Coluna Bernadete Alves - dia 28/06/2017

Plano de Enfrentamento da Crise Hídrica leva solução para Área Rural

O governo de Brasília instalou na área rural de Planaltina 18 tanques, que contribuem para reduzir em até 15% a infiltração de água no solo. As chácaras de Planaltina receberam da Emater-DF o apoio técnico de especialistas para fazer os trabalhos na propriedade, e a Secretaria da Agricultura fornece máquinas com operadores. O proprietário da chácara paga pela lona e pela mão de obra. Caso outros produtores tenham interesse em fazer uso do revestimento em reservatórios de água, devem procurar as unidades da Emater das regiões administrativas e formar um grupo organizado de agricultores para receber o apoio dos dois órgãos.

O Plano de Enfrentamento da Crise Hídrica na área rural começou em janeiro deste ano e a instalação de tanques lonados é uma das medidas, em âmbito estrutural. O objetivo desta ação é melhorar o aproveitamento da água nas lavouras e evitar perdas por infiltração no solo.

O secretário de Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural, José Guilherme Leal, diz que para a instalação dos tanques lonados é necessário fazer primeiro uma escavação do solo, colocar a lona sobre a área e cobri-la com 15 centímetros de terra.Essa cobertura aumenta o tempo de uso do material, que dura cerca de dez anos. “Com essa tecnologia, os produtores continuarão abastecendo as propriedades para a colheita, mas reduzirão a perda de água”, explicou o secretário da Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural, José Guilherme Leal. Antes, os tanques tradicionais eram escavados na terra, sem proteção, complementa o secretário.

A Emater atua ainda no reforço da assistência rural para manejo de irrigação. A ideia é que os produtores substituam o sistema de aspersão pelo de microaspersão ou de gotejamento. A Empresa reforça que o sistema de irrigação por gotejamento pode reduzir o uso de água em até 30%. Isso pode reduzir o uso de água de 15% a 30%, dependendo do sistema usado, e permite que o produtor gaste menos mão de obra e menos energia. “É uma tecnologia barata, que faz com que haja redução de 10% a 15% da infiltração de água no solo. O governo fomenta o uso da técnica”, disse o presidente da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal, Argileu Martins da Silva.

O Plano de Enfrentamento da Crise Hídrica na área rural prevê, também, a recuperação de estradas de terra que dão acesso às propriedades rurais, como forma de reduzir a erosão e o transporte de sedimentos para os cursos de água.Outra forma de reduzir o assoreamento é por meio do terraceamento, ou seja, a divisão do solo em rampas niveladas para evitar a formação de sulcos e de erosões nas lavouras. Além disso, o governo de Brasília está recuperando sete canais de irrigação na região da Bacia do Descoberto. São eles: Rodeador; Guariroba; Cristal; Olaria, 2ª fase; Capão Comprido, ramais 1 e 2 e Índio.

O governo Rollemberg também revitalizou canais de irrigação nos núcleos rurais de Tabatinga e Santos Dumont, em Planaltina, de Olaria, em Brazlândia, e nas zonas rurais de Vargem Bonita e do Riacho Fundo.“Os canais evitam as perdas de água, a infiltração, o pisoteio de animais e a contaminação química e biológica. Além disso, melhoram a distribuição da água entre os usuários”, declara o diretor de Infraestrutura Rural e Serviços, da Secretaria da Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural, José Voltaire.

O objetivo das ações é conscientizar a população rural da importância do uso racional da água e da segurança hídrica.

Queijos minas frescal são reprovados pela Protestes

Em teste de qualidade realizado pela Proteste, nove marcas de queijo minas frescal foram reprovadas por apresentarem quantidades de gorduras totais superiores às apresentadas na embalagem. Também houve divergência em relação ao teor de sódio dos produtos, o que significa que o produto pode não ser tão saudável quanto o consumidor acredita. A análise laboratorial avaliou a qualidade e a veracidade da composição, além de condições de higiene e rotulagem de dez amostras de queijo minas frescal coletadas em supermercados do estado de São Paulo.

Os resultados revelaram que 90% das amostras apresentaram mais gordura total do que a apresentada na embalagem. Juliana Dias, técnica da Proteste responsável pela pesquisa, falou que embora a constatação não represente um risco à saúde do consumidor, ele está sendo enganado ao comprar um produto que acredita ser saudável por supostamente ter um baixo teor de gordura que, na verdade, não tem.

As marcas analisadas pela Proteste foram: Keijobon, Keijobon (sem sal), Fazenda Bela Vista, Sol Brilhante (com redução de sal), Puríssimo, Puríssimo Light (com redução de sal), Tirolez, Balkis, Ipanema e Quatá. A Proteste considerou insatisfatórias as marcas Fazenda Bela Vista, Sol Brilhante (com redução de sal), Puríssimo (com e sem redução de sal), Tirolez, Balkis (sem sal), Ipanema, Quatá e a versão Keijobom.

A única que passou no teste da Protestes foi a versão com sal da Keijobom. A marca apresentou resultado satisfatório no quesito gordura. A Protestes informou que já apresentou os resultados ao Ministério da Agricultura e à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), para que sejam tomadas medidas – revisão da classificação dos produtos e adequação do rótulo, respectivamente – para que esses tais problemas deixem de existir.

 
Coluna Bernadete Alves - dia 27/06/2017

Presidente Michel Temer é denunciado pela PGR por corrupção passiva

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot,encaminhou na noite de ontem ao Supremo Tribunal Federal , denúncia por corrupção passiva contra o presidente da República, Michel Temer, e o ex-deputado federal e ex-assessor presidencial Rodrigo Rocha Loures, com base com base nas investigações desencadeadas a partir das delações da JBS. Temer é o primeiro presidente no exercício do mandato, na história do País, a ser denunciado por corrupção passiva.

“Entre os meses de março a abril de 2017, com vontade livre e consciente, o presidente da República, Michel Miguel Temer Lulia, valendo-se de sua condição de chefe do Poder Executivo e liderança política nacional, recebeu para si, em unidade de desígnios e por intermédio de Rodrigo Santos da Rocha Loures, vantagem indevida de 500.000 reais ofertada por Joesley Mendonça Batista, presidente da sociedade empresária J&F Investimentos S.A., cujo pagamento foi realizado pelo executivo da J&F Ricardo Saud”, afirma trecho da denúncia.

Em encontro no Palácio do Jaburu na noite do dia 7 de março, Temer indicou Rocha Loures como seu interlocutor de “estrita confiança” a Joesley Batista, que gravava secretamente a conversa e havia lhe perguntado se o Palácio do Planalto poderia ajudá-lo a vencer um processo contra a Petrobras no Cade. Em outra parte, Janot diz que Temer e Rocha Loures, “em comunhão de esforços e unidade de desígnios, com vontade livre e consciente, ainda aceitaram a promessa de vantagem indevida no montante de 38 milhões de reais.”

O procurador-geral da República afirma na denúncia que “possivelmente” também fazem parte da organização criminosa composta por Michel Temer e Rodrigo Rocha Loures os ministros Moreira Franco (Secretaria-Geral da Presidência) e Eliseu Padilha (Casa Civil), além do ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB-BA). “As práticas espúrias voltadas a atender interesses privados, a partir de vultosos recursos públicos, não se restringem àqueles reportados na denúncia ora ofertada. Percebe-se que a organização criminosa não apenas esteve em operação, em passado recente, como também hoje se mantém em plena atividade”, diz Rodrigo Janot.

A denúncia oferecida pela PGR não pode ser instaurada diretamente no Supremo. O ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato na Suprema Corte, deve enviar a acusação para a Câmara, que decidirá se autoriza ou não a abertura do processo contra o presidente. A denúncia tramitará pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa e então será submetida ao plenário, onde, para ser instaurada, é preciso a aprovação de 342 dos 513 deputados.

