiopatia dilatada isquêmica”. O quadro médico de Araújo “evoluiu com infecção generalizada, determinando colapso circulatório e, finalmente, refratariedade às medidas, com óbito”, explicou o médico Sadi Schio.

Araújo foi casado com a ex-presidenta da República Dilma Rousseff por mais de 20 anos com quem teve a filha Ana Paula em 1976, que lhe deu dois netos, Guilherme e Gabriel. Mesmo separados, era na casa de Carlos, na zona sul de Porto Alegre, à beira do rio Guaíba, que a família se reunia nos finais de semana. Araújo era um conselheiro político de Dilma Rousseff.

O advogado trabalhista Carlos Franklin Paixão Araújo nasceu em São Francisco de Paula, em 1938 e era filho do também advogado trabalhista Afrânio Araújo. Foi um dos fundadores do PDT. Foi eleito três vezes deputado estadual pelo Rio Grande do Sul, de 1983 a 1995, e concorrer à Prefeitura de Porto Alegre. Depois de 2000 abandonou a política e passou a se dedicar ao escritório de advocacia trabalhista na capital gaúcha. Contudo, nunca deixou fazer análises e participar da vida política brasileira.

Nos anos 50 se juntou a Juventude Comunista, e durante a ditadura militar ajudou a formar uma organização que atuou contra o regime militar. Na época Carlos Franklin Paixão de Araújo era conhecido como Max. Foi quando conheceu Estela, pseudônimo usado por Dilma Rousseff para se proteger durante a ditadura militar. Os dois se conheceram em 1969, se casaram, foram presos juntos, torturados pelo Governo Militar. Dilma deixou a cadeia em 1973, Araújo em 1974. Depois dos anos de tortura, os dois viveram juntos até 2000, tendo continuado amigos próximos depois da separação. O advogado Carlos Araújo foi uma figura marcante na luta armada contra a Ditadura Militar.

A bancada do PT na Câmara dos Deputados divulgou nota de pesar pelo falecimento do ex-deputado. “A combatividade de Carlos Araújo e a defesa de ideais para a construção de um Brasil desenvolvido, justo, solidário e democrático ficam como exemplo para todos”, diz a nota.

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

Página 1 de 216
RocketTheme Joomla Templates