Caso a denúncia avance na Câmara, os onze ministros do Supremo analisarão o pedido de Rodrigo Janot e decidirão se Temer se torna réu. Se a maioria decidir assim, o presidente será afastado do Planalto por 180 dias. Caso o processo não seja julgado neste prazo, o presidente reassume as funções.

A denúncia deixou Brasília em polvorosa. Parlamentares de oposição dizem que é algo extremamente grave. Os da base de apoio de Temer dizem que é perseguição e que ele vai provar que é inocente.

O deputado federal Alessandro Molon, Rede-RJ, diz que a denúncia apresentada por Janot está fundamentada em provas robustas. “É a primeira vez que o Brasil tem um presidente prestes a se tornar réu por corrupção. Algo extremamente grave. O próximo passo agora é conseguirmos aprovar na CCJ um parecer favorável à aceitação da denúncia. O governo vai tentar enterrar a denúncia na Câmara, mas terá grande dificuldade, porque terá que enfrentar uma opinião pública cansada de tanta impunidade".

Por outro lado o deputado Beto Mansur, do PRB-SP, diz que o presidente Temer está ansioso para apresentar a sua versão sobre os fatos. “É lógico que a função da procuradoria é formular a denúncia e a do acusado, se defender. Ele vai se defender. Tenho ouvido do Michel que ele aguarda o momento para apresentar a defesa. O que acontece nesse momento? Isso tudo vai para a CCJ e, na CCJ, não queremos um relator que faça um parecer 'café com leite'. Queremos um relator que apure todo o caso e produza um relatório, mantendo a tradição da CCJ. E que a gente vote o relatório. Eu não quero formular juízo de valor sobre a denúncia porque desconheço a denúncia, mas vamos seguir o trâmite normal e, pelo que eu conversei com o presidente, ele quer ter a possibilidade de se defender".

O lider da Rede no Senado, Randolfe Rodrigues, do AP, diz que espera dos deputados um compromisso com o Brasil. " É inaceitável um presidente nessa condição. Nunca na história do país o mais alto mandatário da nação foi denunciado por crimes tão graves pela autoridade responsável por ser fiscal da lei. Será um escárnio à nação brasileira se os deputados não autorizarem o Supremo Tribunal Federal a inaugurar o processo. Será um acinte à Constituição e à cidadania brasileira."

O líder da oposição na Câmara dos Deputados, José Guimarães do PT-CE, diz que após a denúncia o governo Temer acabou. "O país não aguenta mais um dia do governo Temer. Já que ele não renuncia, que seria o remédio menos traumático, precisamos, agora, fazer o debate sobre as saídas que temos para a crise institucional estabelecida. É parar tudo referente a esse governo".

O deputado Júlio Delgado do PSB-MG, diz que a denúncia é grave e que a Câmara tem a responsabilidade de autorizar para que o processo possa prosseguir sem se fazer julgamento prévio. Os deputados terão de estar sintonizados com o povo. O presidente não está acima dos homens e das mulheres da nossa sociedade, por isso temos de dar prosseguimento, até para se fazer Justiça e mostrar que o presidente não está acima das leis. Aqueles que não fizerem isso, sessão coniventes com a não investigação dos fatos imputados ao presidente. Portanto, torna-se muito dura a situação do presidente neste momento".

O presidente Michel Temer fez hoje um pronunciamento contestando a denúncia apresentada ontem pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ao Supremo Tribunal Federal. Segundo Temer, “reinventaram o Código Penal” e inventaram uma nova categoria, a denúncia por ilação. No pronunciamento, Temer disse que está sofrendo um ataque “injurioso, indigno e infamante” à sua dignidade pessoal.

“Fui denunciado por corrupção passiva, sem jamais ter recebido valores, nunca vi o dinheiro e não participei de acertos para cometer ilícitos. Afinal, onde estão as provas concretas de recebimento desses valores? Inexistem”. O presidente classificou a denúncia de ficção. "Criaram uma trama de novela. A denúncia é uma ficção", disse. Sobre a gravação da conversa que teve com o empresário Joesley Batista, no Palácio do Jaburu, Temer afirmou que a gravação é uma prova ilícita e não pode ser aceita pela Justiça. Temer se referiu a Joesley Batista como “grampeador” e como “bandido”, assim como classificou os demais delatores do grupo J&F/JBS de “capangas”.

Michel Temer, encerrou sua fala salientando que não lhe falta coragem para seguir na reconstrução do país e na defesa de sua dignidade pessoal. A resposta jurídica à denúncia será feita pelo seu advogado Antônio Cláudio Mariz. O advogado de Temer afirmou que presidente é inocente das acusações de prática de corrupção. Parlamentares da base aliada do governo já se manifestam em sua defesa, pois sabem que fragilizar o governo é por em risco os deputados e senadores investigados.

O Presidente do Senado , Eunício Oliveira, do PMDB do CE, diz que a Casa vai “tocar a pauta” de votações, independentemente da crise envolvendo o Palácio do Planalto. O Senado analisa uma pauta do Brasil, não do governo. Amanhã está prevista a votação da reforma trabalhista na Comissão de Constituição e Justiça do Senado. Na próxima semana, o tema deverá ser analisado pelo plenário da Casa.

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, disse em coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes, que a denúncia contra Temer é grave e precisa ser apurada, mas não se pode 'antecipar a condenação'. “É grave, há uma denúncia e ela precisa ser apurada.”

Em mensagem a procuradores do Ministério Público Federal, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, disse que 'horas mais graves exigem as decisões mais difíceis' e que “ninguém está acima da lei ou fora do seu alcance”. Janot deixará o cargo no dia 17 de setembro quando encerra seu mandato.

O procurador-geral da República ressalta que fez a denúncia “em razão das responsabilidades inerentes” à sua posição de chefe da Procuradoria-Geral da República. “Num regime democrático, sob o pálio do Estado de Direito, ninguém está acima da lei ou fora do seu alcance, cuja transgressão requer o pleno funcionamento das instituições para buscar as devidas responsabilidades”, diz Rodrigo Janot no texto.

CLDF aprovada lei da captação de água da chuva

Câmara Legislativa do Distrito Federal aprovou, projeto de lei que exige a criação de sistema de captação de águas pluviais nas construções com terrenos superiores a 600 metros quadrados. A proposta do governo de Brasília se insere no âmbito do enfrentamento da grave crise hídrica que afeta a região.

O projeto de lei visa aumentar a permeabilidade do solo e evitar a perda de recursos hídricos. A ideia, respaldada em estudos técnicos, é facilitar a infiltração da água da chuva até os lençóis freáticos. Uma parte será armazenada em local próprio para aproveitamento em múltiplos usos.

O secretário adjunto de Gestão do Território e Habitação, Luiz Otavio Rodrigues, diz que toda nova obra em Brasília deverá se adequar à regra. “Com a implementação desse dispositivo, será possível evitar alagamentos em vias públicas, além de permitir uma melhor drenagem da água pluvial”, explica Rodrigues.

A água coletada por meio de poços de injeção, bacias ou caixas poderá ser usada para regar o jardim ou lavar pisos, por exemplo, sem sobrecarregar a rede. A lei determina ainda que o equipamento deve ser independente do sistema tradicional de abastecimento.

Para Sérgio Sampaio, chefe da Casa Civil, essa é uma grande vitória para a população. “Dar mais permeabilidade ao solo, no momento de crise que vivemos, significa aumentar a disponibilidade e melhorar a qualidade da água”, destaca. De acordo com Sampaio, medidas como essa são fundamentais para alavancar a retomada da economia e a geração de empregos na capital do País.

A norma passa a valer a partir da publicação no Diário Oficial do DF

Posto Policial do Riacho Fundo II se transforma em Biblioteca

A população do Riacho Fundo II recebeu uma nova biblioteca pública, com capacidade para atender até 15 pessoas ao mesmo tempo e 100 por dia. O espaço do conhecimento que foi inaugurado pelo governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, fica em frente à Administração Regional, na QN 7ª, Conjunto 6 e vai funcionar das 8 às 12 e das 14 às 18 horas.

“Esta é uma estrutura singela, mas carregada de muito simbolismo. Transformamos um posto policial que estava abandonado em uma biblioteca para o uso da comunidade”, disse o governador Rodrigo Rollemberg.

O governador falou para os alunos da Escola Classe 1 do Riacho Fundo II, que o espaço vai proporcionar uma viagem por meio do conhecimento.“Tem muita história bonita e bacana para vocês conhecerem nos livros que estão aqui”. O secretário de Educação, professor Júlio Gregório e o deputado distrital Julio Cesar, prestigiaram a inauguração da biblioteca.

O acervo disponível veio da antiga biblioteca da região e de doações da comunidade e do secretário adjunto de Relações Institucionais da Casa Civil, Igor Tokarski, que doou 80 títulos importantes para aquela comunidade. A transformação de posto policial em biblioteca foi custeada pelos moradores e comerciantes da cidade de Riacho Fundo II.

O administrador regional Daniel Figueiredo disse que o posto policial estava servindo de moradia para mendigos e vândalos. “Ele chegou a ser incendiado e então decidimos transformá-lo em local para promover a educação, a cultura e revitalizar um patrimônio público”.

 
Coluna Bernadete Alves - dia 26/06/2017

Sexo depois dos 50 melhora consciência visual, diz novo estudo

Pesquisadores da Universidade de Oxford e Universidade Coventry, no Reino Unido descobriram que quanto maior a frequência das relações sexuais, melhor é a fluência verbal e consciência visual de pessoas com mais de 50 anos. Apesar disso, a prática não influenciou a qualidade da memória ou sua atenção. O novo estudo foi publicado no periódico científico Journals of Gerontology, Series B: Psychological and Social Sciences.

A equipe analisou a vida sexual e a cognição de 28 homens e 45 mulheres, com idade entre 50 e 83 anos. Os participantes completaram questionários sobre suas atividades sexuais do ano anterior. Além disso, participaram de testes para avaliar o funcionamento do cérebro, incluindo a capacidade vocabular. Para isso, eles precisaram nomear o maior número de animais possível, dentro de um minuto. Depois, o número de palavras que começassem com a letra F. Para avaliar a capacidade visual, eles precisaram observar um desenho complexo e a face de um relógio, memorizá-los e copiá-los em um papel.

Estudo da Universidade Wilkes, na Pensilvânia, Estados Unidos, assegura que fazer sexo uma ou duas vezes por semana aumenta o nível de anticorpos -, as proteínas usadas pelo sistema imunológico para proteger o organismo contra gripes e resfriados – , em 30%. Acredita-se que esse benefício esteja associado ao fato de pessoas sexualmente ativas estarem mais expostas à vírus e bactérias, o que resulta em uma maior liberação dessas substâncias.

Os pesquisadores dizem que ter uma vida sexual ativa pode melhorar diversos aspectos da vida como aumentar a imunidade, melhorar sua saúde cardiovascular, reduzir a pressão sanguínea, diminuir o stress e melhorar a auto-estima. Pesquisas anteriores já mostraram que o sexo estimula áreas cerebrais associadas ao aprendizado e à capacidade cognitiva. Um estudo na Universidade McGill, no Canadá, revelou que esses estímulos afetam positivamente o desenvolvimento dos neurônios e outras células do sistema nervoso.

O site britânico The Daily Mail elenca alguns dos tantos motivos para a prática do sexo regularmente como: redução da pressão sanguínea, analgésico natural para dor de cabeça, melhor saúde cardiovascular, diminui risco de câncer de próstata, diminuir o stress e melhorar a auto-estima. O Journal of Management publicou uma pesquisa que mostra que funcionários casados que priorizam as relações sexuais têm melhor desempenho no trabalho. Outro estudo, publicado no periódico científico Journal of Health and Social Behavior, associou a prática sexual rotineira a uma redução no risco de hipertensão em mulheres da terceira idade.

Quem está só não precisa se preocupar. A especialista em terapia sexual Sandra LaMorgese, assegura que não é só o sexo que traz todos estes benefícios para as pessoas. A pele, o maior órgão do corpo humano, é a responsável pelo nosso bem estar e cura fisiológica e física. “A pele é o maior órgão do corpo, com milhões de receptores logo abaixo da superfície. Quando alguém toca a nossa pele através de massagens, brincadeiras, abraços, mãos ou ter sexo físico, começamos a experimentar a cura fisiológica e física.”, declarou ao site especializado Medical Daily.


Lei que dá desconto para pagamento em espécie é sancionada

Em cerimônia no Palácio do Planalto, na manhã de hoje, o presidente Michel Temer sancionou a lei que possibilita descontos para os consumidores caso o pagamento seja feito em espécie. A lei que regulamenta a diferenciação de preços tem como origem a Medida Provisória 764/2016 apresentada pelo Executivo,em dezembro de 2016, em meio a um pacote de medidas macroeconômicas que foram publicadas sob a justificativa de possibilitar o aumento da produtividade no país.

Além de permitir que os comerciantes cobrem preços diferenciados para um mesmo produto em função da forma de pagamento, a medida possibilita a variação do valor em função do prazo de pagamento. Cabe, agora, aos comerciantes adotar ou não a diferenciação de preços conforme o tipo de pagamento.

A expectativa do governo é que, ao permitir a diferenciação de preços, a lei estimule a queda do valor médio cobrado pelos produtos, de forma a evitar que consumidores que não usam o cartão como forma de pagamento paguem as taxas dos cartões, quando embutidas nos preços dos produtos.

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, falou que a medida representa mais um avanço para a modernização do sistema de pagamentos e do sistema financeiro em geral, aumentando a eficiência econômica do meio de pagamento e tornando o ambiente regulatório mais transparente e competitivo. “A medida tem efeito positivo para a distribuição de renda porque havia transferência de recursos para quem paga com cartão de crédito. Isso porque os custos por intermédio do cartão são maiores, uma vez que o lojista só recebe depois esses valores”, disse o ministro. Meirelles acrescentou que a nova lei minimizará também a insegurança jurídica, uma vez que não haverá mais questionamentos sobre o desconto estar ou não em acordo com a lei.

A lei determina que o comerciante informe, em lugar visível, os descontos que são oferecidos, tanto com relação ao meio de pagamento quanto em relação ao prazo. Quem não cumprir essa regra estará sujeito a multas previstas no Código de Defesa do Consumidor.

Equipe do Sesi-DF fica em 2º no torneio de robótica no Reino Unido

A Lego Fiel conquistou o 2º lugar no Campeonato Aberto Internacional de Robótica da First Lego League, em Bath, no Reino Unido. Os alunos do Sesi do Gama disputaram o prêmio com 99 equipes de 37 países. O torneio teve como foco estimular a cooperação entre humanos e animais. O retorno à Brasília será no dia 28 deste mês.

A equipe do Distrito Federal é composta pelos alunos: Ana Claudia Alves Negri, de 14 anos; Catharina Farias de Lima, de 15 anos; Gabriel Álex de Almeida Serejo, de 17 anos; Isabelle Silva Rocha, de 11 anos; Lucas Alves Sampaio, de 15 anos; Matheus Queiroz de Assis, de 15 anos e Wallesca Maysa Pessoa Borges, de 16 anos. Eles viajaram sob a supervisão dos professores Atos Reis e Elizângela Machado.

A estudante mais nova da equipe, Isabelle, de 11 anos, disse que quer ser neurocirurgiã e que a robótica vai Le ajudar na concentração e no foco. O projeto da Lego Field providencia órteses feitas com impressora 3D para animais com deficiência.

Parabéns aos gênios da robótica!

 
Coluna Bernadete Alves - dia 25/06/2017

Brasil ganha 99 Leões em Festival de Criatividade em Cannes

As agências brasileiras de publicidade fizeram bonito no Festival Internacional de Criatividade de Cannes, o festival de publicidade mais importante do mundo. O Brasil conquistou 99 Leões, sendo 14 Ouro, 33 Prata e 52 Bronze. A AlmapBBDO foi a agências brasileira com o maior número de prêmios com 22 Leões, sendo 5 ouros, 9 pratas e 8 bronzes. O desempenho garantiu o 2º lugar na disputa pelo troféu de agência do ano, que conquistou no ano passado.

As outras agências brasileiras mais premiadas foram a Ogilvy (11 Leões, sendo 3 ouros) e a DM9DDB (10 Leões, sendo 1 de ouro). O Brasil inscreveu neste ano 3.020 trabalhos. Em 2017 o Brasil termina o evento na 4ª posição no ranking de países, atrás somente de Estados Unidos (429 Leões), Reino Unido (131) e Austrália (113).Um crescimento de 10% com relação a 2016, quando o país conquistou 90 Leões. Em 2015, foram 108 Leões, incluindo um Grand Prix, o prêmio máximo do festival.

Campanha da Havainas faturou Leão de Ouro na categoria Prin; a Campanha da Heineken, em que homens 'despacham' mulheres para spa e recebem lição, faturou Leão de Ouro em Outdoo ; a Campanha do Grupo Globo ganha Leão de Prata em Cannes; a Ação do Cruzeiro para o Dia da Mulher ganhou bronze em Cannes Projeto brasileiro de capas coloridas para próteses ganhou bronze em Cannes; Projeto brasileiro de capas coloridas para próteses ganhou bronze em Cannes Ação da Netflix com Xuxa para promover Strange Things faturou bronze em Cannes Bronze da F/Nazca para campanha para Leica Gallery foi único Leão do Brasil em Filme.

Publicitários brasileiros que fazem carreira fora do país conquistaram 5 dos 24 Grands Prix distribuídos durante o festival internacional de publicidade Cannes Lions, encerrado ontem. Anselmo Ramos, que já tinha atuado no exterior, e depois do sucesso da Dove, mudou-se para os EUA para fundar a David Miami: neste ano, ele ganhou dois Grands Prix com campanhas para o Burger King.

Rafael Rizuto e Eduardo Marques, diretores-executivos de criação da agência 180LA, de Los Angeles (EUA), faturou dois GP: Promo & Ativação e o prestigioso GP da categoria Integrated. Rafael saiu de Recife direto para uma agência no Bahrein. De lá foi para a Ogilvy e depois Leo Burnett, em Dubai."Não penso em voltar. Minha mulher é americana, está grávida. Me considero um cidadão do mundo”, declarou Rizuto.

O pernambucano Miguel Bemfica, diretor criativo global da MRM/McCann na Espanha, ganhou o quinto Grand Prix. Antes de mudar para a Europa em 2008, Bemfica fundou a Escola Cuca, em São Paulo. Ontem ele venceu o GP na categoria Entretenimento, com um filme de 17 minutos para o Santander.“A gente treina aqui fora para um dia voltar", afirma o publicitário.

OS GRANDS PRIX conquistados por brasileiros no exterior:DIRECT LIONS,Agência David MIAMI (Anselmo Ramos); Campanha "Google Home of the Whopper", para Burger King; PRINT & PUBLISHING, Agência David Miami para Burger King foi com "Flamed grilled since 1954"; ENTERTAINMENT, Agência MRM/McCann Madrid (Miguel Bemfica, diretor-geral de criação) para o Santander com o curta-metragem "Beyond Money". PROMO, Agência 180 LA (Rafael Rizuto e Eduardo Marques, diretores executivos de criação), com a campanha "Boost your Voice", na qual as lojas da rede Boost Mobile se tornaram local de votação em bairros pobres, contribuindo para aumentar o número de pessoas que votaram nas eleições americanas; e INTEGRATED, Agência 180 LA com "Boost your Voice".

Daniel Ricciardo vence o GP do Azerbaijão

A oitava corrida da temporada 2017 da Fórmula 1, no Azerbaijão, foi emocionante e inacreditável de tudo que já se viu até agora. A prova deste domingo 25 de junho contrariou todos os prognósticos. Aconteceu de tudo no circuito urbano de Baku: entradas do safety-car, bandeira vermelha, Felipe Massa levando azar depois de ter chances de conquistar o pódio, depois de ter finalizado a primeira etapa em terceiro, uma verdadeira briga de trânsito entre Sebastian Vettel e Lewis Hamilton que vai dar ainda muito o que falar.

E em meio a tantos absurdos durante a prova, quem levou a melhor foi Daniel Ricciardo em uma verdadeira corrida de resistência, garantiu a primeira vitória da Red Bull em 2017 e o quinto da sua carreira na F1. Valtteri Bottas chegou em segundo lugar e o piloto canadense Lawrence Stroll em terceiro.

A corrida também foi marcada pela intensa batalha entre Lewis Hamilton e Sebastian Vettel. Após confusões entre eles, o alemão da Ferrari terminou na quarta colocação, seguido pelo britânico. No Mundial, Vettel segue na ponta com 153 pontos, com Hamilton em segundo, com 139.

No conturbado GP do Azerbaijão o bicampeão Fernando Alonso, que largou na última colocação, conseguiu os primeiros pontos da McLaren ao terminar a corrida em nono. Uma corrida para a história da Fórmula 1. A cantora Mariah Garey foi uma das atrações do Grande Prêmio do Azerbaijão.

O próximo compromisso acontece daqui duas semanas, com o Grande Prêmio da Áustria.

 
Coluna Bernadete Alves - dia 24/06/2017

Festa Junina: uma celebração do alimento e da alegria

A Festa Junina é a segunda mais importante festa popular da cultura brasileira. Comida típica, fogueira, quadrilha e fogos de artifício são alguns dos elementos tradicionais das festas juninas que acontecem em várias regiões do País. As manifestações culturais com raiz histórica nos rituais de celebração das colheitas, assumem características próprias em cada lugar, seja em uma quermesse no salão da igreja, num arraiá da família ou em um grande evento na cidade como o Arraiá Solidário do Correio Braziliense que acontece .no Minas Hall.

A festa junina, do jornal que foi inaugurado junto com Brasília, chega à décima edição com muitas atrações em prol de 2 mil crianças e 70 idosos apoiados pelo Correio Solidário sob a coordenação da senhora Nazareth Teixeira da Costa. A festa vai além da confraternização neste Dia de São João. O ritmo da diversão será embalado pela solidariedade. Os brasilienses fazem a diferença na corrente do para ajudar na melhoria, construção e ampliação de obras nas instituições que acolhem crianças e idosos.

As comemorações juninas remontam ao século 12 e têm origem nas festas pagãs. Os povos da Antiguidade já acreditavam que a celebração à deusa Juno, que era considerada a protetora do casamento, do parto e da mulher, proporcionaria fartas colheitas. A Igreja Católica não via com bons olhos essas festas populares e como os fiéis mesmo assim participavam, começou um processo de incorporação dos festejos, vinculando-os ao calendário litúrgico.

No Brasil, inicialmente,o festejo junino foi associado ao calendário litúrgico. Os colonizadores portugueses e os padres jesuítas quando chegam aqui se deparam com as tradições indígenas de preparação do solo para o plantio que também tinham como intuito essa safra abundante. Os índios também já tinham esse costume de fazer as festas nesse período. Foi então que houve a fusão das comemorações e surgiram as figuras dos santos: São João Batista, São Pedro e Santo Antônio associadas aos alimentos.

A festa milenar, que tem o alimento como um importante elemento de identidade, foi se transformando ao longo dos anos, mas se manteve como uma manifestação cultural da relação do homem com o campo. As comidas típicas significam a memória coletiva do povo brasileiro. Inclusive muitas músicas falam do quentão, do amor não correspondido e do casamento na roça. As tradições culturais de cada região são muito fortes nesta época. A quadrilha é um dos destaques da festa. A dança surgiu como uma forma de agradecimento aos três santos católicos :São João,comemorado neste 24 de junho, São Pedro e Santo Antônio, pela colheita realizada.

No Nordeste, o forró, baião, xote, reizado, samba-de-coco e as cantigas são danças e canções típicas das festas juninas. Os instrumentos musicais mais utilizados para acompanhar as músicas das festas juninas são: violão, viola, triângulo, sanfona, zabumba, pandeiro e cavaquinho.

No Brasil a festa junina de São João de Campina Grande, na Paraíba, é considerada a “maior festa junina do mundo”, as comemorações de Campina Grande duram um mês inteiro. Seu principal centro de atrações é o Parque do Povo, local no qual o evento acontece desde 1983. Destaque para o Casamento Coletivo de Campina Grande, que acontece tradicionalmente em 13 de junho, nos festejos de Santo Antônio. Mais de 100 casais oficializam a união nesta data anualmente . A festa acontece de 2 de junho a 2 de julho a partir das 18h. Entre as atividades estão concursos de quadrilhas, muito forró e desfiles tradicionais. As barracas com comida típica também marcam presença em todo entorno do Parque do Povo e nos outros polos de festividade.

A festa junina de Caruaru também é um dos destinos mais procurados nesta época do ano com muito forró, comidas típicas, música e apresentações da cultura tradicional local. As festividades acontecem durante o mês de junho, com atrações para todo tipo de público. Os principais pontos são o Parque de Eventos Luiz Gonzaga e o Alto do Moura. Caruaru tem, também, um festival de Comidas Gigantes, que traz, entre outros pratos típicos, os maiores cuscuzes e caldos de milho do mundo. Tudo embalado com shows musicais e atrações culturais.

A Bumba-Meu-Boi do Maranhão é uma das festas mais folclóricas e tradicionais do país, ocorrendo normalmente durante as festas juninas, mas com ocorrências em outras épocas do ano. Nesta grande encenação, acontecem apresentações de dança, música e teatro contando a lenda de um casal de escravos – a mulher, grávida, fica com desejo de língua de boi. Seu marido abate o boi mais bonito do seu senhor. Depois é feito um ritual para ressuscitar o animal e todos celebram.

A fogueira, símbolo marcante das festas juninas, é uma tradição de origem pagã, que servia para comemorar o solstício de verão no hemisfério norte. Para cada santo há um tipo de fogueira diferente. Na fogueira de São João as madeiras são colocadas em formato de cone. Na fogueira de Santo Antônio, as madeiras são colocadas em formato de quadrado. Já na fogueira de São Pedro, as madeiras ficam na posição de triângulo.

O gosto pelas festas juninas é tanto que elas seguem no mês de julho.

 
Coluna Bernadete Alves - dia 23/06/2017

Brasília cria Conselho de Promoção dos Direitos Humanos e Cidadania de LGBTs

Com o objetivo de encaminhar denúncias a autoridades, Propor soluções para defesa dos direitos fundamentais, fomentar políticas públicas para a população LGBT e para o combate ao preconceito de orientação sexual e identidade de gênero foi criado hoje o Conselho Distrital de Promoção dos Direitos Humanos e Cidadania de LGBTs, composto paritariamente por 16 representantes da administração pública e 16 membros da sociedade civil.

A solenidade no Palácio do Buriti foi dedicada ao Dia Internacional do Orgulho LGBT, comemorado no próximo 28 de junho. Na ocasião o governador de Brasília Rodrigo Rollemberg assinou decreto que regulamenta a Lei nº 2.615, de 2000, de autoria da então deputada distrital Maninha e de coautoria do governador quando ele era parlamentar e criou, por decreto a Comissão Especial de Apuração.

“Nós estamos dando um passo importante para uma Brasília cidadã, que respeite o direito das pessoas e as pessoas como elas são”, disse Rollemberg. “Estamos cumprindo uma lei que está aprovada pela Câmara Legislativa, está em vigor e precisava ser regulamentada”, declarou. O governador lembrou algumas das iniciativas que tomou durante o governo para combater o preconceito no DF.Entre as ações, Rollemberg citou a criação da Delegacia Especial de Repressão aos Crimes por Discriminação Racial, Religiosa ou por Orientação Sexual ou contra a Pessoa Idosa ou com Deficiência (Decrin) e a assinatura do decreto que reconhece o direito de todos os servidores e cidadãos atendidos pelo governo usarem o nome social.

A Comissão Especial de Apuração será instituída na Secretaria do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos e integrado por representantes da pasta e de outras quatro secretarias: de Justiça e Cidadania; de Políticas para Crianças, Adolescentes e Juventude; da Segurança Pública e da Paz Social; e da Casa Civil.O decreto estabelece que, ao receber denúncias, a comissão abrirá um processo administrativo para apurar e aplicar penalidades.O requerimento pedindo a apuração poderá ser feito pela vítima, pelo representante legal dela ou por entidade de defesa dos direitos humanos. Caso haja risco para a vítima, o processo será sigiloso. A apuração por parte do governo não causará prejuízo a outras de natureza civil ou penal. Quando houver indícios de crime após a conclusão do processo administrativo, deverá ser encaminhada uma cópia dos autos para o Ministério Público do DF e Territórios.

A assessora especial da Coordenação de Diversidade LGBT da Secretaria do Trabalho, Paula Benett, disse que o decreto representa uma conquista importante para o público que ela representa no governo. “Para as outras pessoas, pode não significar nada, mas para a gente, que sente na pele todo dia a homofobia, a transfobia, vale muita coisa. É mudança de uma vida”, resumiu. “O Brasil é o País que mais mata pessoas trans no mundo, e isso pode salvar vidas.”

As sanções previstas são: Advertência; Multa de R$ 5.320,50 a R$ 10.641; Suspensão do alvará de funcionamento por até 30 dias (para pessoas jurídicas) e Cassação do alvará (para pessoas jurídicas). Os valores da multa podem ser multiplicados por até cinco vezes de acordo com a capacidade econômica do estabelecimento. Além disso, as empresas multadas ou que tiverem o alvará de funcionamento cassado ficarão inabilitadas durante 12 meses para contratos com o governo, para acesso a créditos concedidos pelo DF ou a programas de incentivo e para isenções e outros benefícios tributários.O decreto também se aplica a órgãos e entidades da administração pública local. Agentes públicos que cometam a infração estarão sujeitos às sanções disciplinares previstas em lei.

Representantes de movimentos LGBT pediram melhorias no Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) da Diversidade. O Creas da Diversidade funciona na 615 Sul, de segunda a sexta-feira, das 8 horas ao meio-dia e das 14 às 18 horas. Além de atendimentos de assistentes sociais e psicólogos, o local tem parceria com a Defensoria Pública do DF para oferecer orientação jurídica.

Segundo o secretário do Trabalho, Gutemberg Gomes, os serviços estão ocorrendo normalmente e, em breve, serão reforçados com aumento de pessoal. “Aprovamos um concurso público para a secretaria e seguramente parte dos aprovados será destinada a esses atendimentos.”

Aeroporto JK vai emitir passaporte em setembro

A Secretaria de Justiça e Cidadania vai inaugurar em breve uma nova unidade do posto Na Hora, na área localizada no segundo piso da praça de alimentação do Aeroporto Internacional de Brasília Juscelino Kubitschek, ao lado da agência da Caixa Econômica Federal. O espaço foi cedido, sem custo de locação pela Inframérica, administradora do Aeroporto JK. A previsão é que comece a funcionar em setembro.

O termo de cooperação para implementar o novo posto foi assinado pelo secretário de Justiça e Cidadania, Arthur Bernardes, e por representantes da pasta e da Inframerica, administradora do aeroporto. A cerimônia de assinatura aconteceu no Na Hora da Rodoviária do Plano Piloto, durante comemoração dos 15 anos do serviço. Além da emissão de passaportes, o Na Hora do Aeroporto vai fazer trabalho de apoio a migrantes – pessoas que saem de um local para outro dentro do mesmo País. A unidade no aeroporto de Brasília terá posição estratégica para esse tipo de serviço.

A decisão é muito bem-vinda. Desde agosto de 2016 o posto Na Hora do Riacho Fundo I, centralizou o serviço de emissão de passaportes com a justificativa de que lá era uma agencia modelo pela velocidade do atendimento. A decisão de tirar da Rodoviária do Plano Piloto para o Riacho Fundo,dificultou a vida de quem precisava renovar ou tirar o documento principalmente para os moradores do Plano Piloto, Lagos Norte e Sul, Sudoeste, Octogonal, Sobradinho, Planaltina, Condomínios e São Sebastião.

 
Coluna Bernadete Alves - dia 22/06/2017

Águas Lindas ganha Estação de Tratamento de Esgotos

A cidade de Águas Lindas, de Goiás, ganhou hoje a primeira Estação de Tratamento de Esgotos, graças à parceria entre os governos do Distrito Federal e de Goiás. A unidade será operada pela Companhia de Saneamento Ambiental do DF e pela Saneamento de Goiás S.A. A inauguração foi feita pelos governadores de Goiás, Marconi Perillo, e do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, pelos presidentes da Saneago, Jalles Fontoura, e da Caesb, Maurício Luduvice e pelo prefeito de Águas Lindas Hildo do Candango.

As obras da Estação de Tratamento de Esgotos de Águas Lindas foram iniciadas em 2013 com o apoio do governo Dilma Rousseff. A obra é resultado de investimento do governo federal, por meio da Caixa Econômica Federal (FGTS/PAC).Cerca de R$ 230 milhões foram investidos no sistema de tratamento de esgoto, vindos dos governos federal, de Brasília, de Goiás e do município. A capacidade de atendimento será de cerca de 135 mil habitantes nessa primeira etapa, podendo chegar a 270 mil, caso seja necessária ampliação. Entre os benefícios está a preservação da qualidade da Bacia do Rio Descoberto, responsável pelo abastecimento de 65% da população do Distrito Federal.

A área, de aproximadamente 25 hectares, está às margens da pista que liga Águas Lindas de Goiás a Brazlândia e a cerca de 3 quilômetros da área urbana. A estação está parcialmente inserida na área de proteção ambiental da bacia do Rio Descoberto. Fica entre as cabeceiras dos córregos Paulista e Bocaina, afluentes da Bacia do Rio Verde. Além de melhorar as condições sanitárias da cidade goiana, a obra vai garantir a qualidade da água da bacia hidrográfica do Rio Verde.

“Águas Lindas demorou a receber uma obra dessa magnitude, mas hoje recebe a melhor obra de tratamento e de coleta de esgoto do Brasil inteiro, que vai atender 90% da população local”, declarou o governador de Goiás, Marconi Perillo. O governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, disse que a parceria é muito importante pois garante cidadania para as pessoas. “Essa é uma parceria muito importante que vai trazer cidadania para os moradores de Águas Lindas e do Distrito Federal, porque garante toda a rede de esgoto, as elevatórias e essa estação de tratamento.”

O evento contou com a presença de autoridades federais, estaduais e municipais, em virtude da importância e magnitude do empreendimento que elevará o índice de tratamento de esgoto do município de Águas Lindas de 0% para o 85% de cobertura do serviço. O prefeito Hildo do Candango, destacou a importância do empreendimento para o futuro do município. “Esta obra é muito aguardada por toda a nossa população que anseia há anos pelo serviço. Estamos incluindo Águas Lindas no seleto rol de municípios que possuem um moderno sistema de esgotamento sanitário, demonstrando o cuidado com o meio ambiente e com a vida de nossa gente”, declarou o prefeito.

Hildo disse que na primeira etapa, serão efetuadas 17 mil ligações domiciliares que compõe a bacia sul do sistema, que abrange os setores Jardim Barragem I ao IV, Jardim Brasília, Mansões Águas Lindas, Mansões Pôr do Sol, Mansões Village, Pérola I e II, Jardim Pinheiros, Cidade do Entorno, Parque do Bosque, Embaixador, Setor Coimbra, Jardim Oliveiras I e II, Guaíra I e II, Pôr do Sol e lago do Descoberto. Esta cobertura será feita de forma gradativa até atingir a meta estabelecida.

Motorista deve regularizar veículo até 1º de setembro

O Departamento de Trânsito do Distrito Federal alerta aos proprietários de veículos que este ano a fiscalização começa no dia 1º de setembro. Quem não tiver o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) de 2017 deve regularizar a sua situação junto ao Detran.

O condutor sem o licenciamento comete infração de natureza gravíssima, com multa de R$ 293,47, sete pontos na carteira nacional de habilitação (CNH) e remoção do veículo, além de precisar pagar guincho, diária, vistoria e serviço de liberação do veículo, conforme o Código Brasileiro de Trânsito.

Quem pagou o IPVA e ainda não recebeu o documento deve entrar em contato com o departamento de trânsito para verificar se existe alguma pendência ou algum tipo de restrição. Para receber o CRLV, o proprietário precisa pagar o imposto sobre a propriedade de veículos automotores (IPVA), o seguro obrigatório DPVAT, a taxa de licenciamento e as multas pendentes. Também é necessário manter o endereço atualizado no Detran. A cada dez documentos, quatro são devolvidos porque as pessoas se esquecem de avisar a autarquia quando mudam de domicílio.

Até agora, apenas 628.016 veículos estão licenciados, o que corresponde a 37,1% da frota de Brasília, que é de 1.689.902 veículos. Somente neste ano o Detran já levou 11.854 veículos ao depósito, sendo 9.063 por falta do documento de porte obrigatório. No ano passado, entraram no depósito 23.299 veículos, 14.919 pelo mesmo motivo.

 
Coluna Bernadete Alves - dia 21/06/2017

Comidas e bebidas que combatem inchaço abdominal

Acordar com sensação de abdômen inchado e aumento repentino na balança pode sinalizar que a pessoa está sofrendo com inchaço e não ganho de peso.A causa mais comum do problema é a retenção de líquidos, provocada pelo acúmulo excessivo de água no organismo, o que leva ao inchaço principalmente na barriga, pés, mãos, coxas, tornozelos e mamas.

O inchaço também pode ser causado por flatulência, gerada pelo acúmulo de gases no corpo, e a prisão de ventre que pode formar aquela barriguinha indesejada. Para combater o problema, o nutrólogo Dr. Márcio Bontempo, médico especialista em saúde pública, recomenda alguns alimentos e chás para eliminar o desconforto.

A Água de Coco é uma boa opção para diminuir o inchaço na barriga. Tem baixo teor calórico, é livre de gorduras, diurética, rica em magnésio, potássio e cálcio, importantes para a saúde dos músculos e dos ossos. Além da água de coco os chás também colaboram para combater o problema.

O chá verde é uma boa opção por ter catequinas (fitonutriente que tem ação termogênica e antioxidante. A função termogênica aumenta o gasto calórico, enquanto que o antioxidante atua aumentando a oxidação das células de gordura) presentes no chá verde, aceleram a atividade hepática (aumentando o metabolismo dos lipídios), ampliando o poder de detoxificação do organismo. Aposte no chá de hibisco, que tem ação digestiva que regula o intestino, facilitando o processamento de carboidratos e gorduras e reduzindo o inchaço do abdômen. Além dele, vale ainda contar com outras poderosas infusões que desincham muito rápido.

Temperos, ervas e especiarias podem ser excelentes no combate ao inchaço, além de garantirem sabor extra aos preparos. As melhores opções para desinchar são orégano, manjericão, coentro, tomilho, salsinha e alecrim. Adicionar pimenta às suas refeições noturnas pode ajudar a desinchar, já que reduz gases ao aumentar o fluxo de enzimas digestivas. O gengibre auxilia na quebra de proteínas, contribuindo para a digestão, além de reduzir o inchaço por promover efeito calmante no intestino.

Frutas com alto teor de água, ricas em nutrientes funcionais e que ajudam na drenagem linfática também desincham o corpo. Entre as boas opções estão melão, uva, morango, limão, abacaxi, melancia, goiaba e frutas vermelhas. Foi-se o tempo em que vitamina C era sinônimo só de laranja. O grupo das amoras, framboesas e até da exótica cranberry ostenta suas reservas do nutriente. “Razões para cobiçarmos a vitamina C não faltam. Ela age na proliferação dos glóbulos brancos do sangue, os linfócitos, turbinando a resposta imunológica quando a resistência deixa a desejar. Melhora a capacidade de defesa contra infecções, proliferação das células tumorais e controle de processos alérgicos”, declara Elaine Rocha de Pádua, nutricionista e diretora da DNA Nutri, São Paulo.

A nutricionista diz que a melancia é um dos principais alimentos que ajudam a diminuir o inchaço na barriga. Possui cerca de 90% de água, é rica em vitaminas e minerais que auxiliam no equilíbrio do organismo, combate a ação dos radicais livres e auxilia na prevenção de alguns tipos de câncer, em especial o câncer de próstata.

Por ser excelente fonte de potássio, que combate e evita inchaço, a banana é outra boa opção para se livrar da sensação de peso extra. O mamão papaya é fonte de uma enzima que ajuda o estômago a digerir alimentos mais rápido, evitando assim o inchaço.

O iogurte contribui para o bom funcionamento do sistema digestivo gastrointestinal e ajuda o organismo a absorver adequadamente os alimentos, devido os probióticos. Os aspargo tem propriedades semelhantes aos probióticos, que ajudam a limpar o sistema digestivo, além de ser pouco calórico e rico em vitaminas e aminoácidos.

Os vegetais de folhas verdes como couve, rúcula e espinafre, que contêm luteína, substância que aumenta a hidratação e dribla o inchaço, não podem faltar na alimentação. O chuchu também ajuda a evitar o inchaço do abdômen.

Nozes são uma boa alternativa de alimentos que ajudam a diminuir o inchaço na barriga por terem grande quantidade de gordura poli-insaturada, a gordura do bem, e também cálcio e zinco. Além do mais são ricas em antioxidantes, que ajudam a combater o envelhecimento, e magnésio, responsável por resguardar os ossos e evitar a fadiga. Também contém fibras, que regulam o intestino e colaboram para a eliminação do inchaço abdominal.

Arábia Saudita tem novo príncipe herdeiro

O rei Salman bin Abdulaziz, da Arábia Saudita, nomeou hoje o seu filho Mohamed Bin Salman como novo príncipe herdeiro, confirmando sua ascensão em um momento de crise com o Catar e de estagnação da guerra no Iêmen. De acordo com um decreto real, o soberano destituiu o sobrinho, o até então príncipe herdeiro Mohamed Bin Nayef, para substituí-lo por seu filho de 31 anos. Mohammed bin Nayef perdeu seu posto de ministro do Interior do país, que foi entregue ao príncipe Abdulaziz bin Saud bin Nayef.

Mohammed bin Nayef, foi nomeado príncipe herdeiro da Arábia Saudita na primavera de 2015, quando o rei, Salman bin Abdulaziz, ascendeu ao trono. Naquele momento, o filho do rei, Mohamed bin Salman, se tornou o segundo príncipe herdeiro. Pelo decreto real o príncipe Mohamed Bin Nayef, de 57 anos e apreciado no Ocidente por sua ação contra os grupos extremistas, foi despojado de todas as suas funções: além de príncipe herdeiro, ele era até agora vice-premier e ministro do Interior.

O rei Salman bin Abdulaziz, convertido em homem forte do reino, ao alterar a linha de sucessão abre o caminho para que a segunda geração da dinastia Al Saud tenha acesso ao trono nesta monarquia ultraconservadora do Golfo e maior potência petroleira do mundo.O jovem Mohamed Bin Salman, de 31 anos, confirma assim a meteórica ascensão desde que foi nomeado ministro da Defensa. Segundo o decreto real, o príncipe também foi nomeado vice-primeiro-ministro.

Para a pasta do Interior o soberano da Arábia Saudita designou o príncipe Abdel Aziz Bin Saud.

Biotic está com 80% das obras de governança executadas

O governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, esteve hoje visitando as obras da futura sede da administração do parque tecnológico que vai abrigar a nova sede da Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal e a administração do parque que fica entre a Granja do Torto e o Parque Nacional de Brasília. Rollemberg gostou do que viu. Toda a parte estrutural está concluída. A fase agora é de acabamento: teto, piso elevado e vidros. O prédio tem área total de 9,66 mil metros quadrados. O investimento é de R$ 32 milhões, provenientes da FAP-DF, responsável pela obra em parceria com a Novacap. A entrega está prevista para este ano.

Rollemberg assegurou que o governo trabalha para criar ambiente propício para a ciência, tecnologia e inovação na capital do País. “Lançamos dois editais voltados para startups e tivemos a primeira Campus Party Brasília”. O governador disse que o Biotic trará empregos qualificados e um novo modelo de desenvolvimento para o Distrito Federal, baseado no conhecimento.

O parque tecnológico, o Biotic -, foi criado em janeiro de 2017 para abrigar cerca de 1,2 mil empresas dos ramos da tecnologia da informação e comunicação e da biotecnologia, com potencial para criar mais de 25 mil empregos diretos. A lei sancionada pelo governador Rodrigo Rollemberg alterou outra, publicada em 2002, que previa a instalação apenas de empresas ligadas às áreas de tecnologia da informação e telecomunicações, e dava o nome ao complexo de Capital Digital.

O projeto do Biotic foi elaborado pela Terracap em parceria com a Secretaria Adjunta de Ciência, Tecnologia e Inovação, da Casa Civil, e a Federação das Indústrias do Distrito Federal. A Terracap participa com o terreno, avaliado em cerca de R$ 1,3 bilhão. A expectativa é que investidores privados somem com aporte de R$ 1,7 bilhão — totalizando R$ 3 bilhões.

A área destinada ao empreendimento tem 1,2 milhão de metros quadrados e fica entre a Granja do Torto e o Parque Nacional de Brasília. Funcionam hoje no local o datacenter do Banco do Brasil e o da Caixa Econômica Federal, além de uma subestação da Companhia Energética de Brasília (CEB). 

 
Coluna Bernadete Alves - dia 20/06/2017

Dia Mundial do Refugiado marca a integração e troca de experiência

Hoje celebra-se a força, a coragem e a perseverança das pessoas que foram forçadas a deixar suas casas e seus países por causa de guerras, perseguições e violações de direitos humanos . A diversidade, a troca cultural e a integração entre refugiados e brasileiros mostra que nem a distância e o sofrimento tiram a esperança e a alegria do refugiado. Este é o momento de mostrarmos a nossa solidariedade e lutar por um mundo de paz.

É considerada refugiada a pessoa que "receando com razão ser perseguida em virtude da sua raça, religião, nacionalidade, filiação em certo grupo social ou das suas opiniões políticas, se encontre fora do país de que tem a nacionalidade e não possa ou, em virtude daquele receio, não queira pedir a proteção daquele país...", conforme a Convenção Relativa ao Estatuto do Refugiado de 1951.

Até o final de 2016 o Brasil reconheceu 9.552 refugiados de 82 nacionalidades de acordo com relatório sobre refúgio no Brasil do Comitê Nacional para Refugiados, do Ministério da Justiça e Segurança Pública. Desses, 8.522 foram reconhecidos por vias tradicionais de elegibilidade, 713 chegaram ao Brasil por meio de reassentamento e a 317 foram estendidos os efeitos da condição de refugiado de algum familiar. Os refugiados são em maior parte da Síria (326), República Democrática do Congo (189), Paquistão (98), Palestina (57) e Angola (26).

A nova Lei de Migração foi sancionada em maio de 2017 e entrará em vigor em novembro deste ano. A Lei garante ao migrante, em condição de igualdade com os nacionais, a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade.

Também institui o visto temporário para acolhida humanitária, a ser concedido ao apátrida ou ao nacional de país que, entre outras possibilidades, encontre-se em situação de grave e generalizada violação de direitos humanos – situação que possibilita o reconhecimento da condição de refugiado, segundo a Lei nº 9.474, art. 1º, III.

A legislação garante a proteção ao apátrida e põe o Brasil novamente na vanguarda mundial ao ter uma lei que expressamente permite a naturalização de forma mais rápida, com a finalidade de combater a apatridia no mundo.

O Brasil tem uma cartilha para os refugiados. A publicação traz informações sobre direitos, documentação e contatos úteis nos idiomas português, inglês, espanhol, francês e árabe.

Reforma Trabalhista é rejeitada na CAS do Senado

Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado rejeitou nesta terça-feira, por 10 votos a 9, o relatório da reforma trabalhista elaborado pelo senador Ricardo Ferraço, do PSDB-ES, que era favorável ao texto aprovado pela Câmara. No lugar do parecer de Ferraço, a comissão aprovou um texto alternativo, do senador oposicionista Paulo Paim, do PT-RS. O relatório de Paulo Paim recomenda a rejeição integral da reforma proposta pelo governo. A estratégia do governo Temer era votar rapidamente a reforma trabalhista sem alterações do texto no Senado, para não retornar para a Câmara.

O senador Paim afirma que a oposição está se mobilizando para aprovar seu voto em separado também na Comissão de Constituição e Justiça. O voto do senador gaúcho é uma nova proposta de reforma trabalhista, de 80 páginas, que pede a rejeição do relatório de Ferraço. Em vez da proposta original, Paim sugere uma reforma que preserva os direitos dos trabalhadores sem precarizar a mão-de-obra.

A senadora Kátia Abreu, do PMDB-TO, fez discurso contrário à aprovação do parecer de Ferraço, incomodando a presidente da CAS Marta Suplicy. Kátia Abreu disse que Marta, que veio do PT, estaria incomodada em conduzir a aprovação do projeto. “Se a senhora está incomodada, retire-se da comissão”, afirmou. Marta respondeu que não está incomodada e que faz o trabalho de presidente do colegiado. Marta também bateu boca com o Senador Lindbergh Farias, do PT-RJ, por ter feito críticas à votação do projeto. “É inoportuno aprovar qualquer reforma em um momento que o Brasil passa por uma crise.Não vamos dar ares de normalidade ao que está acontecendo aqui. Isso é um escândalo”, declarou Lindbergh.

O ex-presidente do Senado e líder do PMDB, Renan Calheiros, do mesmo partido de Michel Temer, criticou a reforma trabalhista e disse que a proposta causará “males” ao país. “Quando nós somarmos essa reforma trabalhista, com o que de maldade ela contém, com a reoneração de setores da economia, vamos ter um desemprego alarmante no Brasil”, afirmou Renan.

Senadores da CAS que votaram contra a Reforma Trabalhista: Ângela Portela (PDT), Humberto Costa (PT),Paulo Paim (PT),Paulo Rocha (PT),Regina Souza (PT), Otto Alencar (PSD), Lídice da Matta, Randolfe Rodrigues (Rede), e Hélio José (PMDB).

Senadores que votaram à favor da Reforma Trabalhista proposta por Temer:Waldemir Moka (PMDB), Elmano Férrer (PMDB), Airton Sandoval PMDB), Dalírio Beber (PSDB), Eduardo Amorim (PSDB), Flexa Ribeiro (PSDB), Ricardo Ferraço (PSDB), Ana Amélia (PP), Cidinho Santos (PR), e Vicentinho Alves (PR).

Apesar de o texto do governo ter sido rejeitado na Comissão de Assuntos Sociais, a reforma trabalhista ainda vai passar pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e, por fim, pelo plenário do Senado. Segundo a Mesa Diretora do Senado, os relatórios da CAE, CAS e CCJ vão servir de orientação para a votação em plenário. O texto que vai ser analisado em plenário é a matéria que veio da Câmara.

No Senado, o texto já havia sido aprovado pela Comissão de Assuntos Econômicos (CAE). Na última terça-feira (13), o relator Ricardo Ferraço leu parecer favorável à aprovação da reforma. Ele rejeitou todas as emendas que haviam sido apresentadas ao texto e manteve todo teor do projeto que foi aprovado pela Câmara.

A reforma foi enviada ao Congresso pelo presidente Michel Temer no ano passado. Um dos principais dispositivos do projeto é estabelecer pontos que poderão ser negociados entre patrões e empregados. Em caso de acordo coletivo, esses pontos passam a ter força de lei.

Comitê Gestor recebe relatório das Câmaras Temáticas

As câmaras temáticas de água, dinamização da economia, educação como plataforma para o desenvolvimento , resíduos sólidos e uso e ocupação do solo, apresentaram ao Comitê Gestor os relatórios finais das atividades e prestações de contas do biênio 2016-2017, aos membros do Comitê Gestor do CDES do DF. O Conselho foi criado por meio do Decreto nº 33.359, de 23 de novembro de 2011, e alterado pelo Decreto nº 36.297, de 22 de janeiro de 2015. O colegiado é formado por 69 conselheiros, 22 do governo e 47 representantes de diversos setores da sociedade civil e tem a finalidade de discutir as demandas da população e opinar sobre o desenvolvimento econômico do DF.

O comitê gestor do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social é formado por representantes do governo de Brasília e do setor produtivo. Do Executivo, integram o conselho a Casa Civil, a Secretaria Adjunta de Relações Institucionais e Sociais e a Secretaria Executiva do colegiado. Da sociedade civil, fazem parte a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do DF; o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do DF; a Superintendência de Desenvolvimento do Centro-Oeste; a Universidade de Brasília; a Central Geral dos Trabalhadores do Brasil; e o Sindicato da Indústria da Construção Civil do DF.

O secretário adjunto de Relações Institucionais e Sociais, da Casa Civil do DF, Igor Tokarski, disse que as propostas apresentadas por cada câmara serão analisadas pelo comitê Gestor e, em julho, serão apresentadas a todos os integrantes do conselho pleno. Tokarski informou que a próxima reunião para debater os resultados de todo o trabalho feito nas câmaras está marcada para o dia 03 de julho.

Participaram da reunião o secretário da Casa Civil, Relações Institucionais e Sociais do DF,Sérgio Sampaio; o secretário adjunto de Relações Institucionais e Sociais, Igor Tokarski; o secretário executivo do CDES/DF, Agnaldo Moraes; a reitora da UnB, Márcia Abrahão; o presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae/DF, Luís Afonso Bermudez; o presidente da Fecomércio, Adelmir Santana; o vice-presidente do Sinduscon, João Carlos Pimenta; o presidente da Codeplan, Lúcio Rennó; o coordenador-geral de Execução Orçamentária, Financeira e Prestação de Contas, Eliel de Souza Mendes e o assessor da CDES/DF, Ronaldo Alves.

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

Página 1 de 210
RocketTheme Joomla Templates